Digital Drops Blog de Brinquedo

Novas regras para call centers

Por em 4 de agosto de 2008

Na última terça-feira, 29, o Ministério da Justiça anunciou novas regras para regulamentar e simplificar o atendimento prestado pelos SACs. A lei vale para todos os call centers mas, na verdade, surgiu para tentar limpar a imagem borrada dos famosos serviços de telefonia fixa/móvel, internet, bancos, cartões de crédito (!), empresas aéreas e TV por assinatura. As principais exigências são:

– A ligação deve ser gratuita;
– O tempo de espera deve ser de no máximo 20 segundos;
– Falar com um atendente deve ser a primeira opção do menu. Nada de tecle isso e aquilo;
– Depois de relatado o problema, ele deve ser resolvido em 5 dias no máximo;
– Também deve constar no menu a opção de cancelar o serviço. Heresia!!! E esta, após selecionada, deve ser efetuada imediatamente;
– A possibilidade de acompanhar protocolos pela internet;
– Os atendentes devem estar preparados tecnicamente para lhe responder qualquer coisa e também para atender deficientes;
– O consumidor poderá ser repassado para outro atendente somente 1 vez;
– O SAC deve funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A mudança não contou com a ajuda de caras-pintadas mas sim de gente influente. Até o ministro Tarso Genro se irritou com o atendimento de um call center. Também diz ele que um amigo levou 30 dias pra cancelar um serviço. Então, caros amigos, reclame para um ministro ou espere ele ficar tão… “frustrado” quanto você. ;D

Leo Faoro comenta: e quem paga por isto ? Todos os itens são maravilhosos, mas para manter um call center que consiga atender em até 20 segundos o custo é estratosférico. Quero ver ate onde isso vai chegar (ou melhor, quem vai pagar).

Fonte: Folha

emDestaque

Contradições no Orkut

Por em 31 de março de 2007

Vou resumir a historinha para vocês:

Hoje (29/03), abri minha página no Orkut e notei um tal de Sean Ford na lista de visitantes recentes. Segui o link e vi que não conhecia o cidadão, que afirma residir em São Francisco.

Notei também que ele não apareceu na minha listinha de visitantes recentes, como na de trocentos outros orkuteiros desbocados. Imagino que deva ter usado algum outro meio para conseguir isso. Ninguém ficaria o dia todo clicando em todos os perfis que vê pela frente. Ok, desconsidere. Falamos de orkuteiros. Brasileiros.

Recados não param de chegar, começando às 9 da manhã.

Aos que não têm a sorte de possuir um perfil no Orkut, vou dar uma palhinha da farra que estão perdendo.

Temos desde gente reclamando do cara ter entrado no ‘orkut *dela* e não ter deixado scrap’ até criaturas soltando os cachorros.

Valeria:
Olá! Olhou meu orkut e nem deixou um scrap. Quem é vc??

RaFiNhA:
quem e vc
nao meche no meu orkute ta
vai olha de outro

Essa é a melhor! Veja quanta revolta:

vanessa:
ai pode entrar e olhar a vontade ,pois de pessoas fofoqueiras e invejosas minha vida já está cheia e vc só é mais um dele quer dizer o mesmo que sempre vive querendo saber de minha vida né seu otáio corno!

Coitado do Seu Ford.. O que ele vai pensar da gente?

É engraçado essa mania do povo dizer que aquele espaço é só MEU e ninguém pode ficar bisbilhotando. Para usufruir do site, ninguém paga host nem nada, então não venham reclamar, orkuteiros! É bem naquela: tá na chuva é pra se molhar! Não acham contraditório (tsc tsc) participar de um site relacionamentos e não querer se relacionar? Cada um que aparece…

emInternet Miscelâneas

Cabo azul: soro na veia do povo

Por em 10 de fevereiro de 2007

Lendo o post do luizdu, percebi que não sou o único viciado em internet. Fiquei muito preocupado… Por mim e pelo resto do mundo. Cada vez mais as pessoas usam a internet e cada vez menos as pessoas interagem na vida real.

