Digital Drops Blog de Brinquedo

AdSense: Concorrência é bom e eu Gosto

Por em 30 de janeiro de 2007

Nada como uma deliciosa competição entre bancos. O Rendimento entrou jogando pesado. Enquanto bancos como o Bradesco cobram taxas de 1% do valor da operação, até R$380,00, para receber transferências via cabo, o Rendimento cobra US$20,00, mas agora está com uma promoção, durante 3 meses, durante os quais cobrará apenas US$10,00 para receber o dinheiro do Google e transferir para sua conta.

A taxa de conversão também é interessante, pois ao invés do Dólar-turismo dos cheques tradicionais, o câmbio utilizado é o Dólar-cabo, no caso R$2,10.

Se você tem US$1000,00 para receber, no modelo do cheque você teria:

$15 de taxa: 2,02 * 15 = R$30,30

$1000: 2,02 * 1000 = R$2020,00

total recebido: R$1989,70

No modelo via cabo temos:

$10 de taxa: 2,10 * 10 = R$21,00

$1000: 2,10 * 1000: 2100,00

total recebido: R$2079,00

Após o break, um mini-tutorial do Rendimento explicando os procedimentos, bem como telefones de contato:

Procedimento para recebimento dos pagamentos do Google através do

Banco Rendimento

Quando mandar as informações para o Google, você irá informar o seguinte:

  1. Nome do titular da conta bancária – deve ser o mesmo nome que consta em sua conta do AdSense

  2. Número de Identificação do Editor do AdSense:

  3. Seu CPF ou CNPJ

  4. Informar que quer receber pelo Banco Rendimento ( Eles já tem nossos dados lá)

  5. Numero do banco – 633

  6. Ag. 001

  7. Conta Corrente: “SEFI-XXXXXXXX-XX” – aonde o XXXX é o seu CPF ou CNPJ – importante informar o “SEFI-” antes


Depois vocês devem mandar um e-mail para [email protected] com as seguintes informações


  • Nome Completo / Razão Social
  • CPF ou CNPJ
  • Endereço Completo
  • Data de nascimento
  • E-mail para contato
  • Telefone para contato
  • Dados bancários de sua conta corrente no Brasil
  • 1 – Banco
  • 2 – Agência
  • 3 - Conta
  • Tipo de conta (conta corrente ou conta poupança)

Em no máximo 1 dia após a chegada da ordem de pagamento do Google, estaremos entrando em contato para informar sobre a disponibilidade da ordem, e a taxa de câmbio do dia. Estando tudo correto, para operações fechadas até as 15:00 hrs faremos a transferência para sua conta no mesmo dia.

Nossa tarifa para recebimento de ordens de pagamento é de US$ 20,00. Estamos oferecendo um desconto para os próximos 3 meses, aonde estaremos cobrando apenas

US$ 10,00 por ordem, independente do valor.

Além disso, a taxa de câmbio para ordens de pagamento é bem melhor do que a taxa para a compra de cheques (em 30-01-2007 por exemplo, a taxa de câmbio para cheques é de 2,03 e para ordens de pagamento 2,10).

Em caso de duvidas, por favor entrar em contato pelo (11) 3817-0750


emBlog Indústria Internet

Desktop 3D por padrão? Se você possui uma placa ATI, não.

Por em 30 de janeiro de 2007

A próxima versão do Ubuntu (Feisty Faw), que será lançada em Abril, contará com o desktop 3D ativado por padrão, caso a placa de vídeo detectada na instalação suporte tal recurso.

No momento da instalação, o Ubuntu usará os drivers proprietários das placas de vídeo, permitindo, assim a utilização do composite.

Apesar de ter a aceleração 3D habilitada por padrão para qualquer placa, o desktop 3D real, só acontece com o composite (poderá ser usado o Compiz ou Beryl), ou seja, só ter o 3D habilitado não muda nada em relação ao Ubuntu atual (que também já vem assim).

Porém, o driver da proprietário da ATI não possui suporte ao composite e as novas placas da empresa só funcionam com o mesmo.

Para obter os efeitos do composite, pode ser usado o driver open source, mas o mesmo não funciona com as placas mais recentes.

Na tentativa de ajudar os usuários que possuem as placas mais recentes, será incluída uma terceira opção de driver (open source) que está em fase de desenvolvimento, mas que tem funcionado nos testes com placas recentes da ATI.

