Digital Drops Blog de Brinquedo

Problemas ecológicos? A solução pode estar na evolução tecnológica

Por em 26 de abril de 2006

No artigo entitulado A Nova Revolução Verde, da revista Wired, o jornalista Alex Nikolai Steffen levanta de forma clara quais as medidas e mudança de pensamento podem nos salvar de poluição, efeito-estufa, desastres ambientais como secas ou enchentes e até mesmo guerras.

O mais interessante é que o nosso Brasil está na vanguarda de uma delas, que é o uso de combustíveis renováveis como o etanol. Ontem fui perguntado por dois amigos americanos, que nunca pagaram tanto pelo galão de gasolina, como funciona o carro com motor Flex. Ponto para nós. Imagine meu orgulho em informá-los que usamos automóveis abastecidos com álcool desde o final dos anos 70. Sim, há um interesse enorme em substitutos e o Brasil é não só pioneiro e o maior produtor do mundo, mas também é o melhor nessa área.

Ecologistas estão evoluindo também. Entenderam que as pessoas não irão desistir de seus gadgets eletrônicos e modo de vida moderno para viver em fazendas e andar de bicicleta. Então entra em cena a Toyota, por exemplo, com seu modelo Prius, que faz 800 km com um tanque cheio.

Os quatro pilares da vida moderna que poderão salvar o nosso planeta são:
– Fontes de energia renovável.
– Eficiência de consumo. As baterias duram mais não apenas porque elas evoluíram, mas aprendemos como fazer as mesmas tarefas consumindo menos energia. E desperdiçar menos, significa ganhar dinheiro.
– Qualidade é riqueza. Monitores TFT consomem menos energia, menos material e são menos poluentes. Lâmpadas fluorescentes e LEDs custam mais, mas sua durabilidade é muito maior e compensa o custo em baixo consumo também.
– Planejamento urbano. Cidades com um bom planejamento facilitam a vida dos moradores, o transporte e fazem bom uso do espaço, preservando o ecossistema.

Para quem achava que o nosso futuro era Blade Runner, há uma luz no fim do túnel e ela se chama evolução tecnológica.

Fonte: Wired

emMiscelâneas

Briga de cachorro grande: Google anuncia Firefox

Por em 26 de abril de 2006

O Google está recomendando explicitamente o Firefox em sua página inicial. Uma enorme chamada para a Google Toolbar, rodando no Firefox aparece, quando alguém acessa o site, estando no Estados Unidos e usando Internet Explorer.

google.jpg

Não é nada, não é nada, são alguns milhões de dólares de publicidade grátis.

emInternet

Esqueça o Joystick, use a Força

Por em 26 de abril de 2006

yoda.jpg

Duas empresas, a NeuroSky e a CyberLearning estão desenvolvendo tecnologias de biofeedback baseadas na captação de ondas cerebrais, que poderão ser utilizadas em videogames, entre outras aplicações.

Fora as aplicações médicas, ambas as empresas esperam que suas ferramentas um dia sejam usadas para criar verdadeiros efeitos “Jedi” em jogos no universo de Star Wars. O jogador pode usar o controle mental para erguer objetos nos videogames e atirá-los em inimigos, de uma forma muito semelhante ao visto nos filmes de George Lucas.

Em matéria no jornal Mercury News, explicam que o objetivo é criar controles de menos de US$100,00 com possibilidade de controle consciente – o jogador se concentra e atira um objeto em um inimigo – ou subconsciente – o jogo detecta o nível de stress e ansiedade e se adapta.

Ainda vai levar alguns anos, mas esperar por esse brinquedo, vale a pena.

emGames

Yahoo Go: TV, música, vídeo, fotos…e DVR

Por em 26 de abril de 2006

ma_y_go_tvbeta.gifImportante novidade do Yahoo à vista: entrou em fase beta o Yahoo Go, que promete levar à sala de estar e ao celular todo o conteúdo multimídia que esta no PC. Basta ter um PC conectado à um aparelho de televisão, o que não é nada novo. O que é interessante para as grandes massas é a opção de ter um serviço de DVR (Digital Video Recorder) diretamente no PC (nota: já há outras soluções de DVR para PC, porém nada disponível gratuitamente e orientado para o consumidor médio). Para o DVR funcionar, é necessário uma placa de vídeo com sintonizador de TV, o que é relativamente comum e barato hoje em dia.

Por enquanto, o sistema só está disponível para sistemas rodando Windows, e para usuários nos EUA.

Outras opções para ter um DVR no PC:
Linux: Freevo, MythTV
Windows: Windows XP Media Center Edition, SageTV

emIndústria

Entre blogs e feudos

Por em 26 de abril de 2006

feudo.jpgExcelente o post no Interney sobre a cultura dos blogs,mais especificamente sobre os que definem a comunidade: os blogueiros. De fato, a blogosfera nacional sem dúvida é formada por varios nichos, ou feudos, como o Ney definiu. Na Europa antiga, os feudos eram grandes áreas de terra, e naquela época a comunicação era muito difícil. As vezes parece que estamos naquela época novamente, tendo (1) territórios estabelecidos em definições traçadas por cada nicho, (2) estabelecimento de “líderes” dentro de cada feudo e (3) pouco intercâmbio entre feudos.

