Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Criação de mods até nos consoles

Por em 31 de janeiro de 2008

Sabe quando aquele seu amigo chato te fala que os consoles estão cada vez mais virando computadores? Pois é, acredite nele. Uma das últimas barreiras entre os videogames e os pcs foi rompida com o jogo Unreal Tournament 3, nele os jogadores poderão criar modificações, inclusive nos consoles.

“UT3 é o primeiro jogo de console a permitir criação de conteúdo robusto pelo usuário – os chamados ‘mods’”, destaca Mark Rein, vice-presidente da Epic Games.

Na prática, isso significa que os gamers poderão criar novas fases, cenários, e modos de jogo, e deixar tudo isso disponível para download de outros jogadores. Contudo, no Xbox 360 a coisa ainda está indefinida e segundo Rein, graças a Microsoft.

Unreal Tournament 3, da Midway, será distribuído no Brasil pela Synergex. O game chega em fevereiro para PS3 e PC. A versão para PC terá caixa e manual em português.

doriprata_31.01.08

emComputadores Microsoft Sony

Anunciado jogo baseado no filme “Jogos Mortais”

Por em 31 de janeiro de 2008

A desenvolvedora Brash Entertaiment em conjunto com a Lions Gate e Twisted Image anunciou que está fazendo um jogo baseado no filme Jogos Mortais (Saw em inglês) e está previsto para Outubro de 2009 para uma plataforma next-gen (ainda não informada) e utilizará a Unreal Engine 3.

Segundo a nota cedida a imprensa, o jogo terá uma história própria mas irá responder às perguntas deixadas pelos filmes da série. Para manter essa sintonia com o cinema a companhia Brash está trabalhando em contato com os desevolvedores do filme Leigh Whannell e James Wan.

Se o jogo for tão bom quanto os filmes, será um jogaço, isso eu garanto! Enfim os fãs de Jigsaw irão se divertir em frente ao seu console. Quer saber mais? Cadastre-se nesse site e receba as notícias do pessoal de desenvolvimento.

Game Over.

romulo_31.01.08

[via Game Politics]

emMicrosoft Sony

Passeio no Av. Central – Genéricos Apple, Eees e invasão Pinnacle

Por em 31 de janeiro de 2008

O Edifício Avenida Central, na Avenida Rio Branco, 156 é o coração da informática “de raiz” no Rio de Janeiro. Para surpresa dos paulistas (e mesmo dos cariocas) ele é maior que o famigerado Standcenter, além de ser muito mais espaçoso.

Com vendedores e donos predominantemente brasileiros, o Edifício Central não nos deixa com aquela sensação de estar no meio da rua em Blade Runner, mas talvez por isso passe a impressão de não ser tão “ativo”.

Em algumas áreas, como câmeras digitais, o Standcenter é bem melhor, mas no campo da informática do dia-a-dia, depois de várias visitas a ambos, posso dizer que o Edifício Central é tão bom quanto.

O que não pode acontecer, de forma alguma, é alguém mandar um leigo fazer compras lá. O Natal de muita gente foi estragado, com os pais “espertos” que viram “iPods” a preços super-promocionais e levaram, somente para descobrir que comprou um xing-ling. Vejam as pérolas que achei lá:

Vai um novo Nano, alguém? Notem que os calas-de-pau copiaram até os fones. Não vi detalhes, mas a R$130,00 não deveria ter mais de 256MB. Mas a falsificação era perfeita, eu nem reparei até ver o preço (e a caixa), estava passando achando que era um Nano.

Outro Nano na mesma loja. O pai vai comprar e ainda vai ligar pro amigo chamando de otário por ter pago US$200,00 nos EUA…

Essa aqui vai fazer o Stallman se virar no caixão (alguém duvida que ele durma em um caixão?): A Loja que não tem corretor ortográfico está vendendo o Asus Eee, a um preço até razoável para um ultraportátil, R$1200,00, ou US$675,00. Só que eu me recuso a comprar de uma loja que lista “Memória 512″  sem dizer 512 o quê, em seguida coloca “Memory FLAH 4GB” e ainda escreve “webcam IMbutida”.

Aliás a Memory Flah nem assentou em meu cérebro, quando vi o pior: Licença Linux.

UAU, eles dão uma licença do Linux di grátis com o Eee, quanta generosidade.

De resto, uma promoção da Kingston em várias lojas vendia pendrives de 4GB por R$70,00. Se lembrar que em meu primeiro 386 eu paguei US$50,00 por MB…

Em todas as vitrines, equipamentos de captura de vídeo da Pinnacle, via USB, PCI, vários modelos e preços, todos prometendo edição de vídeos com qualidade profissional, e os melhores batizados, casamentos, aniversários e bar-mitzvas que a tecnologia pode prover.

Também estão na moda “placas de TV”, que exibem e capturam imagens de vídeo ou TV (sintonizada ou via cabo) em seu micro. Essas eram quase todas PCI, GoTec e ficavam na casa dos R$75,00.