É uma pena ver uma empresa deste porte não dar a atenção merecida aos seus clientes, por isso só compro placas da nVidia.

Mais detalhes

emLinux

Tem Internet Explorer 7 pra vender?

Por em 30 de janeiro de 2007

Frase ouvida hoje, na Carioca, Centro do Rio de Janeiro. Como o primeiro pirata não tinha, gritou para o outro:

“Tem Internet Explorer 7 sozinho?” Nãããão.

“Ei, tem Internet Explorer 7 aê?” Teeenho.

Bicalho, pensando: “Meu Deus… ele só pode estar brincando. Material de post!” (e finjo ler um jornal perto da banca, quase em frente ao Bob´s)

Ou seja, a cultura de pirataria do brasileiro é tão forte que um cidadão está disposto a pagar 10 reais pelo Internet Explorer 7 “crackeado”. :-/

Quero ver alguém defender a teoria ridícula de que a pirataria acontece por causa do salário mínimo também ridículo. :-P

Fonte: Bicalho, testemunha ocular do ocorrido.

emSoftware

Gafanhotos digitais: Brasil é vice-campeão mundial na produção de malware

Por em 30 de janeiro de 2007

Com 14,2% da produção mundial de malwares, o Brasil levou a medalha de prata na produção de software-lixo. O primeiro lugar ficou com a China, responsável por 30%.

Segundo a pesquisa, a maioria dos malwares brasileiros foi criada para roubar dados bancários. Não estamos mais falando de nerds que gostram de mostrar suas habilidades, mas quadrilhas de bandidos mesmo.

Viva o Brasil! Agora sim. Perdemos a pirataria, mas pelo menos ficamos em segundão na produção de lixo em forma de zeros e uns.

Fonte: Módulo Security

emSegurança

Apple melhora o Fusca

Por em 30 de janeiro de 2007

nanocolor.jpg

O iPod Shuffle é o player mais simples possível, atrelado ao iTunes, a melhor solução de música digital do mercado. Uma combinação vencedora dessas dificilmente pode ser melhorada. Com a entrada do novo Shuffle, menor, com um clip para prendê-no na roupa, achava-se que o ciclo de desenvolvimento havia chegado ao fim, mas a Apple sempre dá um jeito de ordenhar suas vaquinhas mais um pouco.

Lançaram agora o Shuffle Colorido. Mesmo preço, US$79,00 com 1GB de memória. Eu gosto mais do tradicional. Colorido, compraria o azul, e para felicidade geral informo que o cor-de-rosa não é da Hello Kitty.

emApple e Mac

Extra: Google acha alternativa para pagamentos do AdSense

Por em 30 de janeiro de 2007

newsBoy.jpgDepois do impasse de mais de um mês com a Receita Federal, que bloqueou o envio de cheques do Google AdSense para os editores brasileiros, a empresa de Mountain View parece ter achado uma solução provisória.

Claro, o sonho dourado de todo editor nacional seria receber em Reais, na conta-corrente. A alternativa utilizada será quase isso. O pagamento, conforme email enviado pelo Google na madrugada de hoje, será feito por transferência eletrônica, (WIRE) em dólares.

Isso requer uma certa burocracia, você terá que visitar seu banco para assinar um contrato cada vez que for feito um pagamento, mas convenhamos, há motivos piores para ir ao banco.

Segundo o email o cronograma passa a ser:

1/2/2007 – Será disponibilizado o número de fax para o qual deverá enviar seus dados bancários

6/2/2007 – Primeiro pagamento de fevereiro

13/2/2007 – Segundo pagamento, para os retardatários com problemas de documentação

Última semana de feverereiro – Serão iniciados os pagamentos normais, relativos aos ganhos acumulados até o final de janeiro.

O pagamento passará a ser feito via transferência internacional de dólares, mas já informaram que estão estudando oferecer outras formas em um futuro próximo.

Esperamos sinceramente que tudo dê certo. Se for verdade a burocracia extra ainda será vantajosa em relação ao parto que era trocar esses cheques, principalmente para quem vive fora dos grandes centros.

Fica aqui nosso agradecimento à equipe do AdSense Brasil, por terem a hombridade de dizer que no começo da semana teriam uma solução, e cumprirem sua promessa.

