Digital Drops Blog de Brinquedo

Americanas.com? MOR-REU!

Por em 27 de dezembro de 2009

Acontece nas melhores famílias, mas isso não é justificativa para continuar acontecendo. Gerenciamento de domínios é algo muito simples, pouco burocrático e que só precisa ser feito uma vez por ano.

Mesmo assim as Lojas Americanas conseguiram: O domínio Americanas.com expirou, na melhor época do ano pra isso: Natal. Mais precisamente dia 20 de Dezembro.

O que irrita é que esse tipo de cancelamento é a ÚLTIMA atitude tomada pela empresa responsável, antes mandam uma penca de emails avisando. Emails que foram devidamente rejeitados, ignorados, desconsiderados.

Agora? Senta e chora.

Fonte: Twitter da Madrasta do Texto Ruim

emInternet

Microsoft Mobicast

Por em 27 de dezembro de 2009

É mais uma daquelas tecnologias que parecem saídas de um seriado policial moderno, onde imagens e vídeos são manipulados de forma quase obscena, até prover a informação essencial para dar prosseguimento à história.

Só que assim como o Photosynth, o Mobicast é de verdade. Foi criado por Ayman Kaheel e Motaz El-Saban, pesquisadores da Microsoft Research, laboratório do Cairo. (sim, eles tem um laboratório no Egito)

A idéia é “simples”: unir streamings de vídeo de um mesmo local, capturadas por dispositivos diferentes e construir uma imagem única. Como um mosaico, ou foto panorâmica. Só que -repetindo- em vídeo, em tempo real, com streaming.

É fazer de forma instantânea ou quase o que programas de composição de imagem levam vários minutos.

Imagine agora um sistema que pegue informações de geolocalização, una dezenas de streamings de um evento como 11 de Setembro, e monte em tempo real um mega-painel em alta definição dando uma visão global da situação. Ficção científica? Não mais. É só questão de esperar alguns meses.

Fonte: New Scientist

emSoftware

E se a Terra tivesse anéis?

Por em 16 de dezembro de 2009

Um cidadão chamado Roy Prol criou uma animação singularmente grandiosa, simulando como seria a Terra se nosso planeta tivesse anéis como os de Saturno.  Não creio que seja exata, os efeitos da gravidade lunar provavelmente desfariam a estrutura, mas como aproximação visual ficou muito, muito bonito.

Chato é que no final serve para lembrar que vivemos em um dos planetas mais sem-graça do ponto de vista astronômico. Só temos uma Lua, e das mais feias.

Bônus: Uma das cidades usadas na animação é o Rio de Janeiro

Fonte: Geekologie

emCiência

Microsoft China copia cópia do Twitter

Por em 16 de dezembro de 2009

Casos como a ferramenta que utilizava código GPL sem cumprir os termos da licença não contribuem em nada para a imagem da Microsoft, mas para pisar feio mesmo na bola, só terceirizando para o Oriente.

Foi o que aconteceu com a Microsoft China, que clonou, kibou, copiou, chupou, plagiou descaradamente o Plurk, serviço de microblogging mais popular da Ásia. A Gigante de Ledmond lançou sem muito estardalhaço sua versão de Twitter Genérico, o MSN Joku.

Imediatamente os usuários perceberam que havia uma leve semelhança entre o Joku e o Plurk. Julgue você mesmo:

A chupada do layout já seria ruim. Funcionalidades, pior. Só que quando o pessoal do Plurk estudou mais a fundo a ferramenta, examinando chamadas DHTML, código do cliente e o comportamento da aplicação botou a boca no trombone, dizendo que Joku é pra Jacu!

80% do código é idêntico.

A chupada foi tão vergonhosa que a Microsoft China retirou do ar o MSN Joku na hora. Segundo eles o desenvolvimento da aplicação foi contratado em uma empresa terceirizada. Eu acho até viável, já aconteceu algo semelhante comigo; empresa contratada para desenvolver uma aplicação orçou centenas de horas de desenvolvimento, mas entregou uma aplicação open source sem os créditos, apenas renomeando os títulos.

