Digital Drops Blog de Brinquedo

Tutorial: Como fazer um tutorial

Por em 31 de julho de 2007

O grande problema de uma documentação criada por uma comunidade é que nem sempre essa documentação é detalhada ou explicada o suficiente para que usuários de vários níveis possam entender. Não fiz muitos tutoriais na vida, mas já li milhares deles para conseguir realizar tarefas, e já vi coisas absurdas, que simplesmente mandam-nos seguir uma série de instruções sem dizer para que elas servem, o que vão fazer em nossas máquinas, ou simplesmente mandam-nos STFW. Ora bolas!, se a pessoa foi parar neste tutorial, é porque ela já procurou na p*%%@ da web, e espera encontrar a informação lá.

Na maioria das vezes, o autor do tutorial o fez de boa intenção, querendo contribuir com a comunidade da qual participa e é fiel entusiasta, mas não soube transmitir a mensagem de forma clara. Esse autor bem que poderia dar uma lidinha neste tutorial que segue abaixo. Nada definitivo, talvez incompleto, mas uma dica para quem quer dar dicas para os outros.

1. O título deve ser claro
O usuário precisa ver o título de seu artigo e pensar: “É disso que eu preciso!” Seu título não precisa dar explicações detalhadas, deixe isso para mais tarde. Apenas escreva, por exemplo, “Configurar [nome do dispositivo] no [nome do sistema operacional]“, ou então “Como fazer [tarefa a ser realizada]“. Simples e objetivo.

2. Escreva um texto introdutório
Nem sempre o título é suficiente, ou pode o ser apenas para usuários mais experimentados. De três a cinco linhas, ou mais, depende do assunto, com algumas palavrinhas explicativas a respeito, para que o usuário saiba se é disso mesmo que ele precisa. Às vezes acontece de terminar o procedimento e descobrir que não era bem aquilo, ou mesmo outros problemas surgirem por falta dessa uma informação.

3. Divida a ação em tópicos
Por mais que um filme pareça uma coisa só, o roteiro é dividido em cenas. Assim também deve ser um tutorial. Dependendo do grau de complexidade, acrescente subtópicos, e evite colocar muitas ações no mesmo tópico. Você pode achar que vai “mastigar” demais a informação para o usuário, mas o importante é que ele entenda e realize o proposto de maneira satisfatória, e quanto mais claro, melhor. Dividir em tópicos também garante que o usuário não se perca frente àquela série de instruções que ele deve seguir.

4. Ilustre
A maioria das pessoas não lê, e concentram seus esforços apenas em “ver as figuras”. Isso não é à toa; seres humanos são visuais, e aprendem melhor com imagens. Às vezes elas são desnecessárias, como quando se vai fazer alguma coisa pelo modo texto – mesmo assim, dê um jeito de destacar essa informação de alguma maneira. Se for um tutorial sobre criar determinado efeito do Photoshop, por exemplo, é bom usar um screenshot em cada tópico. Outra saída seria fazer uso de programas de screencast, que captam imagens da tela do computador e transformam em vídeo, geralmente pronto para ser divulgado na web. Mas use esse recurso com moderação: não é todo mundo que gosta, ou tem banda suficiente para isso. Para fazer screencasts no Windows e no Linux, há o Wink, e para Mac OS X existe o iShowU.

5. Ajude pedindo ajuda
Quando terminar a parte do passo-a-passo, o tutorial em si, feche seu texto com pedidos para que os usuários mandem dúvidas caso hajam problemas e sugestões para futuros artigos. Assim, se houver uma nova forma de abordar o problema que você se propôs a ajudar a resolver, você pode complementar o tutorial e enriquecer a documentação existente.

Seja para arrumar alguma configuração de sistema, instalar e realizar tarefas específicas em softwares, tutoriais são uma maneira rápida de se livrar de algum problema simplesmente seguindo um passo-a-passo sem precisar, necessariamente, aprender a fazer alguma coisa. Além disso, tutoriais possuem um efeito multiplicador: por serem sempre úteis, sempre vai ter gente precisando deles, e demoram muito mais para ficarem desatualizados que um artigo comum.

Nota: A imagem que ilustra esse artigo é de um tutorial sobre como tranformar seu iPod Video em um iPod Shuffle.

emTutorial

20 veículos mais estranhos

Por em 31 de julho de 2007

 

Todos os dias cientistas lançam novidades tecnológicas interessantes, umas que podem mudar o mundo outras que mal se sabe a função. O pessoal do TecnoCientista elaborou uma lista com os 20 veículos mais estranhos. A maioria deles emprega algum tipo de tecnologia que torna o veículo no mínimo curioso. 

Fonte: TecnoCientista

emMiscelâneas

Atriz tem perfil apagado do Orkut por mostrar os seios

Por em 31 de julho de 2007

É claro que como toda boa sofredora de democratite, ela disse que atitude do portal foi autoritária. Segundo ela, o Google deveria ter avisado para remover as imagens ao invés de simplesmente implodir o perfil.

