Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Wada: Falta originalidade

Por em 30 de julho de 2009

Muitos de nós que acompanham a indústria dos videogames há muitos anos volta e meia nos pegamos discutindo sobre a falta de originalidade dos game designers. Sinceramente, não sei se é reconfortante ou preocupante o fato de que essa reclamação também é feita por alguns desenvolvedores, como o caso de Yasuhiro Wada, criador da série Harvest Moon e CEO da Marvelous Entertainment.

Ao conceder uma entrevista com o pessoa da revista Edge, Wada falou sobre as baixas vendas de seus jogos no Wii, que seria justificado pelo nome ainda não consolidado da empresa e a tentativa da Microsoft de consolidar o Xbox 360 no Japão lançando vários jRPGs, mas o que mais me chamou a atenção foi sua resposta ao questionarem sobre a suposta falta de inovações por parte da indústria:

Eu realmente penso que há motivo para continuarmos desenvolvendo esses [originais] jogos. Caso contrário, acho que um grande perigo para nossa indústria aguardará na próxima esquina. Talvez a originalidade encontre seu caminho em algum nível underground, indie de produção. Acredito que nosso mercado esteja afundando porque os jogadores estão ficando entediados e desinteressados em jogar videogame…

dori_mur_30.07.09 Pegue como exemplo os gráficos 2D, que são o núcleo do Muramasa. Acredito que não haja muitas empresas interessadas em desenvolver títulos baseados em gráficos em duas dimensões de alta qualidade. Você encontrará muitos jogos usando imagens 3D, mas existem qualidades que são únicas ao 2D, como o nível de detalhes, cores, etc… Além disso, se o mercado se tornar exclusivamente sobre 3D, então alguém muito talentoso em 2D pode achar que ele não é útil para a indústria, o que afetaria a criatividade da indústria no geral.

É claro que investir na originalidade é arriscado. É preciso vender para manter esses jogos originais. Como um negócio, a indústria precisa dessas séries e franquias fortes para financiar os jogos inovadores, mas o que quero dizer é que não é saudável quando a indústria aposta apenas em séries e franquias.

Acho difícil encontrar uma linha de raciocino que eu concorde mais e seria mesmo muito bom se mais companhias pensassem dessas forma. Bem que todas as desenvolvedoras poderiam dedicar, obrigatoriamente, uma porcentagem de seus ganhos ao desenvolvimento de títulos realmente inovadores, não acham?

[via Edge]

emIndústria

Lançamentos Kodak – EasyShare Z950

Por em 30 de julho de 2009

Agora é a vez da Kodak abrir o livro de lançamentos e mostrar o que vai chegar ao mercado no segundo semestre de 2009. Analisando todas as câmeras que estão chegando ao mercado na mesma época fica evidente que tudo está sendo motivado pelo fenômeno da filmagem em alta definição. Quase todos os modelos apresentados comportam esse padrão de filmagem. É mau negócio ficar para trás da concorrência.

A Kodak está chegando com três novos modelos. O mais expressivo é a nova EasyShare Z950 com 12 megapixels de definição máxima (incrível, mas todos os modelos lançados nessa semana estão dentro dessa definição ou perto) e 10x de zoom ótico (os principais sites de notícia não informam a correta distância focal do equipamento) com estabilização de imagem na lente. A câmera vem preparada para produzir filmes em alta definição e é equipada com o novo Smart Capture, que além de escolher o melhor modo pré-programado de cena, também escolhe o melhor tipo de autofocus e intensidade do flash. Fora isso, temos o visor LCD de 3 polegadas e a incrível velocidade ISO máxima de 3200 (só possível com a definição de 3,1 megapixels). A Kodak Easyshare Z950 chega ao mercado em setembro e vai custar £199.99.

Já a Kodak EasyShare M381 é uma compacta com 12 megapixels de definição máxima, uma lente com 5x de zoom ótico (equivalente a uma 35-175mm no formato 35mm) e produz vídeos em alta definição. Ela possuí monitor LCD de 3 polegadas e a tecnologia blur reduction, que funciona como um estabilizador de imagem. Ainda temos Smart Capture e o Easy Uploading que facilita o upload de fotos e vídeos para serviços como Facebook, Youtube e o Kodak Gallery. A Kodak Easyshare M381 vai estar disponível ao consumidor em setembro ao preço de £129.99.