O que não acredito é que a Microsoft China não tenha ninguém auditando esse tipo de serviço. Não acredito que alguém da área de TI/Internet não tenha percebido a semelhança obscena entre os dois sites, e não tenha investigado para descobrir a kibada.

Em declaração a Microsoft Microsoft entra na confusão, confirma o roubo e acrescenta:

1 – O código foi produzido por uma terceirizada
2 – Há violação de contrato, pois a Microsoft exige cláusulas rígidas quanto a propriedade intelectual
3 – O serviço MSN Joku foi suspenso indefinidamente
4 – “Estamos muito desapontados, pedimos desculpas ao Plurk e os contactaremos diretamente para explicar tudo e resolver a situação”
5 – “Em vista do incidente, a Microsoft e nossa join venture MSN China irão reexaminar suas práticas quanto a código produzido por terceirizadas”

A Microsoft (matriz) pode ser acusada de muitas coisas, mas burros eles não são. Copiar o código de um site, sua funcionalidade e seu LAYOUT é de um amadorismo e impunidade que só poderia ter vindo da China. Afinal, o que é chupar um site para a cultura tecnológica que faz o HiPhone?

Algo me diz que Steve Ballmer não deve estar nada feliz…

Fonte: Sankaku Complex e TechCrunch

emSoftware

Dell Precision: Acima de Laptop, Workstation Portátil

Por em 16 de dezembro de 2009

Agora que o mundo da computação móvel se padronizou nos Atominhos, rodando Windows XP com limite de 2GB de RAM, a esperança de ver algo realmente rápido e portátil foi por água abaixo, mas pelo visto há um nicho de mercado de olho em quem precisa de muita potência mas ainda quer ter alguma mobilidade.

O nicho, que é novidade para mim, é chamado pela Dell de Workstations Portáteis. A idéia faz sentido: Uma máquina que parece um laptop, a rigor é um laptop mas que tem potência de sobra, sem nenhuma neurose de peso e tamanho diminuto.

O Precision M6500 com certeza não ganhará nenhum concurso de leveza contra um Macbook Air, mas como Mestre Ron Jeremy ensinou, desempenho vale mais que beleza.

OK, é até bonito. Vejamos debaixo do capô:

  • Processadores Intel®  Core™ i7 Extreme Edition Quad Core ou Core™ i7 Quad Core
  • Windows 7, Vista, XP Professional ou Red Hat, todos 64Bits
  • Tela WUXGA LED RGB de 17 polegadas de ponta a ponta com iluminação traseira e resolução de 1920 x 1200
  • 4 slots de RAM, Até 16GB de DDR3 1.6GHz
  • RAID 0, 1 ou 5
  • Até 3 HDs, podendo ser SSD de 256GB ou HD de 500GB
  • Placa gráfica NVIDIA®  Quadro FX 3800M com 1 GB de memória dedicada
  • Bluetooth 2.1, GPS, 3G (parece) e Banda Ultralarga (UWB)
  • Leitor de Smart Card e leitor de Smart Card sem contato opcional
  • Leitor de impressão digital (opcional)
  • Leitor de impressão digital FIPS (opcional)
  • TPM 1.2 (onde disponível) <== só funciona alguns dias do mês
  • Câmera de 2 MP
  • Leitor de cartão 8 em 1; ExpressCard 54; PC Card
  • Peso: 3,8Kg (falei que não era netbook)
  • Firewire, USB 2.0 (x4), VGA, Display Port, RJ-45, áudio, eSATA

Para quem se destina esse monstro? Pela placa de vídeo, é uma máquina que se daria muito bem na área de computação gráfica, modelagem e arquitetura. Consigo imaginar uma equipe de cinema fazendo testes em locação, ou mesmo um projetista em uma plataforma de petróleo inspecionando uma obra e fazendo modificações de última hora.

O preço é estranhamente baixo pra esse tipo de equipamento: Começa em R$ 6.999,00. Se levarmos em conta que um Mac Pro Core 2 Duo com 6GB no Submarino custa 10 paus, eu diria que está valendo, e nem falamos de portabilidade.

