Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Samsung faz ação incrível para anunciar call centre para surdos

Por em 27 de julho de 2015 - 30 Comentários

tumblr_nbg1x6aVFd1tpthppo1_500

É claro que a vida não é um mar de rosas, mas hoje em dia é bem mais tranquilo para deficientes auditivos consumirem mídia. YouTube tem transcrições automáticas, Netflix tem legendas e Closed Caption, e até a locadora do Paulo Coelho é cheia de legendas pra séries que acabaram de sair.

Messengers estão cada vez mais substituindo as mensagens de voz, e muitas empresas têm serviços de atendimento via chat, mas é sempre bom dar ao pessoal que fala com as mãos sem ser italiano uma chance de se comunicar na linguagem nativa. 
continue lendo

emDestaques Mundo Estranho Publicidade

Forever 21 cria painel que reproduz fotos do Instagram com 6.400 carretéis

Por em 22 de julho de 2015 - 8 Comentários

forever21-instagram-thread-screen

De vez em quando gostamos de mostrar iniciativas interessantes que fazem bom uso da tecnologia na publicidade, essa às vezes muito mal utilizada por ditos profissionais que nunca viram uma boa peça dos medalhões do passado. A revista Esquire por exemplo aprontou das suas duas vezes, em 2008 com um display de e-ink e em 2012 com uma telinha que exibia tweets em tempo real.

Por aqui tivemos no ano passado a AlmapBBDO encartou uma propaganda da Volkswagen na Veja que oferecia Wi-Fi grátis por 30 dias. Nos dois últimos casos foram encartados hardwares que se tornaram tão baratos que podem ser distribuídos de graça. No caso da Esquire um smartphone Android completo, o que é ainda mais surpreendente.

O pessoal da Forever 21 preferiu criar um projeto colaborativo, que exigiu uma trabalheira por parte da agência Breakfast: uma parede de 3,35 × 2,74 × 0,91 metros com 6.400 carretéis com 10,78 km de tecido em 36 cores, dispostos de modo a formar um painel de 80 × 80 pixels que reproduz postagens do Instagram.

continue lendo

emDestaques Hardware Propaganda & Marketing Publicidade

Geração conectada: em vez de castigar os filhos sem TV, agora os pais confiscam o tablet

Por em 10 de julho de 2015 - 85 Comentários
Laguna_Child_and_parents_play_with_iPad_tablet

O iPad é a nova televisão? (crédito: Graziadio Voice)

O tio Laguna é um sujeito que foi criado pela televisão aberta da década de 1990. Desconheço o rádio. Quando não plugava o Master System ou o Super Nintendo, o CRT da Sharp era ligado em algum canal aberto. Preferencialmente no SBT.

O televisor era o meio mais barato de passar o tempo. Quando eu não conseguia assistir ao filme no cinema nem alugar o VHS na locadora do bairro, o jeito era esperar o longa metragem aparecer na Tela Quente. Seriados? Certas emissoras se davam ao luxo de maltratar o público, deixando de exibir os episódios finais de algum “enlatado”.

Mesmo a TV aberta sempre tendo uma programação de qualidade extremamente questionável, sobretudo nos finais de semana, a década de 1990 deixou ao menos uma saudade para mim: a Rede Manchete e seu conteúdo nipônico. Muitas crianças não saberão o que é tentar adivinhar o horário em que passava excelentes animês como Yu Yu Hakushô, que inclusive não deveriam ter sido assistidos por crianças.

Duas décadas depois, o advento dos smartphones e tablets fez com que o televisor deixasse de ser a tela preferida da atual geração.
continue lendo

emArtigo Computação móvel Destaques Publicidade Televisão

No dos outros é refresco. AdBlock Plus chilicando com plano da Apple para bloquear anúncios

Por em 18 de junho de 2015 - 78 Comentários
3486576_orig

Adoro o cheiro de ironia pela manhã.

Até hoje o único modelo de monetização que realmente funcionou na internet é montar uma startup, caprichar no hype, captar investimento até não conseguir mais esconder que o produto não tem um modelo de negócios, e então vender pro Facebook.

Outras formas são bem menos eficientes. Publieditoriais, banners e patrocínios repetem modelos dos primórdios do Rádio. Banners? Usam métrica CPM como anúncios de jornal, sendo que segundo Luli Radfaher a última vez que alguém clicou em um banner foi por volta de 1978.
continue lendo

emApple e Mac Destaque Destaques Publicidade Software

Mais Rússia: um outdoor que esconde propaganda da polícia

Por em 28 de maio de 2015 - 17 Comentários

outdoor

No verão passado, entre muitas das controversas leis que o governo da Rússia aprovou e que já comentamos aqui o Kremlin aprovou um embargo completo de alimentos importados da Europa, Estados Unidos, Austrália, Canadá e Noruega, como resposta aos embargos sofridos devido a pendenga recente com a Ucrânia. A proibição inclui carnes em geral, peixes, queijo, leite, legumes e frutas.

Isso deixou estabelecimentos, como restaurantes especializados em culinária estrangeira em maus lençóis. Mesmo propaganda de tais produtos foi proibida e a polícia russa, que não tem mais o que fazer do que cumprir com as loucuras dos censores e os desmandos do Putin fica em cima para valer.

continue lendo

emPropaganda & Marketing Publicidade

Verizon vai adquirir a AOL por US$ 4,4 bilhões

Por em 12 de maio de 2015 - 15 Comentários

aol

Esta é provavelmente uma notícia que muita gente não esperava. A operadora norte-americana Verizon anunciou nesta manhã de terça-feira que fechou um acordo para a aquisição da AOL por US$ 4,4 bilhões em dinheiro. A intenção é fortalecer sua presença nos mercados de vídeos mobile e de publicidade online. Embora com a compra ela ponha a mão em diversos bônus.

continue lendo

emInternet Publicidade Telecom Web 2.0

Twitch, Old Spice e uma inusitada campanha publicitária

Por em 14 de abril de 2015 - 14 Comentários

old-spice

No ano passado o experimento Twitch Plays Pokémon foi um sucesso absoluto. Apesar do ambiente completamente caótico, a oportunidade de entregar o controle de um game na mão de milhares de pessoas ao mesmo tempo se mostrou uma bela forma de ver como um grande grupo de comporta em prol de um objetivo comum.

Agora o Twitch está testando o formato comercialmente. O primeiro parceiro é a marca de desodorantes masculinos Old Spice, que colocará o controle de um homem comum na mão da internet por três dias.

continue lendo

emMiscelâneas Propaganda & Marketing Publicidade Web 2.0