Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sigma condenada por quebra de patente do sistema VR da Nikon

Por em 13 de março de 2014

Essa história não é nova, mas só agora veio o resultado final do processo. A Nikon entrou na justiça do Japão contra a Sigma por violação de patentes. Essas patentes estariam relacionadas ao sistema VR (Vibration Reduction) inventado e patenteado pela Nikon no ano de 2002. Todo mundo sabe que Sigma (e outras empresas que produzem lentes para todas as marcas) trabalham com engenharia reversa, mas nesse caso o que teria acontecido é uma cópia do sistema de estabilização de imagem da Nikon em pelo menos 5 lentes. Por essa violação, a Nikon estava pedindo nos tribunais a quantia de US$ 120 milhões como compensação.

Agora saiu o resultado do julgamento. Embora a sentença tenha sido favorável ao reclamante, não foi atendido o pedido total de indenização (isso é até normal). O tribunal decidiu que o sistema de VR das lentes foi responsável por 15% da construção total das lentes e, por isso, a indenização deve ser de 15% do lucro que a Sigma obteve com a venda dos modelos. Neste caso, estamos falando de algo em torno de US$ 14,5 milhões. O Tribunal Distrital de Tóquio aponta que realmente os sistema VR da Nikon está presente, mas que o sistema requer várias funções de controle e que a inventora da patente deve ser recompensada pela sua parte da contribuição na construção total da lente.

É uma grande pancada nas finanças da Sigma? Com certeza, mas poderia ser muito pior. Se eu fosse um dos executivos da Sigma estaria comemorando agora.

Nikon_VR_sigma

Fonte: FotoActualidad

 

 

emAcessórios Áudio Vídeo Fotografia Equipamentos

Bolsa para câmera da Louis Vuitton custa US$ 3.500

Por em 18 de fevereiro de 2014

Vamos rir um pouco? Acho que todos já percebemos que preço e valor são coisas diferentes. Coisas subjetivas fazem objetos terem um valor acima do seu preço de produção. Várias produtos são assim, como as câmeras Leica que são praticamente as mesmas produzidas pela Panasonic, mas a marca Leica impressa no corpo da câmera fazem com que o preço seja o triplo. Também temos as câmeras da Hasselblad desenvolvidas em parceria com a Sony. São praticamente o mesmo equipamento da empresa japonesa, mas a marca Hasselblad impressa no corpo da câmera conferem ao equipamento um preço absurdamente mais alto. As duas câmeras vão fazer absolutamente a mesma coisa, mas o status envolvido em manusear uma marca lendária (mesmo que ela não faça nada de mais pela qualidade de sua fotografia) é o que vale nesse sentido. Ou seja, o valor é mais importante e o preço sobe (tudo bem que economistas vão me criticar por essas explicações, mas acho que todo mundo me entendeu).

Em alguns pontos a coisa é tão absurda que temos que fazer umas brincadeiras para não levar muito a sério. O pessoal do Petapixel encontrou uma bolsa para câmeras mirrorless, fabricada pela Luis Vuitton, que custa a bagatela de US$ 3.500,00. O site aponta que ela vai ser ótima para você carregar a sua Hasselblad Stellar já que você não vai querer usar o mesma bolsa genérica do cara que comprou a versão da câmera com a marca Sony, muito mais barata. Alguns estão apontando essa bolsa como a mais cara do mundo (quando falamos em bolsas de câmeras) e segundo o site da Louis Vuitton ela é resistente e forte e possui vários compartimentos úteis para acessórios. Impossível resistir a essa pechincha.

louis_vuitton_bag

Ficou interessado? É só dar um pulo no site de vendas e comprovar como é tentadora essa oferta.

emAcessórios

LG apresenta Pocket Photo 2, segunda versão de sua impressora fotográfica de bolso

Por em 26 de dezembro de 2013

lg-pocket-photo-2-001

Para muita gente mais jovem (tirando o Marco Gomes) o conceito de tirar uma foto, levar nem estúdio e esperar alguns dias para revelá-la em papel parece simplesmente alienígena. Claro que muita gente ainda prefere suas obras impressas, mas graças ao preço tão reduzido das câmeras digitais e o fato de que qualquer smartphone consegue tirar fotos de qualidade, a ideia de imprimí-las parece bastante retrógrada.

