Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

DxO Optics Pro 8 de graça – por tempo limitado

Por em 28 de outubro de 2014

Vamos ser honestos. Sabemos que 90% dos profissionais de fotografia no Brasil (estatística chutada com base em minhas aulas de edição de imagem) utilizam software pirata para a edição de suas fotos. As desculpas para o fato são as mais variáveis possíveis, mas acabam convergindo para a questão do alto preço dos softwares. Fica engraçado notar que a pessoa que me fala isso as vezes tem o último modelo do iPhone no bolso. Mas, sabemos que tudo é cultural. A própria Adobe tem pacotes promocionais para Photoshop e Lightroom que não pesariam no orçamento de um profissional. E também existem outras opções de software por preços interessantes no mercado. Porém, já que nunca deu problema, os espertos continuam utilizando o pirata.

Para você que vive na ilegalidade e quer uma oportunidade de ter um software original em seu computador, essa pode ser a oportunidade certa. O DxO em parceria com a revista Digital Photographer estão fazendo uma promoção interessante. Eles estão disponibilizando o DxO Optics Pro 8 para download e com licença gratuita até o dia 31 de janeiro de 2015. Estão disponíveis versões tanto para Windows quanto Mac. Tudo bem que a versão atual do programa que está a venda é a 9, mas não podemos menosprezar a oferta, já que conheço gente que ainda utiliza o Lightroom 3 ou o 4 e está muito feliz com o resultado. Fica claro aqui que a intenção da DxO é criar uma base de usuários para seu software e abocanhar parte o mercado monopolizado pela Adobe. Utilizei o DxO Optics algum tempo atrás e gostei bastante da interface e do resultado final das edições.

Para ter acesso ao software é só entrar na página da DxO, digitar o e-mail e clicar em OK. O serial já é liberado, assim como o link de download para as duas versões. Quem quiser gastar uma graninha e comprar a versão 9 do programa, ela está disponível no mesmo site, com desconto, por £ 119,00.

DxO Optics Pro 8 de graça

emÁudio Vídeo Fotografia Manipulação digital

Retratos Miss Filipinas – ou até onde o retoque digital pode ir

Por em 14 de outubro de 2014

Você pode até pensar que esse é mais um texto criticando o uso indiscriminado de edição digital em fotografias, e está certo, mas vou apenas colocar os fatos e deixar que vocês decidam se tenho razão ou se estou viajando. Quem disser que a manipulação da imagem, principalmente em fotos de beleza, começou com o Photoshop (e programas similares) está redondamente enganado. Quando eu fotografava com filme isso já existia. Truques de maquiagem, luz e o famoso leve desfoque na foto para acobertar problemas e defeitos na pele da modelo. Se não fosse suficiente, o pessoal do laboratório tinha mais um gigantesco arsenal de ferramentas para trabalhar o filme fotográfico. Ou seja. nada de mais. Ingenuidade pensar que uma foto publicada em uma revista, ou até mesmo aquele book fotográfico feito no seu estúdio. vai ser entregue sem uma carga de retoque digital. Afinal, se a ferramenta existe para te ajudar então nada melhor do que aplicá-la.

miss_filipinas02

Porém, a minha grande crítica é quando ao exagero, ou simplesmente o retoque mal feito. Três fatos me fizeram repensar essa temática essa semana e postar o assunto nas redes sociais que participo. O primeiro foi uma cliente que tive no estúdio para um ensaio fotográfico de gestante. Ela já passou dos seus 40 anos de idade e claro que seu rosto apresenta as marcas dos anos. Além da edição tradicional que aplico ela exigiu que eu retirasse todas as rugas se seu rosto. Nesse momento me senti mais cirurgião plástico do que fotógrafo. Depois de editar as 40 fotos com tratamento pesado ela ainda não gostou, disse que eu poderia limpar mais a sua pele. A pessoa que eu via na imagem já não era mais a modelo que eu tinha em minha frente e qualquer um que visse as fotos teria o mesmo pensamento. As fotos estavam exageradamente editadas e ela ainda queria mais. Culpa de nossa cultura e mídia que pregam os corpos perfeitos inalcançáveis. O segundo fato foi um ensaio fotográfico postado ontem no site do Portal Photos. A fotógrafa Andréa Schaefer realizou uma sessão fotográfica com a modelo Fernanda Lacerda (a Mendigata do programa Pânico) para uma campanha de roupas de praia. Nada de anormal para esse tipo de campanha publicitária, mas a edição aplicada na pele da modelo transformou ela em uma boneca de silicone. Será que alguém acha isso realmente bonito? Ou somente nós que trabalhamos com fotografia percebemos o exagero? Esse é um ponto a se pensar. Como o leitor que não trabalha na área enxerga essas fotos.

miss_filipinas01

Por fim, a última pancada veio de um post do blog Petapixel onde um leitor chamou a atenção para uma série de retratos que foi publicano na página do Yahoo das Filipinas e mostra os retratos oficiais das candidatas ao concurso Miss Mundo Filipinas. Segundo o artigo, todas as fotos foram feitas pelo renomado fotógrafo Pancho Escaler no mês de setembro. Porém, ninguém citou a pessoa que fez as edições das fotos, mostrando que o bom gosto para esse tipo de coisa está realmente morrendo. O Petapixel ainda colocou que, possivelmente, isso pode ser um traço da cultura local, onde a pela branca (pálida) é bem apreciada nas mulheres, mas o que podemos dizer quando um efeito é tão aplicado que até o nariz desaparece? Pelos próprios comentários encontrados na página do Yahoo percebemos que pouquíssima gente gostou do resultado.

emÁudio Vídeo Fotografia Manipulação digital

Adobe demonstra outro demo do Demo

Por em 14 de outubro de 2014

lizhurley_1885140i

Quando a gente vê as mágicas que o pessoal faz com o Photoshop começa a achar que a Adobe é uma empresa do cão, do tinhoso, do tranca-rua. Aí vemos coisas como o Adobe Creative Cloud rodando no Surface, e chegamos perto de ter certeza dessa associação com o Maléfico. Sério, as coisas que são feitas com esses softwares são sinistras, no melhor dos sentidos.