Pra quê ir à casa do Seu Piragibe (eu só vejo novela quando não tenho o que fazer), lá no Acre (!), se tu podes logar num InstantMessenger, plugar a webcam (quem sabe um microfone) e conversar com o cidadão? Não precisa pagar gasolina, passagem de avião ou busão.

Oh sim, amigos! Isso é um grande benefício que a generosa internet nos dá. Assino embaixo. Mas a grande causa do vício não está nessas coisinhas. É fotolog (era né, saiu de moda), Orkut, MSN, mp3, BBB, RBD etc etc. Para os gamers on-line, a questão é evoluir seu char, dar uns headshots e/ou entrar pro rank. Para os voyeurs…
E vocês, blogueiros safados, nem pensem que escaparão! No caso de vocês, é informação, feeds, informação e feeds também.

Eu li num blog, um dia, que o autor assina mais de 900 feeds. Tenha dó. “Ohô! Eu assino muito mais..” alguém pode ter soltado. Sim, agora você está super informado, você está por dentro de tudo no mundo e seus dedos simplesmente fazem fluir qualquer texto sobre qualquer coisa. Coitados os probloggers, que ficam 8 horas ou mais frente ao monitor. Um dos casos mais críticos.

Qualquer bico de bule tem 300 amigos no Orkut. Qualquer um tem 5 mil recados. Eu tenho quase isso, nos dois casos. Mas duvido que qualquer um tenha realmente tantos na vida real. Aqueles com quem você sempre anda, com quem pode contar. Amigos de verdade. É assim comigo e eu sei que isso acontece com a maioria. Eu tento manter, o máximo possível, minhas amizades na vida off-line. Não converso tanto assim como na internet, talvez devido à distância, falta de tempo e aqueles motivos de sempre.

Certa vez, um moleque de cabelos loiros conversava com um rapaz de touca no ônibus. O piá vinha de uma escola agrícola, com uma placa com o nome da cidade na mão (pra ganhar carona pra casa) e uma mochila no colo. Os dois não se conheciam. Achei interessante a reação do cara de touca quando o moleque sentou do seu lado e começou a puxar conversa. Perguntou onde ele estudava e o cara respondeu que não estudava mais, sem mesmo olhar pra cara do guri. Aos poucos, foram se soltando e quando cheguei ao meu ponto, os dois já conversavam alegremente.

Anteontem estava no shopping aqui da cidade e me deparei com uma placa com os dizeres ‘Agora com sinal WiFi’. Imaginei um sujeito saindo de casa, passando na cafeteria do shopping, abrindo seu note sobre a mesa e lendo uns blogs/e-mails acompanhado de um bom expresso. Uauuu! Os geeks devem ter sentido calafrios! Mas será que até pra fora de casa nós *precisamos* levar internet!? Será que é algo assim tão importante que não podemos viver sem? Até no shopping, mano, onde você poderia estar tomando um chopp com seus hermanos, você tem que usar a internet? Sim, é legal, é novidade, facilita a vida de quem precisa. Mas pô, estamos bancando os individualistas. É horrível conversar com alguém lendo ou digitando alguma coisa, pra ambas as partes.

Outra vez, li que alguém estava desenvolvendo um gadget (desculpem, sou um colaborador preguiçoso e não procurei links) que poderia ser usado juntamente com um InstantMessenger. Para fazer sexo virtual. Até *isso* a gente não vai mais fazer *de verdade*??

O comentário do brunogross, na minha opinião, foi um dos mais relevantes:

To me sentindo anormal demais aqui… Eu tenho namorada e não namorada.jpg… Eu jogo futebol e não Winning Eleven ou CM… Eu vou a boites e bares beber e zoar a mulherada real e não no Second Life… Eu vou ao cinema e não baixo por redes BT os filmes pra ver no pc… Um telefonema dos amigos pra zoeira independente da hora faz eu encerrar qualquer conexão…

Se você está sem internet, desligue o computador. Sério! Não fique fazendo tarefas off-lines rotineiras como scans de anti-vírus, organizar seus arquivos e seus mp3. Saia de casa, ligue pra alguém do sexo oposto (vai de cada um), chame a galera pra sair. Prometi pra mim mesmo que, este ano, farei aulas de violão. Faça coisas diferentes.

Se você lê muito, como eu, separe os feeds preferidos. Não fique lotando sua cabeça com tanta informação. Acredite, não vai fazer falta. Você nem lembraria da maioria mesmo. Leia livros, jornais. Muitos blogueiros por aí demonstram não estar preparados para blogar. Pois é, qualquer um pode ter um blog, hoje em dia. E esse qualquer um pode estar tomando seu tempo com abobrinhas. Prefira profissionais, gente formada, mas não descarte gente criativa que completou o Ensino Médio ano passado, como eu (sarcasmo).

SecondLife o caramba! Sua vida é aqui e agora.

Tome cuidado pra não deixar que o cabinho azul seja teu único sustento. Internet é legal. Quer bater um papo com alguém? Faça pessoalmente, quando puder. Uma prosa, de vez em quando, faz bem.

*Cabo azul é só uma referência à internet em si. Não estou interessado em saber se você é chique e usa wireless, ou satélite ou qualquer porcaria que inventem. Se você usa discada, meus sinceros sentimentos de pesar.

emArtigo Comunicação Digital Destaque Internet

Orkut ganha nova funcionalidade

Por em 5 de fevereiro de 2007

O Brasil está euforico! Nosso povo ganhou uma nova razão de viver! Pois é, para desgosto de uns aí, o Orkut ainda não acabou. E hoje o site ganhou um novo fru-fru: agora você pode postar links de vídeos do YouTube ou do Google Vídeo.

É sério. Ficam “embebedados“, numa listinha de favoritos ao lado do link para seu álbum.

Já providenciei alguns do Ask a Ninja, Chad Vader e de uns violonistas por aí.

Já que, hoje em dia, se expor na internet é moda, muitos vão adorar a novidade. Principalmente aqueles adolescentes que passam lápis nos olhos. Ezzz.

emÁudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Destaque Internet

Nova versão do CoolSMS

Por em 24 de dezembro de 2006

Aos que ainda não conhecem, o CoolSMS é um programa gratuito com o qual você manda torpedos SMS (10 por dia) para Claro, Vivo, BrT e outros. Só TIM que não sabe brincar*. Pra você mandar mensagens para celulares TIM, você deve aceitar receber mensagens de propaganda (diga spam) no seu celular. Cada spam que você recebe (se quiser, pode ser até 15 por semana) vale 35 pontos. E 35 pontos valem um torpedo Gold, ou seja, para a chata da TIM. Feita uma breve apresentação do programa, vamos ver uma screen da versão antiga e falar sobre a nova.

Versão antiga:

Para quem usava a versão anterior, a nova versão foi de cair o queixo. Cores bonitas, efeitos metalizados, ícones e barras redondinhas. Trabalho muito bem feito. Acho que, com os lucros da publicidade descarada, contrataram uma equipe competente.

Ah sim! Esse é um ponto que gostaria de relevar: a publicidade. Na versão anterior, o espaço para anúncios era ainda maior! Na atual, diminuíram um pouco e deixaram organizado, mas ainda atrapalha e tira espaço do usuário. Não sou contra os anúncios, mas acho que a experiência do usuário deve ter prioridade também.

O serviço de Coolpons, que são os pontos que você troca por torpedos Gold, não funciona como o prometido. Aceitei receber propaganda no meu celular e até agora não chegou nenhuma.

E se você está disposto a baixá-lo, prepare-se. A versão antiga já era instável. Criaram uma nova versão mais instável ainda e a deixaram para ser baixada. Tremenda falta de respeito. Obrigar o usuário a sair de uma versão ruim para migrar para um Beta, sem escolha, é definitivamente uma grande bola fora. E aviso de antemão que o programa passa por atualizações constantes, quando você o abre. É chato, mas já que o programa é pequeno E não precisa dar reboot..

