Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Tectoy diz que Resident Evil 4: Wii Edition estará no Zeebo

Por em 27 de novembro de 2008

A Tectoy é a maior empresa de games brasileira, sem dúvida alguma, mas está dando algumas mancadas no site de seu novo console, o Zeebo, que promete competir com o já consolidado e ultrapassado Playstation 2. Primeiro, afirmou que “o Zeebo é o melhor sistema de jogos de todos os tempos”. Além de dizer que o console terá os gráficos “mais incríveis já criados”.

Foi inaugurada a área de jogos do site oficial, que mostra os games que estarão disponíveis no console. Entre eles, temos alguns jogos promissores, como Sonic Adventure, Street Fighter Alpha, Tekken 2, Crazy Taxi, Virtua Tenis e, espere, Resident Evil 4 Wii Edition. Sim. De acordo com o site do console, será lançada uma versão do game para o Zeebo, mas a empresa esqueceu de remover o “Wii Edition” do banner. Que feio, hein, Tectoy?

Ainda não há nenhuma informação adicional sobre a versão de Resident Evil do Zeebo. O console está previsto para chegar as lojas ano que vem.

lemos_zeebo_27_11_2008

emIndústria

Os melhores e os piores mods do Doom

Por em 27 de novembro de 2008

O FPS Doom é provavelmente um dos mais conhecidos jogos da história dos videogames. Qualquer jogador que se preze já percorrer os corredores infestados de monstros do game em uma das várias versões.

Como é costume nos PCs, Doom também possui uma boa quantidade de modificações e o site GameRadar fez uma matéria apontando algum dos melhores e também os mais estranhos. Nela podemos ver algumas criações muito interessantes, como uma onde os jogadores recriaram o jogo Sonic ou o Tomb Raider.

É impressionante como a criatividade é capaz de passar por cima até mesmo das limitações técnicas. Veja:

 

Agora, se você acha o Doom muito difícil, dê uma olhada neste vídeo :)

emComputadores Miscelâneas

Destroy All Humans de PS3 cancelado

Por em 27 de novembro de 2008

A THQ confirmou que Destroy All Humans! Path of the Furon, antes para PS3 e Xbox 360, saíra apenas para Xbox 360 devido a “problemas de desenvolvimento”.

Esse é o terceiro e último jogo da série, já que o estúdio Sandblast Games, estúdio que produzia a série, fechou. Destroy All Humans é um jogo de ação em que você é um invasor na Terra e está tentando destruí-la.

O primeiro jogo da série foi lançado para Xbox e PS2, enquanto o segundo foi só para Xbox, já que o título de PS2 também foi cancelado. Destroy All Humans! Path of the Furon será lançado dia 1º de Dezembro desse ano.

Confira abaixo o trailer do jogo, agora exclusivamente para Xbox 360.

[via Shacknews]

emMicrosoft Sony Vídeos

Fotografia Infravermelha

Por em 27 de novembro de 2008

O infravermelho é um comprimento de onda da luz que não é captado pelos nossos olhos e nem pelo filme e sensores fotográficos comuns. Na época da película existiam os filmes especiais que eram sensibilizados pelo infravermelho. Só é necessário comprar um filtro especial para impedir que os outros comprimentos de onda da luz passem pela lente. Na era digital, infelizmente, não é toda câmera que consegue captar esse espectro de luz, mas as que conseguem trazem como vantagem em relação ao filme a possibilidade de edição no Photoshop. Existem as fotos infravermelhas coloridas ou preto e branco. Nas coloridas, com auxilio de filtros coloridos, é possível adicionar efeitos fantásticos, principalmente na vegetação.

Existem câmeras especiais que captam exclusivamente o infravermelho, mas são caras e possuem um uso específico na indústria e em alguns segmentos da biologia. Por muito tempo o exército americano dificultou a exportação de filmes infravermelhos dos Estados Unidos por conta de seu uso militar. Uma das características desse tipo de fotografia é que apenas fontes de calor (seres vivos) refletem de maneira saliente o infravermelho. As propriedades desse tipo de fotografia já eram conhecidas desde a Segunda Guerra Mundial, quando os alemães usavam as imagens para detectar abrigos camuflados dos aliados.

