Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

eBay dá início a suas operações no Brasil

Por em 6 de maio de 2014

ebay

Levou vários anos, mas um dos desejos de mutia gente que gosta de gastar seu rico dinheirinho nas internets finalmente está se concretizando: o eBay, uma das maiores plataformas de comércio eletrônico e leilões online do mundo está dando sus primeiros passos no Brasil.

continue lendo

emComputação móvel Destaques Internet Planeta Sem Fio Software Telecom Web 2.0

Fuckers profissionais querem boicotar o maior motherfucker de todos

Por em 2 de maio de 2014

Snakes_on_a_Plane

Nos anos 80 era normal pagar por material educativo de caráter onano-recreativo. Não havia opção. Sem internet, dependíamos de papel. Todo mundo conhecia um jornaleiro camarada que vendia revistinhas suecas (só no nome) sem pedir identidade. Cada número da Playboy era disputado, quem levasse primeiro pro colégio ganhava pontos de cool. Com o advento do videocassete, o segredo era achar a locadora certa. Eu era sócio de uma que tinha o filme da Xuxa!

Depois que a internet se estabeleceu, a idéia de pagar por Pr0n perdeu o sentido. A abundância (desculpe) de material é tão grande que não há incentivo. Os maiores defensores de direitos autorais e propriedade intelectual acessam Google, Xvideos, Redtube igual todo mundo. Inclusive o Samuel Jackson.

O problema foi que ele admitiu isso, em uma entrevista promovendo o Capitão América 2.
continue lendo

emDestaques Entretenimento Internet Web 2.0

Foursquare se divide em dois: conheça o Swarm, o app para check-ins

Por em 2 de maio de 2014

swarm

Quando o Facebook obrigou todos os usuários mobile a instalarem o Messenger se quisessem continuar conversando com seus amigos nos smartphones e tablets, muita gente chiou com razão. Além dos apps de Mark Zuckerberg serem devoradores de recursos mesmo em aparelhos de ponta, o fato de ser obrigado a utilizar duas aplicações distintas ao invés de condensar tudo num mesmo app chega a ser contra-producente. A alegação de Zuck é que “o chat do app do Facebook era de segunda-classe”, mas muita gente preferia ele a instalar outro app comilão.

continue lendo

emComputação móvel Internet Planeta Sem Fio Software Telecom Web 2.0

Virgin Atlantic vai experimentar iBeacons em aeroporto de Londres

Por em 1 de maio de 2014

richard-branson-picked-up-by-women

Quando a Apple apresentou lá atrás o iOS 7, um dos recursos que a empresa disponibilizou que ela não fez a menor questão de divulgar era o iBeacon. Trata-se de uma tecnologia de comunicação e posicionamento que utiliza Bluetooth de Baixa Frequência (BLE) para enviar notificações, habilitando dispositivos a receberem notificações e realizarem determinadas funções dependendo do contexto. Funciona como o NFC, com a vantagem de possuir um alcance de até 50 metros.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Internet Planeta Sem Fio Software Telecom Web 2.0

Queda no consumo de mídias físicas está dando prejuízo à Sony

Por em 1 de maio de 2014

a-fistful-of-blu-ray-discs

A Sony definitivamente não está tendo um 2014 muito legal. Ela está apertando o cinto até onde pode, mas não consegue evitar que o dinheiro continue escoando pelo ladrão. Ainda que ela tenha feito um bom negócio ao se livrar da divisão Vaio, o próprio ato de venda de sua linha de computadores lhe custou muita grana, tanto que é um dos motivos para a companhia novamente avisar seus acionistas que os lucros vão cair.

O outro motivo para a redução nos lucros é uma tendência que já vem sendo notada há tempos: o consumo de mídias físicas está reduzindo como um todo.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Entretenimento Internet Sony Telecom Web 2.0

Google não mais rastreia dados de usuários via Apps for Education

Por em 1 de maio de 2014

apps-for-education

O Google Apps for Education é uma solução interessante para instituições educacionais utilizarem como uma forma adicional de incrementar o ensino público ao oferecer Gmail, Agenda e outros apps que de graça para alunos, professores e profissionais de ensino. Só que como nem tudo é perfeito todos sabíamos que isso não viria de graça: embora não exibisse ads, o Google foi acusado – e admitiu – que rastreava todos os dados dos usuários como forma de montar um “perfil” dos estudantes, que poderia ser utilizado posteriormente.

continue lendo

emGoogle Internet Telecom Web 2.0

Calculadora para popularidade de fotos em mídias sociais?

Por em 29 de abril de 2014

Tudo bem, o assunto pode parecer estranho, mas se originou de um trabalho acadêmico. O que também não é grande coisa, visto a quantidade de temas absurdos e bizarros que encontramos em pesquisas nas universidade. Tirando o grande potencial para piadas, até que a proposta é interessante. Aditya Khosla, candidato a um PhD no MIT, se prontificou a estudar a questão da popularidade que uma imagem pode alcançar nas mídias sociais. Embora o tema possa ser subjetivo, todo mundo que estuda a sério a criação de imagens (fotógrafos, publicitários, etc) sabem que existe um número significativo de regrinhas para tornar uma imagem agradável ao olhar, mas a questão de popularidade em mídias sociais parece ser um terreno onde as regras nunca se aplicam.

Aditya Khosla se prontificou a analisar 2,3 milhões de imagens no flickr para determinar o que leva uma fotografia a se tornar popular. Temos aqui o primeiro problema. O corte da pesquisa leva em conta uma rede social que não é o mais fiel retrato dos usuários comuns da internet. Mas, tudo bem, vamos continuar. Dentro dessa grande quantidade de imagens, ele determinou algo que o senso comum também está careca de saber. Imagens sensuais ou únicas são mais populares do que imagens sem graça. Ou seja, uma mulher de biquíni vai ter mais curtidas e visualizações do que a foto de um carrinho de golfe. Até ai eu não preciso ser PhD para encontrar essa resposta. Porém, existe uma parte muito legal do trabalho analisando a questão do uso da cores nas fotos mais populares. Ou seja, quais são as formas, cores e texturas que nosso cérebro aceita de forma mais agradável. Mais um ponto sem nenhuma novidade, pois tem gente se debruçando sobre esses assunto há décadas.

Então qual foi a sacada que transformou o trabalho de Aditya Khosla em algo digno de ter sido divulgado nas páginas de fotografia pela internet? Utilizando um misto de observação e automação, ele criou um algorítimo que visa determinar o potencial de popularidade que uma fotografia pode ter. Fico extremamente preocupado quando máquinas começam a interpretar a subjetividade. Para provar a sua teoria (ou não), Aditya Khosla disponibilizou essa calculadora de popularidade de forma on-line. Você pode fazer o upload de uma imagem ou indicar a sua URL. Infelizmente, segundo informações da própria página, a quantidade gigantesca de acessos está causando uma série de erros no serviço.  Mas, eu sou brasileiro, e não desisto nunca. Depois de várias tentativas consegui a avaliação abaixo.

calculadora_popularidade_foto

Fazendo uma continha matemática, ensinada na página, eu fico sabendo que o potencial de popularidade desta foto é de 8 visualizações por dia. Infelizmente, não vi nada que levasse em conta a quantidade de seguidores que a pessoa possui. Do ponto de vista acadêmico é interessante, mas não sei se seria útil no mundo real. Veja aqui o PDF da publicação da pesquisa.

emÁudio Vídeo Fotografia Notícias Web 2.0