Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Amazon mira em mais um mercado: o cinema

Por em 20 de janeiro de 2015

transparent

Jeff Bezos realmente não está contente em “apenas” estar presente no mercado de vendas, notícias (com a aquisição do Washington Post) e distribuição de conteúdo através de seus gadgets: ele quer que a Amazon seja também uma grande produtora de conteúdo próprio, sejam jogos mobile ou séries e agora, também filmes.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Entretenimento Internet Planeta Sem Fio Web 2.0

Twitter vs. Turquia: Round 2, FIGHT!

Por em 19 de janeiro de 2015

free-speech

Ah, a internet… uma ferramenta que muita gente não entende e outros tantos se recusam a aceitar. Vide a Turquia, que tem se estranhado com o Twitter desde o ano passado. Resumindo a ópera, o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdoğan havia forçado um ban do passarinho azul do país, por conta de denúncias de diversas falcatruas que os usuários estavam compartilhando a respeito de sua pessoa.

O bate-cabeça continua, embora o mais novo capítulo não tenha envolvimento do nobre (só que não) parlamentar: uma corte prometeu banir o Twitter (de novo) caso ele se recuse a censurar a conta de um jornal local.

continue lendo

emComputação móvel Internet Miscelâneas Planeta Sem Fio Software Web 2.0

Google Glass entra em nova fase; programa Explorer chega ao fim

Por em 16 de janeiro de 2015

google-glass

Já se passaram quase dois anos e o Google Glass ainda não mostrou a que veio. Mountain View o tem promovido de forma comedida, e para completar o interesse interno e externo pelo gadget meio que arrefeceu. Isso não significa que a empresa abandonou o wearable: ele agora entra em nova fase, sob nova direção e algumas mudanças serão feitas, algumas drásticas – mas necessárias.

continue lendo

emComputação móvel Google Hardware Internet Mercado Planeta Sem Fio Software Web 2.0

Espertão dos domínios pega 10 anos de cadeia

Por em 16 de janeiro de 2015

catch-me-if-you-can

A regra é clara: para garantir que um golpe dê certo é preciso duas pessoas achando que vão se dar bem. Não é culpar a vítima, entendam, o sujeito pode ser um idiota se achando o espertão mas continua sendo vítima. Convenhamos, o cara que compra um bilhete premiado por uma merreca porque o sujeito vendendo está desesperado não tem boa índole também.

Outro golpe comum é a vítima estar no banco, vê alguém deixar cair um envelope. Devolve ao dono. O dono agradece, diz que vai dar um presente caro como agradecimento. “Está ali no escritório, vai lá pegar eu seguro sua mochila”. Conheço um office boy que perdeu o vale-transporte da empresa assim. 
continue lendo

emInternet Web 2.0

Facebook vai passar a alertar sobre vídeos perturbadores

Por em 15 de janeiro de 2015

cannot_be_unseen

No tempo do VHS algumas locadoras tinham, quase escondido, um filme chamado Faces da Morte. Era um “documentário” apelativo que mostrava em detalhes mortes em guerra, corpos, suicídios, cadáveres, etc. A disponibilidade de material era tão pouca que pelo menos 40% do filme era falso, efeitos especiais. Mesmo assim rendeu milhões de dólares, gerou incontáveis imitações e mostrou que humanos são fascinados com a morte.

A Internet é uma bênção divina para esse tipo de coisa. Curiosidade mórbida é facilmente saciável em sites como o Oggrish, Rotten, BMEzine e o 4Chan. E, infelizmente, Facebook também.
continue lendo

emInternet Web 2.0

Facebook for Work, nova rede social para uso corporativo

Por em 15 de janeiro de 2015

facebook-for-work

Circulavam rumores há algum tempo de que o Facebook estava trabalhando em uma versão de sua rede social com uso mais voltado para o ambiente de trabalho, e nesta quarta-feira a empresa confirmou as suspeitas: o Facebook for Work, nome dado ao projeto é a tentativa de Mark Zuckerberg de expandir seu território para o mercado corporativo.

continue lendo

emComputação móvel Destaques Internet Planeta Sem Fio Produtividade Software Web 2.0

Snapchat e WhatsApp podem acabar banidos do Reino Unido

Por em 13 de janeiro de 2015

whatsapp

Pois é, a decisão de Apple e Google em criptografar todos os seus dados e entregar as chaves na mão do usuário, de modo que ambas empresas não tem acesso ao que é compartilhado em seus devices está tirando o sono do FBI, da NSA, do DoJ e de outros órgãos dos Estados Unidos.

Apps de mensagens instantâneas como o WhatsApp e o Snapchat também encriptaram todos os seus dados (apesar do último ter sofrido um pouco no ano que passou, mas divago), mas mesmo eles não estão imunes. No Reino Unido ambos têm um inimigo poderoso: o primeiro-ministro David Cameron, que prometeu banir do país serviços que “não podem ser lidos pelos serviços de segurança” caso seja reeleito.

continue lendo

emComputação móvel Internet Mundo Estranho Planeta Sem Fio Segurança Software Web 2.0