Após o break, a íntegra da mensagem do Google:

Caro editor,

Conforme anunciado anteriormente, houve um adiamento dos seus
últimos pagamentos do AdSense. Hoje temos a satisfação de informar
que esses pagamentos foram retomados e voltarão à normalidade. A
partir de agora, o envio de recursos será feito por uma transferência
eletrônica internacional em dólares (wire transfer). Para habilitar
nosso sistema a processar esses pagamentos, você precisa nos
fornecer algumas informações bancárias. Por favor, siga as etapas
descritas abaixo.

1) Assegure-se de ter TODAS as seguintes informações preparadas:

- Nome do titular da conta bancária – deve ser o mesmo nome que
consta em sua conta do AdSense
- Número de Identificação do Editor do AdSense: para localizar o
seu número exclusivo de identificação, acesse a sua conta do
AdSense em
http://www.google.com/adsense. Clique na pasta “Minha conta”. Na
página “Definições da Conta”, desça até “Informações sobre
Propriedade”. A sua identidade de editor para cada produto e
recurso do AdSense está localizada nessa seção da página. O seu
número de identificação do AdSense terá o seguinte formato:
ca-pub-xxxxxxxxxxxxxxxx.
- CPF (para pessoas físicas) ou CNPJ (para pessoas jurídicas)
- Nome do Banco
- Endereço e telefone do Banco
- Número do Banco
- Número da Agência
- Número da Conta
- Código Swift (por favor, entre em contato com a área de câmbio
do seu banco para pedir este código)

Nós lhe asseguramos que o Google somente utilizará essas
informações para processar seus pagamentos do AdSense.

2) Revise a sua conta do AdSense para obter o número de fax que
aparecerá na página “Visão Geral” da guia “Relatórios”. Esse
número começará a ser exibido a partir do dia 1º de fevereiro (a
publicação desse número em sua conta eventualmente pode ser postergada até o dia 3).

3) Envie a informação listada acima na etapa 1 para esse número
de fax e especifique “Pagamentos Google AdSense”. Por favor,
guarde esse número de fax em seus registros. Pedimos a sua
paciência caso demore para completar a chamada.

4) Quando recebermos a sua informação bancária, conforme descrito
na etapa 1, você receberá um e-mail confirmando o recebimento do
seu fax. Também revisaremos a informação que você enviou para
checar se os dados estão completos.

Por favor, assegure-se de que a sua informação está completa,
pois não poderemos processar sua transferência eletrônica se os
seus dados estiverem incompletos.
Pedimos também que você revise a informação para assegurar-se de
que está correta. Se houver qualquer erro, isso resultará no
atraso do seu pagamento.

5) Por favor, envie-nos essas informações até o dia 4 de
fevereiro, para que possamos processar seu pagamento por volta do
dia 6 de fevereiro. Se você perder o prazo de 4 de fevereiro,
pedimos que nos envie a sua informação bancária até o
dia 11 de fevereiro, para que possamos processar a sua
transferência eletrônica por volta do dia 13 de fevereiro.

Depois que realizarmos esses dois pagamentos semanais, voltaremos
ao nosso processo de pagamento mensal (agora via transferência
eletrônica, ao invés de cheques). O próximo pagamento mensal
acontecerá na última semana de fevereiro e será relacionado aos
seus ganhos acumulados e não-pagos até o final de janeiro.
Uma vez que você tenha submetido sua informação bancária corretamente,
você não precisará enviá-la novamente para futuros
pagamentos.

6) Quando a sua transferência eletrônica for processada,
atualizaremos a sua conta do AdSense para lhe informar sobre
isso. As transferências eletrônicas podem levar alguns dias para
chegar ao seu banco. Logo, por favor, verifique com
seu banco se o dinheiro chegou. Nesse período, você poderá ver
uma mensagem em sua conta “Problema com o pagamento – por favor,
entre em contato o suporte do AdSense”. Tenha em mente que isso é
normal enquanto processamos seu pagamento e que você não precisa
entrar em contato conosco.

7) Uma vez que o dinheiro chegue ao seu banco, observe que o seu
banco pode lhe pedir para assinar um contrato de câmbio (Foreign
Exchange), para que você concorde com a taxa de câmbio usada para
converter o seu pagamento de dólares para reais. Pode ser
necessário que você visite o serviço de câmbio do seu banco
para assinar esse contrato.