Sinto muito pelo perfil, moça, mas está bastante claro nas regras do serviço que o Google pode fazer isso, sem aviso, por qualquer motivo que eles julgarem proibitivo ou incompatível. Exibir fotos dos seios de peças em que ela participou é um deles.

Veja um trecho:
We may, but shall have no obligation to, remove Materials that we determine in our sole discretion are unlawful, fraudulent, threatening, libelous, defamatory, obscene or otherwise objectionable, or infringes or violates any party’s intellectual property or other proprietary rights or these Terms of Service.

No momento que um usuário clicou em “concordo com os termos”, ele ou ela está ciente das regras. Mas e o direito dela exibir a própria arte? Fácil: A atriz poderia ter usado o perfil para promover um website pessoal com fotos e vídeos de suas performances. Essa é a liberdade que uma democracia permite.

Fonte: IG

emInternet

FPS medieval

Por em 31 de julho de 2007

Após uma enxurrada de jogos em primeira pessoa situados na 2ª guerra mundial, as produtoras estão visando diversificar seus lançamentos e pensando nisso, a pouco conhecida Offset Software irá lançar um FPS medieval. Com o nome proivisório de Project Offset o game vem impressionando pelos gráficos simplesmente fantásticos.

O jogo está sendo feito em cima de uma engine própria e deverá sair para PC, Xbox 360 e PS3 em uma data a ser anunciada. Agora é só torcer para a jogabilidade ficar a altura dos gráficos.

emGames

Microsoft cuidando de seus consumidores

Por em 31 de julho de 2007

Há muito se fala sobre a falha de desenvolvimento do hardware do Xbox 360 e apenas a pouco tempo a Microsoft decidiu assumir a culpa. Quase um mês após a ampliação da garantia do videogame de um para três anos, Steve Ballmer, CEO da Microsoft disse em entrevista a analistas que o anúncio foi um golpe doloroso na divisão de games da empresa, mas que eles tinham que zelar por seus consumidores.

A Microsoft acredita que gastará US$ 1,15 bilhão no conserto dos consoles além de ressarcir aproximadamente em US$ 140,00 cada usuário que pagou pelo conserto antes da expansão da garantia. É um valor bem alto a ser gasto, mas devemos levar em consideração o quanto sua imagem poderia sair prejudicada e o quanto afetaria as futuras vendas.

Particularmente sempre gostei da qualidade dos periféricos da MS e fico com a sensação de que esta falha de engenharia se deva a falta de experiência da empresa na fabricação de consoles. Antes que alguém diga que o Xbox já está na sua segunda geração e que eles tiveram tempo de sobra para evitar erros primários, basta lembrar que os dois primeiros videogames da Sony possuíam problemas críticos nos canhões de leitura dos CD/DVDs, assim como a primeira leva de PS2 Slims possuía problemas de super-aquecimento.

[via Daily Tech]

emGames

Microsoft: o que vem por aí

Por em 30 de julho de 2007

A imagem acima foi retirada de uma apresentação de Steve Ballmer no Financial Analyst Meeting 2007, que reúne analistas financeiros, e mostra os próximos lançamentos da gigante de Redmond – clique para ampliar. Entre eles, o Windows Vista SP1, o Xbox 360 Elite (?), e o Expression Studio V2, que é a tentativa da Microsoft de tomar um pedacinho do mercado dominado pela Adobe.

Fonte: Winajuda.

emIndústria

Resposta da Microsoft

Por em 30 de julho de 2007

Após a Sony anunciar que o seu console da nova geração teve um aumento significativo nas vendas, a Microsoft já prepara uma queda de preço para o Xbox 360 nos Estados Unidos. O que vinha sendo considerado apenas um rumor, a cada dia ganha mais força e agora duas grandes redes de varejo divulgaram material promocional onde consta uma redução de US$ 50,00 no preço do console.

Ainda não foi confirmado se esses preços serão praticados por tempo limitado, mas a expectativa é que seja uma redução definitiva. Portanto, se você estava pensando em comprar um X360, talvez seja uma boa esperar alguns dias, já que o desconto deverá começar a ser praticado a partir do dia 12 de agosto.

E pra mostrar que está mesmo afim de briga, a turma da MS irá baixar em US$ 20,00 o preço do acessório que permite ao Xbox 360 ler filmes em HD DVD. Como brinde, quem comprar o leitor entre agosto e setembro ainda ganha cinco filmes no formato.

Por outro lado, os defensores do HD DVD sofreram mais um duro golpe na última semana. Dessa vez quem decidiu optar pelo formato concorrente foi a loja Target, de agora em diante, nas lojas físicas da rede só serão vendidos filmes e players em Blu-ray.

[via Kotaku]

emGames