Digital Drops Blog de Brinquedo

Rec6 peneirando os spammers

Por em 29 de dezembro de 2006

O candidato a Digg nacional, o Rec6, colocou em funcionamento um novo algoritmo que busca evitar que usuários manipulem o sistema de votação e envio de URLs. O que estava acontecendo é que alguns usuários estavam enviando URLs de seus próprios sites várias vezes, tornando a tarefa dos editores do Rec6 mais difícil do que já é.

Boa sorte ao Rec6. Vários blogueiros estão apoiando o serviço, para que criemos um site comunitário de respeito no Brasil.

emInternet

Clientes de RSS para Desktop que sincronizam com serviços online

Por em 29 de dezembro de 2006

Leitores de RSS como o Bloglines, Google Reader e Newsgator são muito bons quando estamos viajando ou no trabalho e o acesso a programas são limitados.

Quando estou usando um notebook ou desktop, prefiro ter os meus feeds em um gerenciador simples, como o Sharpreader ou o Omea Reader (esse último eu acho até melhor). Mas a quantidade de assinaturas aumentou demais e está complicado ficar exportando arquivos do serviço online para o desktop ou tentar mantê-los integrados.

O FeedDemon é um software comercial, criado pelo Nick Bradbury, o mesmo autor dos ótimos Top Style Lite (parte integrante do excelente Allaire HomeSite) e Top Style Pro, o imbatível editor de CSS para gente grande. O software está integrado ao serviço online e a edição de um significa a edição do outro, sem configurações extras. Ele também possui integração com o Bloglines, mas limitada.

O custo até o final do ano é baixo, 19 dólares (o normal são 29 dólares), mas não estou conseguindo encontrar concorrentes e passei a tarde toda procurando alternativas. Alguém sabe de outras opções, mesmo comerciais que façam o mesmo que a dobradinha FeedDemon-Newsgator?

Até o momento, o mais próximo que encontrei foi o Greatnews usado junto com o Bloglines. O cliente é um ótimo cliente de RSS e gratuito também. O serviço online é um velho conhecido, mas a integração não é total. Ainda é preciso ficar manualmente importando feeds novos e não é possível atualizar o Bloglines a partir do desktop.

É interessante constatar como a qualidade dos programas gratuitos melhorou. Sinceramente, não sei como decidir entre o Omea Reader e o Greatnews e o Sharpreader.

emProdutividade Software

Ubuntu 32 bits ou 64 bits, qual é mais rápido?

Por em 29 de dezembro de 2006

O site Phoronix, fez uma avaliação interessante, rodando as mesmas tarefas tanto no Ubuntu 32 bits, quanto no 64 bits, os resultados confirmam os testes que eu já havia feito há quase um ano atrás, pelo visto nada mudou.

O comparativo, utilizou uma máquina com uma boa configuração, com processador Athlon 64 X2 4200+ e 2Gb de RAM, além de uma ATI Radeon X300SE e um HD Seagate 160GB SATA2.

Foram utilizadas as versões 6.10 (Edgy Eft) e 7.04 Herd 1 (Feisty Faw alfa).

Foram comparadas:

  • Execução do Unreal Tournament 2004
  • Compressão GZip
  • Compilação do LAME
  • Encoding usando o LAME
  • Resultados no aplicativo RAMSpeed
  • Compilação do Kernel

Os resultados:

O 32 bits, levou a melhor em:

  • Execução do Unreal Tournament 2004
  • Encoding usando o LAME
  • Compressão GZip

O 64 bits, levou a melhor em:

  • Compilação do LAME
  • Resultados no aplicativo RAMSpeed
  • Compilação do Kernel

As diferenças não são exatamente significativas, porém demonstram que, para multimídia, ainda é melhor manter o sistema em 32 bits e para o desempenho geral do sistema o 64 bits é melhor.

Um problema que ainda prende muitos usuários que possuem processadores 64 bits ao sistema operacional em 32 bits é que muitas bibliotecas e aplicativos ainda não existem de forma nativa, pratica e integrada em 64 bits.

Talvez, este problema seja exatamente o que explique uma performance melhor nas funções de mídia para o sistema 32 bits.

Para o usuário normal, ainda não vale a pena a mudança, seria interessante aguardar que mais aplicativos tirem proveito das melhorias trazidas pelo sistema operacional 64 bits.

Para desenvolvedores, a mudança pode ser altamente benéfica, já que o ganho no tempo de compilação ultrapassa os 10%, para quem está sempre compilando pode representar uma economia de tempo considerável no final do dia.