Entretanto sempre há os que gostam de folhear álbuns físicos, e caso você tenha uma tia que não quer ver as fotos de sua viagem no Facebook ou se você gostaria de ter algo mais palpável (OK, isso ficou estranho), uma boa alternativa é a Pocket Photo 2 da LG, segunda versão da impressora fotográfica de bolso da gigante coreana.

continue lendo

emAcessórios Áudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Hardware

Foldio – estúdio para Smartphone

Por em 5 de dezembro de 2013

foldio_para_smartphone

Sites como o kickstarter vieram para inflar o lado Professor Pardal que todos nós temos. São inúmeros projetos (uns bacanas, e outros nem tanto) de produtos que podem  mudar sua vida ou serem apenas divertidos. Alguns conseguem sair do papel com o apoio dos internautas, mas temos uma quantidade expressiva de projetos que não conseguem sair da imaginação de seus idealizadores por não atingirem o mínimo necessário para a produção. Um dos que conseguiu essa façanha é o Foldio, um projeto interessante que vai ajudar aos vendedores de pequenos produtos em sites como o eBay e o Mercado Livre.

Vender um produto on line depende de vários fatores. Uma boa apresentação é necessária para vender seu produto. Vejo muito projeto de marketing que quer economizar justamente no que seria o principal, uma boa imagem do produto. Não se enganem, fotografia e produtos, quando bem feita, é muito cara. Pequenos vendedores podem não ter bala na agulha para tamanho investimento. É neste ponto que o Foldio entra. O acessório é uma pequena caixa feita de material a prova de água e com um fundo infinito (um branco e com outras cores). Desmontado, ele é dobrado e pode ser colocado facilmente dentro de uma mochila. Ao ser montado ele mede 10×10 polegadas e possui na parte superior luzes de LED, que vão propiciar a iluminação para o produto.

A jogada aqui é que você possa utilizar o seu Smartphone para fazer as fotos. O resultado é muito bom, levando em consideração que estamos falando de uma legitima gambiarra fotográfica. Não são fotos para se publicar em uma revista com grande qualidade de impressão (será?), mas podem ser utilizadas sem problema em sites de venda on-line, como o já citado Mercado Livre. Os dois únicos problemas do produto é que só serve para pequenos objetos e a iluminação vai ser sempre a mesma em todos os produtos. Mas, pelo valor cobrado não se pode exigir muito. Segundo o anuncio do kickstarter, você pode até utilizar outras câmeras mais avançadas para fotografar, mas isso implica em mais um investimento.

Eu já trabalhei com cabanas de luz portáteis para fotografar produtos, mas nenhuma é tão fácil de dobrar como essa. O Foldio entrou no kickstarter com a meta de atingir US$ 10.000,00. Para alegria de seus idealizadores ele já atingiu a bagatela de US$ 74.000,00. O preço de venda do produto, em sua versão básica branca e com um estojo para o transporte, vai ficar em US$ 34,00. Um baixo investimento para melhorar consideravelmente as imagens dos seus produtos.

Fonte: Dpreview

emAcessórios Software

Godox Ving V850 – Primeiro Flash com Bateria Recarregável

Por em 15 de outubro de 2013

Todo mundo que compra um flash compacto para a sua câmera passa pelo mesmo problema. Quais pilhas comprar para alimentar o acessório. De modo geral todos eles são alimentados por pilhas AA (geralmente por 4) e sabemos que pilhas alcalinas não dão conta do recado. A solução são pilhas AA recarregáveis que possuem uma carga mais duradoura e tempo de reciclagem mais rápido. Ao fotografar eventos esses são números muito importantes para o fotógrafo estar de olho. Mas, ao que parece, uma nova tendência pode estar se criando.

A Godox está colocando no mercado o Ving 850 que, segundo a empresa, seria primeiro flash do mundo a trabalhar com uma bateria recarregável de lítio-ion de 2.000 mAh a 11,1 V. Confesso que seria interessante que o flash compacto viesse com uma bateria recarregável assim como as câmeras fotográficas, e com uma boa relação durabilidade reciclagem. A Godox garante que a bateria do Ving 850 tem mais capacidade do que 12 pilhas AA (temos que saber se eles estão falando das pilhas alcalinas ou das recarregáveis) e oferece um tempo de reciclagem de 1,5 segundo e capacidade de executar 600 disparos em carga máxima. Olha que isso não é pouco. O equipamento também vai ser compatível com todos os acessórios e disparadores sem fio produzidos pela Godox.

