Digital Drops Blog de Brinquedo

O fim da mentira (ou quase isso)

Por em 30 de setembro de 2008

É inquestionável: a mentira faz parte da natureza humana. Mesmo a mais íntegra das pessoas em um momento ou outro acaba dando uma declaração falsa e mesmo assim, é praticamente impossível mentir sem dar pistas de que está fazendo isso. Outro ponto que parece unanimidade é que todos nós gostaríamos de saber quando outro está mentindo e o site RealScoop promete solucionar este impasse, ao menos em parte.

Os criadores do site alegam terem criado um sistema capaz de identificar se uma pessoa esta falando a verdade, apenas estudando as variações na sua voz através de um vídeo. Com a capacidade de realizar 1000 cálculos por segundo e analisando 100 elementos da voz da pessoa, se o RealScoop se popularizar ele deverá ser um tormento para a carreira de vários políticos e artistas.

Basicamente, o sistema se parece com aqueles detectores de mentira que uma cambada de apresentador de televisão gosta de mostrar em seus programas extremamente cultos e levando personalidades de igual nível intelectual. O tocador se parece com os de outros sites de vídeos e na parte de baixo é mostrada uma barra que se move conforme a pessoa fala, quanto mais vermelha ela ficar, mais falsa seria a declaração.

É difícil dizer se a tecnologia funciona realmente, mas tenho certeza que aqueles que criticam a invasão de privacidade devem estar tendo vários ataques cardíacos neste momento. É bom os responsáveis pelo RealScoop ter um boa reserva de dinheiro pois os processos deverão vir em grande quantidade.

[via TechCrunch]

emMiscelâneas

Google Search Masters 2008 – Parte 1

Por em 30 de setembro de 2008

Aconteceu no hotel Ceasar Park Faria Lima em São Paulo, dia 24 de Setembro, o Google Search Masters 2008 – evento gratuito voltado a webmasters interessados em ampliar seu conhecimento sobre a plataforma de busca e produtos do Google. Estive presente registrando tudo sobre o evento:

Organização:

O evento foi organizado pela equipe de marketing do Google (que fez um trabalho simplesmente impecável, sendo a simpaticíssima Diana Cerveira a maior responsável pela organização no local), com suporte da Agência Ideal na coordenação do atendimento à imprensa e a blogueiros. Foram aproximadamente 600 pessoas para ouvir palestrantes de diversos países e tudo correu com absoluta perfeição: credenciamento bem feito na entrada, tradução simultânea das palestras, coffee breaks bem servidos, um almoço descontraído no hall ao lado do local das palestras, brindes e, lembrem-se: tudo gratuito. A Marina Zveibil, da Agência Ideal, coordenou as entrevistas individuais com palestrantes, disponíveis aos profissionais com credencial de imprensa, como eu, dando todo o suporte necessário com muita simpatia e atenção. Nota dez para a organização; meus agradecimentos à Diana e à Marina.

googlesearchmasters1

Palestrantes e conteúdo das palestras:

O Google reuniu uma equipe de palestrantes de primeira linha composto por nomes como Adam Lasnik (Search Evangelist), Pedro Dias (Search Quality para mercados de Língua Portuguesa), Ben D’Angelo (Webspam), Rajat Mukherjee (Custom Search, Related Search and Alerts), Daniel Loreto (líder de um projeto experimental dentro da área de Pesquisa do Google), Francisco Gioielli (Engenheiro de Vendas do Google Enterprise) e Fernando Delgado (Associate Product Manager). Estiveram presentes, também, na abertura do evento, o próprio Alexandre Hohagen e Felix Ximenes – a quem quero estender meus agradecimentos pela cordialidade em nos receber como convidados de imprensa.

googlers_googlesearchmasters

Os assuntos abordados foram abrangentes e todas as palestras foram seguidas por um espaço para perguntas da platéia – infelizmente não muito bem aproveitado do ponto de vista de quem já tem alguma familiaridade com os conteúdos apresentados, pois muitas das perguntas foram bastante básicas.

Houve quem considerasse também o conteúdo das palestras um pouco superficial, mas sejamos realistas: em um evento para 600 pessoas (webmasters existem de todos os tipos), é inevitável que se tenha uma platéia extremamente heterogênea. Com isso em mente, entregar conteúdo que agrade todo mundo é uma tarefa impossível. Em conversa com o Pedro Dias, falamos exatamente sobre isso. É uma questão diretamente ligada ao público com níveis de conhecimento diferentes.

