Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Marco Civil da Internet: conversamos com Flávia Lefèvre Guimarães, ex-integrante do conselho consultivo da ANATEL

Por em 26 de março de 2014

marco_civil_aprovado

Conversamos com sobre o Marco Civil da Internet com Flávia Lefèvre Guimarães, ex-coordenadora jurídica do IDEC e ex-membro do conselho consultivo da ANATEL de 2006 a 2009. Flávia também é integrante da diretoria de infra-estrutura de Telecom da FIESP, Mestre em processo civil pela PUC-SP e participa do Conselho Consultivo da PROTESTE, onde está desde a sua fundação em 2001. Em sua página em uma rede social, Flávia cita Pierre Lévy: “O Brasil está na vanguarda. O Marco Civil da Internet é muito bom e o melhor é que ele foi feito de forma colaborativa”.

MB: Em primeiro lugar, por qual motivo a aprovação do Marco Civil da Internet era tão importante? O que estava realmente em jogo?

Flávia: O PL 2126/2010 pretende estabelecer princípios para a convivência dos mais diversos interesses na internet. E estabelecer esses princípios e regras é fundamental. Primeiro porque a internet é um ambiente com um enorme potencial econômico, o que significa que grandes grupos tendem a se apoderar deste espaço e se não tivermos regras, o caráter público e a finalidade social das redes pode ser solapado de modo que a internet se transforme num negócio simplesmente.

Ocorre que a internet é um espaço público onde devem ser preservados os direitos fundamentais das pessoas, tais como o direito de se comunicar, de se informar, de se educar e buscar cultura e de exercer manifestações políticas. Além disso, tem papel preponderante para os estados, na medida em que os Poderes Públicos atuam em grande medida na internet como, por exemplo, na emissão de documentos, na atividade tributária, no sistema financeiro, nos sistemas previdenciários, no sistema eleitoral, entre outros.

Sem regras de convivência na internet estamos sujeitos aos interesses privados daqueles com mais força para fazer prevalecer suas posições, deixando os cidadãos em situação de extrema vulnerabilidade.

Costumo dar como exemplo a Floresta Amazônica, que é um patrimônio difuso. O que restaria da floresta se não tivéssemos o Código Florestal?

O MCI é que vai garantir que governos e empresas não se apropriem de um espaço público comprometendo a democracia e a inclusão digital. Estamos tratando de um direito fundamental reconhecido como tal pela ONU e que está na pauta de regulamentação tanto na Europa quanto nos EUA.

MB: Por que as empresas telefônicas estavam posicionadas contra a neutralidade da rede?
continue lendo

emDestaque Destaques Entrevista Especial Internet Web 2.0 Wireless e Redes

Samsung anuncia lançamento do Galaxy S5 no Brasil

Por em 26 de março de 2014

FelipeCN_Samsung_Galaxy_ S5

O Galaxy S5, ultima versão do smartphone flagship da fabricante coreana, chegará ao Brasil junto do lançamento mundial, no dia 11 de abril.

O preço sugerido é de 2.599 reais para o aparelho sem contrato. Aqui os aparelhos serão vendidos em todas as cores: preto, branco, azul e dourado.

O Galaxy S5 é um upgrade modesto em relação ao S4, trazendo uma tela levemente maior, leitor de digitais e construção à prova de água.

A câmera, agora com 16 Mp, traz funções interessantes como o HDR em tempo real ou o foco seletivo, que permite escolher que objeto estará em primeiro plano na foto.
continue lendo

emDestaque Destaques Hardware Mercado

Médicos identificam pacientes utiizando Google Glass e QR Codes

Por em 12 de março de 2014

doctor-google-glass-qr-code

Nós já vimos por aqui o trabalho de Patrick Jackson, um bombeiro e programador que está desenvolvendo uma aplicação para Google Glass que pode e muito ajudar o trabalho dos combatentes do fogo e ajudar a salvar mais vidas. Agora surge outro projeto igualmente destinado a ajudar a comunidade em geral, desta vez envolvendo o atendimento médico.

