iPad 3 — mesmo Hype, mesma encheção de saco

Obama-ipad-briefing

dica: não é um Playbook

O estado da mídia de tecnologia — e isso é mundial, não falo de Brasil — é preocupante. Há um desespero por novidade que se Steve Jobs anunciasse a cura do câncer (too soon?) e não encerrasse a apresentação com um One More Thing, teria colunista dizendo que a Apple foi fraca e se restringiu a um único lançamento.

Não sei se a empresa está perdendo a mão nos vazamentos ou o jornalismo está ficando melhor, mas vazou bastante coisa do iPad 3, o suposto (primeiro uso correto do termo em MESES, aliás) lançamento que será feito amanhã em um evento da Apple.

Juntando vazamento com especulação, os blogs e sites de notícias fizeram a festa, com os resultados patéticos de sempre. Tem gente dizendo que o iPad 3 com 2048 × 1536 de resolução não atinge os 300 dpi da Retina Display (o que é verdade) mas tratam como se fosse um FAIL absurdo. Pelo visto o mercado está cheio de tablets xing-ling com essa resolução e eu não estou sabendo.

Estamos vendo o mesmo que aconteceu com o iPhone 4S e com o iPad 2: os jornalistas, em busca de atenção, polêmica ou de parecer que têm uma opinião (lembre-se, opinião é sempre ser contra, a favor não conta, imaginam) buscam as mesmas argumentações falhas para mostrar que o iPad 3 será um fracasso.

Roger Cheng, da Cnet OUSA em 2012 dizer que o iPad só é comprado pelo público fiel da Apple, que o iPad 3 é (será) decepcionante e que a concorrência está chegando perto. Curioso é que o señor Cheng ousa falar isso no mesmo artigo onde informa que o iPad 2 vendeu em um trimestre de 2011 mais tablets do que toda a concorrência (mais de 200 modelos) junta.

Tentando tornar interessante um conflito que é a luta mais desigual desde Tucão vs Galactus, a mídia ignora declarações vergonhosas como a de Hankil Yook, executivo da Samsung, que no Mobile World Congress em Barcelona disse:

Honestamente, não estamos indo muito bem no mercado de tablets

Sendo que o único tablet que não é visto como uma catástrofe completa é o Galaxy Tab.

Digo o que acontecerá amanhã: um monte de nerds mimados que acham que o mundo lhes deve tapete vermelho irá assistir o evento da Apple, onde pelo menos o iPad 3 será provavelmente lançado. O Tablet será mais rápido, com mais recursos que o iPad 2. As características baterão com boa parte do que vazou, e a Apple será culpada por isso.

Afinal ela tem que surpreender, mesmo que você consiga a informação por meios tortuosos.

Gente que espera iPads holográficos ou o equivalente do carro do Homer irá reclamar, afinal o iPad 3 não tem rádio FM, não roda Flash, não aceita cartão de memória e todas as outras características que um tablet bem-sucedido deveria ter.

Dirão que só fanboys comprarão (como a Apple tem fanboy, 14,5 milhões de iPads no 4º Trimestre de 2011), dirão que o AndroidTablet Sdruvs 700 da PingPoingXing faz tudo que ele faz por US$ 50,00; e preverão que as ações da Apple cairão absurdamente, afinal de contas, é puro hype.

Claro, as ações da Apple hoje valem US$ 533,16. 5 anos atrás valiam US$ 89,00. Mas é só hype…

Aí, quando o negócio vender mais que cinto de castidade em banheiro de penitenciária, todos os críticos voltarão para debaixo de suas pedras, aguardando o próximo lançamento, para repetir o ciclo.

Falta maturidade nesse mercado, os profissionais não entendem que os fatos estão pouco se lixando se gostamos deles ou não. Todo jornalista tem a secreta pretensão de ser um KingMaker, mas existe uma ENORME diferença entre dizer que o Rei Está Nu quando ele está realmente nu, e dizer quando todo mundo está vendo que ele está vestido.

O mercado de tablets está uma bagunça, ele se beneficiaria MUITO de uma concorrência decente, como o de smartphones se beneficiou (obrigado pelo Centro de Notificações, Android). Só que essa concorrência surge da competência em produzir um tablet decente não-iOS, e não de jornalistas apocalípticos achando que stylus é um grande diferencial de venda.

Pessoalmente aposto minhas fichas no Windows 8, Nos tablets o Android já mostrou que é um excelente sistema operacional de smartphones.

Leia também:

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples