Digital Drops Blog de Brinquedo

Os fãs da Apple vão adorar essa aplicação

Por em 13 de julho de 2009

O RockDrum é uma aplicação de iPhone que simula bateria, ou algo assim. Custa US$0,99, acho que este é o site oficial. E a menos que você não esteja vendo o que eu estou vendo no screenshot, a pergunta básica é: Será que vibra?

Enviada pelo Segal

emApple e Mac

Hanna Montana Linux – Pedobar approved

Por em 12 de julho de 2009

Miley Cyrus é uma espécie de Britney Spears em fase larval, dublê de atriz onde interpreta a si mesma (mal) no seriado Hannah Montana, da Disney, e cantora escrava do Auto-Tune. Mas isso não é nada diante de seu novo papel. A ídola adolescente e jailbait de plantão será responsável pela derrocada final do Império do Mal.

Como? (claro que não, dá cadeia) através do incrível, do fantástico, do aguarde dois anos pra comentar… Hanna Montana Linux!

Baseado em Kubuntu, é uma distro x86, com desktop customizado, os pacotes de sempre e uma atitude. Na página no Linux Tracker o autor da distro botou para fora sua veia artística e nos brindou com uma canção séria candidata a tirar o Hino do Software Livre do topo do Oscar da Vergonha Alheia Digital. Um trechinho:

Who would of thought that a luser like me
Would double as a Linux rockstar
You get the best of both OS,s
Run Windows, take it slow
Then Linux rocks out the show

emLinux Open-Source

Construindo um Super Hornet

Por em 10 de julho de 2009

Quando a gente clica no botão “build fighter” no Age of Empires não tem noção da complicação e do trabalho que ocorre dentro da casinha-fábrica no jogo. Na verdade não é nada simples, como podemos comprovar assistindo a este vídeo em time-lapse da construção de um F/A 18F Super Hornet.

via Geekologie

emHardware

E o email continua fazendo vítimas

Por em 10 de julho de 2009

O recurso mais amado no mundo corporativo é a opção de apagar emails enviados, do Exchange Server da Microsoft. Dentro da própria rede é possível se arrepender, e se a pessoa do outro lado ainda não abriu a mensagem, podemos apagá-la. Sem deixar traços. Isso já salvou muitas vidas e empregos, exceto do sujeito da TI que tem que explicar pro Diretor que o recurso não funciona para emails de Internet, principalmente fora da empresa.

Se funcionasse seria bem melhor, já que uma pesquisa entre executivos americanos revelou que nada menos de 80% deles já enviou emails comprometedores ou embaraçosos sem-querer. OK, todo mundo já teve seu dia, mas quanto mais alta a posição hierárquica do sujeito, mais provável o envio sistemático do que não deve ser enviado.

Já tive que ficar limpando um servidor Exchange porque uma sumidade teve a idéia de enviar as fotos de uma obra pra mais de 2000 contas de email na empresa. Imagine a situação: Abriu a pasta da câmera digital, arrastou uns 15 ou 20 JPEGs de mais de 3MB, selecionou todos os grupos possiveis e mandou. O Exchange imediatamente criou cópias dos arquivos na caixa-postal de cada um, obviamente detonando o espaço em disco e sentando o servidor. Quem era peão ou não era de TI se descobriu com a caixa-postal lotada, pois limitávamos o espaço para reles mortais.


No artigo citado acima, um problema maior ainda: Uma grande firma de advocacia. Uma secretária manda uma pergunta inocente para todos os funcionários. Um dos sócios, que tinha um caso com a secretária responde, acrescenta algo como “mal posso esperar nosso encontro hoje a noite”. CLARO, o abestado apertou REPLY TO ALL.

Aqui no Brasil conheci um cidadão que ganhou um celular topo de linha e um pedido de desculpas, depois que um sub-gerente qualquer da empresa fabricante o chamou de idiota em um email interno, mas na hora de responder ao cliente esqueceu de apagar o resto da thread. Digamos que a matriz foi acionada e em dois dias tudo estava resolvido.

O segredo para escapar disso é a PRESSA. Nunca devemos ceder a pressa OU responder sem pensar. As grandes Hgadas ocorrem nos emails aparentemente não-comprometedores, esse é o grande risco, como aprendeu o mané nesta thread famosa (pág 2), que postou um screenshot do desktop, mas esqueceu da existência do folder “shemale vids”. A zoação durou até a thread ser fechada, na página 90.

emInternet Miscelâneas

Office 2010 – O Filme

Por em 10 de julho de 2009

Existem vídeos corporativos chatos, onde especialistas discorrem sobre as várias vantagens de determinados produtos, mostrando características enquanto narram slides de Powerpoinzzzzzzzzzzz. Ahn? Ok.

Por outro lado existem os vídeos feitos apenas para dizer “oi, estamos na área, vem coisa boa por aí”. As campanhas da Apple Mac vs PC sempre seguiram essa segunda linha. Coca-Cola idem.

Agora a Microsoft resolveu entrar na brincadeira, fazendo um trailer de um filme fake sobre o Office 2010. Tem até site oficial. O vídeo tem um elenco de primeira, e não faz o menor sentido, se levado a sério. Não levando, parece até algo saído do College Humor.

Eu diria que só esta cena já valeu o vídeo inteiro:

Para assistir, é só usar o tubo abaixo. Reconheci o Nicholas Cage, quem mais está no filme?

emIndústria

NASCEU! VLC 1.0!

Por em 9 de julho de 2009

Depois de anos brigando com o Apache para ver quem levava mais tempo avançando números de versão, o VLC fez jus a sua origem francesa e se rendeu, lançando o 1.0.

É difícil dizer quem é melhor player, mas o VLC tem a vantagem de trazer consigo todos os principais codecs, então há excelentes possibilidades de ele simplesmente funcionar.

Multiplataforma, Open Source, GNU, toca inclusive meus DVDs, funciona com múltiplos monitores e tem uma tonelada de recursos. O máximo de ruim que se pode dizer dele é que a interface é minimalista. Isso, claro, para quem acha vantagem interfaces estilo penteadeira de damas que trocam favores por dinheiro, como o Windows Media Player.

emSoftware

HD 1,8″ 250GB com… miniUSB?

Por em 9 de julho de 2009

3600 RPM, 8MB de cache, não é um primor de velocidade, mas por ser de 1,8 polegadas fica priorizado o tamanho. O diferencial é o conector. Nem SATA nem PATA, é miniUSB. Temos um HD excelente para armazenamento de backups, mas péssimo para uso pesado.

Uma pesquisa no Google não revela outros com essa característica, e nem é o barramento padrão. Será que cola? Pelo preço irrisório de gabinetes para HD com interfaces padrão, acredito que não haja muito interesse, mas a Samsung não costuma ser burra.

via Akihabara News

emHardware