Mas, por que estou falando disso agora? A empresa americana David Steele esta colocando no mercado um filtro infravermelho para câmeras de vídeo que permite ver através de tecidos, vidros escuros e óculos de sol. Uma curiosidade que poucos conhecem é que em situações de muita luz as imagens de infravermelho podem ver através de tecidos muito finos ou molhados, como vestidos e biquínis. Por esse motivo em alguns lugares do mundo, no Japão por exemplo, é proibido esse tipo de fotografia em público. As primeiras câmeras da Sony, que possuem o recurso Nightshot, usavam um raio de  infravermelho para fazer fotos com total falta de luz (aquelas imagens azuladas), mas era tão intenso que podia ver através das roupas mais finas. Após alguns protestos da comunidade internacional, a Sony retirou esses recursos de suas câmeras.

A David Steele garante que o principal objetivo do novo filtro é ser usado pela polícia e equipes de segurança, porém o artefato está a venda para quem se interessar no site da empresa pela bagatela de U$ 199,00. Instrumentalização para o Voyeur de maneira legal e limpa. Então amigos, se estiverem na praia e verem alguém com uma câmera e um filtro bem escuro na frente da lente, podem ter certeza que ele está fotografando suas mulheres e vendo um pouco mais do que os outros.

Veja um exemplo do que é capaz esse filtro, segundo a companhia que o produz, claro.

emAcessórios

Mundo dos games fica “mais cinza”

Por em 27 de novembro de 2008

É comum que de tempos em tempos uma empresa dê uma repaginada em sua logomarca. Visando se tornar mais moderna e assim ampliar seu público, mas veja a imagem que está na parte de baixo desse texto e tente imaginar a Nintendo com “outra cara”.

Pois foi o que sugeriu um comunicado à imprensa enviado pela parte européia da empresa. De acordo com o email, os veículos de mídia deveriam deixar de usar uma das logos mais conhecida do mundo dos games. A sugestão é que passassem a utilizar uma versão cinza da imagem.

Após o rebuliço que se causou na internet, um porta-voz da BigN deu uma entrevista para o site CVG tentou esclarecer o fato e dizendo que este comunicado deveria ter sido feito há dois anos. Segundo ele, desde o lançamento do Wii a Nintendo vem utilizando a sua logomarca nas cores branco, preto e cinza.

Está certo que a mudança não é tão grande assim, mas acho muito difícil não ligar a Nintendo a cor vermelha. Para mim a logo cinza parece perder um pouco da alegria que sempre foi marca registrada da companhia.

 dori_nin_27.11.08

[via Kotaku]

emCultura Gamer Nintendo

Vulnerabilidade Crítica no Microsoft Windows – MS08-067

Por em 27 de novembro de 2008

Não é um 0-dayz, mas continua sendo muito séria a vulnerabilidade apresentada no boletim MS08-067.

Ela atinge as versões 2000, XP SP2, Server 2003, Server 2008 e Vista do Windows e permite a execução de código malicioso de forma remota na máquina, isto é, estando com os computadores na rede, é possível que alguém execute qualquer coisa na sua máquina. Assim dá para fazer desde um DDOS, instalar um trojan ou, se a pessoa for sádica, apagar tudo do computador. Aparentemente no Windows Vista é possível somente ocasionar uma negação de serviço.

A vulnerabilidade do boletim MS08-067 explora uma falha no sistema de RPC do Windows, onde já havia outras vulnerabilidades críticas, como acesso remoto utilizando uma falha no sistema RPC-DCOM há alguns anos.

