Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Internet Das Coisas Úteis: um termômetro infantil bluetooth

Por em 5 de janeiro de 2015

perspective-patch

Agora que Amazon e Microsoft já venderam todos os servidores que podiam, nuvem deixou de ser o hype da vez. A moda é a Internet Das Coisas, em geral inúteis, como a tal cafeteira Wi-Fi. Nem tudo melhora se conectado, mas no meio de tanta bobagem era inevitável surgir algo realmente útil. E como surgiu. É o TempTraq, um brinquedinho Bluetooth digno de ficção científica.

Uma das coisas que reparei em gente que tem criança, ou ao menos nas MILFs que inventavam desculpa para não sair comigo, é que crianças pequenas ficam doentes fácil. Toda hora é uma febre, uma ziquezira, um treco. Aí entra a parte chata: monitorar a temperatura. Mãe não adianta, ainda mais se for de 1ª viagem. Encostou a mão na testa do pimpolho, corre pra ligar pro House Dr Ross, o que é péssimo, visto que além da conta o marido já sabe que vai virar corno.
continue lendo

emAcessórios Hardware Medicina Planeta Sem Fio Wireless e Redes

Duas pequenas trolladas no mais nobre espírito hacker

Por em 2 de janeiro de 2015

Mouse_Troll1

Dizem que o Inferno não conhece fúria como a de uma mulher desprezada, mas em verdade nenhuma vingança é mais criativa do que um geek em modo full-troll, ainda mais quando ele não faz por maldade, apenas por sacanagem. São casos onde a inventividade humana atinge os mais avançados requintes, tudo em nome da diversão mais ou menos sadia.

Vejamos então dois exemplos onde uma situação simples foi desnecessariamente complicada por geeks inconformados, para deleite de todo mundo:
continue lendo

emInternet Tutorial Wireless e Redes

Mesquinharia pouca é bobagem: o Marriott planeja bloquear Wi-Fi

Por em 31 de dezembro de 2014

IQQ0Esa

Nos primórdios da internet era raro ir a eventos onde houvesse infraestrutura com Wi-Fi. Quando havia em geral, não funcionava. Nem sempre era culpa do organizador, mas do espaço, que igual igreja com casamentos, agem com a mais profunda e total mesquinharia, cobrando até por tomadas.

Uma vez fui a um evento de uma grande empresa de software feito em um espaço futurista de uma grande empresa de telecomunicações. Havia alguns PCs para os visitantes, mas o Wi-Fi após alguns minutos, foi cortado. Usando meus poderes de investigação dignos de Will McAvoy Holmes da Silva Bauer, descobri o motivo: cada ponto de rede custava R$ 250,00. A tal empresa dona do espaço queria cobrar o mesmo valor por CADA CONEXÃO À REDE WI-FI. 
continue lendo

emComputação móvel Hardware Indústria Mundo Estranho Wireless e Redes

New York vai construir 10 mil postes Wi-Fi para prover internet pública gratuita

Por em 18 de novembro de 2014

watch-dogs-boxart-wallpaper_edit_670

Em um projeto futurista, os gestores públicos pretendem transformar a cidade de New York em um campo de batalha de Watch Dogs.

Ok, não é isso. É muito, muito mais legal e realista que isso.
continue lendo

emComputação móvel Destaques Hardware Planeta Sem Fio Wireless e Redes

Carnival anuncia banda larga em navios de cruzeiro

Por em 7 de novembro de 2014

InstaJack

Cruzeiros podem ser bem divertidos, mas é preciso cair na real: você NÃO vai encontrar aquele ambiente propício à caça do Barco do Amor. A maior parte dos passageiros são idosos ou famílias. E homens solteiros como você achando que vão tirar o atraso em alto mar. Mesmo assim o público já existente está mais e mais conectado. O que gera problemas.

Não só as pessoas querem usar internet mesmo em alto-mar, como o uso é pesado. Os celulares de hoje em dia são implacáveis, acharam um Wi-Fi, atucham fotos em alta resolução pro OneDrive, iCloud e seja lá pra onde o Android mande suas fotos. NSA, provavelmente.

Para atender esse pessoal a Carnival fez um upgrade geral nas embarcações. Segundo eles com o wifi@sea os passageiros e tripulantes contarão com internet 10x mais rápida do que antes, graças a um sistema híbrido.
continue lendo

emHardware Planeta Sem Fio Wireless e Redes

Prevenindo espionagem da NSA, cabo submarino vai ligar o Brasil à Europa

Por em 31 de outubro de 2014
Laguna_Cabos_Submarinos

Mapa-múndi dos principais cabos submarinos transatlânticos. Em cinza claro temos aqueles que ainda serão instalados. (Crédito: SCM)

Anteontem (29/10) a internet completou 45 anos.

Exatamente 5 anos atrás, o tio Laguna começava a rascunhar este texto comemorativo. Será que a internet mudou muito desde 2009?

Sim, com certeza. Aconteceu tanta coisa nestes 5 anos que fica difícil escolher as mudanças mais relevantes nas interwebs em si. De cara eu escolheria a computação na nuvem e as redes sociais, termos que mais se destacaram no período. Infelizmente uma coisa não mudou muito nestes últimos 5, 10, 45 anos de internet: boa parte de todas as comunicações na rede ainda passam pelos Estados Unidos, país pioneiro.

E isso inclui nosso Brasil. A maioria dos cabos submarinos que conectam o país ao exterior tem como alvo a América do Norte.

Temos apenas um único cabo submarino transatlântico já desatualizado (2000) e sobrecarregado (apenas 40 Gb/s), o Atlantis-2 que conecta o Brasil diretamente ao principal parceiro comercial: a União Europeia. Isso quer dizer que, na prática, a maior parte da comunicação feita entre a América Latina e a Europa passa pelos Estados Unidos.
continue lendo

emDestaques Geologia Hardware Internet Telecom Wireless e Redes

Receita passa a taxar serviços de hospedagem no exterior

Por em 24 de outubro de 2014

datacenter

E mais uma vez a Receita Federal faz das suas. Nós sabemos que o mercado de tecnologia brasileiro, especificamente serviços de hospedagem de dados não são muito baratos por aqui e vira e mexe costumam dar problema. Pode não representar muita diferença para uma pessoa física, mas para uma grande empresa contar com datacentes de companhias como IBM, SAP, Oracle, Amazon, Microsoft e outras pode significar uma economia muito grande no fim do mês.

Pois bem, isso acabou. De olho nesse crescente mercado e motivada por pressão das empresas locais, a Receita Federal irá através do Ato Declaratório nº 7, publicado no Diário Oficial da União na última sexta-feira cobrar impostos e taxas das empresas que possuem contratos de serviços de armazenamento e processamento de dados com provedores no exterior. E a conta não sairá barata.

continue lendo

emDestaques Hardware Internet Telecom Wireless e Redes