Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

L4D ganha conteúdo e promoção

Por em 29 de setembro de 2009

Fãs dos jogos onde matamos hordas intermináveis de zumbis, a Valve acabou de liberar o Crash Course, um novo update gratuito (nos PCs) para o Left 4 Dead. O download adiciona uma nova campanha ao jogo, também disponível no modo Survival e Versus, sendo este último o foco do DLC. Além disso, foram adicionadas dez novas conquistas e a empresa garante que o sistema de criação de partidas foi melhorado.

Para quem ainda não comprou o jogo, os caras aproveitaram para fazer uma daquelas superpromoções, e até o dia 2 de outubro, você pagará só US$ 14,99 no jogo, um desconto de 50%. Por hora só posso lamentar o fato do meu PC não rodar o jogo satisfatoriamente, esse é um daqueles que eu queria muito jogar :(

dori_l4d_29.09.9

emComputadores

Capcom anuncia Super Street Fighter IV

Por em 29 de setembro de 2009

Merecendo levar o prêmio “Amigo da Onça do Ano”, a Capcom confirmou, para o nosso outono de 2010, o lançamento do Super Street Fighter IV para o Xbox 360 e Playstation 3, uma tentativa de trazer melhorias ao game que ressuscitou a franquia. Embora essa novidade possa agradar muitos jogadores, a produtora confirmou que não se trata de conteúdo disponível por download e sim de um novo disco, portanto, se você comprou o SFIV e gosta da série, prepare-se para gastar mais algumas dezenas de dólares.

A justificativa dada para um novo lançamento é que da forma como o game original foi programado, algumas das adições não poderiam ser adaptadas, pelo menos o produtor Yoshinori Ono disse que aqueles que compraram o Street Fighter IV terão direito a um bônus exclusivo (não revelado) e que o SSFIV custará menos que um lançamento normal.

Os produtores prometem ter levado em consideração as reclamações da comunidade, o que permitirá personagens mais balanceados. Eles também revelaram que serão adicionados oito novos lutadores, porém, apenas o índio T. Hawk e o jamaicano Dee Jay e a novata coreana Juri estão confirmados, totalizando 33 World Warriors na nova versão.

Com as mudanças brevemente explicadas, guardei o último parágrafo para fazer um desabafo, já que dessa vez eu dei sorte. Quase comprei o jogo no mês passado, mas acabei desistindo na última hora, portanto, dessa vez eu não perdi o meu rico dinheiro e vou pegar logo esta versão (mas perderei, pois alguns meses depois do lançamento do SSFIV, a Capcom deverá anunciar o Ultra Super Mega Street Fighter IV – The Ultimate Hyper Boga Edition of the Year).

dori_sf4_29.09.9

[via GameSpot]

emMicrosoft Sony

SBTVD evolui, gerando um Fórum Internacional para o ISDB-T

Por em 29 de setembro de 2009

Quando o SBTVD foi anunciado, creio que muitos o viram com desconfiança, já que tratava-se de um padrão de transmissão e recepção digital de TV, em alta definição, que, até então, era apenas utilizado pelo país onde fora originalmente desenvolvido como ISDB-T, o Japão.

Sudamérica Digital TV Broadcasting

O receio, de muitos brasileiros, em ver todas as emissoras de TV aberta adotarem uma tecnologia tão exclusiva, era de que ocorresse algo parecido com o PAL-M, padrão analógico de transmissão e recepção de imagens em cores e sinônimo de “isolamento” comercial, já que só o Brasil usava tal padrão, enquanto a maior parte do continente sudamericaño adotou o PAL-N ou o NTSC e, assim, em teoria, o uso do padrão japonês, aparentemente tão exclusivo quanto o PAL-M, limitaria as exportações de televisores e outros aparelhos receptores produzidos no país.

Bom, para a infelicidade geral daqueles que torciam contra o SBTVD (ou ISDB-Tb), não foi desta vez que o Brasil reviveu o pesadelo do PAL-M. Muito pelo contrário: outros países sul-americanos conseguiram ser convencidos de que podem ser unidos pelo mesmo modelo de televisão digital em alta definição.

