Digital Drops Blog de Brinquedo

YouTube lança biblioteca gratuita de músicas instrumentais

Por em 26 de setembro de 2013

microphone

Muito do sucesso de um vídeo no YouTube se deve à sua trilha sonora, que precisa não só ser adequada com estar em perfeita sincronia com o assunto do vídeo. O problema é que não raramente o site é obrigado a remover o áudio de vídeos por estes utilizarem trilhas que possuem direitos autorais, e todos sabem o amor que os estúdios tem por quem usa suas músicas e não paga.

O Google sabe que isso é um imbróglio legal a qual a empresa como provedora de conteúdo está sujeita, o que acaba prejudicando vloggers e espectadores. Buscando uma solução para esse impasse o YouTube disponibilizou nesta quarta-feira uma biblioteca com diversas músicas instrumentais, com a quais o usuário pode fazer o que bem entender: ouvir, baixar, mixar e utilizar em seus vídeos.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Internet Web 2.0

Google dando suporte à busca com hashtags? Quase isso…

Por em 26 de setembro de 2013

hashtag

O Google anunciou ontem, através do Engenheiro de Software Zaheed Sabur, que sua ferramenta de buscas dará suporte à pesquisas que utilizem hashtags, tão populares hoje em dia na Internet. #hashtagmania #hashtagpoluicao #AprendaAUsarHashTagsPorZeus

Como ainda está em fase de testes, a função só está disponível para usuários (ou beta-testers) dos Estados Unidos e Canadá, que utilizarem o idioma inglês americano.

A pessoa pode digitar algo como #emmys ou #Android ou #iPhone5s no Google.com e receber ao lado direito dos resultados convencionais, informações do que está sendo divulgado no Google+ sobre aquele assunto.

continue lendo

emGeral Google Internet Web 2.0

Bug no Hangouts e GTalk enviou mensagens de bate-papo para destinatários errados

Por em 26 de setembro de 2013

Será que alguém da equipe do Obama ainda usa o GTalk?

O Google acaba de enfrentar o que pode-se chamar de um senhor problema, tanto para a empresa quanto para os usuários afetados. O mais curioso é que ele envolve o Google Talk, que a empresa insiste em manter funcionando mesmo com o Hangouts tendo o substituindo.

O sério bug consiste em usuários que ainda utilizam o GTalk tentando mandar mensagens para contatos que usam o Hangouts: em diversas ocasiões as mensagens são enviadas para os contatos errados. Dependendo do teor da conversa, imagine a dor de cabeça que isso pode acarretar. Até a equipe do TechCrunch foi afetada, com mensagens sendo enviadas de fontes que usam o GTalk tendo ido parar em contatos não relacionados com o conteúdo da conversa.

Segundo o Engadget a mais provável fonte do problema deve ser uma migração de serviço do GTalk para o Hangouts, visto que o Skype apresentou um bug similar no ano passado enquanto migrava para o Windows Azure e absorvia os usuários do Windows Live Messenger, que estava para ser desativado.

O Google diz que o problema já foi resolvido e que os serviços “voltarão ao normal gradualmente”. Pode até não parecer muita coisa, mas quem já enviou uma mensagem por engano para um contato errado sabe as complicações que isso pode gerar, imagine um bug afetando diversos usuários.

Fontes: Engadget e TC.

emComputação móvel Comunicação Digital Google Internet Software Web 2.0

Para espantar os trolls, comentários do YouTube serão integrados ao Google+

Por em 25 de setembro de 2013

Trolls

Todos sabemos que a área de comentários do YouTube é um lugar habitado por formas de vida tão baixas que só perdem para para a área de comentários dos portais de notícias, esses sim lugares onde alguém pode perder facilmente a fé na humanidade. Por muito tempo o Google ignorou essa situação, mas finalmente disse “enough is enough” e vai dar um jeito.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Google Internet Web 2.0

Lei tentará (hahahah) remover da Internet passado constrangedor de adolescentes

Por em 24 de setembro de 2013

jessi-slaughter-dad-600x320

Uma das regras mais universais do Universo é que todo adolescente é basicamente retardado. Não importa sua tribo. Eu que era quieto não sei como sobrevivi a tantas experiências envolvendo pólvora e magnésio. Bem, ao menos minhas experiências explorando a sutil e nebulosa diferença entre foguete e bomba me qualificaram para trabalhar no programa espacial brasileiro.

A diferença é que hoje as besteiras são publicadas e compartilhadas com milhões de pessoas. Muitos usam isso como experiência de aprendizado. Querida jovem pré-pubescente: sua mãe VAI achar a foto no Facebook onde você pratica garganta profunda com um salsichão.

continue lendo

emInternet Web 2.0

Indústria do copyright está introduzindo currículo anti-pirataria em escolas primárias da Califórnia

Por em 23 de setembro de 2013

play-fair

É um fato que a indústria do copyright odeia qualquer tipo de acesso a material controlado por direitos autorais, mas a verdade é que todos os meios tentados por MPAA, RIAA e seus parceiros de modo a coibir a prática do compartilhamento vem falhando miseravelmente. Ao invés de mesmo que Gabe Newell e o Comedy Central fizeram, combater a pirataria com serviços de qualidade, se concentram em punir os usuários, o que dá a luz a processos no mínimo ridículos.

Agora resolveram mudar a estratégia: as empresas acima citadas em conjunto com os principais provedores de conteúdo dos Estados Unidos estão desenvolvendo um currículo escolar que vai do elementar à sexta série, ensinando às crianças que compartilhar é mais feio que colar na prova.

continue lendo

emInternet Miscelâneas Web 2.0

App do Google Wallet é atualizado e não mais exige chip NFC para funcionar

Por em 17 de setembro de 2013

google-wallet

 

Há algum tempo atrás o Google introduziu o recurso de anexar dinheiro ao Gmail, função essa que será disponibilizada aos usuários de forma gradual. Basicamente ela permite que você mande ou receba dinheiro através do e-mail de um modo rápido, prático e sem sujeira.

Na ocasião eu comentei que a ideia se bem implementada seria muito boa para a aquisição de produtos e serviços, e o Google entendeu que o app mobile poderia se valer dessa particularidade e expandir seu alcance: atualmente apenas alguns aparelhos Android podem fazer uso dele, que dependia do chip NFC para entrar em contato com os terminais compatíveis.

E é por isso que o Google anunciou a atualização do app hoje, em que destaca a não mais obrigatoriedade do NFC para realizar transações. Não que a empresa tenha modificado a forma como o app opera, os aparelhos com o chip ainda são os únicos a utilizar os terminais, mas agora donos de aparelhos sem esse recurso poderão realizar compras online através do Google Wallet, mandando dinheiro via Gmail. Uma grande quantidade de usuários será beneficiada com a novidade, pois o app é compatível com o Android a partir da versão 2.3 Gingerbread.

Com este movimento o maior empecilho para o Google Wallet manter-se de fora do iOS se foi, e o Google sabe disso: por isso não é surpresa que o app agora também é compatível com cartões de fidelidade assim como o Passbook, numa clara tentativa de se tornar mais atrativo aos usuários de iGadgets caso uma versão dedicada do app apareça em algum momento. Os usuários também poderão conferir promoções e rastrear suas encomendas pelo aplicativo.

A atualização será gradual e por enquanto não há previsão de quando o recurso de pagamento via e-mail estará disponível em outros locais fora dos Estados Unidos.

Fonte: Ars Technica.

emComputação móvel Comunicação Digital Internet Planeta Sem Fio Software Web 2.0