Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Fotografia é arte? Não, segundo o The Guardian

Por em 17 de novembro de 2014

sebastiao_salgado_genesis

Mais um capítulo na velha discussão englobando arte e fotografia. Sempre pensamos que essa conversa está enterrada, mas ela sempre acaba voltando da sepultura. Quando a fotografia foi apresentada por Daguerre para a Academia Francesa de Ciências em 1839 uma grande discussão tomou o mundo da arte. Seria o processo fotográfico, e a fotografia resultante, uma forma de arte? Para termos idéia de como a coisa foi impactante na sociedade. até o Vaticano se reuniu para decidir se a recém inventada fotografia era ou não uma forma de pecado. Os que defendiam que a fotografia era apenas um processo mecânico usavam como argumento que não era necessário nenhuma habilidade manual para fazer uma foto, ao contrário da pintura ou da escultura. Você precisava apenas apertar um botão. De outro lado, movimentos como os Pictorialistas tentavam acabar com a polêmica ao unir a fotografia com a arte tradicional através de intervenções no negativo para gerar efeitos e imagens únicas. O problema de tais discussões é que nunca haverá um consenso, apenas as opiniões contrárias dos dois grupos.

Podemos ver isso essa semana em um artigo publicado pelo crítico de arte Jonathan Jones no seu blog On Art no site do jornal The Guardian. O texto, intitulado de Flat, soulless ant stupid: why photographs don’t work in art galleries, destilou todo o descontentamento do colunista com o fato de galerias de artes estarem aceitando fotografias para serem expostas ao público.  Segundo ele, a fotografia pode ser um poderoso instrumento para capturar um momento, mas é uma arte pobre quando são penduradas em paredes como quadros. Para ele, as fotografias são substitutos sem alma, pobres e planas para uma pintura e que parece muito estúpido tentar dar-lhe igual atenção. Assim como em toda discussão onde não existe um consenso, os argumentos de Jones são válidos. Ele afirma que uma pintura é feita com tempo e dificuldade, complexidade material, profundidade de texturas, talento e atenção plena. Já a fotografia teria apenas uma camada de conteúdo.

Claro que o artigo gerou uma quantidade gigantesca de comentários com grupos se posicionando dos dois lados, mas ao ler algo como esse artigo eu tenho apenas um pensamento: e quem se importa? Não temos mais tempo para tamanha discussão sem sentido e, do mesmo jeito que ele critica a fotografia, poderia eu também criticar muito do que se está produzindo na pintura contemporânea. Acho que uma coisa deve ficar bem clara. Fotografia não é arte, é um processo, mas ele pode e deve ser utilizado para fins artísticos. O que diferencia uma fotografia normal de uma fotografia artística é o conceito envolvido em sua produção. Quando se existe um conceito, uma idéia, um sentido, a fotografia serve apenas como meio para expressar um  objetivo. A imagem pela imagem nada mais é do que um processo físico produzido pela câmara escura. Por isso que acho tanta graça na quantidade absurda de fotógrafos profissionais que se utilizam da palavra arte em suas propagandas quando, na verdade, o que fazem não pode ser enquadrado como arte.

Para você que é fotógrafo por paixão, o que importa é continuar fotografando e fazendo aquilo que gosta. Esqueça essa polêmica e continue produzindo imagens. Deixe para os outros a discussão se o seu trabalho é ou não uma obra de arte.

emÁudio Vídeo Fotografia Destaques Notícias

Estivemos lá — Inauguração do Centro de Pesquisas Global da GE no Brasil

Por em 17 de novembro de 2014
6tag_131114-151255

Imagem devidamente kibada do Instagram da GE.

Sejamos realistas. O Brasil não tem vocação para ciência. Nossos programas de TV estão cheios de videntes, todo ano dão espaço para previsões que não se concretizam e não são cobradas. Crianças não são estimuladas a questionar o mundo à sua volta. Neil DeGrasse Tyson diz que toda criança nasce cientista, os adultos é que tiram isso dela. É verdade. Por isso mesmo iniciativas de fomento a Ciência e Tecnologia por aqui são sempre muito bem-vindas.