Territórios estabelecidos em definições traçadas por cada nicho

Em cada grupo de blogs, seja de tecnologia, moda, política, o que for, os assuntos a serem abordados não tem um limite estabelecido. Às vezes, por exemplo, os blogueiros são tentados a abordar assuntos que fogem um pouco do tema principal, e isto pode tornar a audiência um pouco desapontada com a abordagem. Aqui no Meio Bit, por exemplo, procuramos escrever às vezes sobre software livre, Microsoft, Google, etc, e as opiniões de cada autor certamente encontrarão um ou outro (ou vários) leitores que discordam do texto. Ou seja: a comunidade lê blogs com que mais se identifica, e espera que os posts sejam concordantes com suas próprias opiniões. Na minha opinião, quem tenta fugir do convencional e tentar novas abordagens terá mais chance de se tornar um “influenciador”, afinal estará propondo novas idéias.

Estabelecimento de “líderes” dentro de cada feudo

Na razoavelmente pequena comunidade de blogs nacionais, se pegarmos uma amostra de alguns leitores de diversos blogs e perguntarmos pelos 3 blogs mais influentes no Brasil, provavelmente teremos inúmeras respostas diferentes. Os “lideres”, na verdade, são estabelecidos pela própria audiência, que novamente se espelha nos blogs que lê para definí-los. Se fossemos, de fato, procurar quem são os líderes, deveriamos procurar não por aqueles que tem mais citações entre os leitores, mas sim quem tem mais citações e links em outros blogs. Em números absolutos, creio que a audiência de um blog não necessariamente reflita seu status de líder; basta, por exemplo, ver os blogs de grandes portais, que podem contar com milhares de visitas por dia, porém tem muito pouco impacto em outros blogs.

Pouco intercâmbio entre feudos

A falta de intercâmbio entre blogs é uma reflexão de como a sociedade se organiza. Roqueiros, por exemplo, não se misturam com hare-krishna, e com blogs ocorre o mesmo. Blogs sobre política dificilmente irão mencionar algo postado em um blog sobre tecnologia, e não há problema algum nisto. Por isto, antes de alguns usuários estabelecerem “líderes” englobando os blogs nacionais, prefiro ver nossa blogosfera como pequenas vilas, com estreitas estradas de barro entre elas, mas que convivem pacificamente entre si. Os líderes aparecem espontaneamente, e sua função realmente é, como mencionado pelo Ney, a de formador de opinião.

Boa a conversa. De fato estamos aprendendo a ter uma blogosfera mais madura.

emArtigo Destaque Internet

“1 Terabyte é mais que suficiente para qualquer um”

Por em 25 de abril de 2006

0%2C1425%2Ci%3D133313%2C00.jpg

Equivalente a 217 DVDs. Bom tamanho, não? Comporta sua coleção de MP3 e filmes educativos? A Iomega acha que é um bom começo, e lançou o Iomega StorCenter 1-TB, um servidor de arquivos / mídia / impressão autônomo voltado para o mercado doméstico, com 1 Terabyte de armazenamento, capacidade de RAID, Gigabit Ethernet, portas USB 2.0 para expansão, conectividade uPNP e WIFI com criptografia. Compatível com: Windows 98SE/Me/2000/XP, Mac OS X 10.2.7 ou superior e Linux.

Tudo isso por US$899,95. É uma boa opção para o armazenador compulsivo de dados, ou mesmo pequenas empresas. Quem odeia ficar trocando DVDs pode deixar um desses em algum canto da casa e acessar via PDA, PC, um Digital Media Adapter como o D-Link DSM-320. Há uma versão de US$500,00 mas além de só ter 500GB (só!) vem sem WIFI, entre outros recursos ausentes.

DICA: Para ver como a tecnologia avança nessa área, marque um compromisso em seu PIM preferido para, daqui a um ano, checar este post de novo, e diga se ainda concorda com o título do artigo.

emHardware

Mapa Mental das Distribuições Linux

Por em 25 de abril de 2006

O blog All About Linux publicou um Mapa Mental interessante sobre as Distribuições Linux ativas. Não é um fluxo do histórico do sistema, é uma fotografia do estado atual. Também foram omitidas algumas distribuições que não estão sendo atualizadas/desenvolvidas. Clique na imagem para chegar lá.


GNULinuxupdatedw4.jpg

Mapas Mentais são uma forma de organizar informação com maior eficiência, através de diagramas. É até uma proposta interessante, desenvolvida pelo Buzan Institute, mas há uma certa aura de culto, então recomendo cautela.

emSoftware