Digital Drops Blog de Brinquedo

Fábrica de papel é comprada pelo Google

Por em 13 de fevereiro de 2009

As empresas de tecnologia estão se desenvolvendo muito mais rápido do que as empresas de outros ramos. Empresas de papel por exemplo, deixaram de lucrar como antes já faz tempo.

Mas dessa vez o sinal dos tempos não poderia ser mais claro. Uma fábrica de papel e embalagens na Finlândia chamada Stora Enso foi comprada justamente pelo Google, uma das empresas que mais demonstra novidades.

A notícia foi divulgada nesta quinta-feira (12/02), onde a própria Stora Enso confirma a venda por 40 milhões de euros. Já não havia produção de papel desde janeiro do ano passado nesta fábrica.

Com este espaço comprado é mais do que provável que será utilizado para a construção de um novo datacenter, tanto é que a Reuters já confirmou. Porém, segundo declaração oficial da Stora Enso, “é esperado que o Google anuncie ‘no momento oportuno’ seus planos ou futuros investimentos”.

Espera-se que a venda seja fechada até o fim de março e que ambas as empresas concordaram que uma parte da fábrica será transferida para a cidade de Hamina.

 

papemill

Infelizmente, esta não é a primeira e não será a última fábrica de papel a sofrer com os avanços tecnológicos. O uso de e-books, documentos digitais, catálogos de produtos online, entre outros, é uma realidade que está afetando este mercado, onde a única coisa a ser feita é se conformar e se adaptar as mudanças.

[via TechCrunch]

emIndústria Internet

Compare as linguagens de programação

Por em 28 de janeiro de 2009

Outro dia, acessei um gráfico interessante na rede Ohloh (rede social de projetos Opensource), gráfico este que se refere a uma comparação entre as linguagens de programação mais usadas nos últimos anos.

A ferramenta “Compare Languages” gera as informações de tal forma que podemos analisar quais as linguagens estão sendo mais utilizadas atualmente. As métricas são feitas baseando-se na quantidade de projetos e linhas de códigos usados.

 

language

 

De acordo com o gráfico gerado pelo site, o Python, PHP e Java estão em alta, pelo menos entre os projetos Opensource. Já o Shell-script e o Perl que foram muito usados no passado, estão perdendo popularidade.

Para gerar um gráfico de comparação com a linguagem que quiser acesse aqui.

emBlog Open-Source

Vai formatar? Use o HD Disintegrator

Por em 27 de janeiro de 2009

Todos sabemos o quão valioso pode ser um disco rígido para uma empresa e também não é novidade que é possível recuperar discos mesmo depois de formatados diversas vezes.

Nos HDs vendidos por sites de leilão, é bem provável que possamos recuperar e adquirir informações detalhadas sobre salários, números de contas bancárias e cartões de crédito, histórico de compras online, dados de saúde e muito mais.

O que fazer então? A resposta é: utilizar o método mais seguro de todos e, assim, garantir que as informações existentes em um disco rígido não possam ser recuperadas, ou seja, a destruição total.

O equipamento chamado Hard Drive Disintegrador foi lançado para esta finalidade, ele destrói totalmente o HD em pequenos pedaços de metais em apenas 3 minutos. Infelizmente não dá pra qualquer usuário doméstico ter um desses em casa, mas as grandes empresas sabem que a informação vale muito.

Para ver o Modelo 22 HDD Hard Drive Disintegrator funcionando, assista ao video aqui.

 

model22-376x440 
 
[via Geek.com]

emDownload

Senador pede à MS demissão de estrangeiros

Por em 27 de janeiro de 2009

Já não bastasse toda essa crise econômica, onde até a Microsoft anunciou o corte de cerca de 5% da força de trabalho (o maior corte da história da empresa) ainda tem gente querendo aparecer.

O senador norte-americano Charles Grassley que já tem certa popularidade, enviou uma carta na última sexta-feira para o executivo-chefe da Microsoft, Steve Ballmer.

“Me preocupa que a Microsoft mantenha em seus postos trabalhadores estrangeiros, ao invés de dar prioridade a funcionários norte-americanos com qualificação semelhante, no momento de implementar seu plano de demissões”, dizia a carta.

