Pode um videogame ser atacado por vírus?

dori_joys_05.01.11

Embora a maioria das pessoas que utilizam computadores com uma certa frequência conheçam os perigos de termos vírus no sistema, ainda existe uma certa aura de mistério em relação a isso quando falamos dos videogames e em uma época em que os consoles e portáteis estão conectados à internet quase que integralmente e com ataques os sucessivos ataques as suas redes, será que corremos risco de ver nossos consoles infectados?

Para tirar essa dúvida, pedimos a Marcos Cavalhieri*, professor nos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação na Universidade Anhembi Morumbi, que preparasse uma espécie de FAQ sobre o assunto, onde ele falou sobre as chances de um vírus atingir o Xbox 360 ou Playstation 3, além das vantagens de termos os aparelhos atualizados.

1.  Tenho um Xbox 360 com conexão para internet. Ele pode receber vírus? E o meu PS3?

Um vírus de computador nada mais é do que um programa escrito com a finalidade de causar algum tipo de prejuízo ao sistema que foi infectado. A maioria dos vírus utilizam brechas de segurança no sistema operacional para se instalar e se propagar. Os sistemas operacionais destes consoles (Xbox 360 e PS3) são bastante restritos no sentido de que apenas programas autorizados pelos seus fabricantes podem ser executados. Ou seja, para se criar um vírus seria necessário antes quebrar as camadas de segurança do sistema, o que geralmente não é uma tarefa simples. No caso do PS3, por exemplo, levou-se uns 4 anos, mais ou menos, até que uma brecha fosse explorada e uma maneira de destravá-lo fosse viável.

Diante disso, é muito improvável que exista interesse nesse tipo de empreitada. Embora seja possível escrever vírus para consoles, teoricamente, é muito mais fácil distribuí-los através dos sistemas operacionais mais conhecidos, como o Windows.

2. Uso a mesma conexão wi-fi de internet do PC, para acessar a internet pelo meu videogame. Posso infectar meu console?

Não. Todos os vírus que poderiam, em tese, infectar seu computador, não são capazes de infectar o console. São sistemas operacionais diferentes.

3. Se eu possuo um videogame desbloqueado para jogar com mídias piratas, estes games podem estar contaminados e danificar meu sistema?

Embora seja possível, na prática não acontece. A partir do momento em que você destrava seu console para ter acesso a jogos adquiridos de forma não oficial, a responsabilidade da segurança deixa de ser do fabricante e você passa a confiar nas pessoas envolvidas na distribuição destes jogos e nos demais programas responsáveis por destravar o console. É perfeitamente possível esconder um vírus nesses pacotes.

4. Faço o download de arquivos .torrent e rodo os programas gravados em uma mídia, no meu videogame. Posso transmitir vírus desta forma caso o torrent esteja infectado?

Essa pergunta é uma variação da anterior. A forma de adquirir jogos/programas, além da tradicional mídia de dvd/bluray, está sujeita aos mesmos problemas que a distribuição de torrents pela internet.

5. Rodar filmes em Blu-Ray no meu PS3 ou um DVD, no meu Xbox 360, podem trazer algum risco ao meu sistema se as mídias forem originais?

Nenhum risco, além do desgaste natural do hardware.

6.  Tirei fotos e gravei vídeos de uma festa e pretendo usar meu videogame para ver como ficou. É aconselhável passar algum anti-vírus no pendrive que vou utilizar neste processo?

Não é necessário já que o anti-vírus iria somente rastrear vírus para o sistema operacional que foi desenvolvido. Não existem anti-vírus para PS3 e Xbox.

7. Tenho um videogame desbloqueado e consequentemente, não consigo fazer os updates do sistema. Corro algum risco?

Os updates, em geral, trazem novos recursos que podem melhorar a interface gráfica ou resolver bugs das versões anteriores, incluindo aqueles que possibilitem o desbloqueio do console. Além de perder o desbloqueio, o único risco é ficar vulnerável a ações maliciosas.

8. Estou seguro de que meu videogame está com vírus. Quais são as medidas que posso tomar para tentar limpar meu console? Formatar o HD do vídeo game ou comprar um novo seria uma solução?

Quais seriam os sintomas a ponto de você ter certeza que seu console esteja infectado? Bom, neste caso, o mais prudente seria formatar e efetuar o último update.

9. Troquei de HD, mas continuo com o mesmo problema no console. Levar o videogame para um técnico seria uma opção?

Sim, caso não se sinta seguro, leve a um especialista.

10.   Quais são as recomendações para que eu fique protegido de ameaças em meu videogame? Softwares originais e a realização de updates são garantias de que meu sistema estará seguro?

Os updates, junto ao uso de jogos/software de procedência conhecida, são a melhor forma de reduzir as possibilidades de você ter problemas.

