Digital Drops Blog de Brinquedo

SATADIMM – boa idéia antes mesmo de começar

Por em 27 de agosto de 2010

Os HDs SSDs, que nem são hard nem são disks são inevitáveis. Arthur Clarke em uma de suas Leis determina que “Uma máquina não pode ter qualquer parte móvel”. É verdade. Desgaste mecânico torna os discos atuais bombas-relógio.

Inicialmente os preços eram absurdos, mas é sempre assim com novas tecnologias. Hoje os SSD são apenas muito caros e em breve virarão norma. No Brasil já é possível comprar um HD SSD de 64GB por R$530,00. É caro mas pode representar um ganho razoável de autonomia em um notebook. Além do silêncio.

Agora a Viking deu uma esnobada no tamanho dos SSDs, reduzindo o tamanho dos discos (eu sei que não são discos) E fugiu do formfactor de HD. Enfiou seus SSDs em um pente (se o Laguna não tiver um treco com esse texto não tem nunca mais) DDR3.

O SSD puxa sua alimentação do slot de memória, mas se comunica com o PC via uma porta SATA convencional. A idéia é aproveitar slots ociosos da sua placa-mãe, que se não for uma pc-shit terá mais de dois.

A Viking está pensando mais no mercado de servidores, inclusive um futuro barramento onde a interface SATA seja reconhecida e acessada direto, sem necessidade do cabo. Em termos de espaço a idéia é excelente, o volume dos slots DIMM já existe, está lá sem fazer nada. Trocar um HD, mesmo que 2,5″ por um pente de memória (sorry, Max) é uma excelente pedida.

Micreiros normais como nós ainda não estão prontos para o SSD no Desktop, o custo não compensa, mas ao mesmo tempo a tecnologia está avançando tão rápido que o próprio formato dos HDs perderá o sentido, quando esse custo chegar a um valor razoável.

Imagino uma placa PCI Express com uns 5 ou 10 slots desses, permitindo que você espete a quantidade de SSDs que quiser (ok, de 5 a 10) e tenha toda a capacidade de armazenamento que precise, afinal será impossível ocupar tanto espaço e… hummm Full HD 3D Pr0n? 78GB por episódio? OK, baixando…

A Viking disponibiliza o SATADIM em módulos de 50, 100 e 200GB. Não temos informação de preço.

Fonte: Gizmag

emHardware

Não Percam: Dia 27 Marte estará do Tamanho da Lua!

Por em 26 de agosto de 2010

Mars is amazing!

As Interwebs estão repletas de emails anunciando, e é verdade! É um fenômeno astronômico impressionante. Marte estará a 314 milhões de Km da Terra. O céu estará repleto de estrelas, totalmente sem nuvens. Um pouco acima de Vênus contra a escuridão da noite você verá o Planeta Vermelho, com diâmetro angular entre 29.3 e 34.1 minutos, aproximadamente o mesmo tamanho da maior Lua Cheia que já viu.

As principais características geográficas (ou martográficas) serão facilmente discerníveis. Aproximadamente no Equador, acompanhando a linha imaginária temos o Vale Marineris. 4 mil quilômetros de comprimento, até 200Km de largura em alguns pontos e chegando a 7Km de profundidade. Partes dele ainda estão em pleno dia então já é noite fechada em outras, as diferenças de temperatura criam um clima próprio como algo nunca visto na Terra.

Um pouco acima à esquerda, o Monte Olympus, o maior vulcão do sistema solar, 3 vezes mais alto que o Everest, sua base tem 550Km de largura. É algo que transforma qualquer Vesúvio em anão.

Isso tudo você verá amanhã, sem telescópio, a olho nu. Será lindo!

Claro, só será possível se você estiver em uma nave espacial, orbitando Marte a uns 700 mil Km de distância.

Sério, esse hoax começou em 2003, quando a Mecânica Celeste trouxe Marte e Terra a sua maior proximidade em 60 mil anos: 56 milhões de Km. Vejamos, hoje Marte está a 314 milhões. Quer dizer que Marte esteve 5.607142857142857 vezes mais próximo. OK, mas em uma escala de milhões de Km, NÃO IMPORTA. Marte tem 3.396Km de raio, 3.396Km em 56 milhões é tão titica de cocô quanto em 314 milhões. continue lendo

emCiência Meio Bit

Et Tu, Motorola?

Por em 25 de agosto de 2010

A Motorola explicou como será feita a atualização dos celulares Android vendidos no Brasil. Digamos assim, a parte que fará contato com os clientes não será a Moto…

Existe um truque secreto para fazer sucesso no Mercado. Pouca gente conhece: Chama-se Pós-Venda. Significa que você não pode rir pelas costas do seu cliente quando ele ainda está na loja, significa que ele não pode ouvir o atendente o chamar de otário na ligação pro Call Centre, e significa que mesmo que o problema não seja resolvido, ele tem que sair se sentindo bem-atendido.

Parece óbvio, mas não é. Eu sei de TODAS as justificativas possíveis para a atendente da Vivo se recusar a passar minha ligação para a área de Internet pq eles “só mexem com smartphones” e eu tinha um Nokia N97, portanto deveria ligar para o fabricante. Não me interessa. É atendimento ruim, despreparado.

Só que pode ser pior, muito pior. Imagine que você todo feliz compra seu celular Android, pq é Livre, não um macfag capacho do Steve Jobs ou um drone corporativo lambedor de Blackberry ou… quem é que compra Windows Mobile mesmo?

