Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Cientistas Chineses medem velocidade do Fantasma de Einstein

Por em 23 de abril de 2014
santanaquantum

Se há uma imagem mais adequada para um artigo sobre mecânica quântica, eu gostaria de saber.

A Mecânica Quântica é uma coisa que nunca desceu pela garganta de Albert Einstein. Toda sua incerteza não ressoava na mente ordenada que sonhava com um Universo sistêmico e ordenado. Só que Einstein era mais inteligente do que o pessoal que utiliza a sério o termo “heresia”, e Mesmo vendo seus dogmas ameaçados, percebeu elegância no modelo quântico.

Einstein terminou sendo um dos maiores críticos E um dos maiores colaboradores da teoria quântica. Um dos pontos de crítica é algo chamado pelo próprio Einstein de spukhafte Fernwirkung, ou “Efeito fantasmagórico à distância”. Descrito em um trabalho de 1935, o chamado Entrelaçamento Quântico é algo que Einstein considerava impossível.

Aí vieram os físicos experimentalistas, testaram em laboratório e descobriram que o efeito existe. Einstein estava errado. Não que muita gente tenha comemorado, o spukhafte Fernwirkung é uma enorme fonte de dor de cabeça.

O conceito é enganosamente simples. Funciona com partículas, e até objetos microscópicos, que são “entrelaçados” em suas características atômicas. Vejamos uma analogia, que lembra um pouco o Gato de Schrödinger, o que é justo, visto que ele foi um dos pioneiros (e autor do) conceito de Entrelaçamento Quântico.

Imagine que eu tenha uma máquina que produza moedas. Sem que ninguém veja, dentro da máquina ela cunha uma moeda. Um laser a divide ao meio. Metade cara, metade coroa. Cada metade é embalada e enviada para um laboratório do outro lado do país.

Nenhum dos dois cientistas sabe se a moeda é cara ou coroa. Quando um abre a caixa esses estados superpostos deixam de existir, a função de onda que define a moeda deixa de variar aleatoriamente e a probabilidade de ser cara ou coroa chega a 100%. Da mesma forma o cientista SABE qual o estado da moeda do outro lado.
continue lendo

emEnergia Hardware Produtividade

Senado dos EUA tenta passar a Lei “Bota No Google”

Por em 21 de abril de 2014

frank

Em uma das raras e boas piadas de Apollo 13 um dos técnicos da NASA reclama dos filtros de monóxido de carbono do módulo lunar e do módulo de comando serem incompatíveis. Um quadrado, outro redondo: “só podia ser projeto do Governo”. Soldados em guerras modernas combatem sabendo que seus equipamentos foram projetados e produzidos pela empresa que ofereceu o menor preço.

Por isso aliás que teorias da conspiração não se sustentam. Exigem um nível de competência inexistente em qualquer governo. Um exemplo clássico da chamada Navalha de Hanlon, “Nunca atribua à malícia o que pode ser adequadamente explicado pela estupidez”: durante a 2ª Guerra do Golfo um limpa-neve foi enviado para o Iraque. O custo, entre a máquina e o transporte ficou em cento e poucos milhares de dólares. Uma gota no oceano, mas algo que chamaria (e chamou) a atenção da imprensa.
continue lendo

emDestaques Google Internet Mundo Estranho Produtividade

Entenda o que é esse tal de Heartbleed e saiba quais senhas você deve trocar

Por em 10 de abril de 2014

Heartbleed_N670

A essa altura do campeonato você já deve ter ouvido falar do bug chamado Heartbleed, certo? Ele é um bug de computador que, com ondas magnéticas, causa hemorragia em seres humanos. Mentira.

O negócio é muito sério e eu, como um dos autores mais sérios do Meio Bit, vou explicar aqui porque é que essa porcaria é de fato um dos piores pesadelos que a internet já passou — e está passando.

Long story short: o Heartbleed é como ficou conhecida uma vulnerabilidade do OpenSSL que atinge, portanto, milhares de servidores do mundo todo, inclusive de serviços que você usa todos os dias, como Facebook, Instagram, Pinterest, Tumblr e Google.
continue lendo

emComunicação Digital Destaques Dicas Internet Linux Open-Source Produtividade Segurança

Kit de Ferramentas para enfrentar qualquer terremoto (ok, ao menos se informar)

Por em 7 de abril de 2014
earthquake-rail-damage

Efeitos de um tremorzim na Nova Zelândia. Acredite… se puder.