A Kodak EasyShare M341 é a mais simples de todas. Chega ao mercado com 12 megapixels de definição máxima, 3x de zoom ótico, visor LCD de 2,7 polegadas, Smart Capture e Easy Uploading. A câmera também vai estar disponível para o consumidor em setembro ao preço de £119.99.

Kodak EasyShareZ950

Fonte: Dpreview

emEquipamentos Notícias

Kodak Zi8 – Vídeos em alta definição ao alcance de todos

Por em 30 de julho de 2009

Está louco para entrar no mundo da filmagem em alta definição, mas não tem grana para uma filmadora ou não está a fim de trocar de câmera digital? Uma opção pode ser o novo Kodak Zi8, um aparelho compacto que produz vídeos em 1080 pixels e faz fotos com 5 megapixels de definição máxima. O equipamento possuí visor LCD de 2,7 polegadas e estabilização de imagem eletrônica.

Segundo a Kodak, “com a nova câmera de vídeo digital KODAK Zi8, os consumidores podem capturar a vida em movimento, em vívido HD e, em seguida, compartilhá-lo com rapidez e facilidade.” Assim como as novas câmeras da empresa, o Zi8 possuí o Easy Uploading, que através de um botão, ou através do software Kodak Easyshare, pode fazer uploads diretamente para serviços de armazenamento de vídeos, como o Youtube, ou redes de relacionamento, como o Facebook.

O Kodak Zi8 se conecta ao computador através da entrada USB e é compatível com cartões SD de até 32GB. Vai estar disponível em setembro e vai custar US$ 180,00.

kodak zi8

Fonte: Photography Blog

emEquipamentos Notícias

Aumento no preço dos games?

Por em 30 de julho de 2009

Atenção jogadores que gostam e mesmo com muita dificuldade conseguem manter suas coleções apenas com jogos originais, mesmo em época de crise e com várias empresas e consumidores clamando por jogos e consoles mais baratos, é possível que estejamos diante de um aumento no preço dos jogos.

O primeiro aceno para esta tendência foi dado pela Activision ao revelar que a versão para computadores do aguardado Call of Duty: Modern Warfare 2 custará US$ 60, 10 a mais que o valor cobrado por lançamentos nos EUA. bastou alguns dias para que um tópico fosse criado no site Total Gaming Network questionando se as pessoas comprariam o novo jogo e embora o resultado não signifique um fracasso nas vendas, atualmente mais de 78% das pessoas disseram que boicotarão o game.

Porém, se a atitude pode parecer apenas reclamação de um bando de moleques mimados, por outro lado mostra a insatisfação dos fãs que não aceitam a justificativa dada pela produtora de que o aumento é necessário para que os custos com a produção sejam cobertos e pode servir como um perigoso precedente aberto para que outras companhias sigam os passos das Activision.

dori_mon_29.07.09 Esse temor já está sendo levantado na Europa e com um certo motivo. No velho continente a rede de lojas ShopTo já se pronunciou afirmado preocupação, já que Microsoft e Nintendo aumentaram o preço de games, Forza Motorsport 3 e Professor Layton and Pandora’s Box, respectivamente. para se ter uma ideia, na Inglaterra o mesmo Modern Warfare 2 custará ao jogador cerca de 12 Euros a mais do que custaria normalmente e será vendido por absurdos 63€, algo em torno de R$ 170.

Embora tudo ainda gire na vase da especulação, a situação não deixa de ser alarmante, principalmente para nós brasileiros. Não quero nem pensar na possibilidade da moda pegar e os jogos tiverem seus preço ainda mais caros. Por enquanto nada foi dito sobre jogos para consoles, mas se um lançamento nos EUA custa US$ 59,90 e por aqui já está saindo por 300 reais, não quero ver onde isso irá parar.

[via Kotaku e Eurogamer]

emComputadores Indústria

Viciado em MMOs? Faça terapia virtual

Por em 30 de julho de 2009

O vício por MMOs é sem dúvida um problema que preocupa muitas pessoas, principalmente os pais de jovens que não conseguem ficar muito tempo fora dos mundos virtuais disponibilizado nesses jogos. A situação chegou ao ponto de certos médicos até utilizarem tratamento de choques nos pacientes, mas um psiquiatra inglês afirma ter encontrado uma solução no mínimo, diferente.

O Dr Richard Graham revelou ao Telegraph que pretende ajudar os dependentes virtuais™ de dentro do próprio jogo. A ideia surgiu quando ele percebeu que alguns jovens chegam a passar 16 horas dentro dos games e como ele não poderia invadir suas casas para realizar a terapia, seria uma boa conversar com eles através do próprio game.

O médico afirmou ainda que pretende usar o World of Warcraft e que já entrou em contato com a Blizzard pedindo uma conta gratuita, ou pelo menos um desconto para que possa atuar no universo do jogo. Acho que só esqueceram de avisar que talvez a companhia não faça muita questão de que seus jogadores percam o vício e ocasionalmente cancelem suas contas.

dori_mmo_30.0709

[via VG247]

emMMO

Lançamentos Kodak – EasyShare Z950

Por em 30 de julho de 2009

Agora é a vez da kodak abrir o livro de lançamentos e mostrar o que vai chegar ao mercado no segundo semestre de 2009. Analisando todas as câmeras que estão chegando ao mercado na mesma época fica evidente que tudo está sendo motivado pelo fenômeno da filmagem em alta definição. Quase todos os modelos apresentados comportam esse padrão de filmagem. É mau negócio ficar para trás da concorrência.

A Kodak está chegando com três novos modelos. O mais expressivo é a nova EasyShare Z950 com 12 megapixels de definição máxima (incrível, mas todos os modelos lançados nessa semana estão dentro dessa definição ou perto) e 10x de zoom ótico (os principais sites de notícia não informam a correta distância focal do equipamento) com estabilização de imagem na lente. A câmera vem preparada para produzir filmes em alta definição e é equipada com o novo Smart Capture, que além de escolher o melhor modo pré-programado de cena, também escolhe o melhor tipo de autofocus e intensidade do flash. Fora isso, temos o visor LCD de 3 polegadas e a incrível velocidade ISO máxima de 3200 (só possível com a definição de 3,1 megapixels). A Kodak Easyshare Z950 chega ao mercado em setembro e vai custar £199.99.

Já a Kodak EasyShare M381 é uma compacta com 12 megapixels de definição máxima, uma lente com 5x de zoom ótico (equivalente a uma 35-175mm no formato 35mm) e produz vídeos em alta definição. Ela possuí monitor LCD de 3 polegadas e a tecnologia blur reduction, que funciona como um estabilizador de imagem. Ainda temos Smart Capture e o Easy Uploading que facilita o upload de fotos e vídeos para serviços como Facebook, Youtube e o Kodak Gallery. A Kodak Easyshare M381 vai estar disponível ao consumidor em setembro ao preço de £129.99.

A Kodak EasyShare M341 é a mais simples de todas. Chega ao mercado com 12 megapixels de definição máxima, 3x de zoom ótico, visor LCD de 2,7 polegadas, Smart Capture e Easy Uploading. A câmera também vai estar disponível para o consumidor em setembro ao preço de £119.99.

Kodak EasyShareZ950

Fonte: Dpreview

emEquipamentos

Menino de 11 anos sofre com Contra

Por em 29 de julho de 2009

Algumas ideias precisam ser reverenciadas e o que o autor do blog Nerd Ballon fez ao criar o Project D é um desses casos. Funciona mais ou menos assim: Ele colocará um moleque de 11 anos para jogar alguma game das antigas, algum título que o menino nunca tenha jogado e que por essência seja bastante difícil. A intenção é mostrar que não se faz mais jogos casca-grossa como antigamente.

Para começar, a cobaia foi submetida a uma sessão do clássico Contra e embora o vídeo não tenha legendas, acho que a maioria conseguirá entender o quanto o juvenil gamer sofreu, não tendo conseguido passar nem do primeiro chefe. Ele ainda afirma que os gráficos são horríveis, que a trilha sonora é entediante e que não aprovou o fato de que apenas um tiro é bastante para matar seu personagem.

Por fim, como não nos incomodar com suas seguidas comparações com os ótimos Halo 3 e Call of Duty: World at War, mas que convenhamos, nem de longe lembra a dificuldade de alguns games old school. Como a coluna terá cinco episódios, tenha até pena de quando ele for apresentado ao “terrível” Battletoads.

emMuseu Vídeos