Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Estúdio Evolution 2014

Por em 25 de setembro de 2014

estudio_evolution

Fotógrafos profissionais devem estar sempre a procura de novas inspirações, técnicas e vertentes. Ficar parado é receita quase certa para perder mercado. Infelizmente, para ganhar dinheiro na fotografia, você deve estar ligado nas modinhas que se sucedem no mercado. Para isso temos diversas opções no mercado e, com certeza, a que mostra melhor custo benefício são os Congressos de Fotografia. Você paga um valor relativamente baixo e consegue palestras com grandes profissionais da área e sobre temas variados. Já participei de alguns e no geral o ganho foi muito positivo.

Dentre os congressos que já se tornaram tradição, temos o Estúdio Evolution, que vai acontecer mais uma vez em São Paulo entre os dias 03, 04 e 05 de novembro no Teatro das Artes no Shopping Eldorado. Eu, particularmente, não gosto muito do local por conta da localização, mas é um local muito confortável e atende todas as necessidades do evento. O evento é organizado pela iPhoto Editora e segue a receita tradicional de unir profissionais nacionais da fotografia em um esquema de palestras com temas diversos. Aliás, uma das grandes políticas da editora é sempre apostar em profissionais brasileiros da fotografia, seja nos DVDs ou eventos. Isso muito me agrada, pois nem sempre um palestrante internacional entende a nossa realidade.

Teremos vários temas para as palestras, lembrando que o foco principal do evento é  fotografia de estúdio. Passaremos pela parte de gerenciamento, marketing, book sensual, ensaio de animais, fotografia de produtos e muito mais. Vejam abaixo a programação completa.

Primeiro dia – 03 de novembro.

13 h – 14:30 | Newborn – poses e composição em ensaios de recém-nascidos – Paloma Schell
15 h – 16:30 | Iluminação de pessoas em estúdio – Brasilio Wille
16:45 – 18 h | Marketing e atendimento para fotógrafos – Renato dPaula
18:30 – 20 h | Criatividade em ensaios externos – Junior Luz

Segundo dia – 04 de novembro.

09 – 10:30 | A fotografia pelas lentes de Bob Wolfenson – Bob Wolfenson
11 – 12:30 | Técnicas de direção e pose em estúdio – Simone Di Domenico
14 – 15:30 | Ensaio de gestantes, crianças e famílias – Rogério Ehrlich
16 – 17:30 | Fotografando produtos em estúdio – Diego Rousseaux
18 – 19:30 | Book sensual – Drausio Tuzzolo

Terceiro dia – 05 de novembro.

09 – 10:30 | Ensaios de família – retratos da vida real – Danilo Siqueira
11 – 12:30 | Gestão financeira para fotógrafos – Rafael Schveitzer
14 – 15:30 | Fotografia de bichos de estimação em estúdio – Ana Carolina e Manoela Trava Dutra
16 – 17:30 | Os segredos da maquiagem para ensaios fotográficos – Fernando Torquatto

Se interessou pelo evento? Então corre para se inscrever. Você tem que acessar o site oficial do Estudio Evolution 2014 e aproveitar o valor de R$ 649,00 até o dia 05 de outubro. Depois desta data existem reajustes no preço.

O MeioBit Fotografia vai estar lá fazendo a cobertura completa do evento.

emÁudio Vídeo Fotografia Destaque Notícias

Polícia japonesa confisca 1.500 sapatos-câmera de tarados voyeur

Por em 24 de setembro de 2014

9909-620x-japaneseupskirtcosplay

O Japão é um país incrível em diversos aspectos. Mesmo assolado com furacões tsunamis terremotos e kaijus, mesmo com um passado belicoso e sendo odiados por todos os vizinhos, os japoneses conseguiram criar uma sociedade invejável, com respeito aos mais velhos, paixão por ciência e tecnologia e admiração pelo trabalho. As duas explicações mais prováveis são que ou os japoneses são aliens ou visitantes de um futuro utópico, quase Star Trek.

