Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Vida Digital e Evolução

Por em 24 de julho de 2009

Inaugurando nossa seção de Artigos sobre Ciência, um texto do biólogo Atila Iamarino sobre Vida Digital, com direito até a um software muito inteligentemente projetado, multiplataforma (Linux inclusive) para simular Evolução. Os gráficos não são tão bonitos mas é bem mais versátil que o Spore.

Então, sem mais atrasos, divirtam-se.
continue lendo

emBiologia Miscelâneas

Meio Bit — Agora também cobrindo Ciênccia.

Por em 24 de julho de 2009

Vasculhando documentos, como era comum na época um cientista descobriu uma anotação afirmando que um bastão não projetava sombra ao meio-dia, no Solstício de Verão, em Swenet, Egito. Ele sabia que no mesmo momento astronômico em Alexandria, onde morava um bastão projetava uma sombra bem perceptível.

A única hipótese para justificar isso seria que a Terra era redonda, não plana como a maioria esmagadora acreditava. Fazendo as contas, comparando a distância entre as cidades (ele pagou um sujeito para caminhar 900 km contando os passos) e sabendo que Alexandria ficava ao Norte, mais a sombra de 7°12″ o resto era uma questão de Geometria. O resultado foi um cálculo considerado absurdo para a época. Um diâmetro Uma circunferência para o planeta de 39.690 km. Ou 1% de diferença das medidas mais modernas.

O autor desse cálculo se chamava Eratóstenes, Astrônomo (entre outras coisas) grego que viveu entre 276 AC e 195 AC. Tudo que ele precisou para igualar as medições da NASA foram bastões, sombras, inteligência e CIÊNCIA.


Eratóstenes de Cirena

O sentimento de “UAU!” que os geeks sentem quando conhecem a história de Eratóstenes e tantos outros, a alegria da descoberta, o prazer de ver o processo, da hipótese a comprovação experimental é o que motivou a criação da categoria Ciência no Meio Bit. Afinal ciência e tecnologia andam juntas.

Teremos (com sorte) textos de cientistas de verdade e de pretensiosos a Carl Sagan (eu). Tentaremos não dar espaço para pseudociência e outras besteiras, já há bastante gente tentando (inutilmente) conscientizar os leitores dessas picaretagens.

Também não teremos predileção por nenhum campo, cobriremos todas as áreas, desde as que precisam de laboratórios e foguetes, como Astronomia e Fisica, passando pelas que precisam apenas de papel, quadro-negro e lata de lixo como Matemática, indo até as que só precisam de papel e quadro-negro, como Filosofia.

Acredito que dará certo, o Meio Bit se tornará mais um colaborador na Divulgação Científica. Ao menos é o que nosso horóscopo diz, e só para garantir seguimos a dica do numerólogo e escrevemos “Ciênccia” no título, para equilibrar nosso Chi.

emAnúncios Blog Brasil

Nokia E75 a Preço de Ocasião

Por em 23 de julho de 2009

Agora vai. Inclusão digital e Smartphone para todos, produtos bons a preços acessíveis. Em termo de produto bom, Temos o Nokia E75. Maravilhoso. Trocaria na boa o E71 por ele, mas o câmbio do Euro está momentaneamente desfavorável, então preferi não transferir o pagamento do MeioBit, deixe na conta na Suiça por mais algum tempo.

Assim é com profunda tristeza que sou obrigado a não aproveitar a incrível oferta do Submarino, que oferece neste link aqui um E75 a precinho de mãe. (mãe do Hitler, mas tudo bem)

Dica do Kid, que já comprou um iPhone 3GS a US$7 mil então não pensa em trocar de telefone.

emCelular Mercado Mobile Mundo Estranho

Deal Extreme – Anatomia de Uma Compra

Por em 22 de julho de 2009

Muita gente acha que comprar coisas de lojas orientais é tão complicado quanto escrever um artigo destes sem usar trocadilhos como “abre o olho” e “negócio da China”. Acredite, o artigo é bem mais complicado.

Existe uma ilusão de que é possível ser picareta o tempo todo com todo mundo. Não dá. Pelo menos um lado você tem que honrar. Um sujeito pode ser um político safado obrando e andando para os eleitores-ovelhas, mas TEM que ser leal a seus parceiros, do contrário quem fará negócio com ele? Da mesma forma só em filmes vilões matam traficantes de armas. No dia seguinte NINGUÉM mais vende.

A DealExtreme não é perfeita. Droga, uma das charutarias mais chiques do Centro do Rio me serviu caipirinhas SEM álcool duas vezes seguidas e o garçom ainda tentou discutir. Foi evento isolado, mas mesmo assim.

