Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sony anuncia corte nas linhas de TVs e smartphones

Por em 26 de novembro de 2014

sony-bravia-4k-2014-lineup

A Sony definitivamente está em maus lençóis. O último ano fiscal não foi nada bom para ela, e boa parte da culpa recai sobre a divisão de smartphones, que sangra descontroladamente, ainda mais por conta de estratégias esdrúxulas. O setor de TVs também não anda muito bem das pernas (tanto que virou uma subsidiária quando a divisão Vaio foi vendida) e a única coisa que ainda faz os executivos sorrirem é, quem diria, a divisão PlayStation.

Agora os japoneses acordaram: a fim de cortar custos as linhas de televisores e smartphones sofrerão cortes severos, e o foco da companhia se voltará para o mercado de videogames, a única divisão que possui previsões pra lá de otimistas.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Games Hardware Mercado Planeta Sem Fio Sony

Problema da tela do OnePlus One é físico, não lógico

Por em 25 de novembro de 2014

oneplus-one

Há pouco mais de seis meses a parceria entre a OnePlus, uma startup fundada pelo ex-Oppo Pete Lau e a Cyanogen, que deixou de ser uma comunidade e se firmou como uma empresa desenvolvedora de um fork oficial do Android rendeu o OnePlus One, um aparelho de ponta que chamou muito a atenção por ser na época mais barato que os Nexus e equipado com hardware de ponta, e isso foi possível porque ele é vendido a preço de custo.

Entretanto houveram problemas. Primeiro, uma falha de segurança descoberta aos 46 do segundo tempo atrasou seu lançamento. Depois, usuários começaram a se queixar de um problema bem chato: o touchscreen deixava de responder após um tempo.

A OnePlus disponibilizou um update para o CyanogenMod 11S acreditando se tratar de um problema de software, o que não resolveu patavina. Foi então que um usuário descobriu que o buraco (ou melhor, o cabo) é mais embaixo.

continue lendo

emComputação móvel Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Compre apps na App Store e ajude no combate à AIDS

Por em 24 de novembro de 2014

apple-apps-for-red

A Apple fechou uma parceria com diversos desenvolvedores a fim de promover a ação (product) RED, aquela idealizada por Bono e que conta com parceiros como American Express, GAP, Microsoft, Nike e outros para combater a AIDS: por um tempo limitado, todo o dinheiro arrecadado pelos apps participantes será revertido para o Global Fund, destinado a combater a AIDS, a tuberculose e a malária em todo o mundo.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Internet Mercado Planeta Sem Fio Software Web 2.0

Atualização de firmware do Pebble agora suporta notificações Android em bom português

Por em 24 de novembro de 2014
Laguna_Pebble_Steel

Pebble Steel Black Matte (Crédito: The Verge)

Antes de o espião da Samsung se infiltrar na Apple e cometer o Apple Watch, empresas como Motorola e LG fizeram um excelente trabalho de design em seus smartwatches tornando-os semelhantes a tradicionais relógios esportivos, redondos. A Microsoft, mais esperta, preferiu trilhar um outro caminho com o Microsoft Band.

Só que antes de toda essa palhaçada houve o pioneiro Pebble, um smartwatch multiplataforma com tela e-paper (um LCD transflectivo na verdade) não tão esperto quanto aqueles mas que cumpre dias de serviço sem precisar de recarga. A história do Pebble começou no Kickstarter lá em 2012, foi bem-sucedido na arrecadação e no ano seguinte o relógio de plástico teve seu lançamento oficial. Durante a CES 2014, foi anunciado o Pebble Steel, atualização metálica e mais cara do relógio mais-ou-menos inteligente.

O Pebble é tão simples que apenas suportava exibir notificações em inglês, ou seja, caracteres especiais como letras acentuadas e aquelas vindas de alfabetos incomuns como cirílico não eram suportados. Pois bem, tal espera acabou.
continue lendo

emAcessórios Android e Linux Apple e Mac Destaques Mercado

Acordo põe fim à guerra de patentes entre Apple e Google

Por em 21 de novembro de 2014

apple-android-war

Em 2011 o Google deu um passo errado que acabou por lhe custar muito caro: quando as patentes da Nortel estavam à venda foi-lhe oferecido um acordo pelo consórcio Rockstar, formado por empresas como Apple, Sony, Microsoft, Ericsson e Blackberry a fim de adquirir os papéis em conjunto, numa negociação que privilegiaria todo mundo.