O Peru entrou primeiro, no barco sudamericaño do ISDB-T, ao firmar parceria com o Japão para a aquisição de equipamentos e transmissores, além de planejar testes oficiais com o SBTVD já em março do próximo ano.

Em seguida, la Argentina dançou um belo e triste tango contra as aspirações del Grupo Clarín (ATSC) e os devaneios da Telecômica Argentina e Telefe (DVB/T), ao oficializar, durante a reunião de cúpula da Unasul de 2009, no final de agosto, a adoção do padrão nipo-brasileiro de TV digital, o ISDB-Tb.

E, agora, é a vez do Chile que, assim, se torna o quinto país do mundo a adotar o ISDB-T e o quarto a utilizar o ISDB-Tb. A formalização do Fórum Internacional ISDB-T, que está planejada para março de 2010, é algo proposto pelo Brasil e aceito pelo Japão, Peru, Argentina e Chile. Esse fórum reafirma o compromisso de colaboração mútua, entre os países membros, para a troca de experiências sobre a implantação do ISDB-Tb nos novos integrantes.

Bom, tais países de la Sudamérica podem não ser tão expressivos quanto um México (ATSC) ou Uruguai (DVB/T) da vida, mas, ainda sim, serão potenciais clientes dos receptores do SBTVD fabricados no “Brasil-sil!”. Posso dizer, então, que a larga oferta de receptores baratos, estes prometidos no início do SBTVD, aparentemente será cumprida. E espero que seja primeiro no Brasil, mesmo sem multiprogramação.

Por falar nisso, como anda o sinal do SBTVD em sua cidade?

emÁudio Vídeo Fotografia Celular Indústria Periféricos Propaganda & Marketing Publicidade Telecom

Fãs e os filmes não autorizados

Por em 29 de setembro de 2009

Sejamos sinceros, será que existe povo mais desocupado que os apaixonados por videogames? Esse pessoal costuma aproveitar o tempo ocioso inventando maluquices que estejam relacionadas aos seus jogos favoritos e um dos trabalhos onde a imaginação fértil deles tem se sobressaído e na criação de trailers de filmes falsos, ou melhor, não oficiais.

Para quem gosta dessas brincadeiras, recomendo dar uma olhada nos dois vídeos aí em baixo do site Gamevision. Além da qualidade superior a de muita produção de Hollywood, o senso de humor dos caras é algo a ser destacado, aproveitando muito bem algumas características dos jogos.

Apostando num estilo mais sério e tentando levar para a sétima arte as qualidades da série criada por Hideo Kojima, um grupo produziu o Metal Gear Solid: Philanthropy, mas não se trata de um trailer e sim o filmes completo. Com várias cenas em CGs e muitos efeitos especiais, o trabalho dos caras é louvável, principalmente por eles afirmarem que não pretendem obter lucro e inclusive disponibilizam a criação por download.

 
 

emCultura Gamer Vídeos

Squenix e o shmup em cidades reais

Por em 29 de setembro de 2009

Muitos de vocês já devem ter entrado no Google Earth e imaginado como seria legal um jogo que utilizasse aquelas imagens. Um estilo que poderia se valer muito bem desta ideia são os jogos de nave e levando este conceito um pouco além, já que as cidades foram recriadas em 3D, a Square-Enix está produzindo o 0 Day Attack on Earth.

Mesmo não tendo revelados quais localidades estarão presentes, a empresa divulgou um trailer durante a TGS onde foi dito que teremos que defender cidades reais de uma invasão alienígena (será que os ETs não tem nada mais interessante para fazer?) e mesmo que de relance, é possível vermos o Champs-Élysées e o que me pareceu Sidney, Austrália.

