Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Os culpados? Games e rap

Por em 31 de janeiro de 2008

doriprata2_31.01.08 Os games acabaram de ganhar uma companhia na primeira posição da lista de "formas de entretenimento que mais influenciam a violência".

O condado de Wicomico ocupa o segundo lugar entre as cidades mais violentas do estado de Maryland nos Estados Unidos e ao invés de tentar achar uma solução para o problema, o Wicomico County Gang Resistance, espécie de grupo criado para combater a guerra entre as gangues locais, resolveu por a culpa nos jogos da série Grand Theft Auto e nas letras das músicas de rap.

O diretor da organização, Dan Dougherty, afirmou: "No GTA você marca pontos matando policiais, roubando carros e espancando prostitutas… Nos anos 80 e 90 vocês não tinham videogames, não existia violência na mídia e vocês não tinham internet. Isso criou uma falta de respeito pela vida e tornou a violência mais aceitável."

Chego então a conclusão de que está mais fácil resolver o problema da violência mundial do que pensávamos. Basta acabar com todos os grupos de rap e com os videogames, não acham? Lembro de ter aprendido na escola que Adolf Hitler iniciou um genocídio apenas por não ter conseguido terminar o Call of Duty. Me recordo também que um movimento conhecido como "As Cruzadas" foi inspirado em um jogo para videogames. Lembro até que antes do Counter Strike chegar ao Brasil, nossa taxa de criminalidade era quase zero. É a vida imitando a arte…

[via GamePolitcis]

emCultura Gamer

Cuidado com o que lê por aí

Por em 31 de janeiro de 2008

Lendo o blog MacMagazine, me deparo com a seguinte notícia: “Segundo o Terra, a Apple tem uma TV“. No texto, o MacMagazine comenta sobre a pérola cometida pelo “grande” portal, na tentativa de passar a notícia de que o update do software do Apple TV vai atrasar.

Veja com seus próprios olhos, caro leitor. Caso os (ir)responsáveis tenham corrigido a notícia, ou por vergonha, tenham apagado a mesma, também é possível lê-la no screenshot feito pelo Rafael Fischmann, flagrando a barriga.

Para quem não quiser perder tempo seguindo o link, seguem trechos:

Em nota divulgada à imprensa, a Apple anunciou nesta quarta-feira que a atualização do software de seu novo modelo de TV, que irá permitir aos usuários assistir a filmes com qualidade de alta-resolução, não está finalizada.

[…]

Segundo a Apple, os usuários que já possuem a Apple TV poderão fazer downloads do novo software dentro de duas semanas.

Se ainda tivesse saído entre as notícias populares, talvez quem sabe em alguma outra dimensão paralela ao nosso universo poderíamos considerar perdoar a mancada do tal portal (dito) especializado, tal o grau de bizarrice. Mas a mancada foi doída demais para ter perdão.

Não é convincente dizer que o produto ainda não existe por essas bandas. É uma questão de pesquisa, de gente que entende minimamente do assunto escrevendo a respeito. O cara possivelmente leu Apple TV, não se deu ao trabalho de no site do produto pesquisar sobre ele e, bem, deu no que deu.

Note que a notícia (sic) foi publicada ontem à noite, e até agora não sofreu correções.

UPDATE: Agora são 14:30 e acabaram de apagar a notícia. Mas ainda temos o screenshot.

emBlog

Como não pensei nisso antes? Mouse inflável

Por em 31 de janeiro de 2008

Quando uma amiga comprou seu notebook, o primeiro acessório que ela adquiriu para ele foi um mouse, daqueles pequenininhos. O problema é que esses mouses são desconfortáveis e, com o tempo podem causar estragos nas articulações da mão, de modo que nem fisioterapia seria capaz de recuperar. Eu sinceramente ainda não consegui entender como ela consegue usar o AutoCAD com aquele negócio – talvez porque boa parte do uso neste software é via teclado.

O problema é se não houver espaço na mochila ou maleta junto com todos aqueles cabos, dispositivos e adaptadores, pois nesse caso um mouse grande seria trambolhudo demais para transportar. Para resolver esse problema, um estúdio de design teve uma idéia sensacional: um mouse inflável. Uma ótima idéia, mas aparentemente ele ainda é só um conceito prototipado.

