Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

LotR: War in the North ganha novo trailer

Por em 3 de junho de 2011

Talvez eu seja linchado pelo o que direi a seguir, mas ao lado do Uncharted 3 e do Battlefield 3, o jogo que mais aguardo para este ano é o Lord of the Rings: War in the North. Com isso não quero dizer que ele deverá ser um dos grandes lançamentos do ano ou que estará no nível dos outros dois citados, mas como sou um grande apreciador do trabalho da Snowblind Studios e os seus Hack and slash, sempre achei que nenhuma outra empresa estaria melhor preparada do que ela para transformar o universo de Tolkien em um jogo do gênero.

Além de ter usado como fonte de inspiração tanto os filmes quanto os livros, o jogo mostrará lugares inéditos e um dos seus principais destaque deverá ser a possibilidade de jogarmos cooperativamente com mais dois amigos. Até agora os gráficos mostrados parecem muito bonitos e o sistema de batalha não deverá ficar limitado apenas ao esmagamento de botões.

Por se tratar de um estilo que não costuma receber muitos lançamentos, acredito que o LotR: War in the North conseguirá um bom destaque e se você também está ansioso para colocar as mãos no game, então recomendo não ver os vídeos abaixo, porque ficará ainda mais difícil esperar até o seu lançamento, que ainda demorará alguns meses para acontecer.

continue lendo

emComputadores Microsoft Preview Sony

Gearbox: Não estamos preocupados com as notas do DN4E

Por em 2 de junho de 2011

dori_duk_02.06.11

E está chegando o grande o grande dia. Depois de 14 anos em produção, o Duke Nukem Forever está perto de ser finalmente lançado, por mais inacreditável que isso possa parecer. Como muitos de vocês já devem imaginar, por melhor que o jogo seja, não faltarão pessoas para criticá-lo e certamente choverão reclamações dizendo que esperaram tanto tempo por um jogo tão ruim.

Macaco velho, o chefe da Gearbox, Randy Pitchford, decidiu não esperar até as primeiras críticas por parte da mídia aparecerem e já adiantou que a sua equipe não está preocupada com as notas que o game receberá. Garantindo que se trata de uma experiência muito divertida, o executivo não teve medo de afirmar que iremos “perder um enorme ponto da história dos videogames se não participarmos do seu lançamento.

Já o diretor de relações públicas da 2K Games, Markus Wilding, foi um pouco mais comedido, mas sem deixar de mostrar apoio as palavras de Pitchford.

A média do Metacritic sempre importa, não vamos negar isso, mas acho que importa menos para o Duke Nuke do que para a maioria dos jogos existentes, porque existe tantas pessoas por aí esperando por este jogo.”

É difícil acreditar que o jogo não consiga ser considerado pelo menos bom (não excelente, bom) e é ainda mais improvável que ele não alcance um bom número de vendas e isso pode ser visto na idolatria que as pessoas tem pelo personagem, o que permite fazermos uma previsão um tanto óbvia, de que ou o DN4E será um enorme sucesso, ou um dos maiores fiascos da indústria, quando falamos de um marca deste porte, não existe meio termo.

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft Sony

Empires & Allies é primeiro jogo de estratégia da Zynga

Por em 1 de junho de 2011

A Zynga pode não ser muito bem quista pelos jogadores mais experientes por seus jogos serem mais sociais do que estratégicos, mas com o lançamento do Empires & Allies, que acontece hoje, esse cenário pode começar a mudar. Isso porque o jogo tem como objetivo competir com um gigante, o Civilization World, versão para o Facebook da clássica série criada por Sid Meier.

Disponível em 12 línguas, incluindo português, o jogo ainda assim promete ser aquele que usará o maior número de funções sociais, mas pela primeira vez na história da companhia trará combates, nos colocando no controle de uma nação no formato de ilha que deverá ser preparada para ataques de inimigos, montando um exército, fazendo aliados e recrutando amigos. Haverá um enredo para guiar os jogadores, que encontrarão com 30 personagens ao longo da aventura e deverão derrotar um terrível vilão.

Classificado pelo produtor executivo Amer Ajami, designer da série Command & Conquer, como um encontro do CityVille com o Risk, o jogo parece bem interessante e mesmo confiando mais na experiência da equipe da Firaxis e seu novo Civilization, como a sua data de lançamento este marcada apenas como “para algum dia do verão norte-americano”, acho que valerá a pena dar uma chance a este Empires & Allies, nem que seja para poder dizer que ele não passa de um FarmVille disfarçado de jogo de estratégia.

continue lendo

emComputadores Web Games

Carmageddon: Reincarnation é oficialmente revelado

Por em 1 de junho de 2011

dori_carm_01.06.11

O primeiro Carmageddon foi lançado em 1997, época em que o politicamente correto ainda não estava na moda, mas isso não impediu que a criação da Stainless Games fosse duramente atacada pelos mais conservadores, que não gostaram da ideia do jogador ser premiado por atropelar pedestre num game de corrida, sendo censurado em alguns lugares, com zumbis e robôs substituindo as pessoas e até chegando a ser proibido em diversos países, incluindo o Brasil.

Depois de ter sumido do noticiário por tantos anos, com o último lançamento da franquia tendo acontecido em 2000, a idealizadora da franquia anunciou ter adquirido os direitos sobre a marca e lançará digitalmente, provavelmente em 2012, um novo jogo com o subtítulo Reincarnation. O anúncio foi feito pelo fundadores do estúdio, Patrick Buckland e Neil Barnden, que disseram:

O Carmageddon está voltando para as suas raízes independentes e esse é o momento ideal para trazer o jogo à uma nova audiência. Carmageddon: Reincarnation terá o mesmo humor negro e violência cômica que fez do original um grande sucesso. Todas as risadas, o power-ups malucos e a destruição extrema irão retornar. Queremos ter certeza de que os fãs existentes terão o que querem e esperam de um jogo Carmageddon, e uma nova geração descubra os prazeres de derrapar para um Cunning Stunt.

Por enquanto não se sabe para quais plataformas o jogo será disponibilizado, mas no press release foi mencionada a Xbox Live, portanto o jogo poderá ser exclusivo, mas como o lançamento ainda está longe e eles ainda procuram um parceiro para financiar o projeto, muita coisa ainda pode mudar.

Mesmo reconhecendo se tratar de um clássico que possui um grande número de admiradores, nunca fui muito fã do Carmageddon por achar a sua jogabilidade simplória e sem graça, preferindo gastar meu tempo com o Twisted Metal ou Vigilante 8.

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft Sony

Novo sistema de colisão deixará Fifa 12 mais real

Por em 31 de maio de 2011

Desde a versão lançada em 2008 eu me rendi ao jogo de futebol produzido pela EA Sports. O salto de qualidade foi imenso, fazendo com que a experiência oferecida superasse em quase todos os sentidos o seu maior rival, mas no ano passado eu decidi apostar no Pro Evolution Soccer. O jogo parecia estar bem melhor que a edição 2010, o preço cobrado por ele para PC era de apenas R$ 50 e eu sentia que a melhora nos Fifas eram pequenas de um ano para o outro e queria buscar novos ares, mas depois de alguns dias com o PES 2011, vi que ele ainda precisa melhorar muito para voltar à liderança. Há alguns meses eu já havia decidido que neste ano compraria o Fifa 12 e com a produtora começando a liberar as primeiras informações sobre o jogo, a minha expectativa só tem aumentado.

Para esta versão a EA promete um sistema de dribles mais preciso, melhores defensores e uma inteligência artificial mais realista, nada muito diferente do que costuma acontecer há cada ano, mas a grande inovação deste ano promete ser um avançado sistema de colisão. Graças a Player Impact Engine os contatos entre os jogadores se tornarão muito mais realista, com eles reagindo a cada toque recebido e influenciando também nas contusões, já que levará em consideração o ponto de impacto e a força exercida.

O vídeo abaixo mostra como a novidade pode melhorar o jogo, mas espero que a produtora tenha pensado naqueles zagueiros carniceiros e implemente também juízes rigorosos que punam devidamente as entradas mais violentas, caso contrário, as partidas online acabarão por excesso de jogadores contundidos.

É importante dizer esse sistema só estará presente nas versões para Playstation 3 e XBox 360 e a EA Sports garante que as partidas se parecerão mais com aquelas transmitidas pelas televisão, com uma iluminação muito melhorada, torcidas mais reais e um novo ângulo de câmera padrão.

continue lendo

emComputadores Microsoft Preview Sony

Mapa é criado com as mortes no Just Cause 2

Por em 30 de maio de 2011

Quando joguei o Just Cause pela primeira vez, no Xbox 360 de um amigo, a impressão que ele me passou não foi das melhores. Apesar dos gráficos muito bonitos, o jogo me pareceu um GTA genérico e ver o personagem pular de um avião e não morrer ao bater no chão me fez acreditar que o mínimo de realismo é necessário para um personagem sem superpoderes, caso contrário a experiência pode se transformar numa grande piada.

Veio então o anúncio de que uma sequência seria lançada e não prestei a menor atenção para o jogo, até que resolvi dar uma chance à sua demo e me surpreendi com o potencial de diversão que o Just Cause 2 podia proporcionar. O protagonista continuava sendo o mesmo Rambo dos trópicos, mas dessa vez com uma pitada de Homem-Aranha, aniquilando centenas de inimigos enquanto pulava daqui para ali com o auxílio de um gancho bastante mentiroso, porém, como era prazeroso causar o caos dentro do game.

Agora, mesmo que você ainda não o tenha jogado (como eu, está lá no Steam esperando), dê uma olhada no fantástico vídeo abaixo. Ele foi criado com um ponto sendo colocado em cada lugar que alguém morreu, mas não com qualquer tipo de morte. O gerente de operações online da produtora, Jim Blackhurst, levou em consideração “apenas” as 11.3 milhões de mortes por impacto com o solo ou contra objetos e o resultado é impressionante, não só visualmente, mas também por mostrar o nível de controle que a empresa possui sobre o jogo.

Sempre achei muito legal esse tipo de informação sobre um determinado título, algo que a Valve domina há tempos, e quando o JC2 completou seis meses de vida, a Avalanche Studios já havia liberado um gráfico trazendo um monte de detalhes sobre o jogo e além de serem curiosos para nós, esses dados servem para fazer com que as próximas criações deles sejam melhores e estejam de acordo com o gosto do consumidor.

continue lendo

emComputadores Microsoft Sony Vídeos

CG – The Witcher 2

Por em 29 de maio de 2011

Em 2007 o desconhecido estúdio polonês CD Projekt com um jogo chamado The Witcher. Lançado sem muito alarde, o RPG baseado numa série de livros escrito por Andrzej Sapkowski impressionava por por contar com um enredo maduro e dar muita liberdade aos jogadores, permitindo  que eles fizessem diversas escolhas morais. Quando eles anunciaram a continuação, a expectativa de todos era de que o The Witcher 2: Assassins of Kings poderia ser ainda melhor e após algumas semanas do seu lançamento para PC, o jogo ostenta uma bela média 89 entre os sites que o analisaram.

Situado pouco depois do final do primeiro jogo, nele controlamos novamente Geralt, uma das últimas pessoas treinadas para matar monstros e dessa vez a duração da aventura é muito maior, contando com cerca de 150 minutos de cenas não interativas e possuindo 16 finais. A parte gráfica também passou por uma enorme reformulação, pois se o antecessor usava uma versão melhorada da Aurora Engine, mesma do Neverwinter Nights, neste aqui é o motor proprietário RED Engine que dá vida ao game.

O vídeo desta semana é um trailer do The Witcher 2 que mostra um pouco da qualidade gráfica do jogo ao trazer algumas de suas cenas e não haveria escolha melhor do que a excelente versão da Nocturne Op.55 No.1 de Frederic Chopin para servir de trilha sonora para o vídeo e depois de assistí-lo, serão poucos os apaixonados por RPGs que não sentirão vontade de pôr as mãos no game.

continue lendo

emComputadores Game da Semana Vídeos