Infelizmente não existe data de lançamento e nem preço para o equipamento, mas gostei da ideia. Resta saber se a bateria utilizada será de formato proprietário ou genéricas (como nos iluminadores LED).

Godox_V850

Fonte: Lighting Rumours

emAcessórios

Lançamentos SanDisk – cartão com 256 GB e tecnologia CFast 2.0

Por em 13 de setembro de 2013

Cada vez mais precisamos de tecnologias de armazenamento. Nossas câmeras estão com mais e mais megapixels e a resolução da gravação de vídeo não para de crescer. Com isso precisamos de cartões de memória com mais capacidade e maior durabilidade. Claro que também precisamos de HDs maiores para armazenar tudo isso depois. O problema é que com o crescimento da capacidade de armazenamento também temos um aumento de preço. Mas, essa é a roda do progresso.

A SanDisk acaba de anunciar dois lançamentos interessantes para quem já está com problemas para fotografar ou filmar longos eventos com seus cartões de memória. O lançamento mais acessível é o primeiro cartão de memória do mundo a atingir a capacidade de 256 GB de armazenamento. E olha que isso não é pouca coisa. O cartão possui velocidade de gravação de até 65 MB por segundo e velocidade de transferência de até 160 MB por segundo. A empresa garante que o cartão e classificado como VPG-65 Video Performance, o que já prepara o cartão para trabalhar com câmeras que filmam em 4K. É sempre bom lembrar de que, como é um cartão da linha Extreme Pro, ele é resistente a choques, vibrações e temperaturas extremas. Embora todo cartão de memória esteja sujeito a dar problema, em toda minha vida só vi um Extreme Pro apresentar erros de leitura. A empresa aposta tanto na qualidade dos cartões que na maior parte do mundo civilizado ela oferece uma garantia vitalícia limitada, e nos países que não reconhecem essa garantia, como Alemanha, ela é de apenas 30 anos. Junto com o cartão você recebe grátis, por 01 ano, a licença do software de recuperação RescuePRO, para salvar as fotos deletadas acidentalmente. Agora vem a parte bacana, o preço. O novo cartão vai ser lançado em várias capacidades, mas a de 256 GB, que é tema deste texto, vai custar a singela quantia de US$ 1.809,99. Ou seja, não é para qualquer um.

sandisk_256gb

O segundo lançamento da SanDisk é a versão 2.0 do CFast, uma tecnologia voltada para quem precisa de grande armazenamento e velocidade de gravação. O CFast 2.0 vai ser vendido em duas capacidades de armazenamento, 60 GB ou 120 GB. A grande sacada aqui é a velocidade de leitura e escrita. O padrão 2.0 do CFast pode transferir arquivos com até 450 MB por segundo de velocidade e gravar a até 350 MB por segundo. Para fotografia isso não seria grande utilidade, pois um Compact Flash comum daria conta, mas para gravação de vídeo em alta resolução (4k) esse é o caminho do conforto. O formato é um concorrente direto do XQD que é apoiado, entre outros, pela Nikon. O novo cartão foi apresentado juntamente com uma câmera ARRI AMIRA, mas também pode ser utilizado, com adaptador, em alguns modelos ALEXA XT, ou seja, só câmera bruta. Ainda não há data para disponibilidade ao consumidor e nem preço. A Canon já declarou apoio ao novo formato, o que indicaria que as novas câmeras da empresa que filmariam em 4K seriam compatíveis com o CFast 2.0. Só nos resta esperar para saber onde vai acabar essa guerra de formatos.

 sandisk_cfast_2

Fonte: Dpreview.

emAcessórios

Lentes da Sony para smartphones surgem na Amazon e como previsto, são bem caras [UPDATE]

Por em 4 de setembro de 2013

sony-qx10-qx100

Vamos lá, não faça essa cara de surpresa. Em se tratando de Sony ela em alguns casos enfia a faca mais fundo do que a Apple, basta lembrar do PS3 lançado a R$ 2 mil aqui (e se preparem para o preço do PS4).

A previsão é de que o anúncio oficial dos sets de lentes para smartphones DSC-QX10 e DSC-QX100 seja feito durante a IFA 2013, entretanto a Amazon se adiantou e já listou ambos em seu site com preço e data de lançamento, e quem deseja utilizar seu smartphone para tirar fotos de qualidade vai precisar de uns bons trocados.

continue lendo

emAcessórios Áudio Vídeo Fotografia Lentes Notícias