O que não bate é que no meio disso tudo são o povo mais sexualmente complicado do planeta. Os japoneses têm perversões que escandalizariam qualquer sueca de revistinha idem. Lembre-se, as máquinas vendendo calcinhas usadas de colegiais não são uma lenda urbana. Essa sexualidade reprimida estoura, claro, na mão das mulheres, que entre milhares de preocupações (incluindo tentáculos) precisam andar se protegendo de tarados que gostam de fotografar suas… partes. O problema é tão grave que há patrulhas nas estações de metrô e celulares são legalmente obrigados a fazer barulho quando batem fotos.

Agora a polícia de Kyoto prendeu um sujeito, dono de uma loja de sapatos (não era o Al Bundy) que vendia os Tosatsu Shoes, isso aqui:
continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Hardware Mundo Estranho Notícias

Prêmio Brasil de Fotografia – inscrições abertas

Por em 23 de setembro de 2014

E chegou mais uma edição do Prêmio Brasil de Fotografia. Esse é um daqueles concursos em que muitos possuem medo de participar, pois exige algo a mais do que a fotografia em si. É preciso ter um conceito, trabalhar uma mensagem, ser original. Ou seja, é preciso produzir arte. Infelizmente a maioria dos fotógrafos que conheço atualmente está mais interessado na parte técnica e nas toneladas de equipamentos que podem comprar e se esquecem que usar o cérebro é, pelo menos no trabalho artístico, mais importante do que a técnica. Infelizmente muitos esquecem que fotografia não é arte, mas ela pode ser utilizada para fins artísticos (pega essa você fotógrafo comercial que usa a palavra arte em toda propaganda e descrição do seu produto).

Mas, voltando ao Prêmio Brasil de Fotografia, a disputa existe desde o ano 2000 e começou com o nome de Prêmio Porto Seguro de Fotografia. Em 2012 o nome foi trocado e passou a não apresentar mais um tema específico, deixando a escolha das fotos livre para os autores. Segundo o site oficial do concurso, o objetivo do prêmio é funcionar como um canal de apresentação da produção fotográfica autoral brasileira, possibilitando o ingresso de um maior número de fotógrafos nacionais preocupados com a pesquisa de linguagem. Aliás, a chave para a participação é especificamente a fotografia autoral, essa desconhecida tão pouco compreendida pela maioria dos iniciantes na fotografia.

Existem três formas de participação no Prêmio Brasil de Fotografia. A primeira é o Ensaio Fotográfico. Para essa categoria serão aceitos ensaios ou séries que formem um conjunto entre oito e doze imagens sobre o mesmo tema caracterizando uma linguagem fotográfica de cunho autoral. Não há restrição quanto à forma de captação de imagem ou aos métodos de pós-produção. Essa categoria tem que ser entregue impressa via correio. A segunda forma é a categoria Ensaio Fotográfico Multimídia onde serão aceitos  trabalhos em formatos digitais, tanto para uma série quanto para peças únicas, desde que a forma apresentada seja o suporte de finalização do trabalho. Neste caso a inscrição é pelo site. E por fim existe o Prêmio Brasil Fotografia Bolsa que se destina ao desenvolvimento de um projeto fotográfico no período de 6 meses.

Os prêmios para quem quiser participar são bem convidativos. Serão premiados:

a) 01 Prêmio Brasil Fotografia Especial – Aquisição, no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

b) 02 Prêmios Brasil Fotografia Ensaios – Aquisição, no valor de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) cada.

c) 02 Prêmios Brasil Fotografia Bolsa para desenvolvimento de projeto -Aquisição no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) cada.

d) 01 Prêmio Brasil Fotografia Revelação - Aquisição, no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais).

Para participar é só dar uma olhada no regulamento e nas fichas de inscrição no site do concurso e fazer a sua inscrição, independente da categoria, até o dia 19 de outubro.

premio_brasil_fotografia

emÁudio Vídeo Fotografia Concursos Notícias

Astronomy Photographer of the Year – Vejam os Vencedores

Por em 22 de setembro de 2014

Astrofotografia é um tema que muito me agrada. Eu mesmo já tentei algumas experiências com alguns resultados positivos (e muitos negativos). Mas, o interessante é que você está sempre aprendendo novas coisas, procurando novos lugares para fazer suas fotografias e, o mais importante, contemplando o espaço e as estrelas. Garanto que é uma forma de terapia muito efetiva.