Os destaques, na minha opinião e de muitos com quem conversei, ficararam para as palestras do próprio Pedro Dias (que tem um contato mais próximo com webmasters no Brasil) e do Adam Lasnik (que entregou uma apresentação bem humorada e fez considerações em tom muito transparente e honesto). Tive o privilégio de conversar com ambos – com o Pedro ao final do evento e com o Adam, com quem tenho contato há muitos anos e nos deu o prazer de sua companhia durante o almoço.

patricia_adamlasnik
(com Adam Lasnik durante o almoço)

patricia_pedrodias
(com Pedro Dias no final do evento)

Alguns dos assuntos interessantes mencionados foram:

- Indexação de conteúdo em Flash, texto e imagens – prós e contras, problemas e soluções

- Conteúdo duplicado e identificação de autoria original

- Relevância de conteúdo

- Webmaster tools e Wembaster central

- Custom Search

- Na palestra do Daniel Loreto, que falou sobre o futuro da pesquisa, ele disse que a tendência é criar condições e ferramentas que possibilitem o acesso a todo e qualquer tipo de informação em uma infinidade de formatos, a partir de qualquer dispositivo ou computador. Com isso em mente, mencionou a Pesquisa Universal (Universal Search), que centraliza todos os tipos de busca (por fotos, notícias, blogs, imagens, vídeos, etc). Falou também sobre Book Search (e todas as possibilidades de estruturação e cruzamento de  informações que a ferramenta vai potencialmente possibilitar), indexação de áudio e reconhecimento facial e de voz.

- Fernando Delgado, que encerrou as palestras falando sobre novos produtos, apresentou o Knol (esclarecendo as dúvidas sobre a diferença entre ele e a Wikipedia) e explicou sobre tradução automática.

De uma forma geral, o evento foi um sucesso. Mais proveitoso em termos de conteúdo para aqueles com conhecimentos mais básicos, proveitoso de qualquer forma para todos os demais, que tiveram a oportunidade de entrar em contato com o time de primeira do Google.

Estamos aguardando a publicação das fotos e vídeos oficiais, mas por enquanto as fotos do grupo no Flickr podem ser vistas aqui.

Fica também a dica do grupo de discussão criado pelo Nando Kanarski do Undergoogle antes do evento – que eu agora também co-administro. Aos interessados em debater assuntos relacionados ao Google (ferramentas, otimização, busca, eventos, etc), façam seus cadastros no link abaixo:

http://groups.google.com.br/group/google-search-masters-brasil

emDestaque Google Indústria

Apple facilitando a vida de deficientes visuais

Por em 30 de setembro de 2008

De acordo com uma notícia publicada pelo The Associated Press, a Apple está tomando uma atitude daquelas que nos faz chegar a conclusão: por que ninguém pensou nisso antes? A turma da maçã estaria aproveitando a tecnologia VoiceOver presente no Mac OS para tornar tanto o iTunes quanto o iPod acessíveis a deficientes visuais.

O projeto que está sendo desenvolvido em parceria com o estado de Massachusetts e como parte do acordo a Apple teria doado US$ 250,000 para uma comissão destinada aos cegos do estado. Os usuários do Windows não ficarão de fora já que a turma de Steve Jobs fechou uma parceria com uma empresa que desenvolveu uma API que funciona junto com um aplicativo capaz de ler o que está sendo mostrado na tela.

Mesmo sendo uma iniciativa louvável, note que com isso a empresa consegue alcançar mais um nicho de mercado e tornará mais fácil a compra de músicas para pessoas com problema/ausência de visão. De qualquer forma, ponto para a Apple.

dori_vo_30.09.08

[via AppleInside]

emApple e Mac

Wal-Mart Brasil abre loja virtual

Por em 30 de setembro de 2008

O Wal-Mart finalmente abriu uma loja virtual aqui no Brasil.

Segundo a empresa, o site recebeu investimentos de R$ 25 milhões e é a primeira loja virtual fora dos EUA a usar o nome “Wal-Mart”.

Por enquanto os preços não estão diferentes dos praticados em outras lojas virtuais, mas o Wal-Mart costuma fazer promoções agressivas de inauguração nas lojas físicas – espero que faça o mesmo na loja virtual.

Agora só falta a Amazon desembarcar por aqui…

emMiscelâneas

Agente Secreto Inglês perde câmera digital com informações sobre agentes da Al Qaeda

Por em 30 de setembro de 2008

Em uma trapalhada que só foi superada por um agente que ia encontrar seus contatos em um pub e não se dava ao trabalho de tirar o crachá, um agente não-identificado (d’oh!) perde uma câmera Nikon que continha nada menos do que:

  • informações sobre suspeitos de terrorismo
  • impressões digitais
  • registros acadêmicos dos suspeitos
  • fotos de mísseis e lançadores de foguetes

don_adams A câmera foi parar no eBay britânico, adquirida por US$30,00 e felizmente um bom samaritano viu as informações e decidiu levá-la para uma delegacia de polícia, que para mostrar serviço disse que então a câmera foi “confiscada”.

