Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Novo Nintendo DS?

Por em 29 de setembro de 2008

nintendo-ds_lite-1

Aumentam os rumores sobre uma nova versão do Nintendo DS, o portátil-matador lançado em 2004 e que recebeu um pequeno “upgrade” há dois anos.

A nova versão traria uma câmera embutida, conectividade Wi-Fi, além de uma nova interface. O preço ficaria abaixo dos US$ 190,00 e as vendas começariam antes do Natal.

É esperar para ver.

[via Electronista]

emPortáteis Rumores

SpaceX – primeira empresa privada a lançar um foguete em altitude orbital

Por em 29 de setembro de 2008

Ontem no final da tarde a SpaceX fez o 4º lançamento do Falcon 1, foguete de 27,5 m 46,7 toneladas e projetado para ser 10x mais barato do que qualquer outro lançador desenvolvido por programas espaciais governamentais. O lançamento foi tecnicamente perfeito, todos os sistemas se comportaram dentro dos parâmetros previstos, e em menos de 9 minutos o segundo estágio atingiu altitude acima de 315 km (mais alto que a Estação Espacial) e velocidade de 5.200 m/s, suficiente para uma órbita estável.

 F1-003_liftoff

A SpaceX foi criada por Elon Musk, um dos fundadores do PayPal, que investiu US$ 100 milhões no projeto.

O Falcon 1 tem a vantagem de ser reutilizável, o primeiro estágio cai de pára-quedas e é recolhido por uma equipe no mar, como os propulsores externos do Ônibus Espacial. Já há contratos da Força Aérea dos EUA e da NASA, para um número indefinido de lançamentos.

Será testado em 2009 o Falcon 9, com 54 metros e 300 toneladas, que terá capacidade de levar carga útil até a Lua. Também no projeto para teste em 2010 o Falcon 9 Heavy, de 885 toneladas. Também estão projetando a Dragon, uma cápsula espacial de carga ou transporte para até sete passageiros, que também terá seu primeiro vôo de testes em 2009

O vôo de ontem foi histórico, pois até então a órbita terrestre estava restrita a programas espaciais na casa de bilhões de dólares, bancados por governos. Agora os pequeninos (se é que ser dono da PayPal é ser pequeno, claro) entrarão no jogo. Isso resolve o problema do cachorro correndo atrás do próprio rabo que era a exploração comercial do espaço. Todo mundo sabe que há muito dinheiro lá em cima, mas era caro demais para começar. E era caro demais pra começar por ninguém ter começado.

A SpaceX quebrou o ciclo. Esperem em breve vários competidores, bons preços e quem sabe uma indústria real de turismo espacial a preços realistas.

Abaixo um vídeo com a missão completa:

continue lendo

emMiscelâneas

Webcast sobre as novidades para o XBOX 360

Por em 29 de setembro de 2008

Aconteceu sábado à noite um “webcast” com o nosso “homem de dentro” Galileu Vieira, da Microsoft, que falou sobre as novidades para o XBOX 360. Não houve grandes surpresas, para quem acompanha o mercado, mas de qualquer forma vale a citação.

Talvez o principal motivo do “show” tenha sido o novo “kit” oficial do XBOX360 para o Brasil, que agora vem com HD de 60GB, cabo HDMI, controle sem fios, controle remoto e os jogos “Too Human” e “Project Gotham IV”. O preço também baixou e esse pacote já pode ser encontrado por R$ 1899,00.

Quanto aos novos jogos, Galileu destacou:

  • Gears of Wars 2, com lançamento em 7 de novembro;
  • Fable II, com lançamento marcado para 21 de outubro. Curiosidade: está (ou estava) disponível na Live um jogo de Fable II, passível de ser “hackeado”. Mas a possibilidade era intencional e quem a utilizou foi “marcado”. Ainda não se sabe o que acontecerá com esses jogadores, mas é bem possível que eles sofram alguma influência logo no início de Fable II. Como o jogador vai evoluindo (inclusive fisicamente) à medida que escolhe suas missões, talvez eles comecem “mais feios”, “mais fétidos”, ou algo assim;
  • O fantástico “Banjo Kazooie – Nuts and Bolts”, onde a MS tenta lavar a mente expandir a audiência do videogame para o público mais infantil (mas que eu adorei). A data de lançamento é 9 de dezembro;
  • Resident Evil 5, previsto para 13 de fevereiro;
  • a facada no coração da Sony: Final Fantasy XIII, com lançamento simultâneo para XBOX 360 e Playstation 3, em algum dia de 2009;
  • e uma tentativa de fazer o console ser mais “familiar”: “Lips”, um jogo de karaokê, com dois microfones sem fios com sensores de movimento incorporados. Para vencer, é preciso cantar bem e saber “animar” a platéia. Parece interessante, mas ainda não há uma definição oficial sobre como as músicas e letras serão disponibilizadas. Obviamente, apenas a palavra “venda” foi mencionada e ninguém disse nada sobre “escrever as próprias letras”. Se não tiver duplas sertanejas nem clássicos da MPB, não será sucesso em fim de festa…

Para finalizar, um vídeo relativo a Halo 3 que o Galileu fez questão de manter suspense.