————————

*Marcos Cavalhieri – Graduado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário Eurípides de Marília e mestre em Engenharia de Sistemas Eletrônicos pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Atualmente leciona disciplinas relacionadas à algoritmos e programação de computadores. Como docente, utiliza técnicas de Educação a Distância por meio de “Learning Management Systems” (LMS): Moodle e Blackboard. Como pesquisador atua principalmente na área de Vida e Inteligência Artificial.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Resumindo, é impossível!
    São mundos completamente diferentes. Só pra destravar já se exige um bom conhecimento de hardware e software do console, imagina criar um vírus pra ele.

    • Impossível não, improvável.

      Você pensa que os caras que executaram a operação Aurora (invasão do Google), que invadiram a RSA e a PSN, ou mesmo quem desbloqueia um PS3 não tem esses conhecimentos ou capacidade de adquiri-los?

      Sua afirmação subestima muito a capacidade de alguém que vive disso. Se fosse financeiramente viável (por ex: se as informações dos cartões de crédito fossem armazenadas na própria console) , pode ter certeza que eles desenvolveriam um malware para isso.

      Em IT Sec, black-hats jogam em modo asiático.

      • Leonardo Dorneles

        Para tudo é preciso bom senso. Nada é impossível de fato, mas existem coisas que necessitam de um tempo maior que o que resta de vida do nosso querido Sol. O desbloqueio do PS3 foi sorte, foi algo deixado pelo pessoal da Sony em aberto, accredito que foi algo que era inicialmente utilizado pelos desenvolvedores para testes e não foi corretamente retirado. Nas versões atuais isso foi corrigido.

        As invasões são baseadas em exploits, que um bom hacker sabe aproveitar. Mas pense bem: em um console como o Xbox 360(bloqueado) tudo é fechado, os únicos programas (jogos) que podem ser executados so processam dados e enviam a saída de audio e vídeo para a tv. Ele roda outra arquitetura, então nenhum vírus que funciona em um pc roda nele(vírus de windows não rodam em linux, mesmo quando tem a mesma arquitetura, então..). Não existe exploit para aproveitar, nada! É como invadir um dvd player.

        • Leonardo, o Kakaroto tem as keys do PS3 que roda no fw 3.77 (inclusive confirmado por ele que também roda no fw 4.00) na mão há meses, ele só não solta porque é cagão, coisa que o Geohot não foi ao soltar as keys do fw 3.55. Dizer que o desbloqueio do PS3 foi “sorte” é querer tapar o sol com a peneira.
          Quanto ao X360, quer exploit melhor que o JTAG ou o Reset Glitch? Rodar qualquer jogo ou DLC’s à vontade, via HD interno/externo, sem precisar queimar uma mídia sequer é não aproveitar nada?

          • Junior Stravino

            O kakaroto não tem as keys.Ele tá se matando para tentar dar um fix no NPDRM para assinar novos pacotes, mas sem sucesso ainda.

          • Água mole em pedra dura tanto bate até que fura =]

          • Leonardo Dorneles

            😀 Quanto ao X360 eu confirmo o que você disse. Mas eu estava no contexto do que foi falado no FAQ. Tem muita gente que tem o x360 bloqueado e tem medo de espetar HD/pendrive, colocar dvd de fotos ou entrar na internet(na verdade tem gente que não espeta pendrive desconhecido nem no mp3 do carro, ¬¬). Com o ele desbloqueado a coisa muda de figura, mas mesmo assim eu acredito que um programa capaz de danificar um console de uma forma mais destrutiva não é possível.

            No PS3 eu ainda acredito que foi sorte. Não no sentido que quem descobriu o exploit conseguiu sem querer, porque esses caras realmente são competentens e de um conhecimento extremo sobre o console. Mas porque o proprio vacilo da sony foi sorte. Hoje em dia hackear é sorte de tirar proveito do vacilo dos outros(estou falando de programação), aproveitando de situações que nem mesmo os criadores contavam.

          • Nisso eu concordo também, independente de ser em software ou hardware, a grande maioria dos “hackeios” acontecem explorando falhas de programação. O nosso querido Windows está aí pra comprovar rsrs.

          • Luiz Felipe

            A maior culpa das pessoas pensarem que o virus passa de uma maquina para outra de arquitetura completamente diferente deve ser culpa daquele filme Imdependece Day

  • Demorou quatro anos, mas valeu a pena. Atualmente não há nada que me convença tirar o firmware 3.55 de um dos meus PS3, tanto é que comprei outro console bloqueado só pra não cair na tentação de atualizar o anterior.

    • É a atualização daquela mania de colecionadores de gibis que compra uma unidade só pra deixá-la no plástico, enquanto lê a outra. O que te fez ter tanta certeza que esse é o firmware definitivo e que update nenhum poderá superá-lo?

      • Leonardo Dorneles

        Os outros firmwares não permitem rodar backup do HD

        • Ta respondido Raphael?

          • Graças ao Leonardo, porque se dependesse de você né?

          • É que pra bons entendedores poucas palavras bastam, não imaginei que você fosse tão “marcha-lenta”.

