Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Wankband — pulseira que transforma ativismo online em energia

Por em 27 de fevereiro de 2015

giphy

Você sabe, os Guaranis Kaiowás, o pessoal do Dia Sem Globo, as milhares de marchas virtuais, movimentos e Tuitaços, os textões indignados com as piadas do (excelente) programa do Adnet, ou com a terrível marca de cosméticos que ninguém nunca viu na vida mas fez uma postagem que pooooderia ser mal-interpretada e por isso é a maior inimiga da mulher desde o cartão de crédito com limite (cartas pra redação).

O sofativismo quer desesperadamente mudar o mundo desde que isso não signifique levantar a bunda da cadeira. Esse ciclo de movimentos repetitivos é tão semelhante a outra atividade fisiológica que é capaz de cair no artigo que enquadra Onã como criminoso bíblico.
continue lendo

emHardware Mundo Estranho Web 2.0

Será que descobriram uma base alienígena em Ceres? (spoiler: não)

Por em 27 de fevereiro de 2015
ceres_br

Ceres, via Hubble

Ceres é um dos maiores planetas anões do Sistema Solar, mas com reles 950 km de diâmetro, desde sua descoberta em 1801 foi pouco mais que um pontinho nos maiores telescópios. Mesmo com o Hubble e um auxílio do zoom digital, não dá pra ver muita coisa. Não que eu esteja reclamando, mesmo com lentes zerinho tiradas da caixa não consigo enxergar tão bem algo que está entre Marte e Júpiter.

Isso está sendo resolvido com este brinquedo aqui:
continue lendo

emAstronomia Destaque Destaques Espaço Hardware Robótica

Irã destrói um porta-aviões americano (ok, não exatamente)

Por em 26 de fevereiro de 2015

B-s0_eTWsAAJlF1

Existe um termo em inglês que pode ser traduzido por “brandir espadas”. É o que a Melhor Coréia adora fazer. O Putin também, mas ele faz com método. Ultimamente as patrulhas de bombardeiros nucleares russos roçando as fronteiras da Inglaterra estão bem mais frequentes. Isso não é (só) provocação, é uma forma de determinar o tempo de reação e estado de prontidão das defesas inglesas. Já o Irã é só comédia mesmo.

Eles gastaram uma baba construindo isto:
continue lendo

emHardware

BREAKING NEWS: um Juiz manda tirar o WhatsApp do ar no Brasil

Por em 25 de fevereiro de 2015

karl-urban-judge-dredd

Claro que aqui não é a Venezuela ou a Melhor Coréia, mas temos um problema sério de desequilíbrio entre os Poderes. Nosso Judiciário pode tudo, e só não pode mais por pensar pequeno, como o Juiz que confiscou o Porsche mas não confiscou a Luma.

continue lendo

emDestaques Internet Mundo Estranho Software Web 2.0

Smart Whisky? Esse não mandam pra gente resenhar…

Por em 25 de fevereiro de 2015

review-johnnie-walker-blue-label-1

Meu veneno do dia-a-dia é gin-tônica, mas também aprecio um bom uisque. Nos tempos em que era rico resolvi arriscar uma dose (US$ 40) de Johnny Walker Blue Label. Foi… maravilhoso. Não é algo que dê para manter como hábito mas é uma experiência essencial a qualquer homem (reclamações com Don Draper).

A quase 900 contos a garrafa, é claro que o Blue Label é visado por falsificadores, e aí entra a Diageo, empresa com receita anual de US$ 24 bilhões e que controla marcas que vão da Guinness à Ypióca. Eles anunciaram uma etiqueta NFC que será demonstrada no Mobile World Congress, e promete atrapalhar a vida de quem vive de marmotear o goró alheio.
continue lendo

emComputação móvel Mundo Estranho Wireless e Redes

Monge budista é campeão mundial de Pique-Esconde

Por em 24 de fevereiro de 2015

5683784938_42342f4040_b

A mumificação é um fenômeno natural que deu origem a inúmeras técnicas de preservação de corpos, praticadas por povos em todo o mundo. Exceto os egípcios, que eram burros demais e receberam as dicas dos alienígenas.

Dentre todas essas técnicas a mais bizarra se chama Sokushinbutsu, os budistas juram que não é suicídio, mas é basicamente o sujeito se matar de fome e sede, desidratando e, dadas condições climáticas e uma mãozinha dos colegas, virar uma múmia e maravilhar as pessoas com seu incrível estado de Iluminação:
continue lendo

emDestaque Destaques Medicina Miscelâneas

Grupo Alemão quer acabar com a pirataria destruindo a internet

Por em 23 de fevereiro de 2015

pirate-of-the-caribbean-porn-242083

Na melhor tradição do farinha pouca meu pirão primeiro, a indústria musical, tão progressista, liberal e anti-establishment foi a primeira a chiar quando a internet ameaçou seu modo de negócios, e a reação foi visceral. A briga do Metallica contra a internet rendeu inúmeras pidas de músicos milionários sendo obrigados a vender um ou dois jatinhos pra compensar a queda nas vendas.

Gente de talento inquestionável como Elton John disse que a Internet deveria ser “fechada” por 5 anos, para salvar o mercado de produção musical. O Prince por sua vez ameaçou processar meio-mundo em 2007, tirou o site do ar e em 2010 declarou que “A internet está acabada”. Claro, Prince, claro.

Agora para surpresa geral o ataque vem do Total Wipes Music Group, uma entidade (ehê) alemã que adora um processo.
continue lendo

emDestaques Google Internet