Sobre a Live ser oficialmente suportada no Brasil, aquele silêncio de morte que já é familiar. Mas o pessoal de Redmond não parece se importar nem um pouco com a forma… digamos… “alternativa” de se conseguir uma conta na rede.

Como disse no começo, nenhuma novidade realmente bombástica para quem acompanha. Mas é sempre bom ver as empresas se preocupando com o mercado interno e a Microsoft parece tentar realmente popularizar sua plataforma por aqui, tanto quanto possível. Levando em conta que uma configuração similar custaria, nos EUA, uns… US$ 474,00 e considerando impostos, frete e a taxa de câmbio, até que o preço está bem na faixa. É claro que (sonho meu… sonho meu…) a fabricação local (contando com isenções diversas) poderia melhorar muito esse valor…

emMicrosoft

Extraia áudio de quase todo tipo de vídeo

Por em 29 de setembro de 2008

Finalmente! Depois de anos procurando, até que enfim consegui encontrar um programa capaz de separar o áudio do vídeo. Eu sei que talvez todos conheçam uma forma de realizar a tarefa, mas como eu já havia deixado mensagens em diversos fóruns perguntando como fazer e ninguém se propôs a ajudar, o Pazera Free Audio Extractor virá a calhar.

O aplicativo é capaz de abrir vídeo nos formatos AVI, FLV, MP4, MPG, MOV, RM, 3GP, WMV e VOB e o usuário consegue escolher o formato de saída entre diversas opções como MP3 e AAC. De fácil manuseio, o Pazera pode funcionar também como um conversor de arquivos de aúdio e se assim como eu, você precisava retirar o áudio de algum vídeo, o problema está resolvido.

audio_extractor_main

[via LifeHacker]

emDicas

Silent Hill:Homecoming está chegando

Por em 29 de setembro de 2008

Vocês devem saber que sou fã da série Silent Hill, muito, mas muito mais que de Resident Evil e como tal, mantenho uma forte expectativa sobre o próximo jogo da cidade amaldiçoada.

Navegando pelo Gametrailers, encontrei um vídeo preview sobre o futuro lançamento e embora tenha achado os gráficos um pouco fraco, a clima sombrio permanece e pelo jeito o jogo guarda alguns momentos assustadores (sem falar que veremos o Pyramid Head novamente).

O que me chama a atenção é que quase não ouvi/li nada sobre o game e talvez eu seja a única pessoa no planeta que esteja aguardando seu lançamento, que pasmem, é no próximo dia primeiro já. Acho que vou fazer a pré-venda.

emPreview Vídeos

CG: Jeanne d’Arc

Por em 29 de setembro de 2008

Os vídeos da seção CG de hoje são algumas animações presentes no jogo de estratégia Jeanne d’Arc, exclusividade do PSP. Neles podemos ver um pouco da história do game, além do belo trabalho realizado na criação dos desenhos.

 
 
 

emPortáteis Sony Vídeos

Protegendo seus dados sigilosos

Por em 29 de setembro de 2008

Na semana passada, a notícia de que a Polícia Federal não conseguiu decodificar os dados contidos nos HDs do banqueiro Daniel Dantas gerou um certo rebuliço entre os leitores. Para piorar, a notícia ainda dizia que a Justiça poderia solicitar à fabricante (americana) do programa de codificação as chaves para se abrir os arquivos. Há várias considerações a se fazer e muito já foi dito sobre isso. Minha idéia aqui é, simplesmente, ensinar ao bom cidadão brasileiro como esconder seus dados sigilosos de forma bastante razoável.

Aqui mesmo no Meio Bit, já demos várias dicas: esteganografia, criptografia open-source… há também outras opções, tanto gratuitas quanto pagas.

Neste artigo, vou usar o já conhecido TrueCrypt, que é um ótimo substituto “free” do PGP (Pretty Good Privacy), que agora só tem versões pagas (há algumas gratuitas, bem antigas, no site PGPi).