De todas as perguntas a mais comum é: Quanto tempo demora? A resposta mais correta é: Depende. Normalmente as compras são despachadas em um ou dois dias, aí o pessoal começa a imaginar que porque vem da China, entregam pro Marco Polo e ela segue de caravana pelo deserto. Lamento surpreender, mas já existe aeroporto na China.

Vejamos então o passo-a-passo:

Dia 11 de Julho, 3:13AM
Fiz uma compra de 6 capinhas para HDs de notebook e um adaptador bluetooth estéreo para celular. Total de US$30,94. Como Chinês também é filho de Buda, tem direito a dormir. O pedido foi processado no dia seguinte.

Dia 12 de Julho
O pequeno Ping passou os últimos dois dias inteiros correndo atrás de fornecedores, indo recolher as peças encomendadas, mas cumpriu sua Cota. Seu chefe até o elogiaria, mas desde o aumento de salário, que fez Ping se tornar o funcionário mais bem-pago da expedição, ele se tornou mascarado, esnobando quem ganha menos de US$0,03 por dia.

No final do dia os produtos são embalados, etiquetados e arrumados para o despacho, que não funciona tão bem pois os budistas não usam galinha preta nas oferendas.

Dia 13 de Julho
Coleio! Aqui toda a agilidade que somente o pior de dois mundos, uma Estatal Comunista pode trazer. O pacote fica parado na mesa do sub-assistente gerencial regional Wong, que voltou depois de um cafezinho, empurrou a encomenda na cesta errada (era para ser a de lixo, mas acertou a “encomendas a despachar”) e ao invés de sumir para sempre, caiu na esteira, onde graças ao trabalho que só Mao poderia ter criado, deixou o país no…

Dia 16 de Julho
Aqui é onde tudo pode acontecer. Desde cair em uma ilha com Tom Hanks até ser devorada pelo monstro de Cloverfield. Ou sequestrada pelos piratas da Somália no Atlântico, segundo alguns leitores d´O Globo. Mas não. No melhor estilo Indiana Jones o pacote fez sei lá quantas conexões, passou até por Passárgada, mas mesmo assim chegou no Rio de Janeiro, Brasil.

Dia 18 de Julho
Os Correios pela primeira vez tomam conhecimento da Existência do Pacote. O número de acompanhamento, fornecido no email de confirmação da venda, funciona tanto no correio de Hong Kong quanto aqui. Podemos acompanhar pelo site dos Correios, e como dizem, o resto é História:

Portanto temos uma encomenda feita dia 11, no fiofó da madrugada chegando em minhas mãos dia 22. 11 Dias, um tempo curto mesmo sem levar em conta os dois finais de semana no meio.

Agora vamos a FAQ:

1 – E os Impostos?
Pela minha experiência em grandes centros o excesso de trabalho faz com que encomendas pequenas sejam liberadas. Nunca tive nada retido no Rio, mas em São José dos Campos o dock USB que comprei foi taxado. Paguei com gosto, pois mesmo após os 60% da aduana, ainda saiu muito, muito, muito mais em conta do que pagaria por aqui.

2 – Como pagou?
Via Paypal. Se você não confia no Paypal pode pagar direto via cartão de crédito. Se você é daqueles que grita JAMAIS COLOCARIA MEU CARTÃO NUM SITE CHINÊS por que diabos está lendo até aqui?

3 – E se não tiverem o produto?
Então não vendem. Todos os produtos trazem informação individual de disponibilidade. Alguns levam mais tempo, as fábricas ficam longe e o pequeno Ping tem que ir a pé para não gastar a bicicleta da empresa. Quando o produto some das prateleiras antes de alterarem no site, costumam mandar antes o resto do pedido e um pedido de desculpas. Já aconteceu das duas encomendas chegarem ao mesmo tempo.

4 – Quanto foi o frete?
Frete grátis para o mundo todo, mas se fosse a Microsoft aposto que achariam algo para reclamar disso também.

5 – É tudo barato porque as pessoas são exploradas na China, ganham salários miseráveis para produzir as porcarias que você usa. Seu hipócrita!
Errado. Ignorância é não saber, hipocrisia é fingir que não sabe. Eu sei e não me importo, é diferente.

6 – Os produtos são muito ruins. Não tem uma loja melhor?
Tenho. http://store.apple.com. Lá tem produtos excelentes. Só não olhe aonde são fabricados, ok?
7 – O Tracking number vem pra todo mundo?