Você vai pegar um segundo aparelho no Pré-Pago, fica entre um Motorola Dext por R$1763,00, um Backflip por R$1704,00 ou ousa um pouco mais e pega um Milestone por R$1822,00. Isso hoje, HOJE, preços de HOJE.

Beleza, aparelhos modernos, de linha, com suporte, certo?

ERRADO. O Dext sai com o cretáceo Android 1.5, os outros, também já estão atrasados. A Motorola por sua vez deixou claro com todas as letras que NÃO atualizará os aparelhos para o Brasil. continue lendo

emCelular Mercado

eReader? De graça eu quero!

Por em 25 de agosto de 2010

O Kindle vende, é fato. E muito. Mas isso é uma aberração. Ainda é algo motivado por early adopters. Não é o público leitor de papel. Material em domínio público ainda é avidamente adquirido por muitos dinheiros em forma impressa. Há prova maior de que o eReader não pegou ainda?

O problema aparentemente é o preço, mas em verdade ele é apenas o causador do problema em si, que é a ausência de leitores. Quando você tem um livro e um amigo pede emprestado você fica sem o livro, mas se empresta o Kindle, fica sem a biblioteca inteira. Sim, eu sei que há recursos para emprestar livros mas para isso o sujeito tem que ter um Kindle também e há toda uma burocracia digital. Falo de emprestar, na mão mesmo.

Você também não pode deixar uns livros no banheiro, outros na sala, outros na biblioteca. Se não morar sozinho, prefira futuros ex-presidentes latino-americanos, do contrário terá que disputar o eReader. Ou então comprar um pra cada um. <felipe neto mode on>NÃO FAZ O MENOR SENTIDO você ter UM leitor de ebooks em casa. NÃO é um aparelho que nasceu para ser caro, não é um gadget multifuncional cheio de firulas e demandas de recursos. </felipe neto mode off> continue lendo

emAnálise Artigo

Tá no Sertão? Bote a sunga, a Microsoft fez um Browser mobile decente!

Por em 25 de agosto de 2010

Imagine a cena: Você está numa situação meio Inception, quando percebe é o recheio de um menage com a Dilma e a Marina. A luz apaga. Algo toca suas costas. Uma voz fala. É o Serra. Você sai correndo. Na sala ao lado o Morpheus (é SEMPRE o Morpheus nessas horas) te dá duas opções: A pílula azul (Viagra, para voltar pra sala da orgia) ou usar um celular com Internet Explorer Mobile por meia-hora, e depois ir pra casa.

Qualquer pessoa razoável escolheria voltar pra sala escura.

O IE Mobile foi por anos um apêndice, a peça menos prioritária do conjunto, que sempre  foi centrado na (essa sim) excelente integração com Office/Exchange. Quando a Microsoft descobriu a Internet, percebeu que passar isso pro mundo Mobile não era tão fácil. A diversidade de plataformas era enorme e o ecossistema criado, no qual as atualizações obrigatoriamente passavam pelas operadoras inviabilizavam qualquer atitude por parte da empresa.

Com isso o IE Mobile foi ficando mais e mais pra trás e de navegador ruim virou piada de mau gosto, xingamento de mãe, falar Jeová em público e desenho de Maomé.

Por isso é impressionante ver o vídeo abaixo. É uma versão preliminar ainda, pra desenvolvedores, rodando em hardware de referência, sendo comparado com um iPhone 4 e um Nexus One. Não importa que ele chegue a ser mais rápido em um dos testes, ou mesmo que consistentemente renderize páginas melhor do que o iPhone (desculpem, o Implante mandou apagar a última frase).

O essencial, o importante e que pode ser diferença entre morte e vida para a plataforma WP7 (ainda se chama assim?) é que… O navegador mobile da Microsoft funciona e BEM!

Duvida? Veja com seus próprios olhos!

Fonte: LifeHacker

emCelular Computação móvel Software

A Lua é menor que o Brasil

Por em 24 de agosto de 2010

Os cenários montados pela equipe de Walt Disney nos anos 60 foram tão convincentes que passam a idéia de que a Lua é enorme, mas as dimensões reais de nosso satélite são bem menos espetaculares, se comparados com o planeta. São 6.371Km de raio da Terra, contra meros 1.737Km da Lua. Visualizou? Veja então:

Gostou? É do Dimensions, um site da BBC muito legal (redundante isso) que permite que você compare objetos, eventos históricos e fenômenos naturais. Dá para saber se a Estação Espacial Internacional encaixa no Maracanã, ou se uma escola de samba no Sambódromo conseguiria ir da Esfinge até a Grande Pirâmide. continue lendo

emGoogle

Töken Experience

Por em 24 de agosto de 2010

Finalmente um protótipo de alguma-coisa multitouch que não é um jogo de tabuleiro pra nerds ou uma imitação vaga de Minority Report. Sério, não aguento mais ver tecnologia de ponta usada para organizar coleção de fotos. Melhor ainda. O brinquedo acima, desenvolvido no Chile além de ser uma interface de DJ bem bacana tem um efeito colateral interessante: Da mesma forma que fãs de Twilight, funciona dos dois lados.

Um DJ em uma plataforma elevada vira uma atração, com uma mesa iluminada dessas.Imagine com várias, que legal seria.

Fonte: Metafilter

emFotografia Hardware