Digital Drops Blog de Brinquedo

Problema no feed do Meio Bit com o Bloglines

Por em 28 de novembro de 2006

O problema com o feed do Meio Bit com o Bruno encontrou uma solução pelo menos paliativa, que resolve o problema:
– ao clicar no feed do Meio Bit no Bloglines, no canto superior direito da tela clique na opção “editar assinatura”.
– no campo “itens atualizados”, selecione a opção “ignorar”.

Eu mesmo sou afetado pelo problema, uso o Bloglines como agregador padrão, e ningúem conseguiu resolver o problema, nem mesmo o pessoal do FeedBurner.

Para os que poderiam sugerir “mude de agregador”, eu mesmo usei o Google Reader durante uma semana recentemente, e apesar das múltiplas melhorias, a versão para mobile não chega perto do Bloglines; por isto, continuo no Bloglines.

emAnúncios

Google cooperando com a Policia Federal

Por em 28 de novembro de 2006

Há aproximadamente 3 semanas, a polícia federal tem acesso a uma funcionalidade especial no Orkut, os policiais do setor de crimes cibernéticos, acessam o Orkut como usuários especiais que podem tirar do ar comunidades que estejam cometendo crimes como pedofilia, racismo, tráfico, entre outros.

Quando um policial marcar uma comunidade, através desta ferramenta, a mesma será retirada do ar e em seu lugar será colocada uma mensagem com o símbolo da polícia federal.

Depois dos constantes problemas com crimes sendo praticados no Orkut, parece que o Google resolveu cooperar definitivamente com a polícia, de forma a evitar novos processos.

Por mais que a medida seja benéfica, me questiono sobre a legalidade de mesma, pois, até onde sei, a polícia não pode julgar, somente executar, mesmo criminosos detidos em flagrante de delito, recebem um julgamento posteriormente.

Somente semana que vem o Google deve anunciar oficialmente a ferramenta, momento que espero que tenhamos mais detalhes sobre o assunto.

Via: Folha

emInternet

Tenha seu próprio Altair

Por em 28 de novembro de 2006

No início, tudo eram trevas… até que a revista “Popular Electronics”, em 1975, disse: “World´s First Microcomputer Kit to Rival Commercial Models… ALTAIR 8800 ( save over $ 1000 )”. Pronto… estavam abertas as portas do Paraíso para milhares de ´hobbyistas´ que poderiam ter seu próprio micro. E, também, para uma pequena empresa chamada MicroSoft, que produziria seu primeiro programa comercial: um interpretador Basic.

É claro que, por “microcomputador”, deve-se entender o seguinte: uma caixa, com leds e chaves, que permitia entrada e saída de dados. Ponto. Nada de tela… teclado ( como conhecemos hoje )… mas, poxa, era um começo.


altair_aberto.jpg

Agora, a pergunta que não quer calar: quanto custaria uma réplica de um kit desses, hoje? Se você respondeu US$ 1700,00, acertou em cheio! Por essa pechincha, você terá um poder de processamento umas duas vezes maior que o daquelas calculadoras chinesas, que os camelôs nos dão como troco. Se bem que aprender assembly numa delas é muito difícil… melhor no Altair.


Como eu adoro uma ferrugem, mas não posso torrar quase dois mil dólares num micro de 8 bits ( se ainda fosse um MSX Turbo R… ), dei uma vasculhada na internet e, vejam só! Consegui achar todos os esquemas e manuais! Pronto! Agora é só fazer a placa…

[via TheRegister]

emHardware

Nintendo vendeu 600 mil Wiis

Por em 28 de novembro de 2006

A Nintendo confirmou os números: cerca de 600 mil Wiis foram vendidos nos primeiros oito dias de pós-lançamento, gerando um lucro de US$ 190 milhões, apenas na Bushlândia.

Só para comparar: isso é quase 50% a mais que as vendas de XBox 360 durante a primeira semana de lançamento e quase 100% a mais que o PS3.

Nada mal para um hardware modesto… parece mesmo que o pessoal quer novas formas de interação e não apenas mais polígonos por segundo.


[via TGDaily]

emHardware Indústria

Justiça proíbe Mercado Livre de vender filme erótico da Xuxa

Por em 28 de novembro de 2006

xuxa1.jpg

A 7a Vara Cível do Rio de Janeiro emitiu uma liminar proibindo o Mercado Livre de vender o CD Xuxa Talk to Me, com músicas de seu programa nos EUA, e o DVD com o filme Amor Estranho Amor, sob pena de multa diária de R$20 mil.

continue lendo

emIndústria Internet

Vídeos online competindo com TV convencional

Por em 28 de novembro de 2006

Não é de espantar que os sites de vídeos online estejam cada vez mais populares, qualquer portal hoje em dia está tentando oferecer vídeos, no embalo do sucesso de sites como YouTube, recém-adquirido pelo Google.

Ultimamente, algumas redes de televisão americanas estão percebendo o fenômeno e começam a oferecer seu conteúdo online, em parceria com grandes sites ou mesmo em seus próprios sites.

Uma pesquisa publicada na BBC inglesa mostra que 43% dos usuários britânicos asisstem vídeos online pelo menos uma vez por semana. Deste grupo, 54% dedica o mesmo tempo a conteúdo visto na net e na TV convencional.

Aqui nos EUA, o cenário não parece diferente, é um caminho sem volta, com boa parte dos domicílios com acesso a banda-larga.

O que falta ocorrer:

  • Mais programas convencionais, como séries e telejornais.
  • Qualidade de video melhor (limitado pela largura de banda atualmente disponivel).

O sucesso do YouTube se deu principalmente devido à facilidade de uso: qualquer usuário consegue utilizar o serviço. Na hora que houver mais serviços assim com conteúdo das redes de TV aberta, o povo vai comecar a usar para valer.

emIndústria

Como roubar comunidades no Orkut

Por em 28 de novembro de 2006

O Hacker[bb] de Orkut é um sujeito que lembra aqueles japoneses que fazem desenhos gigantescos com dominós. O trabalho é interessante, mas no fundo uma grande inutilidade. Hackear o Orkut não é como invadir um banco ou desativar remotamente os respiradores em uma CTI neonatal. Ao desacreditar o Orkut, ao demonstrar suas falhas de projeto, esses hackers estão é prestando um serviço, pois quanto menos gente usar o Orkut, mais a produtividade agradece.

O Mr Manson virou Santo Padroeiro dos hacks do Orkut, tendo divulgado alguns bem interessantes. Este último permite roubo simples e descarado de comunidades, todas as comunidades de um usuário. Qual o efeito final disso? Perder comunidades no Orkut afeta alguém de verdade? Diminúi ou Engrandalhece alguém?

O Vinícius K-Max, criador do hack, não está preocupado com isso. A rigor ele é um hacker malvado, mas condenar alguém por destruir a credibilidade do Orkut é como multar por excesso de velocidade um sujeito que acabou de atropelar Hitler. “Dessa vez passa, dirija com cuidado”.

emInternet