Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Nintendo responde pedido de fãs por tributo à Robin Williams

Por em 18 de agosto de 2014

robin-zelda-williams-four-swords-anniversary-edition-commercial

Além de ser um ator e comediante excepcional, Robin Williams era um gamer. Mais do que isso, ele tinha uma relação de amor com a série The Legend of Zelda, tanto que deu o nome da princesa de Hyrule à sua segunda filha Zelda Rae Williams, nascida em 1989. A Nintendo obviamente viu nisso uma oportunidade excelente de não só realizar excelentes peças de marketing como provar seu ponto de que é uma empresa família, ao mostrar pai e filha jogando juntos.

Só que Williams se foi, e os fãs da Nintendo e do ator julgaram que ele merecia o reconhecimento pela empresa japonesa com uma homenagem póstuma.

continue lendo

emCultura Gamer Games Nintendo

Pokémon TCG Online está a caminho do iPad, e isso é normal

Por em 18 de agosto de 2014

pokemon-tcg-online

Não, você não leu errado. Se tudo correr bem muito em breve o iPad contará com um game da segunda franquia de games mais lucrativa da história (obviamente só perde para Mario), só que ao contrário do que possa parecer, o fato de Pokémon estar indo para um iGadget não quer dizer que a Nintendo pirou. E mais, isso nem é novidade.

continue lendo

emCelulares Computadores Games Nintendo

E se o PlayStation não tivesse existido?

Por em 17 de agosto de 2014
Laguna_SNES_PlayStation

Sim, existiu o Super Nintendo Play Station (Crédito: Kotaku)

Nintendo e Sony já trabalharam juntas para que esta criasse um drive de CD-ROM para o SNES. O ano era 1988 e o codinome do projeto era “Play Station”. Três anos depois, ao reler o contrato firmado com a Sony, o então presidente da Nintendo Hiroshi Yamauchi percebeu que estava na verdade era ajudando a criar um fortíssimo concorrente no ramo dos videogames: ele preferiu abortar tudo pois os jogos feitos para o SNES Play Station pagariam royalties de licenciamento à Sony, não à Nintendo.

Depois de algumas brigas judiciais entre as japonesas que resultaram em algumas raríssimas unidades do console híbrido, o então presidente da Sony Norio Ohga pediu que Ken Kutaragi, o homem que convenceu a Big ‘N’ a incluir um chip sonoro da Sony em cada Super Nintendo, retirasse o que havia de SNES no Play Station para desenvolver um console próprio. Nascia assim o PlayStation (duas palavras, sem nenhum espaço entre ambas), console da 5ª geração que foi lançado no Japão dia 3 de dezembro de 1994.

O tio Laguna fica aqui a imaginar: e se a história tivesse se desenvolvido de forma diferente?
continue lendo

emArtigo Destaques Hardware Museu Nintendo Sony

MeioBit Exclusivo na Play Nintendo Tour 2014

Por em 17 de agosto de 2014


Play Nintendo Tour 2014 – Atlanta (Buford), GA

Aproveitando que a Play Nintendo Tour estava passando pela região metropolitana de Atlanta, resolvi dirigir até Bulford para conferir de perto e trazer as impressões pra vocês do que está sendo este evento.

Pra quem não conhece, trata-se de um gigante playground itinerante que a filial americana da Nintendo está levando para 12 cidades dos EUA, desde junho.

O objetivo principal certamente é a divulgação do aparelho 2DS, e dos jogos que estão disponíveis para a plataforma.

continue lendo

emCultura Gamer Destaque Destaques Games Indústria Nintendo

Vendas nos Estados Unidos em julho: The Last of Us Remastered foi o destaque

Por em 15 de agosto de 2014
Laguna_The_Last_of_Us_Remastered

Um ano depois, uma nova versão continua no topo dos Estados Unidos (Crédito: A Pixelated View)

Normalmente o mês de julho é o menos movimentado do ano no mercado de jogos dos Estados Unidos: é o mês de férias escolares e do grande feriado nacional, o Dia da Independência (4 de julho caiu numa sexta).

Em tal cenário, é comum o número menor de lançamentos e os jogos mais vendidos em julho normalmente são mais antigos, lançados em outros meses. Ou anos.

Que o diga The Last of Us: lançado em junho de 2013 para o PS3 e liderando as vendas do mês de julho daquele ano, sua recém lançada versão PS4 repete o feito este ano. The Last of Us Remastered foi o jogo mais vendido em julho de 2014 nos Estados Unidos, sendo que precisou de apenas cinco dias para tal feito.

Outra “velharia”, o indie Minecraft continua vendendo excepcionalmente bem apesar da idade e, graças ao interesse yankee pela Copa do Mundo em sua reta final naquele mês, FIFA 14 teve bom desempenho também. Mario Kart 8, destaque de maio e junho, fechou em um milhão de cópias vendidas apenas nos Estados Unidos.

No período analisado, de 6 de julho a 2 de agosto, os consumidores americanos gastaram US$ 514,3 milhões comprando novos consoles, jogos e acessórios nas lojas. O número foi 16% maior que em 2013, que foram então 443,1 milhões de dólares.

A culpa é do PT da oitava geração, óbvio: os consoles representaram uma fatia de 198,8 milhões de dólares desse bolo, um aumento de 100% em comparação com o ano passado. Para equilibrar a situação, os jogadores lá compraram menos games que em julho de 2013: foram gastos US$ 178,2 milhões em novos jogos, queda de 15%.

Segundo o NPD Group, com relação ao software e contabilizando somente mídia física, o ranking de vendas norte-americano ficou assim em julho:
continue lendo

emHardware Microsoft Nintendo Sony

Play Festival venderá diversos games por preços camaradas

Por em 12 de agosto de 2014

play-festival-001

A NC Games, uma das maiores distribuidoras de jogos do país está lançando a segunda edição da Play Festival, uma mega campanha nacional para venda de games em catálogo para várias plataformas como PC, PS3, PS Vita, 3DS, Wii U, Xbox 360 e outras. Ao todo a NC vai disponibilizar 500 mil unidades de 280 títulos diferentes, com preços a partir de R$ 59,90 até o máximo de R$ 99,90.

continue lendo

emComputadores Games Microsoft Nintendo Sony

Xbox, the One: para mudar cenário, Microsoft ofereceu US$ 25 bilhões pela Nintendo

Por em 10 de agosto de 2014
Laguna_Godfather_an_offer_you_can_not_refuse

Seria uma oferta irrecusável? (Crédito: My Cinema)

Uma oferta dessas ainda não chega tão perto dos 80 bilhões de dólares que Rupert Murdoch ofereceu à Warner, mas é um belo negócio a ser considerado.

Aliás, se pudermos resumir o mais forte motivo para a SEGA cair fora do mercado de consoles em uma única palavra, seria Microsoft. A empresa vizinha da Nintendo de Redmond tinha (e ainda mantém) um gigantesco poder de marketing e, literalmente, bilhões de dólares em dinheiro vivo à disposição. Tal dinheiro foi suficiente para convencer várias grandes editoras e desenvolvedores a lançarem diversos jogos multiplataforma e até alguns exclusivos para seu Xbox.
continue lendo

emArtigo Destaques Games Microsoft Nintendo