Misteriosamente saí de mão abanando, preferi passar na Banca do Osni e comprar uns gibis.

emMiscelâneas

Renault adota Suse Linux Enterprise Server com suporte by Microsoft

Por em 31 de janeiro de 2008

Eu acho escrever um título como esse estranho, de verdade. Mas temos que pensar que a Microsoft é uma empresa e que se não ganhar com o Windows Server, quer ganhar com algum outro produto, então, que seja com uma distro Linux sólida e com tradição.

Mas o Joe Wilcox, do Microsoft-Watch levanta a seguinte bola: seria isso uma estratégia de embrace, extend, extinguish? Traduzindo, seria algo como adotar, expandir, extinguir. Ele sugere que uma estratégia plausível de Redmond poderia ser a larga adoção de umas duas distros e depois uma migração para produtos da própria empresa. Sinceramente? FUD (Fear, Uncertainty, Doubt).

O Linux como SO nas grandes empresas está muito bem consolidado para que algo assim aconteça. E as centenas de provedores de internet e hospedagem, com centenas de milhares de websites, incluindo o Meio Bit, rodando sobre plataforma Linux? Não que a Novell e cia devam subestimar a Microsoft, mas daí ficar delegando tanto poder a empresa, acho exagero demais. Existem umas “quitandas” como a IBM, Oracle, Sun e HP que competem no setor e não estão exatamente paradas.

Fonte: eWeek

emAndroid e Linux Indústria Software

Asus vai expandir a linha Eee

Por em 31 de janeiro de 2008

Com o sucesso do UMPC Eee, a Asus anunciou a criação de uma família de produtos de baixo custo levando o mesmo nome e baseados no Linux.

O E-DT será um computador "desktop", vendido sem monitor. A primeira versão, a ser lançada em abril ou maio, virá com um Celeron enquanto as gerações posteriores serão baseadas no futuro "Diamondville". O valor final deve ficar entre US$ 200,00 e US$ 300,00.

Já o E-Monitor será um "all-in-one", como o iMac. Por US$ 499,00 (preço estimado), trará um monitor de 19” ou 21” e sintonizador de TV. Setembro é a data prevista de lançamento.

Fechando a família, a E-TV pretende competir no mercado de TVs LCD de 42”, agregando um computador à imensa tela.

Analistas acham difícil que a E-TV e o E-DT sejam grandes sucessos, mas apontam que o E-Monitor tem boas chances se mantiver o preço competivo. É esperar para ver, já que as características técnicas ainda são obscuras.

[via Digitimes]

emHardware Indústria

Primeiras telas do Windows 7 surgem

Por em 31 de janeiro de 2008

Várias telas do Windows 7 apareceram recentemente na internet. E há até um screencast da versão alfa. Os gráficos são obviamente de uma versão alfa e podem ser diferentes na versão final. Ainda não há muitos detalhes sobre mundanças arquiteturais e gente como o Russinovich apenas diz que ainda não estão prontos para revelar tudo.

Até entendo que o Windows Vista tenha um arquitetura interna superior que o Windows XP, mas a impressão que tenho é que ele se tornou notícia antiga rápido demais, antes mesmo do Service Pack 1 ter sido lançado.

De qualquer forma, o que muitos usuários querem saber é se o sistema vai consumir ainda mais recursos, terá compatibilidade retroativa através de máquinas virtuais ou não, mas por enquanto, vamos ter que nos contentar em ver gráficos que não dizem muita coisa.

Veja outras imagens no TGDaily em tela cheia. No Thinknext, o screencast.

emSoftware

Imagens de Fatal Frame para Wii

Por em 30 de janeiro de 2008

Fiquei muito feliz com essa notícia que acabei de ler na IGN: a Tecmo confirmou, em conferência realizada hoje em Tóquio, que a bem-sucedida série Fatal Frame chegará ao Nintendo Wii, em um novo capítulo que tem o título japonês de Rei: Tsukihami no Kamen, que significaria algo como Fatal Frame: A Máscara do Eclipse Lunar. Muito pouco foi revelado além de um curto trailer de 2 minutos apresentado ao público. Como membros principais da equipe de desenvolvimento foram citados Keisuke Kikuchi e Makoto Shibata, produtores dos outros games da série, o que possivelmente indica que novamente vem coisa boa por aí. Também estará presente Goichi Suda, CEO da Grasshopper Manufacturer, empresa criadora de No More Heroes (Wii), game que eu não conheço ainda, mas que obteve bons comentários pela Eurogamer. O lançamento do novo Fatal Frame no japão está previsto para esse ano. Sorte deles.

Abaixo você confere algumas boas imagens publicadas pela Wiiz, e que me deixaram com água na boca. A idéia de poder jogar algo da série com o Wiimote parece muito interessante. Será que vou morder a língua mais cedo do que eu esperava?


[via IGN]

emNintendo Rumores