Digital Drops Blog de Brinquedo

eLegs – Tecnologia que se aplaude de pé

Por em 8 de outubro de 2010 - 12 Comentários

Existe um velho ditado que fala sobre transformar espadas em arados, fazendo alusão à inexorável migração da tecnologia militar para a vida civil, como aconteceu com o radar, os computadores e os misseis de cruzeiro (como assim você não tem um? DealExtreme!)

Hoje a velocidade é tamanha que as aplicações militares muitas vezes derivam das civis e não o contrário. Ou então correm lado-a-lado, como no caso da eLegs, esse produto da Berkeley Bionics e que parece um protótipo inicial das indústrias Stark.

No vídeo acima vemos vários paraplégicos com lesão severa de espinha experimentando o protótipo do exoesqueleto, que embora bem menos poderoso já é funcionam sem cabos, ao contrário do também recém-demonstrado XOS 2, da Raytheon, sendo desenvolvido para uso pelas forças armadas, e que já chamou a atenção da SHIELD, que inclusive mandou um agente disfarçado de ator para observar o equipamento:

O destino inexorável dessas tecnologias é uma só: ex-adeirantes com superpoderes capazes de destroçar carros de idiotas que estacionam em vagas de deficientes. E eu aprovo!

Fonte: TDW

emHardware

Android com Botão Porn?

Por em 8 de outubro de 2010 - 5 Comentários

A princípio parecia uma resposta direta à decisão da Apple de manter o iOS um ambiente familiar (não no sentido daquele filme Taboo, com o Ron Jeremy) e seria uma bem-vinda adição, em termos de atalhos, mas na realidade o Samsung Galaxy Tab, tablet Android que vem sido bem falado não é tão ousado assim.

O ícone “Porn”, que fez muito early adopter decidir pelo aparelho não é o que aparenta, e nem digo no sentido daqueles filmes do gosto de certos jogadores de futebol do Corinthians.

A história é que o tal ícone é fruto de um desenvolvedor sem-noção, aquelas criaturas ingênuas que não enxergam maldade em nada. O texto é uma abreviação de “Pornire”, termo romeno para o que em português chamamos de Home.

Faltou um conhecimento básico de design de interface (hello, abreviação?) e maldade, que aliás nunca é demais.

Aparentemente a versão não é final, os romenos que comprarem o Galaxy não terão que se preocupar com ícones Porn, e o desenvolvedor provavelmente passou por uma dura lição de realidade…

Agora, a pergunta: Até a Romênia, cuja maior produto de exportação é o Cigano Igor (a Dara eles mantém para consumo próprio) já tem o Galaxy Tab em vista. Enquanto isso…

Fonte: Slashgear

emArtigo Computação móvel Mobile

App do Dia: Google Image Search para iOS

Por em 6 de outubro de 2010 - 21 Comentários

Vários meses atrás a Microsoft lançou um sistema de busca por imagens em sua aplicação BING no iPhone. Era legal mas se limitava a capas de livros e códigos de barra de produtos. Muito útil mas meio inútil, se é que me entendem.

Agora o Google lançou no iOS a busca visual como deveria ser feita, copiando a funcionalidade da ferramenta disponível faz tempo para os usuários Android (ou como nós do iPhone chamamos, beta testers).

A busca visual do Google é bem mais abrangente, e é simples de usar. Você apenas fotografa de dentro da Aplicação o objeto de sua busca e deixa que ele faça o resto. Vejamos alguns exemplos… visuais

Busca básica

Escolhendo uma foto completamente aleatória no iPad, enquadrei-a (no bom sentido) e fotografei de dentro da aplicação do iPhone. Enquanto os dados são enviados uma animação bonitinha de quadradinhos passa na tela.

continue lendo

emGoogle Internet Meio Bit

Blender evoluiu, pode esquecer o Coelho do Mal

Por em 5 de outubro de 2010 - 73 Comentários

clique para engrandalhecer

O Blender, como todo software open source, sofre da praga do coitadismo que cega e bloqueia qualquer crítica que não seja o mais puro e irreal elogio. Por isso um monte de gente bateu palmas praquele filme chato com aquele coelho gordo horroroso, como se fosse algo saído da Pixar. Era um lixo, cheio de erros primários e limitações técnicas. Nem a grama se mexia. Hello, Século XXI?