Se o jogo for tão divertido quanto parece, os fãs do gênero finalmente poderão se sentir defendo um lugar real e a expressão “gráficos foto realísticos” parece ter sido cunhada pensando em algo deste estilo. O lançamento acontecerá em 2010 e por enquanto se trata de um jogo exclusivo do Xbox 360, através da Live.

dori_0dyi_28.09.9-2 dori_0dyi_28.09.9 dori_0dyi_28.09.9-3
 

emPreview Vídeos

Help Portrait: por uma participação social

Por em 29 de setembro de 2009

Quem acompanha os meus textos no Meio Bit sabe que sempre tive uma preocupação com a contextualização da fotografia. Tentar trazer a arte fotográfica para o campo da participação social é uma de minhas grandes preocupações. Por isso que não poderia deixar de apoiar a iniciativa criada por Jeremy Cowart denominada Help Portrait.

A idéia é bem simples. No dia 12 de dezembro, grupos de fotógrafos organizados por todo mundo vão executar retratos daqueles que não tem acesso a esse tipo de produto.  Mães solteiras, pessoas doentes, moradores de asilos, orfanatos, moradores de rua, enfim, todos aqueles que nunca tiveram a oportunidade de ter um retrato seu ou da família feito com qualidade. Segundo Jeremy Cowart, o que vale aqui é a organização e o ato fotográfico, nem é necessário mostrar as fotos depois, pois o importante não é isso, e sim usar o que sabemos fazer melhor por um grupo que necessita de atenção.

O retrato de família seria um lance muito interessante, pelo menos aqui no interior de São Paulo. A prática já foi muito famosa até algumas décadas atrás, mas hoje está um pouco banalizada. Pela facilidade da fotografia digital estamos nos esquecendo daquele momento mágico familiar do retrato. Como minha pequena contribuição para o movimento, e para colocar Presidente Prudente nesse gigantesco mapa fotográfico, vou organizar por aqui um grande mutirão fotográfico para levar a pessoas carentes um pouco de alegria.

Mas, o evento não é fechado. Não é necessário ser fotógrafo profissional, é necessário estar disposto a dar um pouquinho do seu tempo para essa grande atividade. Para participar é só visitar o site do Help Portrait para saber um pouco mais sobre o que vai acontecer e depois se cadastrar para poder ter acesso aos diversos grupos que estão se formando pelo planeta e se juntar a eles, ou mesmo formar seu próprio grupo na sua cidade. Só lembrando que a atividade é aberta a todas as formas de intervenção que usem a imagem. Muitos estão planejando fazer vídeos e outros tipos de intervenção.

Veja abaixo um vídeo explicativo para entender um pouco mais do projeto.

Encontre mais informaçõe no Twitter e no Facebook. Essa é uma ação que está tendo um enorme apoio no mundo toto e seria muito bacana os leitores que possuem afinidade com a fotografia participarem desse projeto.

emNotícias

Microsoft Barrelfish: breve, em qualquer hardware perto de você?

Por em 28 de setembro de 2009

Nada como a boa e velha estratégia “Dividir para Conquistar”. O pessoal de Redmond, além do Singularity e do Midori, agora também disponibilizou um outro Sistema Operacional, desenvolvido especiamente para processadores “multi núcleo”: o Barrelfish.

Consciente de que a corrida, agora, já não é mais pelo maior clock, mas sim pelo maior número de núcleos, a Microsoft, juntamente com a ETH Zurich  desenvolveram não só a base teórica do S.O., mas também uma “prova de conceito”, disponível sob uma licença “BSD style”. Além dos detalhes técnicos que podem ser lidos aqui (como a total ausência de compartilhamento de memória para comunicação inter-processos), o que mais me chamou a atenção foi a figurinha abaixo:

image

Reparem que a camada de hardware, além do óbvio suporte a processadores x86 tem outras possibilidades: ARM, GPU e, pelo visto, outros. Sinal de que a Microsoft não ignora o fato de a ARM quer entrar com força no mercado de “nettops”? Ou estaria aí o futuro do Windows CE? Conjecturas… mas o principal, a empresa está fazendo: se movendo em várias direções, para não ser engolida por uma reviravolta no mercado.

Se você ficou interessado, baixe o código e nos diga o que achou.

Atualização: aquele pessoal da MS Research é movido mesmo a cafeína… agora liberaram o Helios, S.O. “complementar” ao Barrelfish, voltado a plataformas heterogêneas.

[via OSNews]

emIndústria