Claro, como nada é perfeito a Dell cometeu uma bela gafe, o site promocional do Precision M6500 está em portunhol, alternando os dois idiomas. Se eu fosse gastar 7 mil reais em um produto, gostaria que pelo menos o site respeitasse meu idioma…

Mas pelo menos não é o Créu.

emHardware

Cômoda Smart Technology™

Por em 14 de dezembro de 2009

Chique, não? É um nome poderoso pra uma idéia simples e genial: Uma cômoda com tomadas dentro da gaveta.

Se você acreditou nas promessas de um mundo wireless, descobriu que o sonho não acabou mas se embolou em fios; vão-se os cabos, ficam os carregadores, os cabos de dados pra transferir gigas de filmes pro iPod/Celular, o cabo do headphone, e por aí vai.

O resultado é uma poluição danada em cima das mesas. Então, se pudermos deixar esses gadgets nas gavetas carregando durante a noite, eliminamos pelo menos a imagem de zona. (assumindo que essa é a única forma de bagunça que você faz, não é meu caso).

A Beadboard Smart Bedside Table (isso é um nome de cômoda!) custa entre US$199 e US$249 e pode ser encontrada aqui, ou você pode fazer a sua própria. Não é preciso ser mestre marceneiro daqueles que constróem barcos no porão, com uma boa caixa de ferramentas e habilidades manuais primitivas (como as minhas) dá pra fazer isso.

Achado no RawFeed

emHardware

Agora a Comissão Européia quer regular seu MP3 Player

Por em 14 de dezembro de 2009

Se a imagem que você tem da Comissão Européia é de um monte de velhos ranzinzas em cadeiras de rodas, com cobertores xadrez dando bengaladas no mordomo dizendo “não desperdice meu açúcar!”, não se culpe. Deve ser isso mesmo.

Depois de legislar de forma interminável sobre queijo, depois de se meter na vida dos usuários de computador ao ponto de decidir que seus Windows não podem tocar nativamente multimídia (não que alguém tenha comprado a versão sem o Media Player) agora resolveram legislar sobre…

Volume dos players de MP3.

Isso mesmo. Um estudo do ano passado teria revelado que 10 milhões de pessoas sofrem problemas auditivos por ouvir música alta, e a conclusão óbvia (para eles) é que os players MP3 são culpados.

Por isso estudam legislação para limitar o volume a um teto de 85 Decibéis, algo como um floco de neve caindo em uma pena de ganso em gravidade lunar. Ouvido pelo telefone. Pela Marlee Matlin.

Desde 1955, quando Chuck Berry inventou o Rock, graças a uma dica de seu primo Marvin, “especialistas” já alertam sobre esses “riscos”. Antes disso, todo novo gênero musical apreciado pela juventude foi taxado de degenerado, barulhento e danoso à audição.

Agora a história se repete, mas não considere uma grande mudança mirarem a tecnologia ao invés do gênero musical. Também não é novidade. Nos anos 70 discotecas eram antros de perdição onde a música insuportavelmente alta iria destruir a audição de uma geração. Nos anos 80 o perigo eram os “LASERS” (Dr Evil feelings) que cegariam todos os jovens incautos que se atrevessem a ir a uma danceteria.

Hoje as Raves são o foco das atenções e Origem de Todo o Mal.

O que os “senhores”a da comissão européia não percebem é que nem tudo que é novo é maligno. Nem todo mundo com menos de 30 anos é um completo imbecil, e acima de tudo nosso mundo é barulhento. E que quando eles ouviam o novo LP de Mozart, ou seja lá quem fosse o ídolo pop quando eram jovens, os pais já reclamavam do som alto.

Diante de tudo isso, posso fazer uma previsão: Em breve a Comissão Européia estipulará regras para que as crianças não assistam televisão de perto, para que não fiquem com problemas de visão.

PS: Nem tente pedir manga com leite, por lá.

Fonte: BBC

emÁudio Vídeo Fotografia