Agora, dando continuidade ao Adobe Max 2014 e à nossa desconfiança de que há um pacto com as trevas envolvido, eles demonstraram outra daquelas coisas que qualquer cristão diz ser impossível: mudança de iluminação de acordo com a hora do dia.
continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Manipulação digital Software

Photoshop chega ao Google Chrome OS

Por em 30 de setembro de 2014

Acho que todo ser vivo já ouviu falar do Photoshop. Aliás, o programa virou sinônimo de alteração digital em imagens, independente do software que foi utilizado para fazer a edição. O povo já tasca a frase: “Esta foto está photoshopada”. Mesmo sendo identificado como um software para fotografia, o programa é uma poderosa ferramenta de design digital, e não apenas para edição de fotos, e mesmo tendo uma legião de softwares concorrentes, o mesmo ainda é soberano na preferência dos consumidores. Por isso que muitos reclamam do programa não estar disponível para sistemas operacionais fora do domínio da Microsoft e Apple. Mas, parece que isso está mudando (mesmo que seja de leve).

No dia de hoje foi anunciado que uma versão beta do Photoshop CC está chegando para os Chromebooks lançados pelo Google. Embora seja uma versão beta, e somente o Photoshop está disponível, já é um grande passo. E a Adobe promete que outros produtos da Creative Cloud estarão disponível em breve para o sistema operacional. Por enquanto, quem tem acesso a esta nova versão são os clientes do setor educacional da Adobe norte americana que possuam uma conta ativa do Creative Cloud. Assim como tudo no Chrome OS, o Photoshop vai funcionar inteiramente a partir da nuvem e vai ser  integrado com o Google Drive.

Interessante, ainda mais que as assinaturas do Photoshop CC vem caindo de valor consideravelmente, mostrando que não existe mais desculpa para utilizar uma versão pirata. Assim como de costume, a Adobe está pedindo que os usuários desta nova versão beta reportem os erros que encontrarem na execução do software. Em breve devemos ter a versão final do programa para o Chrome OS.

photoshop_para_chrome_OS

Leia também, em mais detalhes:

emManipulação digital

Hyperlapse, novo app do Instagram (só para iOS por enquanto)

Por em 27 de agosto de 2014

hyperlapse

A capacidade de processamento dos smartphones atuais é impressionante, mas de vez em quando abusam, mesmo pros padrões modernos. É o caso do Hyperlapse, um app lançado pelo pessoal do Instagram. A idéia é enganosamente simples: fazer vídeos em timelapse com estabilização de imagem através de algoritmos porretas.

Melhor ainda, o negócio é 100% gratuito. Para infelicidade dos droiders (HAHA), só saiu pra iOS e o aplicativo pode ser baixado deste link aqui.

Aí, você pergunta, que diabos isso faz?

Clique e veja abaixo, respondo eu:
continue lendo

emApple e Mac Áudio Vídeo Fotografia Destaques Manipulação digital Software

Robô imprime quadro usando o sangue de seu próprio criador

Por em 22 de agosto de 2014


Ghost In The Machine (blood robot selfie)

Calma, eu não estou falando aqui, nem sugerindo, que um robô resolveu se vingar dos humanos e, num rompante sádico e macabro, matou seu criador e fez um quadro dele com o próprio sangue da vítima, apesar de isso ser um bom começo de enredo de filme B.

Fica a dica para o Cardoso passar para seus amigos escritores do Facebook.

Trata-se de uma obra do artista Ted Lawson, na qual ele usa um robô com complexo de impressora para pintar um quadro de si mesmo, usando seu sangue como tinta.

continue lendo

emDestaques Hardware Manipulação digital Miscelâneas Robótica

Livro sobre Lightroom 5 de Scotty Kelby chega ao Brasil

Por em 13 de agosto de 2014

Acho que estou falando de uma grande unanimidade no mundo da fotografia digital. O Adobe Photoshop Lightroom chegou para trazer dinamismo ao fluxo de trabalho do fotógrafo digital e eliminar entraves no processo de edição e finalização dos trabalhos. Todos que conheço que levam a fotografia a sério estão utilizando o programa que, ao contrário do Photoshop, é uma ferramenta pensada para o fotógrafo e não custa o valor de seu fígado. Embora seja um software sem muitos segredos, existem pormenores no processo de importação e edição que podem passar despercebidos dos navegantes de primeira viagem. É nesse ponto que uma capacitação pode ser necessária para que todo o potencial do software seja utilizado.

É nesse ponto que fico muito feliz em ver o lançamento, no Brasil, do livro Adobe Photoshop Lightroom 5 para Fotógrafos Digitais de autoria de Scotty Kelby. Quem está trazendo a obra para o Brasil é a iPhoto Editora, que vem mantendo a tradição de pelo menos um lançamento de impacto por semestre no mercado de fotografia digital.

Segundo o Press Release oficial da Editora, “Este livro é o primeiro a abordar todo o fluxo de trabalho de um fotógrafo na edição de imagens de forma clara, concisa e visual. Com uma linguagem simples e dinâmica, o autor explica em detalhe todas as técnicas e configurações que realmente funcionam para obter resultados incríveis.

São 15 capítulos de informação, tutoriais passo a passo, dicas e ilustrações, por meio dos quais o autor revela todas as técnicas para fazer do Lightroom o melhor aliado do fotógrafo.”

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Manipulação digital Notícias