Do tamanho de um mouse normal e chamado de Jelly Click, ele é de plástico e pode ser esvasiado e dobrado quando não em uso. Precisou dele, é só encher e conectar ao computador. Asmáticos e fumantes podem vir a ter problemas com esse tipo de mouse, como bem observou o Gizmodo, mas um pequeno esforço desses para inflar o bicho é pouco perto do desconforto de usar um mini-mouse. Além disso, o Jelly Click parece ser bastante confortável.

Fonte: Gizmodo

emHardware

Aquecimento GDC – Datas da edição de Paris

Por em 31 de janeiro de 2008

Aproveitando que estamos começando com uma série de posts sobre este evento, descobri hoje que vai acontecer uma nova edição do mesmo no meio do ano, na cidade de Paris, segundo o Develop.

Ainda segundo o site, este evento acontecerá nos dias 23 e 24 de junho (um mês antes da E3), e complementará os trabalhos do evento do mês que vem (segundo a organização da GDC).

Como estudante de gamedev (desenvolvimento de games, para quem não sabe), posso dizer que quanto mais eventos desse tipo, melhor para nós, que podemos ficar por dentro da área, com novidades sobre a indústria de games, que recentemente teve faturamento recorde.

emIndústria

Playstation 3 com 120 GB ?

Por em 31 de janeiro de 2008

Segundo notícia postada no IGN, existe a possibilidade da Sony abandonar o modelo de 80 GB e começar a vender um com 120 e virá de labuja o Dual Shock 3!

Será?

Bom, tenho as minhas dúvidas, mas recomendo a todos os jogadores que queiram comprar o console que esperem um pouco. Apesar daqui no Brasil o preço ser absurdo por causa dos impostos abusivos, os consumidores podem sair lucrando, já que pode acontecer da nova versão ter o mesmo preço da de 80, e pode ser um bom negócio esperar. Mas, segundo a própria IGN, a Sony soltou um “não comentamos rumores e especulações”. Esperemos que este se confirme!

emRumores Sony

Protesto contra a proibição de Counter-Strike e Everquest

Por em 31 de janeiro de 2008

Segundo o blog Liberdade Gamer, vai acontecer em São Paulo, no dia 2 de fevereiro (neste sábado) uma passeata em protesto contra a proibição de Counter-Strike e Everquest aqui no Brasil.

Bom, esperemos que esta passeata possa resolver alguma coisa, já que esta proibição é absurda pois muitos jogadores são maiores de idade e podem jogar o que bem entenderem. E que cabe aos pais decidirem o que é melhor para os seus filhos, sem intromissão do Estado, que cabe apenas a informar sobre os games, informar sobre o seu conteúdo à população e a classificá-los de acordo com o conteúdo de cada um deles.

Quem mora (ou vai estar) em São Paulo e quiser ir lá, será uma grande ajuda. Estarei torcendo de longe! Boa sorte a todos que estiverem lá!

emCultura Gamer

Previsão para o mercado brasileiro de computadores

Por em 31 de janeiro de 2008

PG3092

Que o mercado brasileiro de venda de computadores está indo muito bem, todo mundo sabe. Em 2007 foram vendidos 9,983 milhões de unidades, um aumento de 21,4% – sendo 1,912 milhão de laptops ou 19% do total – comparando-se a 2006.

A expectativa para 2008 é atingir um volume de PCs e notebooks da ordem de 11,7 milhões de unidades, sendo 33% somente de  notebooks, mas para tais previsões certos fatores são fundamentais:

  • Medidas governamentais de isenção fiscal para notebooks, tal como já acontece para PCs de até R$ 4.000,00;
  • Combate à pirataria, no ano passado representaram 35% do total, ou 3,497 milhões de aparelhos (em 2006, o percentual era de 47%);

Com essas medidas mais o financiamento facilitado (assunto do qual falarei a respeito amanhã), espera-se que a taxa de ilegalidade caia para 29% neste ano.

Diante de tudo isso, fica a pergunta: Será que expectativa demais é bobagem?

[via Exame]

emIndústria