Bem, vamos começar. Aponte seu navegador para o site do programa, especificamente para a página de download. Há versões para GNU/Linux®, OS X e Windows. Neste tutorial vou usar a versão para Windows, mas não há grandes diferenças. Baixe a versão escolhida e siga a instalação conforme mostrado abaixo (feche todos os outros programas, pois será necessário reiniciar o computador):

truecrypt1

truecrypt2

truecrypt3

truecrypt4

Clique no botão “Yes” e aguarde seu micro reiniciar.

Na primeira execução, o programa gentilmente perguntará se você deseja ler o tutorial. Afinal, é muito saber como as coisas funcionam, especialmente se você confiar toda a sua… contabilidade… ao programinha. Mas como brasileiro não lê manual, clique em “No” e vamos prosseguir.

image

A primeira coisa a fazer é clicar no botão “Create Volume”:

image

Você tem três opções: criar o seu disco virtual criptografado dentro de um arquivo no HD, em um pendrive ou HD externo ou a mais radical de todas: codificar toda partição onde está o Windows. Vamos começar do começo e fazer um teste usando o pendrive.

image

A próxima tela tem uma das opções mais bem-boladas do programa: criar um volume “normal” ou “escondido” (Hidden). Como estamos fazendo um teste, faremos o “normal”, mas é interessante saber como funciona o “Hidden volume”.

Basicamente, como diz o nome, o volume “Hidden” está “escondido” em um volume “normal”. Imagine que há um .38 na sua nuca e uma voz ameaçadora dizendo “A senha!”. Duvido que haja muito leitor aí que não suje os cueiros e grite “1234567mudar! Eu juro PELAMORDEDEUS!”.

Nesse caso extremo, o sujeito vai digitar a senha, ter acesso ao volume codificado e ver lá alguns arquivos. No entanto, “escondido” (essa é a palavra) dentro dele estará o “Hidden volume”, que só aparecerá se o sujeito conhecer outra senha. Caso ele tente vasculhar a partição com alguma ferramenta, o que aparecerá é “lixo”, indistiguível do espaço vazio de uma partição normal, que já foi utilizada várias vezes. Brilhante.

Mas voltemos ao modo normal:

image

Vamos escolher o “pendrive”. Observem que o programa mostrará uma tela de aviso, já que vamos usar TODO o espaço disponível no dispositivo. Como é um exemplo, clique em “Yes” e seja feliz.

image

image

A próxima tela permite a escolha dos algoritmos de codificação. A matemática por trás dessa simples opção é fantástica, realmente fascinante. Prometo encontrar alguém para escrever sobre isso para vocês, num futuro próximo. Por enquanto, deixem nas configurações “default” que são mais que suficientes para aquelas fotos comprometedoras em Barretos.

image

A próxima tela só informa o tamanho do volume a ser criado. Basta clicar em “Next”.

image

Agora a porca torce o rabo. A escolha da senha é um ponto muito importante. Nada de nome da namorada, data de aniversário da cunhadinha… é chato, eu sei, combinar letras maiúsculas, minúsculas, números e o que mais seu teclado fornecer, mas quanto maior a variedade, mais protegidas suas fotos, digo, seus arquivos estarão.

image

Não preciso dizer que você não deve esquecer a senha, preciso? Agora, basta escolher o sistema de arquivos (observe que a semente randômica fica variando) e clicar em “Format”:

image

E, claro, o sistema avisa que vai apagar tudo:

image

O processo demora um pouco, depende do seu micro e da interface do seu pendrive (USB 2.0 ajuda). Alguns minutos depois tudo estará finalizado.

image

Clique em “Exit”.

image

Voltando à tela principal, você agora deve escolher sob qual letra o drive encriptado deve ser montado. Prefiro começar pela final do alfabeto, mas não faz nenhuma diferença prática. Clique na letra de sua preferência e depois em “Select Device”. Aponte para o pendrive que acabamos de formatar e logo a seguir em “Mount”.

image

Abrindo o Windows Explorer, a letra do pendrive estará presente, mas não acessível (H: no meu caso). A letra escolhida para a montagem da partição encriptada estará acessível também (Z: no meu caso) e você poderá renomeá-la. Nada de nomes óbvios nem chamativos…

image

Depois disso, basta copiar seus arquivos confidenciais para o drive encriptado e utilizá-lo como um drive normal. Também pode-se fechar o Truecrypt, pois ele ficará residente na bandeja do sistema.

A única coisa que se deve lembrar, é desmontar (via software) o pendrive antes de retirá-lo do micro. Retirá-lo “à força” costuma danificar o “header” do Truecrypt e será preciso ir em “Tools –> Restore Volume Header” para tentar recuperá-lo.

Bem, este foi só o básico. Para se ter idéia, o “User Guide” do programa tem 118 páginas, mas para quem não é banqueiro, já está de bom tamanho.

emDestaque Segurança Software Tutorial