E acreditem, quis mandar esta resenha primeiramente para o desenvolvedor do programa. Aprendi a lição com o post do Manoel do BlogBlogs. Mas simplesmente não encontrei qualquer forma de Contato. Nem no site, nem no programa.

Ufa! Depois de tanta crítica, alguma coisa boa ele deve ter, não? Ah tem sim. Possui uma lista de contatos que você pode configurar e acrescentar dados pessoais. Ele também manda o mesmo torpedo para mais de uma pessoa – dependendo do seu saldo de torpedos. O ponto forte do CoolSMS é sua agilidade na hora de mandar torpedos. É bem mais rápido abrir o programa e mandar o SMS para alguém que está até na sua lista de contatos, do que abrir, por exemplo, o site da Claro, escolher seu estado, descer a página, abrir uma nova página para escrever seu texto etc…

*Não se sabe o motivo pelo qual a TIM não participa do projeto. Eu já li em vários sites, depoimentos de pessoas que trocaram de operadora só para usufruir dos torpedos grátis pela internet. Quem perde é a TIM.

emCelular

Eu não gosto do BlogBlogs

Por em 13 de dezembro de 2006

Eu não gosto do BlogBlogs. Sério. Nas poucas vezes que passei por lá, não me foi útil em nada. Abri o site agora a pouco e queria ter pego algumas screenshots, para ilustrar a vocês do que falo. Mas algumas funções estão em manutenção. Ok, nada de errado, acontece.

Então vamos aos argumentos. Pegue o MeioBit. É um excelente site, concorda? Notícias, tecnologia, informática. Vários colunistas e 5 mil assinando os feeds. Eu queria que muito mais pessoas conhecessem o MB. Tráfego, sabendo administrar, gera muito dinheiro.

Anunciantes + cliques = $

Anunciantes + cliques + $ = :D + brindes pros leitores*

*O smile é a expressão de felicidade do Leo.

Não é só pelos brindes. Mas bem que eu podia ter ganhado aquela camiseta :( Os benefícios vão muito além disso. Conteúdo de qualidade é um atrativo para cada vez mais pessoas estarem lendo blogs. Quanto mais, melhor. Um país que pensa, que lê várias opiniões e tira suas próprias conclusões.

Outro exemplo pode ser o Cardoso, nossa Britney brasileira – em termos de fama, claro. Ele é um ótimo blogueiro. Mas quantos mais existem no Brasil? Dois? Quinze? Não sei, o BlogBlogs não me ajuda a responder essa pergunta.

Minha intenção aqui não é falar mal do site. Pelo contrário, os idealizadores, aliás, estão de parabéns pela iniciativa. Eles fizeram um trabalho excelente e cumprem o que prometem: ser o maior diretório de blogs e fotologs do Brasil.

O que venho através deste lhe dizer, é que o Brasil carece de uma forma diferente de encontrar os filés. No BlogBlogs, tem o campo Destaque. Mas creio eu que não seja uma lista esculpida pela opinião dos leitores. É isso que falta.

Qualquer voyeur chega ao nirvana só de pensar em um site com flagras, amadoras e nenhuma página redirecionando seu navegador para longe. E eu sei, José, que é só digitar algum nome profano no campo de busca. Mas, se eu tenho preguiça de procurar, imaginem a grande maioria dos usuários apressadinhos que querem tudo prontinho. Um sistema de votos, seguindo critérios de avaliação – como qualidade do conteúdo, segurança etc, faria todo o trabalho por mim, quando quisesse encontrar determinado blog.