Outro detalhe interessante, olhando os resultados é o ganho de performance obtido com a versão 7.04 em relação a 6.10 do Ubuntu, mesmo a versão 7.04 estando no estágio Alpha, ou seja, o Feisty Faw promete e muito.

emAndroid e Linux

“O Orkut Está em Construção”

Por em 29 de dezembro de 2006

modern.jpg

Segundo informações do Undergoogle, o caos está instaurado entre os brasileiros, principalmente entre os que não sabem o que quer dizer “instaurado” e têm dificuldades com proparoxítonas em geral.

Desde a tarde de ontem que o Orkut não entra mais. Com isso milhões de desocupados precisam achar um novo significado para suas vidas. Não podem mais fuxicar a vida alheia, nem mandar mensagens para milhares de contatos ao mesmo tempo. Como? Fácil, só usar o programa de envio de scraps automáticos do Rafael.

Pois é, gente. Sem Orkut só sobra email, MSN, Google e a maldita porta da rua. Isso mesmo, mexa seu traseiro gordo e vá visitar alguns de seus contatos, será bem mais proveitoso do que ficar acompanhando as mensagens na comunidade “Eu como casca de ferida”.


emInternet

Steve Jobs pode estar envolvido em fraude financeira

Por em 29 de dezembro de 2006

Às vésperas da MacWorld, onde são lançadas várias novidades da Apple anualmente, parece que o CEO da Apple, Steve Jobs, estaria envolvido em fraude financeira com opções de ações da empresa.

Diz a matéria do Financial Times que Steve Jobs recebeu US$ 7.5 milhões em opções de açoes em 2001, sem autorização da diretoria da Apple, que obrigatoriamente deveria ter aprovado a emissão desta compensação. O problema é que há documentos declarando que tal reunião existiu, o que não é verdade, sendo estes documentos portanto falsificados.

Steve Jobs contratou um advogado (ou melhor, um grupo de advogados) para defendê-lo. No dia em que esta matéria foi publicada, as ações da Apple despencaram 5%, mas estão retornando lentamente ao valor inicial. Não há nenhum indiciamento criminal por parte da SEC.

Claro que não se pode julgar o Steve Jobs prematuramente, porém seria uma decepção para muitos fãs que atribuem o sucesso atual da empresa ao estilo de liderança de Jobs.

emApple e Mac Indústria

Falha no Gmail destrói arquivo de emails

Por em 29 de dezembro de 2006

O Gmail tem a palavra “beta” próxima ao logotipo por um motivo. Aproximadamente 60 usuários foram afetados por um incidente que apagou completamente suas mensagens arquivadas no Gmail. Eu uso o Gmail e dependo muito dele, mas depois de uma notícia dessas eu fico pensando em ter um segundo local onde posso guardar cópias de meus emails só por garantia.

Antigamente eu somente considerava meus arquivos de dados como algo importante para fazer backup, e agora não consigo imaginar perder todos os emails recebidos.

emInternet

Ingresso.com: experiência de um usuário

Por em 29 de dezembro de 2006

A compra de ingressos para cinema e shows já está bem estabelecida nos EUA, e está começando a pegar no Brasil. O Fabio relata sua experiência com o Ingresso.com, uma subsidiária do Submarino. Pois bem, diz o Fábio que sua experiência foi ruim principalmente por causa do cadastro necessário para utilizar o serviço.

Enquanto eu concordo que tal cadastro é teoricamente desnecessário, na prática ele é necessário para ser possível pagar a compra com cartão de crédito. Infelizmente ainda não existe nada tão bom no Brasil como o Paypal, muito menos como o Google Checkout. Pessoalmente utilizo com muita frequência ambos os serviços, e ultimamente tenho preferido lojas que aceitem o Google Checkout, pelos seguintes motivos:

  • Não preciso me cadastrar em cada loja, simplesmente escolho o produto, coloco no carrinho de compras, clico em efetuar a compra e insiro meu login e senha do Google. O sistema se encarrega de passar à loja os meus dados de entrega e processam meu pagamento.
  • Meu email não é divulgado para a loja (opcional mas eu peço que não seja divulgado).
  • Durante dezembro havia um desconto de US$20 em compras a partir de US$50.

O Google Checkout não seria um sistema perfeito para se utilizar a comprar algo simples como um bilhete de cinema ? Alguem disposto a investir em algo assim ?

emIndústria