A Microsoft contratou centenas de estrangeiros, graças a um programa especial de vistos que permite a empresas norte-americanas e universidades empregá-los temporariamente.

Porém, o que mais me espanta é a forma como ele qualifica os funcionários. Será que os americanos são melhores que os estrangeiros e por isso devem ser priorizados?  O que diria o setor de RH se tivesse visto essa carta?

A Microsoft anunciou que as demissões devem seguir pelos próximos 18 meses, e significarão uma economia de cerca de US$ 1,5 bilhão para a companhia. Nos resultados divulgados na quinta passada, a companhia apresentou queda de 11% no lucro no último trimestre, o que pode ser culpa de ações tanto dos funcionários americanos quanto dos estrangeiros.

Ainda bem que a Microsoft até o momento se mostrou coerente e sem qualquer tipo de preconceito.

“Nos importamos com os nossos funcionários, por isso vamos dar apoio a todos que forem afetados pelas demissões, sejam eles americanos ou não”, declarou um representante da Microsoft.

mscutjobs

[via Reuters]

emBlog Indústria

Mouse Cyber Sport Orbita poderá ser uma revolução

Por em 16 de dezembro de 2008

Com data de lançamento marcada para janeiro de 2009, o Cyber Sport Orbita vem para ocupar o lugar do mouse tradicional. O grande diferencial de vendas está na substituição dos botões tradicionais do mouse por um sistema de rolagem.

O novo mouse é sem fio e sua base em USB. Inclui também um software que só pode ser instalado em Mac e PC.

A idéia de revolução ocorre pelo formato diferenciado, sem contar que giros de 360º em ambientes em 3D serão uma mão na roda (de rolagem) com o Orbita. Só vai precisar girar para qualquer uma das direções que ele movimenta a imagem.

O Orbita deverá custar US$98,50. Se ficou curioso, você pode conferir um vídeo de demonstração do mouse aqui ou acessar a página oficial do produto.

 

orbitamouse

 

[via Engadget]

emHardware

Veja abre conteúdo na Internet

Por em 14 de dezembro de 2008

A Revista Veja teve uma iniciativa tão louvável quanto a da abertura do acerto fotográfico feito pela Life Magazine recentemente. Ela abrirá seu acervo nesta segunda-feira (15/12), ou seja: todo o conteúdo poderá ser acessado sem cobrança de taxa ou qualquer tipo de assinatura.

Nós, simples mortais, poderemos acessar as 350 mil páginas de conteúdo produzido durante os 40 anos de publicação. Embora não seja um leitor assíduo, gosto da revista.

O mais importante de tudo não é tanto pelo conteúdo, mas sim pela ideologia. Já que muitas revistas impressas estão perdendo participação no mercado, a exemplo da PC Magazine que precisou redirecionar editores para a parte digital devido ao encerramento das publicações impressas.

A Veja, não está apenas dando um grande passo para aumentar o acervo de informação da Internet, mas também está dando um passo de sobrevivência, porque num futuro não tão distante, esta pode vir a ser sua principal fonte de renda.

[Via IDG Now]

emInternet

Receptor USB de alta resolução para TV Digital

Por em 3 de dezembro de 2008

A nacional Evolute lançou um receptor USB de TV digital de alta resolução. O “TV Way+” se parece com um pendrive e tem uma antena retrátil que capta os sinais.

“Ele permite captar os sinais de TV Digital full-seg (1920×1080 a 30 fps), enquanto similares oferecem no máximo recepção 1-seg (320×240)”, disse Vicente Soares, diretor comercial e de marketing.

A TV Digital completou nesta terça-feira (02/12) um ano no Brasil e ainda não decolou por diversos fatores. Mesmo os Estados Unidos, por exemplo, que começaram a implantá-la há 10 anos, ainda não conseguiram concluir o processo.

Atualmente, o sinal de TV Digital pode ser captado em seis cidades brasileiras, e os principais fatores que não ajudam no seu sucesso são: a baixa quantidade de conteúdo de alta definição disponível e o alto preço dos conversores.

O preço sugerido para venda do TV Way+ é de R$ 249,00, ainda alto, porém mais acessível dada a mobilidade, já que pode ser usado em qualquer notebook com boa configuração.

receptor_tv_digital

[via Convergência Digital]

emTelecom