Digital Drops Blog de Brinquedo

Intel se alia à Cray pelo mercado de supercomputadores

Por em 29 de abril de 2008

70% dos supercomputadores do planeta utilizam tecnologia Intel, mas por algum motivo a marca não é associada a esse nível de desempenho. Em busca principalmente da exposição que esse tipo de posição garante, a Intel se aliou ao fabricante mais clássico de computadores monstruosamente poderosos, a Cray.

Criada pelo True Hacker Seymour Cray, a empresa com seu nome lançou em 1975 o Cray-1, um supercomputador com incríveis 80MHz de clock. E se você acha isso ridiculamente lento, pense de novo. Era 1975. O IBM-PC XT só seria lançado em 1983, com 4,77MHz de clock e 128KB de memória. O Cray, em 75, vinha com 1MB, podendo ir até 8MB de RAM. Ah sim, ele já era um sistema baseado em 64Bits. Chuuuupa Intel, AMD, Microsoft, Linux, IBM, etc.

Em termos de processamento, um 386DX a 40MHz processa dados a uma velocidde de 8.5MIPS, em 1988, quando foi lançado. O Cray-1, em 1975, chegava a 160MIPS. Claro, isso custava um tiquinho. Algo como 5 toneladas de peso, unidade de resfriamento a freon e 115KW de consumo, só pra CPU. Mais ou menos como uma GeForce topo de linha, dentro de uns dois anos.

A relação da Cray com os concorrentes era a mesma da Apple com a Dell. Não bastava fazer excelentes computadores. Era preciso fazer computadores BONITOS. Assim a IBM enchia o mundo com seus armários sem-graça, enquanto a Cray produzia obras de arte como este CRAY X-MP:

A Apple aliás teve uma boa relação com a Cray. Seymour Cray usava um desktop Apple como seu computador de trabalho, e a Apple comprou vários Crays, usando mais tarde um deles como simulador para rodar o MacOS, em modo monousuário.

Com o acordo a Intel quer patrocinar, com a Cray, a construção de máquinas que trabalhem na casa de Petaflops (1 petaflop == 1.000.000.000.000.000 instruções em ponto flutuante por segundo). Esse nível de velocidade permite simulação de explosões nucleares, modelagens de padrões climáticos com precisão, pesquisa de medicamentos, avanços em inteligência artificial e talvez até rodar o Crysis em 1024×768 em 25fps.

Fontes: Wikipedia, Reuters

emHardware Indústria

Hans Reiser: Julgado culpado por homicídio em primeiro grau

Por em 29 de abril de 2008

Saiu a decisão do Julgamento de Hans Reiser, criador do ReiserFS, acusado de premeditar e matar a ex-esposa. Acusado do crime, ele tomou atitudes que fariam o pai e a madrasta da Isabella parecerem Gênios do Crime, como comprar livros sobre homicídios e andar com o carro com sangue da vítima, sem o banco do passageiro, com sacos de lixo e fita adesiva, etc. Além do carpete recém-lavado.
Como era de se esperar o Juri não engoliu o argumento da defesa de que como todo geek ele era meio distraído e muito ocupado, então não percebeu que poderia estar em atitude suspeita comprando os tais livros, lavando o carro, etc.

Agora Reiser espera a sentença, ela pode pegar de 25 a perpétua.
Quanto ao futuro do ReiserFS, há controvérsias. A Namesys, empresa de Reiser que cuidava do design e implementação do ReiserFS estava à venda, para cobrir os custos do processo, mas ninguém se interessou. Agora a empresa está fora do mercado, segundo Edward Shishkin, um funcionário (ou ex) de Hans Reiser.
O Reiser4, que seria um novo Filesystem criado do zero, não foi incorporado ao kernel do Linux por não seguir os padrões de desenvolvimento Linux (segundo o pessoal do pinguim) ou por razões políticas (segundo Reiser). Mesmo assim o Reiser4 teve investimentos da DARPA e da Linspire. E se a DARPA coloca dinheiro, ou é algo muito sério ou uma besteira completa. Eu fico com a primeira opção.
O fato do Reiser4 ser OpenSource pode não ser o suficiente para que ele sobreviva. Não por um julgamento moral associando Hans ao software, ou a piadas questionáveis dizendo que o Reiser4 é uma killer-application, ou que foi renomeado para OJ_FS, e sim por Hans Reiser ser uma figura controversa mas com muita personalidade, que sempre tocou pessoalmente seus projetos.
Para o bem ou para o mal, projetos personalistas e restaurantes só funcionam com o dono por perto.
De resto, é só esperar o episódio de Lei e Ordem sobre o caso.
Fonte: San Francisco Chronicle

emOpen-Source

Se não pode vencê-los, junte-se a eles

Por em 28 de abril de 2008

No mês passado eu publiquei aqui a notícia de que os figurões de Hollywood estavam preocupados com o lançamento do GTA IV, já que ele poderia prejudicar a bilheteria dos filmes, principalmente do Homem de Ferro.