De novo chegam os benefícios. Os leitores de todo o país teriam uma forma mais simples de encontrar um blog com o qual se identifiquem. Talvez não os melhores, mas os mais votados, os mais acessados. E os anunciantes teriam a sua disposição uma lista com os blogs de maior tráfego do país. Esta é a idéia, todo mundo acha todo mundo. E de que forma alcançaremos isto? Não sei. Quem sabe nos comentários alguém dê alguma sugestão legal.

emArtigo Blog Internet

Como você usufrui da Internet?

Por em 11 de outubro de 2006

Nas palavras de Cardoso, “um espectro ronda” o Orkut, é o espectro do brasileiro. Do estilo ‘seria engraçado se não fosse trágico’, não são poucas as comunidades com temas interessantes, mas discussões estúpidas e nenhum conteúdo. Um exemplo é a comunidade CACHAÇA. Ok, a lei não permite que eu prove desta iguaria, mas acho que tem muita informação legal a ser trocada nesta comunidade. Ainda mais com 18 mil membros. ;]
E o que vocês vêem nos tópicos? Spam, jogos e três ou quatro tópicos com algumas respostas. Uns poucos, realmente interessantes, ficam sem resposta.

Participei da TdC certa vez. Aplaudi de pé o José Orlando e seus membros daquela vez. Criaram um sistema de governo para a comunidade, com direito a plenário e partidos de esquerda, direita etc. Tudo para uma melhor moderação. A idéia não deu muito certo na prática, houve muita briga. Três horas por dia era pouco para acompanhar todo o ciclo de informação da comunidade. Mas, saber das conspirações dos EUA contra o planeta e que os Greys nos visitam regularmente não contribuiria nada em minha vida, então decidi sair.

São poucas as comunidades sérias, comparadas a enorme quantidade de lixo. Até as que deveriam ser sérias não escapam, como aquela a respeito do vôo 1907, digna de link na página inicial. Pessoas que nem tinham ligação com a tragédia tiveram seus profiles divulgados nos tópicos, recebendo uma enorme quantidade de “meus pêsames” e “descanse em paz” em seus scrapbooks. Brasileiro é um figuraça mesmo…

Não quero basear-me só no Orkut, caro leitor, a web tem muitos outros recursos. Mas o que preocupa é que todos eles são pouco aproveitados pela massa. Será que o brasileiro não gosta de ler?

Será que ele tem preguiça de aprender, de trocar informações, de digitar algumas palavras e expor sua opinião? Comento com alguns amigos sobre coisas que vejo na internet e noto que sou o único que lê. Sinto-me o cara por dentro de todas as noticias, perto deles. Um amigo meu comentou que ficou sabendo da venda do YouTube… pela TV. Falei que já sabia disso faz dias.

Então qual é o propósito das pessoas ‘ao ligarem a Internet’? Ler seus scraps e abrir um Instant Messenger, falar com os miguxos, ler as piadinhas que seu colega de trabalho mandou por email, pegar a receita de bolo da Ana Maria Braga pra sua mãe, fazer a pesquisa para o trabalho de escola… E os blogs? Tem gente que nem ouviu falar. É uma gama imensa de informação (tudo bem, não podemos absorver tudo que a Internet nos oferece) que a grande parte das pessoas desconhece.

“Que nerd hein mano?” você deve ter pensado. Não. Internet é pra se divertir (exagero até nesse assunto ;D). Mas o que quero lhes dizer é que, quando é pra falar sério, o brasileiro abusa do anonimato e faz feio. Cansei de ver blogueiros escreverem textos imensos, defendendo fielmente sua linha de raciocínio, para ser respondidos com smiles. Falo de textos bons! Não de propor construir um cano imenso até a lua para expelir a água dos oceanos, como solução para o aumento do nível do mar.

A Internet nos dá a chance de fazer nosso próprio tráfego de informação, independendo dos grandes centros, que às vezes, omitem o que mais nos interessa. Através dela, podemos fuçar até encontrarmos o que queremos ler, e não ligar a TV e engolir tudo o que nos dão. Pensem nisso, ‘meus queridinhos’! :)

Estamos com a faca e o queijo, só não aprendemos a cortar as fatias.

emInternet