Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

GTA, GTA e mais um pouco de GTA

Por em 29 de abril de 2008

doriprata_n_29.04.08 Quem não gosta muito da série Grand Theft Auto deve estar de saco cheio de tantas notícias sobre a quarta edição do game, mas fazer o que? O jogo é um blockbuster e sempre que um game desse quilate aparece nas lojas, todo mundo tem uma história para contar.

Infelizmente, algumas dessas histórias não são nada boas. Poucos horas após seu lançamento, vários jogadores disseram que o jogo estaria travando durante ou logo após a abertura. O pior é que isso estaria ocorrendo tanto no Xbox 360 quanto no Playstation 3. Até o momento, a Rockstar não se pronunciou, mas após um telefonema ao suporte da empresa, um editor do blog Kotaku foi informado que não existe prazo para uma correção, principalmente porque eles ainda não sabem ao certo o que está ocorrendo.

Contudo, o mais lamentável foi o que ocorreu a um grupo de consumidores que aguardavam na fila da loja Gamestation em South London. Um homem que aparentemente estava aguardando para comprar sua cópia do jogo esfaqueou várias vezes um rapaz que passava pelo local. É claro que isso não tem nada a ver com o jogo, mas com certeza não servirá como boa propaganda para o lançamento do game.

A boa notícia é que quem comprou a versão do game para Xbox 360 tem direito a usar a Live por um mês gratuitamente. Os detalhes estão no manual do jogo.

E se você está na dúvida sobre qual versão do game comprar (PS3 ou Xbox 360), no vídeo abaixo é possível ver o título rodando lado a lado em ambos os consoles. Embora pareçam virtualmente idênticas, eu achei as texturas do 360 um pouco melhores.

No Kotaku há um artigo comparando as duas versões também e a conclusão é de que os jogos são praticamente idênticos.

emIndústria Miscelâneas

Como nascem os clássicos?

Por em 29 de abril de 2008

Existem casos em que as continuações de jogos causam revolta em quem curtiu o original, como por exemplo SimCity Societies. Mais raras são as situações em que um jogo é tão bom que mereceria uma ou mais continuações, mas infelizmente permanece no limbo, atingindo com isso o status de clássico. Cito nessa categoria o excelente Blackthorne, desenvolvido pela Blizzard (sempre ela) e lançado em 1994 pela Interplay para o saudoso Super NES. Alguém discorda que esse é um dos jogos imperdíveis do console?

A bem da verdade existem jogos que mal valem a locação – outros por si só valem a compra do console. Sem dúvida alguma o Dreamcast não teria sido o mesmo sem Shenmue, assim como PSone dificilmente teria atingido tamanho sucesso sem contar com Metal Gear Solid e todos os Final Fantasies em suas fileiras.

A cada geração alguns títulos se sobressaem, chegando a se tornar referência. Nessa categoria eu incluiria Super Mario World, Grand Theft Auto e Doom, jogos que, se não foram pioneiros em seus estilos, ao menos deixaram sua forte marca e serão lembrados por gerações. Certamente uma dose de marketing ajuda e não faz mal a ninguém, mas nem isso garante a aceitação e consequente sucesso de um nome. Afinal nós jogadores aprendemos a ser críticos e se um jogo é ruim ele simplesmente vai pro espaço, independente do hype.

Quem diria que 21 anos depois de dar as caras no MSX2 ainda ouviríamos falar de Solid Snake? E o que dizer de Jumpman, que estreou de forma humilde em um game de plataforma lá nos anos 80, vindo a se tornar talvez o mais bem-sucedido ícone da indústria de jogos eletrônicos?

E por falar em gerações futuras, fico imaginando quais nomes têm fôlego e apelo suficientes para durar por muitas décadas ainda. Você consegue imaginar o que estará jogando com seus filhos ou netos daqui a alguns anos? Eu já posso me ver no sofá da sala com o Junior ao lado e nosso Playstation 4 bombando. Quanto aos jogos? Se eu tivesse que arriscar alguns nomes, diria que Call of Duty 7, God of War 5 e Final Fantasy XV possivelmente estarão lá, firmes e fortes.

[imagens via Wikipedia]

emIndústria Miscelâneas

Miyamoto recomenda que crianças brinquem mais

Por em 29 de abril de 2008

doriprata_29.04.08 Certa vez comentei aqui no blog sobre um chefão do McDonald´s que havia afirmado que a culpa das crianças estarem se tornando obesas era dos videogames.