Terremotos são a maior lição de humildade que o Homem pode passar, em segundos todas as nossas maravilhosas obras arquitetônicas, toda nossa engenharia vai pro saco quando a Terra resolver dar uma ajeitadinha nas placas tectônicas.

Curiosamente as pessoas normais acham que Terremotos e Tsunamis surgiram em 2004, quando na verdade apareceram bem antes: terremotos foram criados para o filme de 1974 com Charlton Heston e tsunamis são obra de James Cameron, em O Segredo do Abismo[citation needed].

Esses fenômenos, ao menos para quem está de longe, são fascinantes, assim como a quantidade de informação disponível. Se para se informar sobre terremotos você depende de portais, estações de TV ou algum idiota no Twitter, está papando mosca. Vamos conhecer alguns serviços que você pode acessar sem medo, com informações puramente científicas, nada de HAARP, Illuminati e outras bobagens.
continue lendo

emDicas Geologia Produtividade Software Web 2.0

O Truque que o DETRAN não quer que você saiba: como enganar os radares

Por em 31 de março de 2014

speed_trap

Eu levei um tempão pra entender o motivo dos pardais (ou radares, se você mora fora do Rio) serem tão odiados. Até um dia em que um taxista explicou: com o guarda se ele ver que foi multado pode voltar, conversar, dar um jeitinho. Com o robô, com a câmera automática, não há conversa. Também não dá pra confiar na segurança por números. Se todo mundo avançar o limite, o guarda só consegue multar alguns. A câmera, todos.

Andar dentro do limite nunca ocorreu a essas pessoas, que tentam mil esquemas, de colar pedaços de CDs na placa a colocar fitinhas do Senhor do Bonfim amarradas no lacre, na esperança de que o vento fará com que elas tampem a numeração. Um gesto de má-fé e malícia que se fosse EU o Evil Overlord dessa joça puniria com esmigalhamento o carro do sujeito que tentasse isso. Como? Claro que o sujeito poderá sair do carro antes. Se souber abrir algemas, claro…

Agora um grupo de estudantes de Física e Astronomia da Universidade de Leicester descobriu uma forma de evitar ser multado por radares que é absolutamente legal, científico e criativo o suficiente para ganhar meu respeito de Evil Overlord. Não, não é nada Stealth, é mais sutil que isso. Eles calcularam que é possível se tornar invisível aos radares usando… Efeito Doppler.
continue lendo

emAstronomia Destaque Destaques Dicas Produtividade

Astrônomo brasileiro descobre asteroide com anéis

Por em 26 de março de 2014
anel

Eu sou um ás no Photoshop.

Algo que irrita muito os adversários da Ciência é o fato de ela ser auto-corretiva, se aprimorar com o tempo e não ter problemas em reconhecer uma idéia como errada, diante de novas evidências. Algumas vezes é desagradável. Eu mesmo me recuso a aceitar as evidências de dinossauros com penas e parentes de aves. Cresci com T-Rex, não com um galinhossauro.

A parte divertida é que a Ciência não liga pra reputações. Se você perguntasse a qualquer astrônomo antes da colisão do cometa Shoemaker-Levy 9 com Júpiter, ele diria que a probabilidade desse tipo de evento seria ínfima. Agora a Astronomia avança de novo, dessa vez graças a uma pesquisa liderada por um brasileiro. O trabalho foi feito no ESO, o European Southern Observatory, aquele conjunto de telescópios no Chile, que o Brasil usa praticamente na base do favor, pois desde o Governo Lula não conseguimos aprovar as verbas pro projeto.
continue lendo

emAstronomia Brasil Destaque Destaques Produtividade

Google começa a cancelar contas inativas do Google Apps

Por em 20 de março de 2014

google_apps_for_education

Felizes são os webmasters donos de sites que, lá nos primórdios da Internet do Google Apps, tiveram a oportunidade de criar um número ilimitados de contas no serviço, ganhando direito a 50 contas de e-mail gratuitamente e podendo solicitar mais contas depois, se necessário fosse. Um tempo depois, o Google decidiu que 50 contas era um número muito grande e reduziu para 10, além de ter apertado o cerco sobre quem pedia mais. Por último, o Google resolveu acabar com a versão Standard do serviço. Quer usar? Pague o aluguel! Agora, a gigante das buscas resolveu dar início a um limpa na base gratuita de usuários.

continue lendo

emGoogle Internet Produtividade Web 2.0