Digital Drops Blog de Brinquedo

Análise da webcam XPC

Por em 27 de junho de 2006

Passeando pelo comércio local, encontrei uma “webcam” da XPC, marca que pertence à Leadership. O preço parecia errado, já que R$ 40,00 e, ainda por cima, com nota fiscal, está bem abaixo do que costumo encontrar por aqui… como precisava há tempos de uma, resolvi levar para teste. O resultado, vocês podem conferir a seguir.

Junho%2821%29.jpg
A caixa do produto é chamativa, com a cor laranja bem forte, e de bom material. Vem com um CD de drivers, um manual de apenas uma folha, mas com todo o processo de instalação e as características, além da própria câmera.

Antes de sair da loja, o vendedor foi bem taxativo: “… instale o cd antes, ou a vai dar pau…”. Para evitar qualquer desgosto, segui a receita. Rodei o programa de instalação do cd e só depois conectei a câmera a uma porta USB.

O reconhecimento foi automático e rápido. Na minha área de trabalho apareceu um link para o programa AmCap, de copyright da Microsoft.

A base da câmera tem três pequenos pontos emborrachados, o que permite que seja fixada facilmente sobre o monitor de CRT, sobre o gabinete ou mesmo sobre a mesa. Essa base também funciona como um “clipe”, prendendo-se à borda da escrivaninha ou o canto do laptop. A pressão é suficiente para não marcar o apoio.

Junho%2822%29.jpg

Na parte superior, há um botão para se ativar a captura e o driver permite escolher qual o programa a ser chamado.

driver.png

O foco é ajustável manualmente e funciona bem a partir de 5 cm. Não há nenhum outro tipo de controle externo, mas o driver permite o ajuste de contraste, brilho, exposição, ajuste de cor e qualidade de imagem. No modo de melhor qualidade ( entre os dois possíveis ), é nítida a perda de velocidade.

Ao contrário do que indica o manual, no modo 640 x 480, com menor qualidade, foi possível capturar vídeo à taxa de 30fps, algo bem interessante para essa faixa de preço. A qualidade da imagem é aceitável, com iluminação natural mas fica muito degradada, com iluminação artificial ( incandescente ). Comparem as duas imagens abaixo.

image0.jpg

image4.jpg

Seguindo nosso novo sistema de pontuação ( by Cardoso ), as notas seriam:

Facilidade de Instalação: 8/10
Funcionalidade: 7/10
Documentação: 5/10
Design: 5/10
Performance: 5/10
Portabilidade: 5/10

Resultado: considerando o preço atraente, é uma boa indicação, desde que não se espere uma “webcam” com ótima performance em ambientes menos iluminados.

emHardware

Meetro, o ‘messenger social’

Por em 27 de junho de 2006

Apesar de não possuir nenhum recurso lá muito sofisticado (pelo menos até onde pude ver), o Meetro traz um conceito bacana: você se inscreve no site, baixa o programinha (disponível para Mac e Windows) e você pode adicionar contatos por nome como qualquer messenger e também ver quem está próximo de você a 1 milha, 5 milhas, você escolhe – o Meetro vem com um sistema de você digitar seu endereço (até descobriu a rua minúscula que moro aqui em São Paulo). Ah, se você quiser ele também preenche seu perfil segundo o que você colocou no seu perfil do MySpace, caso você tenha um. Só não serve cafezinho ;)

Se o negócio pegar aqui no Brasil, pode ser uma forma BEM legal de você achar gente que você não conhece e mora ao seu lado, literalmente ;)

Meetro

emApple e Mac Internet Software

Samsung lança linha de telefones ultrafinos com saída de TV

Por em 26 de junho de 2006


phonesamsung.jpg

O da direita, é o X820, com 6,9mm, câmera de dois Megapixels. O do meio, o D830 tem menos de 1cm de espessura, já o clamshell é o D900, com 1.3cm e câmera de 3Megapixels.

O X820 pesa 66 gramas e além de 80MB de memória tem saída para TV. As características são idênticas ao D900, sendo que este ainda conta com slot para cartão microSD.