Felizmente, ao contrário de muitos projetos o Blender não se deixa contaminar pelo coitadismo. O programa vem evoluindo bem, correndo atrás das deficiências ao invés de correr atrás de justificativas para sua existência. Um belo exemplo é o filme acima (e abaixo), The Sad Tale of Sintel and Scales, que já teve mais de um milhão de visualizações no YouTube. Não é perfeito, não é a Pixar, nem é pra ser mas é um filme milhares, milhões de vezes melhor do que aquele coelho maldito.

continue lendo

emMeio Bit Miscelâneas Software

O amigo do inimigo do meu amigo é meu… sei lá, mas a Microsoft sabe

Por em 5 de outubro de 2010 - 40 Comentários

Existe um mundo idealizado onde reina o maniqueísmo. Empresas e pessoas são basicamente boas ou más, o bem é absoluto e inquestionável e os fins, se nobres, justificam os meios. É um mundo onde milhões de soldados são cruelmente assassinados na Estrela da Morte, sem chance de rendição, um mundo onde os heróis Jedis tentam um golpe de Estado para depor um governo democraticamente eleito, um mundo onde o OpenOffice não aceitaria os formatos do Word NEM rodaria em Windows, para não incentivar o uso do famigerado sistema proprietário da maligna Microsoft.

Gostaria de dizer que só George Lucas e Richard Stallman vivem nesse mundo, mas um monte de jovens entusiastas eleitores do Plínio realmente acreditam que é possível classificar o mundo de forma tão monocromática.

Vejam o caso a seguir, por exemplo. A situação das patentes de software nos EUA está periclitante, é algo que afeta negativamente qualquer tipo de inovação. É usado como arma, como o caso da Microsoft processado a HTC e agora a Motorola, querendo uma fatia do mercado mobile, é usada como mecanismo de extorsão pura, como no caso das firmas como a tal Acacia, chamados mui corretamente de Patent Trolls.

A visão preto-e-branco de mundo definiria “Microsoft == malvada” e pronto. Qualquer coisa que acontecesse com ela, bem-feito, é a visão mesquinha da coisa. continue lendo

emIndústria Meio Bit

Never Mind The Bullets — bela demo HTML5

Por em 5 de outubro de 2010 - 21 Comentários

Durante um bom tempo os holofotes da mídia semi-tecnológica se concentraram no aspecto de vídeo do HTML5, ignorando todo o resto do padrão, algo que irritava os designers quase tanto quanto os altos preços da linha MAC.

Agora estão pipocando sites com demonstrações do potencial do HTML5, cada um puxando a brasa para seu lado. O site acima, nevermindthebullets.com, é um deles, faz parte da campanha Beauty of the Web, da Microsoft. O conceito é tirar o browser de cena, ele é palco, não atração. Os sites apresentados são em alguns casos conceitos de sites reais (a versão do Bing pra HTML5 é linda), em outras são demonstrações reais.

Claro, a Microsoft puxa a brasa pra sua sardinha. No site falam que a visualização é melhor com o Internet Explorer 9, mas faz parte. TODOS os fabricantes de navegadores dizem o mesmo de seus produtos. A graça é que como os demos são baseados em padrões, rodam em qualquer navegador decente, por isso mesmo no Mac dá pra apreciar esse Never Mind the Bullets, uma história em quadrinhos usando recursos de HTML5.  O visual é MUITO legal, tipo de coisa pouco tempo atrás só seria possível com Flash. continue lendo

emInternet Meio Bit

Kibada do Dia: Esse Firefox não está cheirando bem…

Por em 3 de outubro de 2010 - 14 Comentários

Não se anime, não é exatamente um produto licenciado vendido na lojinha oficial da Mozilla, é só mais uma das incontáveis kibadas chinesas, diferente pois não é uma kibada de produto, e sim de marca.

Provavelmente o Sr Wong, supervisor do pequeno Ping na FOXCON aproveitou um dos momentos em que o Grande Firewall estava desligado, viu a marca do Firefox e achou que poderia ser usada para outras linhas de produtos, daí foi só fazer o que fazem melhor: Copy/Paste.

Continue lendo e veja outras pérolas. continue lendo

emIndústria