Eis que agora há pouco eu estava navegando pela seção especial dedicada ao jogo no site IGN e notei que o lançamento do game está sendo patrocinado por adivinhem quem?

O mundo realmente dá voltas.

doriprata_gta_28.04.08

emIndústria

MeioBit Games Pops 2 – versão 16 bits

Por em 28 de abril de 2008

Essa é a segunda versão do game! Agora com o tema "16 bits", apenas jogos de Mega Drive e Super Nintendo estão entre as imagens! Tente reconhecer o máximo de jogos que conhecer e poste seu desempenho.

Novamente apenas peço para todos os leitores seguirem algumas regras: não publicarem as respostas para não estragar a diversão dos leitores que ainda não jogaram. Dicas nos comentários são muito bem vindas, principalmente se algum leitor tiver alguma dificuldade com algum jogo. O que acontece muito é: "eu lembro desse jogo! Mas o nome não me vem à cabeça".

Para jogar clique em "Leia o restante do post" aqui em baixo. Boa diversão :)!

emAnúncios Destaque Web Games

Você (ainda) é um jogador hardcore?

Por em 28 de abril de 2008

O site TechRadar fez uma lista fez uma lista com 11 fatores que indicam que você está velho demais para ser considerado um jogador "barra pesada". Já discutimos o assunto várias vezes aqui no blog e pelo jeito a maioria dos jogadores se consideram no meio termo entre casual e hardcore.

É óbvio que a lista não se trata de um estudo científico, mas possui alguns pontos interessante e nos faz pensar que talvez poucos possam se considerar um jogador ultra-dedicado. O principal motivo? A falta de tempo.

doriprata_hard_28.04.08

Após o break você confere os 11 sinais que nos indicam que

– Você prefere jogar contra o computador
– Você só joga quando sua namorada não está contigo
– Você acredita que vencer não é tudo
– Já fazem dias, não horas que você não liga seu console
– Você é a pessoa mais velha trocando jogos na GameStation
– Você gosta do seu PS3 e Xbox 360 igualmente
– Você adora relembrar a "era de ouro" dos videogames
– Você evita jogar no Wii porque ele demanda muito esforço
– Suas experiências com os FPSs se resumem a "nascer", correr, morrer… "nascer", correr, morrer… "nascer"…
– Você acha a idéia de games baseados em jogos de tabuleiros perfeitamente aceitável
– Você fez a pré-venda do GTA IV mas não se importa se ele não for lançado no dia certo

emCultura Gamer Miscelâneas

Crysis + Lego + Física

Por em 28 de abril de 2008

Toda aquelas notícias sobre o jogo Crysis há alguns meses acabou. Quase não aparecem mais novidades sobre o game, mas mesmo assim ele se mostra visualmente incrível ainda hoje. Uma prova disso é o vídeo abaixo onde podemos ver uma demonstração da física do game usando peças de Lego. Impressionante!

[via TechEblog]

emComputadores Vídeos

Imagem Geek do Dia: Large Hadron Collider

Por em 28 de abril de 2008

Projeto internacional que custará quando concluído entre 5 e 10 bilhões de dólares, o Large Hadron Collider é o maior acelerador de partículas do mundo. Com 27Km de circunferência, fica na fronteira da Suiça com a França, e quando em funcionamento ocupará 7000 cientistas, que esperam com ele descobrir a partícula Higgs, que seria a explicação da diferença entre partículas com e sem massa. Apenas isso. Também investigarão Matéria Escura, quarks e gravitons, possivelmente descobrindo se as outras dimensões propostas pelo modelo da Teoria das Cordas existem mesmo.

O LHD pode também, dizem uns, produzir fenômenos até então teóricos, como strangelets, micro-buracos negros, monopolos magnéticos e partículas supersimétricas. Um grupo de desesperados inclusive entrou com uma ação na Justiça tentando impedir o funcionamento do LHC, temendo que um micro-buraco negro destruisse a Terra. Felizmente a Justiça não gostou da imagem de camponeses com tochas correndo atrás de cientistas, e indeferiu o pedido.

Clicando na foto você será levado para a versão de 5,8MB, no Flickr. Provavelmente.

emMiscelâneas