Digital Drops Blog de Brinquedo

Netvibes + Writely = web 2.0

Por em 25 de outubro de 2005

Na briga pela preferência dos usuários, os agregadores de feeds rss deixaram de oferecer um simples leitor de texto e procuram agregar cada vez mais funções. Desde o dia 20/10/2005, o netvibes oferece integração com a ferramenta Writely, que já foi postada aqui pelo Leo .
Screeshot do Netvibes + Writely
O Writely, por sua vez, se integra perfeitamente com várias ferramentas de blog como o blogger.com, liveJournal, squarespace (dentre outros) e servidores próprios (ou customizados) como o Movabletype e o MetaWeblog. Esta é uma integração muito importante, não só pela comodidade mas pela possibilidade de colaboração entre os membros de um blog. Pronto, o ciclo está fechado: o agregador de feeds se integra com uma ferramenta de edição (colaborativa), que se integra com a ferramenta de publicação, que gera o feed, que por sua vez, é lido pelo agregador (ufa!).  O Bloglines ja oferecia uma ferramenta de blog, mas é publicado dentro do próprio Bloglines, e não existe a possibilidade de publicar um blog externo.
Existem outras opções, como o Writeboard, mas nós testamos e gostamos mais do Writely, não só pela sua integração com o Netvibes, mas também pela interface que é melhor, mais "user-friendly" e mais completa, com ícones bem feitos e que lembram muito os editores de texto do tipo Microsoft Office. Este editor WYSIWYG oferece várias ferramentas de formatação de texto, inserção de imagens, tabelas e links. Tudo fácil, simples e intuitivo. Como se isso não bastasse, você, que entende de programação e a linguagem HTML, pode meter a mão na massa e editar o código fonte como desejar.
Por enquanto o Writely está na versão beta e ainda é gratuito. Vamos ver se este aplicativo começa a oferecer serviços pagos, ou é comprada por alguma companhia maior (Google ou Yahoo, por exemplo).
O Writely, juntamente com o Netvibes e demais ferramentas on-line da Google, sintetizam bem o conceito de web 2.0 e nos dão uma mostra do que está por vir.

Este foi o primeiro post (efetivamente) colaborativo do meiobit.com, produzido via Writely por Leo Faoro, Laker e Renato Giovanny.

emInternet

Biblioteca digital alemã

Por em 25 de outubro de 2005

Editoras alemãs vão construir rede própria de livros on-line.
As editoras alemãs, ansiosas por defender seus direitos autorais num momento em que serviços de busca na internet tentam colocar on-line o conteúdo de milhões de livros, querem estabelecer um banco de dados próprio na web, permitindo que os leitores pesquisem, tomem emprestado ou comprem obras.

O Google irritou as editoras com propostas de digitalizar obras protegidas por direitos autorais sem permissão de seus detentores, com o objetivo de permitir que o conteúdo delas seja acessível por buscas on-line. Os críticos temem que o banco de dados digital de livros que a empresa pretende construir dê a ela um monopólio sobre a cultura.

Não é à toa que a associação alemã de editoras está planejando criar uma rede, a partir de 2006, que permitirá busca on-line nos textos dos livros por meio dos serviços de busca na web, mas não entregará a esses serviços o texto dos livros incluídos no arquivo.

O Google tem em vigor acordos com editoras sob os quais digitaliza os livros delas para permitir que os leitores realizem buscas on-line pela íntegra de textos. Mas os resultados das buscas exibem apenas porções limitadas dos livros.

Biblioteca digital ? Em prazo mais longo, a associação alemã deseja criar um mecanismo próprio de buscas para oferecer serviços que concorram com os do Google, Yahoo e Lycos, e até mesmo permitam aos leitores tomar livros emprestados, on-line.

Sob o modelo alemão, as editoras digitalizariam os livros e armazenariam o conteúdo em seus servidores. A associação de editoras criaria uma rede que permitiria ao Google ou outros serviços de busca realizar buscas nesses servidores, mas sem lhes permitir acesso à íntegra dos textos.

A associação está discutindo a idéia com diversos serviços de busca e que está confiante em obter um acordo com o Google.

emInternet

Del.icio.us agora com busca

Por em 25 de outubro de 2005

 

O del.icio.us, site que armazena os bookmarks e permite compartilhá-los com outros usuários, lança agora uma função de busca (finalmente). Além disto eles tem um link para incluir a busca diretamente na barra de busca do Firefox.

O del.icio.us não para de crescer. O brilhantismo do site é sua simplicidade e recursos sofisticados. Para quem ainda não usa, aprenda a usar o del.icio.us.

 

emInternet

Widgets para o Firefox

Por em 25 de outubro de 2005

O sistema operacional Mac OSX já oferece widgets, ou pequenos aplicativos, faz um tempo. Depois veio o Konfabulator, recente aquisição da Yahoo, que faz o mesmo para Windows. Agora um entusiasta lança uma extensão para o Firefox que promete colocar widgets dentro do browser. Não sei se pega, mas a idéia parece muito interessante. Veja o Firefoxit.

emInternet

Anatel disponibiliza procedimentos de fiscalização

Por em 24 de outubro de 2005

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou a decisão de tornar público todo o conjunto de regras, procedimentos e metodologias de fiscalização do Órgão Regulador. O anúncio foi feito na última sexta-feira pelo superintendente Radiofreqüência e Fiscalização, Edílson Ribeiro dos Santos. Até aqui, esse conjunto de procedimentos formais era de uso exclusivo dos canais administrativos da Agência.

Para acessar as práticas dos fiscais na internet, basta buscar no próprio site da Anatel o atalho ”Fiscalização” (em azul, no lado esquerdo da página), depois o item ”Legislação”, que disponibilizará (em verde, na área central da página) o ”Regulamento de Aplicação de Sanções Administrativas, os ”Procedimentos Gerais de Fiscalização”, as Metodologias para Acompanhamento e Controle das Obrigações das Prestadoras do STFC (Serviços Telefônico Fixo Comutado, a telefonia fixa convencional) e o ”Manual do Agente de Fiscalização”.

Edílson destaca, porém, o caráter reservado do programa de ações fiscalizatórias. ”As ações da fiscalização, suas datas, horários e objetivos continuam sendo de estrito conhecimento funcional, pois a surpresa é fator preponderante e essencial para o sucesso da atividade”, justifica.

emInternet

O www ainda é necessário ?

Por em 24 de outubro de 2005

Sabe quando você pede o endereço de um site para uma pessoa, e a resposta começa com "dáblio dáblio dáblio…" ? Pois é, está na hora do www deixar de ser usado, pelo menos na mídia escrita e falada. Para que complicar  e tomar tempo e espaço ? Não estamos mais em 1995 quando pouca gente sabia o que é a Internet e a World Wide Web. Os tempos são outros. 

Além disto, os webmasters de plantão também deveriam configurar seus servidores para entender que www.dominio.com.br é igual a dominio.com.br. Por incrível que pareça, ainda há sites grandes em que o usuário tem que obrigatoriamente digitar o velho www.

emInternet

Blockstatus

Por em 21 de outubro de 2005

Gostaria de saber quem bloqueou ou apagou voce do MSN, Yahoo, ICQ ou AIM ? O blockstatus.com faz isso para você, assim você fica sabendo quem está se escondendo.

emInternet