Pois bem, Mountain View não quis. Quando a Rockstar adquiriu o pacote por US$ 4,5 bilhões, US$ 100 milhões a mais do que a empresa de buscas ofereceu ela começou o mimimi, dizendo que o grupo queria destruí-la. A resposta foi sensacional, foi revelado que o Google não só recusou o acordo como o fez na intenção de adquirir as patentes sozinha e usá-las contra todo mundo.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Destaques Google Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

Encontre facilmente suas chaves e seu smartphone com o Motorola Keylink

Por em 20 de novembro de 2014

Keylink da Motorola

Quantas vezes você não passou pela situação a seguir? Você está em algum lugar, se preparando para sair, bate as mãos nos bolsos, olha pra mesa, tem um mini-ataque cardíaco e se pergunta: “Cara, onde estão minhas chaves / está meu celular?!” Comigo acontece direto, qualquer dia desses eu empacoto.

Bom, existem alguns produtos no mercado, como o HTC Fetch, que prometem resolver esse problema. Chegou a hora da Motorola entrar nesse mercado.

continue lendo

emAcessórios Android e Linux Apple e Mac Destaques Mercado Periféricos Planeta Sem Fio

Evento da MasterCard mostra novidades e tendências em pagamentos eletrônicos

Por em 20 de novembro de 2014

evento_mastercard_lyons

Na 3ª edição do seu Fórum Anual de Inovação em Pagamentos em Miami, a MasterCard mostrou as tendências para o futuro dos pagamentos eletrônicos, incluindo o serviço MasterPass, para pagamentos através de praticamente qualquer aparelho móvel e o ShopThis!, no qual você pode comprar produtos a partir de vídeos ou até mesmo de revistas impressas.

O evento voltado para o mercado da América Latina e Caribe teve palestras bem interessantes como a de Robert Wolcott da Kellogg Innovation Network e David Cohen, que apresentou a evolução dos pagamentos desde 1964, quando foi lançado o primeiro cartão da empresa, além da apresentação de Garry Lyons (foto acima), chefe de inovação da MasterCard e responsável pela área da empresa que está sempre de olho no futuro, o MasterCard Labs, que conta com laboratórios em Dublin e Miami.

O Apple Pay aumentou a percepção do público em geral para este tipo de transação.”

Na abertura do evento, Gilberto Caldart, presidente da MasterCard para a América Latina e Caribe, falou sobre o panorama do mercado de pagamentos, que vive em constante mudança, deixando claro que o futuro do comércio está indo na direção de transações digitais: “Há alguns anos vemos a inclusão de chips NFC em smartphones Android para uso no sistema de pagamentos Google Wallet, e recentemente o Apple Pay aumentou a percepção do público em geral para este tipo de transação.”

O foco principal da MasterCard para a América Latina é tentar mudar o panorama atual, no qual 70% da população não conta com conta bancária, e uma das soluções para isto são dois serviços criados em parcerias com as operadoras Vivo no Brasil (Zuum) e o Movistar (Tu Dinero Móvil) para o resto da região, que funcionam basicamente como contas correntes pré-pagas.

Caldart também acredita que outro grande potencial para pagamentos digitais é a Internet das Coisas, que vai conectar nossos carros, geladeiras, máquinas de lavar e outros aparelhos que usamos no dia a dia, incluindo casas totalmente conectadas.

evento_mastercard_wolcott2

Em sua palestra, Robert Wolcott levantou alguns pontos importantes sobre como grandes empresas perdem seu espaço no mercado, apesar de investirem em inovações e terem funcionários capazes e inteligentes, citando o caso de várias empresas incluindo a Pan-Am, IBM e Kodak.  Como isto pode acontecer? Como uma empresa que está no topo pode chegar ao fim? Ele acredita que o problema não é a falta de capacidade, e sim outro motivo. Não é que eles não estavam inovando, eles só não estavam transformando esta inovação em produtos que as pessoas quisessem.

Como as empresas devem se preparar para enfrentarem sua concorrência, que está cada vez mais feroz? “Se você faz uma coisa e ganha muito dinheiro, o que as outras fazem? Te copiam”, disse Wolcott. “Como escapar disto? Nós temos que inovar mais rápido do que antes.” Para ele, a grande ameaça não vem dos concorrentes diretos, e sim da “periferia”.

continue lendo

emDestaques Evento Mercado