Todos eles são GSM triband GPRS/EDGE, e não têm a menor chance de chegar ao Brasil :(

Fonte: Samsung e T3

emCelular

Tecnologias ajudam a Copa na Alemanha

Por em 26 de junho de 2006

ofro.jpgA cada Copa do Mundo que assistimos podemos ver mais tecnologias presentes. Esta Copa do Mundo não está sendo diferente e por trás dos canecos, os alemães estão forrados de tecnologia. Começaram muito antes do mundial na construção dos estádios e vendas eficientes de ingresso via internet. O controle de acesso aos aeroportos e estádios e, principalmente a segurança estão sendo bastante facilitados pelas diversas tecnologias.

Para ajudar no policiamento a Alemanha está lançando mão de robôs que ajudam patrulhar os estádios. Um dos robôs é chamado de “Ofro” (este da foto) e desempenha várias funções interessantes, entre elas consegue: subir escadas, identificar agentes químicos e biológicos, detectar armas, explosivos e pessoas tudo isso em um raio de 30 metros. As informações captadas por ele são enviadas diretamente para uma central de monitoramento através de uma antena de UMTS (por telefonia 3G), que possibilita a troca de informações.

O que me pergunto é se toda esta tecnologia também estará presente nas Copas que acontecerem em países não tão desenvolvidos como será o caso da próxima, na África do Sul em 2010.

Fonte: Terra

emMiscelâneas

Coloque um chat em qualquer página ou site

Por em 26 de junho de 2006

O Gabbly é um serviço que utiliza o conceito de “salas virtuais”, assim qualquer site pode se tornar um canal de chat. A utilização é a mais simples possível: Basta apontar um link para a URL do Gabbly seguida da URL de seu site. Exemplo:


http://gabbly.com/http://www.meiobit.com/

O serviço tem inclusive uma URL com o feed RSS para você acompanhar a conversação de seu site favorito.

Há instruções em diversos idiomas, incluindo português. Também é possível incluir o chat como um iframe, conforme disponibilizamos para testes. Leia o resto do post e veja como ficou.

via Digg, Fark, Metafilter e 500 outros serviços



emInternet

WinFS morto?

Por em 26 de junho de 2006

winfs.jpg Parece que a Microsoft decretou o fim do WinFS, o revolucionário sistema de arquivos que a empresa pesquisa desde os anos 1990 ( então, sob o nome de “Object File System” ).

Inicialmente anunciado como parte do Windows Vista, foi postergado para um futuro “Service Pack” e, agora, ao que parece, definitivamente morto. Apesar do anúncio indicar que a tecnologia será utilizada em produtos futuros, não há grande confiança da imprensa e de usuários avançados de que isso irá realmente acontecer.

Mas afinal… o que é um “Sistema de Arquivos” e por que o WinFS prometia ser uma revolução?

Um “sistema de arquivos” é uma camada de software que permite aos programas acessarem a informação gravada em dispositivos de armazenamento. Por exemplo: seu cliente de email ( Thunderbird? ) sabe extrair de uma mensagem, os anexos. Mas ele não precisa “saber” como essa informação deve ser gravada no disco. Cabeças, setores… ou mesmo se esse disco está mapeado num dispositivo de rede ou se é um “pendrive”. Tudo isso, é tarefa do sistema de arquivos.

E onde estaria a revolução? Na forma como o sistema de arquivos “entende” os dados. O WinFS seria um sistema de arquivos relacional.

Por exemplo: hoje, é fácil procurar por um arquivo com o nome “contatos”, certo? Mas imagine que seja necessário procurar a foto de um contato de email com o qual você se comunicou há cinco semanas, onde ele esteja acompanhado do chefe da empresa que te forneceu parafusos no ano passado. Acho que o “Procurar” do windows não faria isso por você…

Até existem programas que permitem coisas similares, mas, estando implementado diretamente no sistema de arquivos, as buscas seriam muito mais rápidas. E isso, sem falar nas outras características bem interessantes.

Talvez esse fato não traga grandes implicações para o usuário final, mas demonstra, novamente, a tática de marketing da Microsoft, anunciando produtos com enorme antecedência e que, nem sempre, “saem do forno”.

emAnúncios

Tux Magazine

Por em 26 de junho de 2006

Fazendo uma limpeza mais profunda da minha caixa postal, vi o último número da Tux Magazine, uma revista gratuita, em formato pdf, destinada ao usuário iniciante ou médio do sistema operacional Linux.

Sempre há análises interessantes e, no pior caso, a sessão de “perguntas e respostas” da Mango Parfait é impagável! Infelizmente, só em inglês.

emMiscelâneas