O Beth Israel Deaconess é um centro médico ligado à Harvard, portanto um hospital-escola. Por lá pesquisa é coisa séria, tanto que em 1983 seus pesquisadores descobriram o fator de crescimento endotelial vascular, e em 2003 identificaram a origem da pré-eclampsia, uma condição que pode levar à um quadro perigosíssimo em mulheres grávidas. Agora o Departamento de Emergências está testando um sistema que pode ajudar a agilizar o atendimento médico utilizando o Google Glass, aliado a QR Codes.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaque Destaque Destaques Google Hardware Medicina Planeta Sem Fio Software

Um bicho de pelúcia que serve como controle para o Flappy Bird

Por em 12 de março de 2014

flappy-toy

Nas últimas semanas vimos uma enxurrada de desenvolvedores tentado lucrar com o sucesso repentino do Flappy Bird, algo que nem chega a ser muito surpreendente, dada a facilidade em se criar clones do jogo e o fato dele ter sido retirado do ar, decisão que seu criador já cogita rever, mas agora os caras de um estúdio chamado ZowPow surgem com uma ideia um pouco mais ousada: vender um bichinho de pelúcia que servirá para aproveitarmos, quer dizer, para você aproveitar o maldito joguinho.

Criativamente batizado como Flappy Toy, basicamente estamos falando de um controle com sensor de movimentos disfarçado como o passarinho que conquistou tantas pessoas e para jogar, a única coisa que a pessoa precisa fazer é sacudir o brinquedo para desviar dos canos espalhados pelo cenário.

Embora a pelúcia seja idêntica ao personagem da criação de Dong Nguyen, os idealizadores do controle afirmam que o seu jogo será diferente da fonte de inspiração, o que na verdade deve significar apenas gráficos um pouco modificado e eles garantem que disponibilizarão um kit de desenvolvimento que permitirá que o acessório seja utilizado com outros títulos semelhantes.

continue lendo

emCelulares Destaque Games Jogos

T-Mobile prova à ex-RIM que ninguém mais quer um BlackBerry

Por em 5 de março de 2014

blackberry

Há duas semanas atrás, o CEO da BlackBerry John S. Chen se sentiu “ultrajado” com uma campanha até um tanto óbvia realizada pela operadora norte-americana T-Mobile: na promoção, seus clientes poderiam adquirir um iPhone 5s de graça na aquisição de um plano de dados ou comprá-lo com um desconto de US$ 150 caso desejasse trocar um aparelho da ex-RIM por ele. Convenhamos, dadas as últimas pataquadas da empresa a gente sabe que ela infelizmente não tem futuro e não por causa de seus produtos, smartphones recentes como o Z10 e Z30 são excelentes; o problema é administrativo, os executivos da companhia não enxergam um palmo à frente do nariz.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaque Hardware Mercado Planeta Sem Fio

CEO da Apple, sobre investidor que não se importa com sustentabilidade: “venda suas ações”

Por em 1 de março de 2014
Laguna_AppleLogo_TimCook

Temos crédito até de carbono (Fotomontagem do Mac Observer)

Sustentabilidade é a moda do momento: “pega bem” para a imagem pública de qualquer empresa estar antenada com o “verde”. Se sua companhia não usar sustentabilidade como palavra-chave do marketing, pode ter certeza que mesmo sendo uma startup ela será considerada aliada das grandes corporações centenárias que usam e abusam de combustíveis fósseis, matam golfinhos, distribuem cáries para as crianças, et cetera.

Por outro lado, quando você é o presidente de uma empresa que não é ONG e visa o lucro, fica difícil convencer os novos acionistas, sedentos por lucros em seus investimentos recentes, de que salvar coisas idiotas como a camada de ozônio é mais importante que o troco para o caviar do próximo final de semana.

Ontem, última sexta-feira de fevereiro, durante a reunião anual de acionistas da Apple, Tim Cook recebeu uma sugestão ambientalmente nada agradável de um acionista quando a empresa apresentou seus programas de sustentabilidade, aumento nos seus créditos de carbono e metas ambiciosas como ser alimentada apenas com energia vinda de fontes renováveis:
continue lendo

emApple e Mac Destaque Destaque Energia Mundo Estranho Propaganda & Marketing

MWC 2014: Samsung apresenta Galaxy S5 e novo smartwatch Galaxy Fit

Por em 24 de fevereiro de 2014

galaxy-s5

Em evento realizado nesta tarde no MWC 2014, a Samsung revelou ao mundo a quinta versão de seu aparelho de maior sucesso. O Galaxy S5 é uma promessa da “volta ao básico” da empresa, embora seus recursos mostrem a velha obsessão que a Sammy tem em colocar “n” recursos num único aparelho.

Antes do lançamento do aparelho diversos rumores permearam a internet. Alguns falavam que o S5 contaria com um scanner de íris, outros apontavam para a possibilidade dele contar com um display 4K. Na verdade a Samsung preferiu se concentrar onde importa: melhorar algumas questões de design e desempenho, de modo a não dever nada para seu concorrente direto, o iPhone 5s.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaque Hardware Mercado Planeta Sem Fio