Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Que tal uma assinatura mensal para não ver ads no YouTube? [UPDATE]

Por em 9 de abril de 2015

youtube

Vamos combinar, ninguém gosta das propagandas do YouTube. Por outro lado, elas representam o ganha-pão de muita gente que vive de internet, desde empresas a canais individuais. Apelar para extensões como o ADBlock pode ser uma boa, mas por outro lado você deixa de ajudar aqueles que dedicam seu tempo e expertise a produzir conteúdo de qualidade.

Agora o serviço parece ter encontrado uma solução, embora não lá muito agradável: está preparando um serviço de assinatura mensal que vai livrar o usuário dos chatíssimos ads.

continue lendo

emDestaques Google Software Vídeo Web 2.0

Facebook lança versão web do Messenger separada da rede social

Por em 8 de abril de 2015

facebook_messenger_web

Se há algo que o Facebook sabe fazer muito, muito bem, é dividir os seus serviços em diversos aplicativos diferentes. Para iOS, há, por exemplo, o app para a rede social em si, o Messenger e o Pages Manager, entre outros. Para Android, além dos já citados, ainda há o Groups e mais uma penca. Não satisfeito com a fragmentação nas aplicações, Markinho resolveu fragmentar a experiência web dos usuários.

continue lendo

emDestaques Software Web 2.0

YouTube Kids é acusado de enfiar ads goela abaixo dos pequenos

Por em 7 de abril de 2015

youtube-kids

Parecia uma boa ideia a princípio. O YouTube Kids (que ainda não está disponível no Brasil) nasceu com a ideia de ser uma plataforma especialmente voltada às crianças, com vídeos e funções interativas para que os pequenos de até dez anos possam aprender brincando. Só que como é do Google que estamos falando, seria ingênuo demais acreditar que a empresa não tentaria fazer dinheiro através de mais um de seus produtos.

Só que para algumas associações de pais e mestres dos Estados Unidos as coisas estão um pouco além do limite. Grupos locais pretendem levar uma denúncia formal à FTC (Federal Trade Association), dizendo que o app expõe as crianças a uma quantidade bem alta de propagandas.

continue lendo

emGoogle Internet Software Vídeo Web 2.0

A vingança nunca é plena, mata a alma, envenena e dá 18 anos de cadeia

Por em 6 de abril de 2015

nov03_03

Existem algumas criaturas desprezíveis no mundo. Joe Francis, criador do Girls Gone Wild, alguns pornógrafos que seguem a linha gonzo, como Max Hardcore, mas poucos seres são tão abjetos quanto Kevin Bollaert.

Esse verme conseguiu tornar mais desprezível uma das mais desprezíveis atitudes da internet, o Pornô de Vingança (ou revenge porn), que consiste em postar sem autorização imagens e vídeos da ex, em busca de humilhação pública e qualquer outro sentimento mesquinho que alivie a sensação de ser um completo loser.
continue lendo

emDestaques Internet Segurança Web 2.0

Riff, o app do Facebook para criar vídeos colaborativos

Por em 2 de abril de 2015

facebook-riff

E o Facebook continua atirando para tudo quanto é lado, esperando acertar alguém com um produto que atraia as massas. A mais nova tentativa da rede social é tentar bater de frente mais uma vez com o Snapchat mas de outra forma: ao invés de oferecer um app igual, dar uma opção com extras para os usuários.

Esse é o Riff, que introduz a ideia de criação de vídeos colaborativos.

continue lendo

emInternet Software Vídeo Web 2.0

Jogue Pac-Man no Google Maps

Por em 31 de março de 2015

PacManGoogleMaps_634x386

Eu prometo que isso não é uma brincadeira pré-primeiro de abril. Apesar de, ao contrário do que pensa John Oliver, ser tão divertido quanto.

Isso porque o Google resolveu transformar o seu serviço online de mapas, suas ruas e avenidas, em cenários pra gente jogar Pac-Man.

continue lendo

emDestaques Google Museu Web 2.0 Web Games

Imagens do Google+ Fotos serão gerenciadas pelo Google Drive

Por em 31 de março de 2015

google_drive_fotos_plus

Por acompanhar a evolução (nem tão evolução assim) do Google+ desde o seu lançamento, tive a oportunidade de ver, de perto, a reação dos usuários a cada atualização do serviço, seja uma nova feature, ou apenas uma questão estética. Entre todas, uma das que mais gerava reclamações e dúvidas dos usuários era o Google+ Fotos.

Na parte das dúvidas, certamente o que mais fazia alguns usuários temerem era quanto a privacidade das suas imagens e vídeos enviados aos servidores do Google. Apesar de o acesso a todo o conteúdo ser estritamente privado, muita gente não entendia e acreditava que qualquer contato da rede social poderia visualizá-los.

Já sobre as reclamações, a principal era: por que raios o Google não centraliza todos os arquivos dos usuários no Google Drive? Afinal, ele já é um gerenciador de arquivos na nuvem e fazia todo sentido que as imagens também fossem centralizadas nele. Tanto fazia sentido que o Google resolveu mexer os pauzinhos.

continue lendo

emGoogle Software Web 2.0