Nos velhos tempos os espiões tinham mais cuidado com seus materiais, mas hoje em dia, na época dos pendrives parece que todo mundo ficou relaxado. Não é a primeira vez que esse tipo de coisa acontece. Autoridades britânicas relevaram na Segunda-feira que um funcionário público senior esqueceu no tem uma pasta com informações sobre a Al Qaeda e forças de segurança no Iraque.

Em 2007 o Primeiro Ministro pediu desculpas à população por terem perdido, no malote entre duas repartições CDs com informações completas –nome, endereço, seguro social, dados bancários, etc- de 25 milhões de cidadãos britânicos. Mais ou menos metade da população.

PS: Eu sei que Maxwell Smart é americano mas com essas trapalhadas ele representa bem melhor a imagem do espião britânico moderno do que James Bond.

Fonte: Reuters

emSegurança

Microsoft pegando pesado com fabricantes de Scareware

Por em 30 de setembro de 2008

Que o Windows é alvo número de todos os criadores de vírus e malware ninguém discorda, mas mesmo um relógio quebrado está certo duas vezes por dia, e nem o Windows pode estar sempre “errado”. Só que alguns programas investem justamente na imagem de sistema vulnerável do Windows para vender seu peixe. O termo aliás é perfeitamente adequado, pois da mesma forma que pescado, esses programas começam a feder depois de 24 horas.

São softwares que mostram mensagens de “alerta”, anunciando violações de segurança, vírus e malware em seu sistema, mesmo sem terem rodado nenhum tipo de scanner.

scareware

 

Esses programas são feitos para enganar e assustar leigos, que pagam bom dinheiro por sua “proteção”. Sem contar que vários desses programas trazem de reboque malware, trojans e vírus.

Um dos maiores exemplos é um tal de Registry Cleaner XP, que sempre indica que há algo de errado ou suspeito com seu PC. Para em seguida oferecer um programa de limpeza, que custa módicos US$39,95.

A Microsoft agora entrou na Justiça contra a empresa produtora do software pedindo indenização e exibindo que o site e os anúncios sejam retirados do ar. O Promotor de Justiça Rob McKeena, do Estado de Washington apóia o processo, e diz:

Não vamos tolerar avisos alarmistas e enganadores ou “scanners grátis” , que tentam convencer os usuários a comprar softwares para resolver problemas que eles não têm”

Vejamos o que diz o tal programa no meu computador:

postscaptura8

 

Claro, não há detalhes sobre quais seriam tais aplicações e entradas suspeitas no Registro, eu tenho que confiar no programa, pagar US$39,95 e acreditar que ele iria “reparar entradas no registro, otimizar a velocidade do sistema, bloquear popups e melhorar a velocidade do sistema”, como diz no site.

O programa aliás é tão bom que segundo as especificações funciona do Windows 95 ao 2000. Rodei no Vista e nem reclamou ;)

Espero que a Microsoft ganhe essa, pois o que o mundo menos precisa são picaretas que vivem de explorar o medo e ignorância alheios.

Fonte: Ars Technica

emSegurança Software

Onde está a carga, Mr. Pink?

Por em 30 de setembro de 2008

Se a história a seguir tivesse sido contada em um filme de ação, muitos duvidariam de sua veracidade.

De acordo com o jornal The Sun, enquanto o motorista de um caminhão dormia, alguns bandidos o abordaram e levaram o caminhão que ele dirigia com uma carga repleta de games para Playstation 3 avaliada em £600,000 (cerca de 1.08 milhões de dólares). Entre os títulos estavam várias cópias do sucesso GTA IV e 16.000 (dezesseis mil!) unidades do recém lançado Brothers In Arms: Hell’s Highway. Embora os números já impressionem, o pior ainda estava por vir.

Após realizar uma busca, a polícia da cidade de Northampton, Inglaterra, conseguiu recuperar o caminhão, ainda com a carga, e o levou para um depósito. Poucas horas depois o local foi arrombado e o caminhão sumiu novamente, tendo sido abandonado logo em seguida, dessa vez, vazio.

Agora os homens da lei afirmam que estão seguindo várias linhas de investigação e que manterão o olho no eBay, já eles acreditam que os games deverão ser vendidos no site de leilões.

dori-ps3_29.09.08

[via Joystiq]

emMiscelâneas