  • Existe uma diferença entre estar infectada com um virus e estar sendo prejudicada por um virus, não tenho ideia de como funciona o console, mas um caso classico desse tipo de coisa é o mac, muita gente fala que mac não pega virus, na verdade eles pegam virus sim só que o virus não atrapalha a vida dele, quando esse mac se conecta a uma rede com maquinas windows a coisa complica, os virus que estão nele se espalham na rede, não tenho certeza se com um console funcionaria assim, mas se funcionar vc pode ter um ninho de virus dentro de casa e nem ao menos consegue passar um antivirus nele.

    • Leonardo Dorneles

      Felizmente não é tão ruim assim. Um programa é um programa, um jogo é um programa e um vírus é um programa(verdade, algo que alguem de conhecimento incrivel perdeu seu tempo estudando profundamente o sistema e fazendo). Da mesma forma que não conseguimos rodar um dvd/bry de ps3/xbox no pc sem um emulador um vírus de windows dificilmente pode rodar em um mac ou console.
      Outra coisa, como programa o vírus não pode fazer nada: ele é apenas algo parado, como uma imagem ou mp3 no seu disco. Apenas quando ele é executado e se torna um processo ele pode fazer algo. Os processos de um video game(os jogos rodando) apenas fazem E/S e processamentos inocentes. O console é feito contando com isso. Um vírus simplesmente não tem ambiente para ser um vírus em um videogame

      • Luiz Felipe

        Processamentos inocentes até que usem tecnica de injeção de código. Para isso as imagens do jogo teriam que ser manipuladas, mais facil de fazer com os jogos piratas do que com os originais, já que para isso, deverá ser injetado no processo de “compilação” da imagem do disco, o que deve ser bem dificil de conseguir invadir em uma produtora de jogo.
        A vantagem que não permite que virus se alastrem, é que videogames por terem sistemas antipirataria somente rodam códigos assinados, isso evitaria a maioria dos problemas de virus do Windows, se ele tambem usasse. Mas precisaria de uma cadeia de distribuição de software modelo “garden” (tipo a Apple Store) para distribuir somente software confiavel, o que a UE e aquelas ações do antitruste não deixaram a Microsoft construir no Windows por conta que achariam que isso privaria o acesso e criaria mais monopolio, o que é verdade, mas parece ser bom. A Apple que o diga.
        Na verdade no windows 7 é dificil pegar virus se voce não o executar, e der permissão administrativa. Justamente porque a segurança é mais restrita e os drivers precisam de assinatura. Mas é meio off esse tópico.
        Ah, tudo isso levando em consideração que o virus teria que se alastrar, o que dificilmente faria em forma de midia otica. ele teria que se enviar pela internet, para poder explorar uma falha no navegador em outro console, e conseguir reiniciar o console e passar pela validação do BIOS. muito improvavel.

        • Leonardo Dorneles

          Ok. Vamos por essa linha. A única coisa que injeção de código pode fazer em um jogo é modificar algum personagem ou alguma característica. O Sistema Operacional de um XBOX360 (bloqueado, eu não falo desbloqueado pois na pior das hipóteses é possível alterar o proprio núcleo do SO) leva em consideração que a única coisa que entra no jogo são movimentos do controle e a única coisa que sai são imagens e sons.

          Dessa forma você não pode injetar código no meio do jogo para abrir a unidade de DVD, trocar a interface de rede, criar um programa, criar um programa com permissão de executável, formatar o HD, copiar os seus dados e mandar pela rede ou enviar um programa executável pela rede. Da mesma forma que você não pode fazer isso em um mp3/dvd/bluray, pois os seus SOs são bastante específicos com entradas e saídas específicas.

          Um vírus apenas pode fazer isso em um pc pois os SOs de pcs permitem que essas requisições sejam feitas por um programa (mesmo que em alguns casos apenas com permissão de Administrador)

  • Anônimo

    Um virus de computador, por definição, tem a capacidade de se replicar. Simplesmente causar dano ao ser executado estaria em uma classe mais ampla de “malware”.

  • Bem simples, e algumas perguntas até bem obvias, mesmo assim muito explicativo para os que não entendem.

  • so lembrando que sim existiu a pouco tempo um virus para o ps3. nao foi bem um virus. mas um developer escreveu um soft para ps3 destravado e afirmou que aquilo ali liberaria o console para rodar jogos de ps3. acontece que a unica coisa que fazia era destruir o console (brick)

  • O colega da minha irmã emprestou o controle de xbox dele para mim,porque o dele deu o problema das 3RL,e o console dele é o modelo FAT,e o meu é o novo modelo,o modelo SLIM. Tem algum risco do meu console ser infectado com alguma coisa?

  • ricardo simoes

    ola tudo bem eu tenho uma pergunta
    se a pessoa ficar assistindo filme porno no console pode passsar virus?
    no meu caso tenho um x box 360 e meu primo as veses assisti filmes pornos nele pela a internet do console. isso pode passar virus?

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja