Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Konami é acusada de tratar muito mal seus funcionários

Por em 4 de agosto de 2015 - Nenhum Comentário

metal-gear-solid-v-ground-zeroes

Algo muito, muito estranho acontece na Konami. Não estamos falando apenas da rusga entre a empresa e Hideo Kojima, que levou à saída do produtor de Metal Gear em termos não muito amigáveis: segundo reportes do site Nikkei, a cultura interna se converteu nos últimos anos em algo não muito agradável.

continue lendo

emIndústria

Usuários com pressa em usar o Windows 10 são vítimas de hackers

Por em 3 de agosto de 2015 - Nenhum Comentário

windows-10

Muita gente está ansiosa para colocar as mãos no Windows 10, e dou razão: o sistema está bem leve e sem bugs, não houve nenhum trauma no update a ponto de me fazer desconsiderar, pela primeira vez na história a fazer uma instalação limpa.

Só que a Microsoft está liberando a atualização em etapas, e não são todos que estão dispostos a fazer alguns procedimentos para atualizar seu sistema (ou talvez nem saibam como fazer), embora continuem empolgados com a atualização. E é nessa ansiedade que os hackers estão apostando para lançar mais um ataque aos usuários.

continue lendo

emMicrosoft

Gameplay de Rocket League — Carros e Futebol!

Por em 3 de agosto de 2015 - 1 Comentário

[Game Play] Rocket League – Toad Geek

E a essa altura do campeonato, quem acompanha o canal e nossas redes sociais já deve ter se tocado que eu adoro games de corrida e de futebol, certo? Pois bem, hoje vamos misturar tudo isso num jogo só, em Rocket League!

Esse jogo foi feito pela Psyonix, é uma nova versão de um game feito em 2008 com a mesma temática, está disponível para PS4 e Steam, e vejam vocês que coisa maravilhosa, com cross-platform, ou seja: quem está no PC pode jogar online contra quem está no videogame!

continue lendo

emAnálises Sony Vídeos

Remasterização de Final Fantasy XII pode estar a caminho

Por em 3 de agosto de 2015 - Nenhum Comentário

final-fantasy-xii

De todos os capítulos principais da franquia, Final Fantasy XII é o único que não esteve presente de alguma forma em consoles mais recentes, tablets ou smartphones. Lançado em 2006, ele ainda é restrito ao PlayStation 2. Só que isso está para mudar, de acordo com o maestro Arnie Roth.

Neste fim de semana foi realizado mais um concerto sinfônico com temas da franquia, o Distant Worlds, desta vez em Pittsburgh. Durante a apresentação e muito provavelmente levado pelo calor do momento, o maestro disse que a Square está trabalhando num remake do título, mas não deu maiores detalhes. Vários presentes registraram a declaração, que foi parar inclusive no YouTube:
continue lendo

emIndústria

Campeão é removido de League of Legends e jogadores ficam malucos

Por em 31 de julho de 2015 - 3 Comentários

gangplank

Há uma regra que empresas em geral precisam observar antes de tomar decisões. Uma delas é ter muito cuidado do mexer com o formato de um produto, principalmente quando há dinheiro envolvido; as chances de isso voltar negativamente são altas demais.

É o que a Riot está passando nesse momento, ao decidir remover um campeão de League of Legends das opções de jogo.

continue lendo

emComputadores

Star Versus é um novo shmup para… Nintendinho?

Por em 30 de julho de 2015 - 2 Comentários

star-versus

Eu sei que os fãs dos “jogos de navinha”, os famigerados shoot’em ups são uma comunidade completamente à parte da realidade do mercado de games. Entusiastas independentes continuam a desenvolver e lançar seus títulos não só para computadores, mas incrivelmente para plataformas há muito descontinuadas. O Dreamcast é um favorito dos indies, The Ghost Blade por exemplo está para ser lançado.

Só que dois malucos se superaram com Star Versus, um shmup competitivo que fará seu debut… no Nintendo 8 bits.

continue lendo

emMuseu Nintendo

Sobrou pra Razer: Ouya deu calote em devs do programa #FreeTheGames

Por em 29 de julho de 2015 - 8 Comentários

ouya-freethegames

Como conceito o Ouya foi um marco no mercado de games, mas é fato que muitas decisões erradas acabaram por minar a plataforma. Basicamente foi a má gestão que afundou a empresa, que foi agora absorvida pela Razer e como consequência, o console deixará de existir.

Só que esse não é o único problema acerca da Ouya: quando o console foi lançado a empresa anunciou um fundo de investimento chamado #FreeTheGames, criado para atrair desenvolvedores para que criassem títulos exclusivos. Funcionava assim: o estúdio teria que apresentar um projeto, enviando-o ao Kickstarter; caso ele levantasse entre US$ 10 mil e US$ 250 mil, a Ouya investiria a mesma quantia e publicaria o game, que teria um período de exclusividade.

Pois bem: acontece que dois anos depois, a Ouya não honrou com todos os investimentos, e num primeiro momento a Razer deu a entender que faria o mesmo. Aí a coisa ficou feia.

continue lendo

emCultura Gamer Indústria