Como os procedimentos variam de acordo com a instituição
bancária, alguns bancos podem solicitar documentação específica
com relação a estes pagamentos eletrônicos. Por favor, entre em
contato com o seu gerente ou com o serviço de câmbio do seu banco
para esclarecimentos sobre esse processo. O seu banco também
pode lhe cobrar uma taxa por essa transferência.

8) Continuaremos utilizando o processo de transferência de
fundos, descrito acima, todos os meses, para a conta bancária que
você especificou na etapa 1. Nós recomendamos que você não mude a
sua informação bancária com freqüência.
Caso você tenha que mudá-la, no entanto, pedimos que submeta os
seus novos dados bancários seguindo os passos descritos na etapa 3.

Recomendamos que você leia as Perguntas Freqüentes abaixo. Se
você ainda tiver dúvidas, envie-nos um e-mail para [email protected],
para que possamos lhe ajudar.

Pedimos desculpas por este inconveniente e agradecemos a sua
paciência e compreensão.

Atenciosamente,

A Equipe Google AdSense

========

Perguntas Freqüentes
- Vocês enviarão o total de pagamentos que eu deveria ter
recebido em dezembro e janeiro?
Sim, neste pagamento você receberá os ganhos que teriam sido
pagos a você em dezembro e em janeiro segundo nosso processo
anterior de pagamentos.

- Posso continuar recebendo por cheque, caso prefira essa forma
de pagamento?
Não. Agora o pagamento por cheques não estará mais disponível
para os editores do AdSense no Brasil.

- A partir de agora, essa será a única forma de pagamento
disponível?
Sim. Por agora o pagamento por transferência eletrônica é o único
método de pagamento disponível para os editores do AdSense no
Brasil.

- Quando vocês oferecerão novas formas de pagamento?
Estamos trabalhando para oferecer novos métodos em um futuro
próximo, e lhe informaremos sobre isso assim que estiverem
disponíveis.

- Quanto essa transferência eletrônica custará para mim?
Depende do seu banco. Alguns bancos não cobram qualquer taxa,
outros sim. Nós recomendamos que você consulte seu banco para
determinar se você será cobrado por esse procedimento e, nos
casos em que houver tal cobrança, qual será o valor dessa taxa.

- Eu ainda posso reter os meus pagamentos?
Sim. Você ainda pode colocar uma retenção de pagamento em sua
conta seguindo os passos descritos em

https://www.google.com/adsense/support/bin/answer.py?answer=15926.

- E se eu não quiser dividir minha informação bancária com vocês?
Se você preferir não fornecer essa informação, por favor, coloque
uma retenção de pagamento em sua conta até que mais opções
estejam disponíveis. Infelizmente, no momento não temos uma
previsão de quando outras opções de formas de pagamento estarão
disponíveis. Caso você prefira reter seus pagamentos, consulte o
link da resposta anterior.

- Por que eu preciso acessar a minha conta para obter o número de fax?
Para proteger a sua privacidade e segurança, o número de fax para
o qual você deve enviar as suas informações bancárias será
fornecido na sua conta do AdSense. Se você estiver com
dificuldades para acessar a sua conta, por favor,
entre em contato conosco e teremos prazer em lhe ajudar.

- E se eu não concordar com a taxa de câmbio cobrada pelo banco?
Você pode requisitar que seu banco transfira o depósito para
outro banco no qual você possa negociar uma taxa de câmbio mais
favorável.

- O que é o código swift?
O código swift é um formato padrão de Códigos de Identificação
Bancária aprovado pela International Organization for
Standardization (organização internacional
de padronização). É o código de identificação exclusivo de um banco específico.

emBlog Internet

Motores de busca

Por em 30 de janeiro de 2007

Responda rápido: quantos sites de busca você conhece? Um? Cinco?

Pois este artigo lista 100 deles! E você que achava que o mundo digital se resumia ao Google, Yahoo e MSN…

Não testei todos, claro, mas um foi especialmente útil para visualizar informações “paralelas”: o KartOO, que mostra, graficamente, a relação entre vários sites e a informação procurada.

Outro que vale a pena é o Ms. Dewey. Para quem sente falta de um toque mais humano em todos esses transistores…

[via Slashdot]

emGoogle Internet