Para a alegria de quem gosta de fotografar as estrelas, todos os anos o Royal Observatory Greenwich e a revista  Sky at Night Magazine organizam o concurso Astronomy Photographer of the Year, com o objetivo de difundir essa arte e ampliar as fronteiras do conhecimento. Embora a maior parte dos fotógrafos que desenvolvem a astrofografia o façam por hobby, as imagens vencedoras deste ano são surpreendentes. A competição é dividida em duas categorias: Adultos e Jovens Fotógrafos. Cada um poderia mandar até 5 fotos e a única condição é que a foto não tenha ganho outros concursos ou tenha sido publicada em alguma agência de notícia. Essa parte do regulamento é interessante, pois força os fotógrafos a estarem produzindo novo material sempre.

O concurso é dividido em algumas categorias bem interessantes, entre elas podemos destacar:

  • Earth and Space – fotografias de paisagens da Terra, ou com pessoas, mas que envolvam fenômenos astronômicos (estrelas ou fases da Lua)
  • Our Solar System – Fotos do Sol, planetas, luas e asteroides.
  • Deep Space – Qualquer coisa fora do Sistema Solar, como galáxias, cometas e nebulosas;
  • Young Astronomy Photographer of the Year – para menores de 16 anos e valem fotos que estejam em qualquer uma das categorias anteriores.

Vejam abaixo alguns dos vencedores.

Glendhu-Stairways-©-Chris-Murphy

Glendhu Stairways-© Chris Murphy – paisagem na Nova Zelândia. Foto vencedora do prêmio Sir Patrick Moore para melhor revelação.

The-Horsehead-Nebula-IC-434-©-Shishir-Shashank-Dholakia

The Horsehead Nebula IC 434 ©-Shishir e Shashank Dholakia – os irmãos gêmeos de 15 anos venceram a categoria de Jovem Fotógrafo Astrônomo com essa imagem da Nebulosa Cabeça de Cavalo.

California-vs-Pleiades-©-Rogelio-Bernal-Andreo

California vs Pleiades © Rogelio Bernal Andreo – A imagem chamada Califórnia vs as Plêiades foi um dos destaques da categoria Espaço Profundo.

Horesehead-Nebula-IC-434-©-Bill-Snyder

Horesehead Nebula IC 434 © Bill Snyder – Vencedora da Categoria Espaço Profundo, essa foto de Bill Snyder também representa a Nebulosa Cabeça de Cavalo.

Além de inspirar a quem está na área, as imagens também mostram que tenho que comer muito feijão com arroz para chegar a esse nível. Gostou da competição? Tem material para brigar com essa galera? Então se prepare, pois logo deve ser anunciado a abertura das inscrições para a próxima competição. Todas as fotos vencedoras farão parte de uma exibição no Royal Museums of Greenwich ou no site do evento. Quer ver mais imagens? Então é só acessar o grupo do flickr do Astronomy Photographer of the Year.

emAstronomia Áudio Vídeo Fotografia Destaques Notícias

My Passport Wireless — ideal para quem vai fotografar e viajar

Por em 9 de setembro de 2014

Essa é uma dica muito bacana, principalmente se você precisa de um meio de armazenamento de imagens durante uma viagem, ou mesmo uma sessão externa onde muitas fotos são realizadas. A opção mais fácil é levar um notebook, mas eles são grandes, dependem de baterias que nem sempre duram muito e podem se transformar em um inconveniente durante a sessão fotográfica. Claro que já existem unidades portáteis de armazenamento para esse tipo de situação, mas creio que a Western Digital conseguiu dar um passo adiante neste tipo de equipamento.

O My Passport Wireless é um HD externo sem fios. Ele funciona com tecnologia Wireless para transferência de fotos, mas não é só isso. Creio que é o primeiro HD externo que já vem com uma porta conectora para cartão SD. Isso mesmo. Você pode conectar o seu cartão SD ao HD e fazer a transferência automática de suas fotos para o disco rígido. Isso no meio de uma floresta ou outro ponto distante de computadores pode ser a salvação para quando seu cartão de memória está cheio, ou mesmo fazer aquele backup rápido no meio de um evento importante.

A transferência Wireless pode ser acessada por até 8 pessoas simultaneamente (ótimo para equipes de fotógrafos) e ele também possui a funcionalidade FTP para transferência automática de imagens de uma câmera que esteja ligada a rede. Você pode gerenciar e visualizar todas as fotos que estão armazenadas através do aplicativo mobile WB My Cloud que está disponível para Android e iOS. O equipamento se conecta ao computador via porta USB 3.0 e possui uma bateria interna que, segundo a Western Digital, pode durar até 6 horas em uso constante e até 20 horas em standby.

O My Passport Wireless estará disponível em Setembro com os valores de US$ 129,99 (500 GB), US$ 179,99 (1 TB) e US$ 219,99 (2 TB). Não é um preço absurdo pelo equipamento, mas fico pensando quando chegar no Brasil.

my_passport_wireless

Fonte: Dpreview.

emÁudio Vídeo Fotografia Notícias

Descanse em paz Kodak BW400CN

Por em 25 de agosto de 2014

Nessa semana vou desenvolver uma atividade de pin-hole com um grupo de crianças na cidade de Teodoro Sampaio, no oeste do Estado de São Paulo. Para construir uma pin-hole com caixa de fósforo são necessários alguns materiais. Entre eles precisamos do bom e velho rolo de filme fotográfico. Desde 2008 não comprava um rolo de filme fotográfico e, sem muita esperança, liguei no laboratório fotográfico com que trabalho para saber se conseguiria comprar uma grande quantidade de filmes (pelo menos 4 caixas) e fazer a revelação de todo esse material. Tive uma grata surpresa ao ser informado que ainda existem vários profissionais na região que ainda trabalham exclusivamente com filme fotográfico e havia um grande estoque na loja. Isso mesmo, em plena Era Digital ainda temos pessoas que desenvolvem atividades profissionais com a película fotográfica. Revelar os filmes não era problema, mas comprar em grande quantidade o filme virgem era. Então eu estava salvo.

Mas, esse não é o principal assunto deste texto. Semana passada, a Kodak Alaris fez um anúncio muito triste para quem gosta de produzir fotos em preto e branco com câmeras analógicas (sim, eu sei que esse termo é errado, mas facilita a compreensão). Em algum ponto do final da década de 1990 (não vou me lembrar precisamente), uma boa notícia animou aos fotógrafos que gostariam de fazer fotografias em preto e branco, mas não tinham conhecimento ou dinheiro para manter um quarto escuro para revelação de suas imagens. Estou falando de filmes que fotografavam em escala de cinza e podiam ser revelados no processo C-41 utilizado nos filmes fotográficos coloridos. Ou seja, você poderia fotografar em preto e branco e revelar o seu filme em qualquer minilab tradicional.

O BW400CN é um destes filmes. Infelizmente a sua caminhada chegou ao fim. Em um comunicado feito ao público, a Kodak Alaris afirma sentir muito ao tomar essa decisão, mas a queda do consumo deste filme tornou a sua existência impossível. A roda do capitalismo não pode parar. A empresa garante que ainda existem estoques para manter a venda por mais 6 meses. Se você nunca fotografou com filme preto e branco e quer saber qual a sensação utilizando um filme barato, então a sua praia é o BW400CN. Aproveitem enquanto ele ainda existe.

Kodak_bw400cn

emÁudio Vídeo Fotografia Notícias

Suas fotos no Tumblr vão dar lucro… para o Tumblr

Por em 19 de agosto de 2014

Marissa Mayer Tumblr

Hoje em dia se compartilha tudo e mais um pouco na internet, e o Tumblr quer aproveitar-se desse detalhe para aumentar o faturamento. A partir de agora, toda e qualquer imagem postada no site será escaneada em busca de marcas e sentimentos associados a elas. Isso é resultado da parceria com o Ditto Labs, especializado no assunto.

continue lendo

emInternet Notícias Propaganda & Marketing Publicidade Web 2.0