Não. Os caras já vendem por preço barato, dão frete grátis, ainda vão gastar mais grana com tracking? US$15 pra cima, isso é menos do que você gasta com uma noitada com sua namorada. Em Linden Dollars, claro

Este post ficará “em aberto”, com novas perguntas e respostas acrescentadas no decorrer do tempo.

emProdutividade

Direto da Oracle – Lançamento do Oracle Fusion Middleware 11g

Por em 21 de julho de 2009

atualização: acompanhe o almoço/entrevista pelo twitter do MeioBit

O MeioBit foi convidado para um evento onde será apresentado a versão 11g de seu Middleware, neste momento estou digitando de dentro da sede da empresa no Brasil, já de posse dos materiais de divulgação.

O evento será um almoço informal com a participação  de Marcos Pupo, Vice-Presidente de Vendas para a América Latina do Oracle Fusion Middleware e Amit Zavery, VP de Gerenciamento e Desenvolvimento de Produtos da Oracle Server Technologies. Esse está na Oracle desde 95, chegou antes do Larry.

Vou tentar descobrir que diabos vão fazer com o MySQL, mas não tenham esperanças, o tema hoje é Middleware. Como, não sabe o que é isso? Eu explico:

O Oracle FS 11g não é nada que você encontre no Sourceforge pra baixar. Vejam o tamanho do bicho:

  • 1987 projetos individuais de desenvolvimento de software
  • 5420 melhorias sugeridas por clientes
  • 7350 homens/ano de engenharia de software
  • 13 milhões de horas de QA e testes

O Tony Stark (ok, pode ser o Rhodes também) não está sendo usado gratuitamente. A Marvel Comics é usuária de soluções Oracle, indo de segurança de rede a Business Intelligence. A imagem acima leva para este site, onde além de um monte de material promocional do filme do ferroso há uma trilogia de 3 filmes (reclame com George Lucas) onde personagens Marvel interagem com personagens reais (tão reais quanto um personagem de CGI, claro) aproveitando para demonstrar o que é (ok, 3%) de um conjunto de soluções envolvendo Middleware, CRM, Bancos de dados e um Vice-Presidente da Marvel Comics que deixa o computador sozinho na mão de uma estagiária boazuda que por acaso é uma supervilã.

O efeito colateral principal é mostrar o quanto o mundo dos quadrinhos é um business, em termos de complexidade e abrangência. O secundário é uma certa tristeza, parece que o que menos conta é a história em si.

Ah sim, exige registro, mas não dói e nem tem email de confirmação.

Vou tentar saber também da Virtual Iron, adquirida pela Oracle em Maio, mas que segundo vi por aí teve a ferramenta de virtualização descontinuada.

emDestaque

Se já não bastasse Godzilla

Por em 21 de julho de 2009

O problema de engenharia é que nunca é possível pensar em tudo, e quanto mais pensamos, mais bizarras são as situações deixadas de lado. Por exemplo o trem do vídeo abaixo em Kobe, no Japão. Não é um maglev nem nada, mas os motores elétricos usados já são suficientes para criar um campo e tanto.

Embora seja o tipo de coisa que não afeta humanos, pode afetar algo muito mais importante, nossos cartões de crédito. Imagine o efeito de uma viagem longa sobre uma pasta com cartões, ou um notebook na mochila colocado perto do chão.

Pior, quanta gente já viajou nesse trem, perdeu dados e não tem a mínima idéia de como aconteceu.

A operadora jura que vai colocar blindagens.

Fonte: Pink Tentacle

emHardware

Um pequeno passo aonde nenhum Homem Jamais Esteve

Por em 20 de julho de 2009

A Web está cheia de homenagens ao 40o aniversário do pouso da Apollo 11, quando Neil Armstrong se tornou o primeiro habitante da Terra a colocar o pé em outro mundo. Para todo geek, que ama tecnologia e a Conquista Espacial foi um marco. Ao vermos os velhos filmes estamos testemunhando Colombo cruzando o oceano, História com H maiúsculo.

Sim, a Guerra Fria foi o grande motivador da corrida espacial, e após a Apollo XVII ficou claro que não havia motivo para voltarmos a Lua. Mas não aceito as mentes pequenas que tentam diminuir a conquista de Buzz, Neil e Mike por isso.

O MOTIVO da viagem foi egoísta. A Conquista foi um triunfo da Ciência e da Cooperação, envolvendo mais de 100.000 pessoas trabalhando diretamente para o Projeto. Literalmente tudo teve que ser criado. Eu última análise, eu bato palmas para toda disputa egoísta que ao invés de produzir BOMBAS produza Ciência.

Poderia falar mais. Seria perda de tempo, toda a sensação de deslumbramento com a Conquista Espacial, ao menos para mim pode ser resumida pela abertura de Enterprise, a mais injustiçada das séries da franquia Jornada nas Estrelas.

emMiscelâneas