Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Zeiss CZ.2 15-30mm T2,9 – somente para os fortes

Por em 28 de março de 2014

zeiss_cz-2-15-30-T-2-9

Para acabar esse dia de trabalho, nada melhor do que uma notícia que vai interessar somente quem vai ganhar no próximo sorteio da Mega Sena. A Zeiss vai deixar em exibição na National Association of Broadcasters (NAB) deste ano, que acontece entre os dias 07 e 10 de Abril em Las Vegas, a sua nova lente de alta qualidade voltada para o cinema. A Zeiss CZ.2 15-30mm T2,9 segue toda a tradição de qualidade da Zeiss e vem para completar um kit com outras duas lentes que já existem: a CZ.2 T2.9 28-80mm e a CZ.2 T2.9 70 -200mm. A empresa afirma que essas lentes zoom oferecem nitidez e qualidade que só as lentes fixas conseguiam oferecer.

Além disso, com as três lentes qualquer cineasta pode dar conta da maior parte das situações em um set de filmagem sem ter que recorrer a acessórios diversos. As lentes foram planejadas para trabalhar com sensores full frame (36×24 mm), mas podem ser utilizadas com câmeras Super 35 e já estão preparadas para filmagem em 4K. Fechando o pequeno pacote, as lentes são vedadas contra a infiltração de poeira e água, mostrando que estão prontas para um dia duro de trabalho no set de filmagem.

Tudo lindo e maravilhoso, e todos conhecem a qualidade das lentes Zeiss, mas aposto que você não está preparado para a facada que está lente vai lhe proporcionar. A Zeiss CZ.2 15-30mm T2,9 vai estar disponível ao consumidor (só alguns afortunados) em agosto pela singela quantia de US$ 23.900,00. Óbvio que, assim como as lentes da Leica para cinema, o mais fácil vai ser alugar de alguma grande empresa para o uso em um projeto específico. Mas, se você tiver cascalho para gastar, pode comprar um kit com as três lentes (sem case) por apenas US$ 59.900,00. Uma verdadeira pechincha. Mas, temos que admitir que elas são muito bonitas.

zeiss-cz-2-familyFonte: Dpreview

emLentes

Sigma 50mm f/1.4 Art – melhor que a concorrência?

Por em 15 de janeiro de 2014

Quando comecei na fotografia, quando não tínhamos verba para comprar as lentes da marca da câmera, recorríamos a lentes genéricas, como a Sigma e Tamron. Até hoje isso ocorre, pois são equipamentos mais  baratos, porém com níveis de qualidade inconstantes. No caso da Sigma isso é bem evidente. A empresa fabrica lentes ótimas como a 70-200 f/2,8 e lentes de qualidade mediana como a 24-70mm f/2,8.

Porém, a empresa cansou de ter seu nome ligado a ideia de equipamentos genéricos e começou a chutar bundas com uma linha de lentes extremamente especializadas com o codinome Art. Nesse pacote temos a incrível 18-35mm f/1,8 Art que foi eleita pela maioria dos sites de fotografia do mundo civilizado como o melhor lançamento de 2013. Agora, seguindo essa linha vencedora, a Sigma está colocando no mercado a 50mm f/1,4 Art. Segundo o Imaging Resource, a lente não tem nada a ver com a versão anterior. A construção da nova lente se mostra de qualidade superior e agora ela é composta por 13 elementos divididos em 8 grupos, sendo que a versão anterior possuía 8 elementos divididos em 6 grupos. Mesmo com uma construção mais robusta e com mais elementos, a nova lente ainda se mostra um pouco mais leve que a predecessora, segundo as especificações disponibilizadas pela empresa.

A Sigma está tão confiante com a qualidade da nova lente que já declarou que ela vai ser melhor do que as concorrentes de Canon e Nikon e que o objetivo é brigar com a Zeiss 55mm f/1.4 Otus, a lente especialmente projetada para quem precisa de grande qualidade e que custa apenas US$ 4.000,00. Se vão conseguir essa proeza eu não sei, mas fico muito feliz que exista uma linha de lentes com qualidades especiais e com preço mais camarada. Desse jeito todo mundo fica feliz.

A nova Sigma 50mm f/1,4 Art vai estar disponível para câmeras Nikon, Canon e Sony. Infelizmente ainda não existe um preço determinado para o equipamento.

sigma 50mm f1-4 art

emLentes

Tamron 150-600mm f/5-6,3 – preço e data de lançamento

Por em 28 de dezembro de 2013

Você precisa de grande distância focal? Quer fotografar a vida selvagem? Esportes? Sua vizinha trocando de roupa? Bem, seus problemas acabaram. A Tamron anunciou em novembro que estava trabalhando no lançamento de uma lente co distância focal de 150-600mm e com abertura máxima de diafragma em f/5-6,3. Claro que todos os alarmes soaram na cabeça de quem entende um pouco de construções de lente. Estamos falando de uma lente com muitos elementos e escura. A qualidade da imagem gerada vai ser a primeira preocupação. E estamos falando também de uma lente que não se adapta a todas as situações, ou seja, quem for investir tem que ter um objetivo bem específico para ela.

A Tamron informa que a lente é construída com 20 elementos divididos em 13 grupo, sendo que 3 destes elementos são de cristal LD (Low Dispersion). Junto no pacote também temos a estabilização de imagem que deve garantir fotos mais nítidas. Mas, mesmo com o estabilizador, creio que fazer fotos em 600mm (equivalente a uma 900mm com fator de corte) deve ser meio complicado sem um tripé. A lente também conta com Ultrasonic Silent Drive (USD), o motor de foco silencioso da Tamron, e um acabamento externo sofisticado e elegante (segundo a empresa, claro). Essa parte do acabamento é explicado pelo release oficial como uma forma de mostrar aos fotógrafos mais exigentes que eles não passarão vergonha com essa lente acoplada ao equipamento. Eu estou no meio do grupo de fotógrafos exigentes. A lente será fabricada para Nikon, Canon e Sony e pode ser utilizada tanto em câmeras full frame quanto em câmeras com sensor cropado.

