Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Os games e os muitos milhões gastos no Super Bowl

Por em 3 de fevereiro de 2015 - 14 Comentários

liam-neeson-clash-of-clans

Na noite do domingo passado a maior nação do planeta parou e isso não aconteceu por causa de um apagão, por algum escândalo envolvendo o presidente ou a declaração de que eles estavam entrando em guerra. O motivo para milhões e milhões de americanos terem sentado diante da TV por algumas horas foi uma partida de futebol (o deles), mais precisamente a final da liga nacional, o famoso Super Bowl.

Com um número recorde de telespectadores, chegando a 47,5% das TVs ligadas, ter o seu nome vinculado ao Super Bowl é algo tão importante que especula-se que este ano a cantora Katy Perry chegou a pagar para se apresentar durante o intervalo do jogo e as empresas que quisessem ter seus anúncios exibidos durante os intervalos precisavam pagar impressionantes US$ 4,5 milhões por peças de apenas 30 segundos de duração.

Até por se tratar do espaço mais caro da TV mundial, a coisa é levada tão a sério que existe até uma lista que aponta os melhores e os piores comercias divulgados durante aquelas horas e por mais incrível que possa parecer, três jogos para dispositivos móveis resolveram apostar na divulgação desta forma.

continue lendo

emCelulares Destaques Games Indústria Jogos

Bomba! Sony vende sua divisão dedicada a MMOs

Por em 2 de fevereiro de 2015 - 72 Comentários

soe

Há alguns meses temos visto a Sony definhar, fechando divisões aqui e terceirando a fabricação de produtos acolá, mas se durante todo este tempo os games pareciam ser o oásis da empresa em meio a uma enorme seca de faturamento, parece que nem tudo era tão bonito quanto se imaginava.

Numa medida que pegou a todos de surpresa, a empresa anunciou que a Sony Online Entertainment acaba de ser vendida para uma firma de investimento chamada Columbus Nova e com isso, o estúdio que ficou conhecido pelos seus muitos jogos massivos online, passará a atender pelo nome de Daybreak Game Company.

continue lendo

emDestaque Games Indústria MMO Sony

Executivo explica porque a Nintendo tem dificuldade em se modernizar

Por em 23 de janeiro de 2015 - 13 Comentários

mario

Durante nove anos Dan Adelman trabalhou na Nintendo, sendo o principal elo da empresa com os desenvolvedores independentes, e alguns meses após deixar a fabricante japonesa, o executivo continua desferindo alfinetadas no seu antigo empregador.

Sempre bastante aberto à entrevista e sem medir muito as palavras, primeiro Adelman afirmou que, enquanto ainda era funcionário da BigN, eles tentaram silenciá-lo fazendo com que acabasse com sua conta no Twitter e logo depois o sujeito voltou suas forças para o departamento de marketing da companhia, criticando duramente o nome do Wii U. Porém, ainda havia mais a ser dito.

Ao conversar com o pessoal do site Dromble, Dan Adelman deu a sua opinião em relação a porque a Nintendo demora tanto para adotar novas ideias, veja só:

continue lendo

emIndústria Nintendo

Para desenvolvedor, resistência aos F2P está diminuindo

Por em 20 de janeiro de 2015 - 1 Comentário

Orcs-Must-Die-Unchained

Nunca escondi que de certa forma eu também sou um preconceituoso quando se trata de jogos free-to-play. Por mais que eu lute para não deixar isso acontecer, muitas vezes acabo perdendo o interesse por um futuro lançamento apenas por saber que ele será distribuídos gratuitamente. No fundo não me culpo, já que boa parte da responsabilidade por esta resistência é fomentada pela própria indústria.

Títulos que utilizam de formas extremamente equivocadas o conceito de microtransações, barreiras estúpidas que nos impedem de aproveitar o jogo se não gastarmos (muito) dinheiro, a irritante estratégia de dar vantagens para aqueles que estiverem dispostos a usar seus limites do cartão de crédito… Os motivos são muitos, mas de acordo com Patrick Hudson, CEO da Robot Entertainment, aos poucos as pessoas estão aceitando melhor os jogos F2P.

continue lendo

emIndústria

Loading Screen, Namco e a expiração de uma patente

Por em 15 de janeiro de 2015 - 51 Comentários

galaxian

Quando o 3DO, o PlayStation e o Sega Saturn chegaram ao mercado, os jogadores passaram a conviver não apenas com sons e gráficos muito superiores aos das geração passada, mas também com as irritantes e onipresentes telas de carregamento. Aquele era um preço que tínhamos que pagar para termos todas as maravilhas oferecidas pelos CDs e para tentar amenizar o sofrimento da espera, algumas empresa tentaram usar maneiras criativas para nos entreter.

Quem jogou o primeiro Resident Evil certamente lembra da animação das portas se abrindo quando passávamos para outro cômodo da casa, recurso que muitos achavam que estava ali para aumentar a imersão, mas que no fundo se tratava de um carregamento disfarçado. Porém, a empresa que mais se destacou neste sentido provavelmente foi a Namco.

continue lendo

emCultura Gamer Games Indústria Museu Sony

Para chefe da SOE, jogos F2P podem fazer sucesso nos consoles

Por em 9 de janeiro de 2015 - 1 Comentário

dc-universe-online

Até bem pouco tempo existia uma ideia de que jogos gratuitos não combinavam com consoles. Muitos imaginavam que o público desses aparelhos não estava disposto a gastar com microtransações, mas aos poucos alguns títulos foram aparecendo nos videogames de Sony e Microsoft, e de acordo com John Smedley, um jogo tem mostrado que aquele conceito era infundado.

De acordo com o presidente da Sony Online Entertainment, o DC Universe Online tem se saído muito melhor no PlayStation 4 do que no PC, sendo que no console a taxa de monetização tem sido entre 3 e 3,5 vezes maior do que nos computadores, algo que eles mesmos julgam como surpreendente.

continue lendo

emIndústria MMO

Desenvolvedora do Blacklight: Retribution fecha as portas

Por em 9 de janeiro de 2015 - Nenhum Comentário

Blacklight-Retribution

Fundada em 1994 e tendo criado alguns jogos que fizeram algum sucesso, como o Daylight, o Blacklight: Retribution e principalmente, a série Spec Ops, esta semana a Zombie Studios anunciou aquilo que é sempre muito triste: a desenvolvedora situada em Seattle deixará de existir.

Os proprietários da Zombie Studios estão se retirando e gostariam de agradecer a vocês, nossos fãs, pelos anos de apoio que nos forneceram,” diz o comunicado oficial emitido por eles. “Tem sido incrível trabalhar com todas as várias tecnologias ao longo dos anos, tanto de hardware quanto de software, crescendo com a indústria e com nossos fãs, e produzindo jogos e tecnologias próprias.

continue lendo

emIndústria