Pois bem, como a Nintendo irá lançar o Wii Fit no dia 21 de maio, Shigeru Miyamoto concedeu uma entrevista ao jornal The Times onde afirmou que as crianças devem brincar mais fora de casa.

"Passar muito tempo dentro de casa jogando videogames não é muito bom… Eu sempre digo para meus filhos para saírem em dias ensolarados e eu mesmo fui dar uma corridinha ontem no Central Park. Mas eu faço alguns exercícios no Wii Fit também. Ambas as práticas podem trabalhar juntas."

Então crianças, escutem o gênio Tio Miyamoto, desliguem seus consoles e tratem de ir lá fora brincar um pouco :)

[via Kotaku]

emCultura Gamer

Lições de Marketing

Por em 29 de abril de 2008

Acho que uma imagem vale mais que um post cheio de textos engraçados dizendo que adoraria uma empresa em que a princesa Peach fosse a recepcionista e tivesse um cara chamado Luigi como motorista da van.

super_mario_plumbers 
 

Lembrei deste post do Rafael.

[via Technabob]

emMiscelâneas

Gametrailers avalia GTA IV

Por em 29 de abril de 2008

Para aqueles que gostam da série GTA e que ainda duvidam das qualidades da quarta versão da franquia, as análises de sites especializados começam a surgir. No vídeo abaixo é possível ver o que o Gametrailers achou do jogo.

Tendo dado a nota quase máxima ao jogo, os analista afirmam ter ficados impressionados com o título e é fácil entender o porque vendo alguns trechos da aventura de Nico Bellic.

Se quiser a opinião de outro grande veículo da mídia, o site IGN deu 10 para o jogo. A última vez que um game havia tirado nota máxima lá havia sido em 1999 com o fantástico Soul Calibur para Dreamcast e antes dele com o incontestável The Legend of Zelda Ocarina of Time.

Acho que eu estava mesmo certo, o jogo do ano já está escolhido.

emMicrosoft Sony Vídeos

Hillary ou Obama, quem ganha é a Microsoft

Por em 29 de abril de 2008

A Convenção Nacional do Partido Democrata dos EUA anunciou nesta segunda que a Microsoft será a fornecedora oficial de software e conteúdo em alta-definição na web, para o evento.

Isso significa que a transmissão da Convenção que decidirá quem enfrentará John McCain nas Eleições Presidenciais será feita via Silverlight.

Depois da entrega do Oscar e da transmissão dos Jogos Olímpicos no site da NBC, a Convenção Democrata é o maior evento que a Microsoft já arregimentou para promover o Silverlight. Não sei se o Moonlight já está funcinando com vídeos, mas de qualquer forma para o público-alvo do Partido Democrata não importa muito que o pessoal do Linux não funcione, afinal nos EUA usuários de Linux são eleitores do Partido Libertário.

Fonte: CNet

emMiscelâneas Software

Heresia: Wargames ganhará continuação. Pior: Direto para DVD

Por em 29 de abril de 2008

Pensando bem, é até melhor que seja direto para DVD, assim a gente só assistirá se for na locadora (alguém aqui ainda é sócio de locadora?) em um sábado, final de tarde, onde só sobrou a raspa do fundo do barril para alugar.

Wargames – Jogos de Guerra foi um filme que definiu uma geração. Os modems sumiram das prateleiras, as vendas de computadores dispararam, todo mundo sonhava em ser como David Lightman e usar o computador para mudar as notas no colégio. Certo, era devaneio, o diário do professor era na base do papel mesmo.

Mesmo assim foi o momento onde muita gente teve seu interesse despertado para os computadores.

Agora resolveram fazer um remake. Ao invés da Guerra Fria, temos um supercomputador especializado em simular… ataques terroristas. O enredo, fora esses detalhes e muito mais explosões é o mesmo. Nada de realmente novo foi acrescentado. Na verdade, pelo trailer, percebe-se que toda a tensão do primeiro filme sumiu. Mais ainda, sumiu também o ar de novidade, a incrível sensação de estar sendo apresentado a uma nova tecnologia, que estava ao alcance de todo mundo (nos EUA).

De todos os remakes que não deveriam ter sido feitos, incluindo Perdidos no Espaço, esse Wargames – The Dead Code é o pior. Duvida? Confira o trailer abaixo.




Conferiu? Agora veja o trailer do original, que assim como Highlander (o filme) só pode haver um.



Fonte: Fark

emMiscelâneas