A lente vai estar a venda no Japão e Estados Unidos. Na Terra do Sol Nascente o equipamento chega as prateleiras com o preço de US$ 1.350,00. Já nos Estados Unidos a coisa é um pouco melhor. Ela já está em pré-venda na B&H pela singela quantia de US$ 1.070,00. A entrega prevista é para o dia 17 de janeiro. Embora a minha linha de trabalho não seja voltada para teleobjetivas, eu gostaria de brincar com essa belezinha para ver se ela entrega o que promete. Deve ser ótima para fotografar a Lua.

tamron_150_600_mm

Fonte: Petapixel

emLentes

Samyang 10mm f/2.8 ED AS NCS CS

Por em 9 de dezembro de 2013

Umas das grandes verdades no mundo da fotografia é que, um dia, você vai sentir falta de uma super grande angular. Seja para fotografar paisagens, arquitetura ou qualquer outra coisa que precise de um grande ângulo de visão. Você vai sentir que sua 28 mm (ou 18 mm) não vai ser suficiente. A solução (não levando em conta os conversores) é investir os seu rico dinheirinho em uma categoria de lentes que não são famosas por serem baratas. As super grande angulares (incluindo no pacote as fisheye) são lentes que vão permitir a você realizar o seu trabalho com conforto.  Mesmo que você não as use de maneira constante, como as outras lentes em sua bolsa, é melhor ter e usar pouco, do que não ter e passar por uma dificuldade em um momento específico.

Por isso que acho legal o novo lançamento da Samyang, a 10 mm f/2,8 ED AS NCS CS. Uma lente com grande abertura de diafragma e um ângulo de visão interessante. Ela vai ser fabricada para câmeras com sensor APS-C e Quatro-Terços. Porém, devemos observar que ela possui apenas foco manual. Ou seja, não é indicada para momentos onde a rapidez é primordial para a foto, mas vai fazer a alegria de quem produz fotografia de natureza e arquitetura. O pessoal do vídeo, que já trabalha com foco manual, também vai gostar muito. A lente é construida com 14 elementos divididos em 10 grupos. Temos presente um revestimento de nano-cristais antirreflexo, um elemento ED e dois elementos asféricos. O ângulo de visão é de 105,9° em Canon; 109,5° em outros corpos (Fuji, Nikon, Pentax, Samsung e Sony) e 93,4 ° e corpos quatro-terços. a abertura de diafragma é controlada em um anel no corpo da lente e a distância mínima de foco é de 25 cm.

A Samyang 10mm f/2.8 ED AS NCS CS vai chegar ao mercado em janeiro de 2014 com preço sugerido de £ 429,99. A versão para Nikon vai custar £ 469,99 por conta do chip de controle que permite a medição de abertura.

Samyang_10mm_f2.8

Fonte: Photography Blog.

emLentes

Nova lente criada à partir da combinação da visão humana e de insetos

Por em 23 de setembro de 2013

atelier-bug

Há algum tempo atrás eu publiquei uma notícia que dizia que cientistas tinham inventado uma câmera inspirada nos olhos dos insetos. A técnica se baseava em uma ampla gama de lentes com focos minúsculos e detectores dispostos em formato côncavo, assemelhando-se ao enorme sistema ocular bulboso de insetos como a formiga, abelha, libélula ou o louva-deus. Agora pesquisadores da Universidade de Ohio desenvolveram uma nova lente, e eles alegam que ela combina conceitos da formação de olhos humanos e sistema de visão de insetos.

continue lendo

emDestaque Fotografia Geral Lentes Meio Bit

Lentes da Sony para smartphones surgem na Amazon e como previsto, são bem caras [UPDATE]

Por em 4 de setembro de 2013

sony-qx10-qx100

Vamos lá, não faça essa cara de surpresa. Em se tratando de Sony ela em alguns casos enfia a faca mais fundo do que a Apple, basta lembrar do PS3 lançado a R$ 2 mil aqui (e se preparem para o preço do PS4).

A previsão é de que o anúncio oficial dos sets de lentes para smartphones DSC-QX10 e DSC-QX100 seja feito durante a IFA 2013, entretanto a Amazon se adiantou e já listou ambos em seu site com preço e data de lançamento, e quem deseja utilizar seu smartphone para tirar fotos de qualidade vai precisar de uns bons trocados.

continue lendo

emAcessórios Áudio Vídeo Fotografia Lentes Notícias

Canon EF 28mm f/1,8 USM – Primeiras Impressões

Por em 26 de agosto de 2013

ef_28mm_f1_87628

A lente Canon EF 28mm f/1,8 USM não é uma lente nova, mas faz parte de uma antiga ambição de minha parte em trocar todas minhas lentes zoom por lentes fixas. Isso se deve por conta da qualidade de imagem e também da grande abertura de diafragma. Mas, como sou um fotógrafo com poucos recursos acabei focando (olha o trocadinho) em lentes com abertura f/1,8. Sei que a qualidade do cristal em lentes com aberturas f/1,4 é bem superior, mas ainda está um pouco longe de minhas atuais possibilidades. Então, depois de comprar a 85mm f/1.8, decidi investir nesta 28mm. Acho que o relato de minhas experiências aqui é válido, visto que muita gente não tem o hábito de comprar lentes fixas e até se sentem desconfortáveis com uma em mãos.

continue lendo

emDestaque Lentes Resenhas