Por isso mesmo ficamos muito felizes com o convite para acompanhar a inauguração do Centro de Pesquisas Global da GE no Brasil.
continue lendo

emBrasil Destaque Destaques Energia Hardware Indústria

Sharp apresenta display IGZO de 4,1 polegadas com 736 ppi

Por em 17 de novembro de 2014

image

A culpada inicial foi para variar a Apple. Ao introduzir a Tela Retina no IPhone 4, os fabricantes de smartphones em geral começaram a correr atrás do prejuízo, lançando aparelhos com resoluções cada vez melhores.

Isso é excelente, pois forçou a indústria a resolver (ou ao menos tentar resolver) o problema do consumo de energia. Hoje temos gadgets como o LG G3, o Galaxy Note 4 ou o Moto Maxx, com resoluções estonteantes e baterias de alta performance, que não sugam toda a energia com 15 minutos de uso. Só que Quad HD ainda é pouco, a meta agora é enfiar um tela 4K no seu bolso. E a Sharp está perto de conseguir realizar isso.

continue lendo

emComputação móvel Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Desenvolvedores estão perdendo o interesse no Google Glass

Por em 17 de novembro de 2014

image

Já se passou mais de um ano desde que o Google Glass foi introduzido, e de lá para cá não há a menor previsão de quando (ou se) a versão para o consumidor final será lançada. Isso e limitações técnicas estariam minando o interesse de desenvolvedores, que estão abrindo mão do gadget para se focar em outros projetos.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Google Hardware Internet Mercado Miscelâneas Planeta Sem Fio Web 2.0

Microsoft lança client do Skype para browser

Por em 17 de novembro de 2014

IMG_0290.JPG

A Microsoft anunciou na última sexta-feira mais uma plataforma que contará com o Skype: a web. O novo client, ainda em fase beta é compatível com as versões mais recentes dos principais navegadores, entretanto há um pequeno problema de compatibilidade que a empresa terá que resolver nos próximos meses.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Internet Microsoft Software Web 2.0

Sala da Justiça #44 — Lumia sem Nokia, Interstellar sem spoiler e pinguins robóticos

Por em 17 de novembro de 2014

Sala-da-Justica-44

Na Sala da Justiça desta semana, eu, Cardoso, Sergio, Ronaldo e Laguna conversamos sobre o novo óculos navegador da Microsoft para cegos e pessoas com alguma deficiência visual; o Lumia 535, o primeiro smartphone da Microsoft sem a Nokia; o incrível Fusion 7.5 que não custa nada, mas pode produzir muito e o painel gaúcho dos novos caças Gripen NG da Força Aérea Brasileira.

No Top 7, a vingança que a Marvel pretende fazer com quem vazou o teaser trailer do novo filme dos Vingadores; Overwatch, o primeiro game original da Blizzard em 17 anos; a ressurreição do cartão micro-SD na nova versão do Android Lollipop; um papo rápido e sem spoilers sobre o magnifíco filme Interstellar do mestre Christopher Nolan; o terrível site que transmite em streaming 73 mil câmeras de incautos que esqueceram de trocar a senha padrão de suas câmeras; as aventuras da China na Lua e o Top 1, SP vai viver dias de Mad Max? Conheça o site que permite acompanhar como está o nível dos reservatórios da SABESP e saiba se é preciso se desesperar com a falta d’água na capital paulista.

Na Roleta Russa, o Happy Feet robô criado para analisar o comportamento politicamente incorreto dos pinguins. Este tipo de pesquisa tem valor científico, ou devemos deixar os pinguins em paz? Yay ou nay?

Clique abaixo para assistir ao programa.

Escute no final do post a versão em áudio, editada por mim mesmo.

Confira os links desta Sala da Justiça:
continue lendo

emDestaques Podcast Sala da Justiça Sala da Justiça

Procrastinação? Não mais, Facebook agora quer ser produtivo no ambiente de trabalho

Por em 17 de novembro de 2014
Laguna_Facebook_in_bed

Home Office 2.0 (Crédito: Engadget)

Convenhamos que Facebook e produtividade não combinem muito: você tem trabalho a fazer, dá aquela espiadinha nas fotos da linda amiga e lê um textão qualquer sobre o assunto polêmico de anteontem e pronto, lá se vai uma manhã inteira. Se entrar em treta com o amigo da onça, aí lá vai a tarde.

O tio Laguna pode usar a desculpa de que atualiza a página do MeioBit para estar conectado na tal rede social, mas e quem não trabalha com o Facebook, como justificar a procrastinação?
continue lendo

emProdutividade Software Web 2.0