Na página do RNP sobre a vulnerabilidade há uma lista de de links para atualização do Sistema Operacional porém a solução mais simples é habilitar o firewall que vem com o Windows. Resumindo: habilite o firewall do Windows agora e vá atualizar seu sistema operacional.

emSegurança

Equipamento Profissional

Por em 27 de novembro de 2008

No último sábado fui fazer uma cobertura fotográfica de um casamento no cartório da cidade. Uma tendência da fotografia social de casamento é que essa parte do cartório seja descartada, mas esse era um caso especial em que não haveria cerimônia religiosa, apenas o cartório e uma pequena recepção. Então, por conta de minha ansiedade com compromissos marcados, cheguei uma hora antes do combinado. Embora saiba que casamentos não diminuíram, apenas o índice de natalidade, fiquei assustado com a quantidade de casamentos que presenciei em apenas uma hora. Também fiquei assustado com a quantidade de profissionais de fotografia que estão atuando em uma cidade tão pequena quanto a minha. Outra coisa interessante que notei é a diversidade de equipamentos que o pessoal está usando ultimamente. Colocar um monte de fotógrafos na mesma sala tem o mesmo efeito de um monte de homens em um banheiro público. Ninguém admite, mas todos ficam comparando o tamanho do equipamento.

Isso me lembra uma velho debate que sempre permeia os fóruns e grupos de discussão voltados a fotografia. Fotógrafos profissionais são as pessoas mais preconceituosas que conheço. Para a maioria deles se você não tiver o equipamento mais moderno e caro produzido, você não merece respeito e nem pode ser chamado de profissional. Mas, quem faz a foto? O equipamento ou o fotógrafo?? É inegável que com o equipamento correto é possível se valer de todos os seus recursos e qualidade na geração das imagens, mas saber o que se está fazendo e conhecer e respeitar a capacidade e limitações de sua câmera é muito importante. Já vi muito fotógrafo com câmera compacta fazer imagens muito melhores que os profissionais e já vi muita gente que se diz profissional usar câmeras caríssimas e só saber operar no modo automático.

Mas, de certa maneira, entendo o que vem acontecendo. A fotografia digital barateou muito o processo de produção fotográfica. Câmeras DSLRs mais simples estão se tornando muito baratas e seus recursos automáticos criam a falsa ilusão de que fotografar é fácil. O que temos com a junção desses fatos são fotógrafos inexperientes oferecendo serviços abaixo do preço de mercado e entregando fotos horríveis para o consumidor. Por isso os verdadeiros profissionais olham com desconfiança para quem chega com uma Fuji S9100 e um flash Vivitar 258HV para fotografar um evento. Provavelmente esse indivíduo é um iniciante atrás de alguns trocados, mas também pode ser um fotógrafo experiente que sabe usar o equipamento e produzir imagens espetaculares. No fim, tudo depende do conhecimento do fotógrafo e compreender que seu melhor equipamento é seu cérebro e não a câmera. O que faz um equipamento ser profissional é o fotógrafo, por conta do uso que vai fazer dele, e não o contrário.

Mas, se você está pretendendo entrar no mercado profissional posso dar alguns conselhos. Primeiramente estude muito. Leia sobre fotografia e como produzir fotografia. Cursos são muito instrutivos, mas é possível aprender por meio de livros e textos na internet. Em segundo, estude a obra de fotógrafos que atuam na mesma área que você está tentando se iniciar. Não é vergonha copiar algumas poses enquanto você desenvolve o seu estilo próprio. Em terceiro, escolha um equipamento que lhe ofereça recursos mínimos e estude todas as funções e limitações de sua câmera. Isso vai ser o diferencial entre fotografar e apertar um botão. Em quarto lugar, pesquise o mercado fotográfico de sua região. Saiba o quanto está sendo cobrado pelos serviços mais comuns, como casamentos e festas de aniversário. Você não vai cobrar o mesmo que os profissionais mais experientes, mas também não pode cobrar muito barato, pois não vai conseguir subir o preço depois. Conheça seus custos reais e faça um preço justo. E por último, um bom caminho para aprender é se oferecer como assistente de um fotógrafo. Ele não vai pagar muito, mas o aprendizado que você vai ter não tem preço.

Começar não é fácil, mas com perseverança, treinamento e experiência é possível se manter com a fotografia.

emEquipamentos