Microsoft venderá Kinect para negócios não relacionados a games

dori_kinr_31.10.11

Quando a Microsoft anunciou o Kinect, era fácil perceber que o acessório abriria um enorme leque de possibilidades para a companhia, permitindo que alguns estilos de jogos se tornassem muito mais divertidos. Mas manipular uma interface sem a utilização de controles, apenas fazendo movimentos diante da câmera ou dando comandos de voz é algo que poderia ir além dos games e é de olho num mercado imenso que a empresa começará a vender no início de 2012 um kit de desenvolvimento que permitirá que o Kinect seja usado em outras áreas.

No momento eles estão trabalhando com mais de 200 companhias de 25 indústrias diferentes para fazer com que o sensor der movimentos do Xbox 360 torne algumas atividades mais simples. Com isso a Microsoft espera atingir desde aqueles que trabalham com educação até saúde e uma empresa espanhola já utiliza o Kinect para permitir que cirurgiões monitorem os dados dos pacientes enquanto operam e outro exemplo é a Toyota, que criou um showroom virtual para ser usado com ele.

Posso lhe garantir que daqui há 12 meses, aplicações educacionais, acadêmicas e comerciais não se parecerão em nada com as atuais,” declarou Alex Kipman, responsável pelo time do Kinect. Já Dennis Durkin, diretor financeiro da divisão Xbox, explicou que uma das principais vantagens de se utilizar o acessório é que há dois anos algo como o Kinect custava de 30 a 40 mil dólares e graças a produção  em massa hoje ele pode ser adquirido por US$ 150.

Eu ainda ouço muita gente reclamando da falta de jogos para o acessório, mas continuo acreditando que o seu verdadeiro mérito não será substituir os controles, mas sim tornar a experiência nos games mais imersiva, seja rastreando o movimento de nossas cabeças no Forza 4 ou nos permitindo dar ordens por voz aos nossos parceiros no Mass Effect 3 e por isso ainda acredito no Kinect, mesmo reconhecendo que quase não o utilizo.

[via Eurogamer]

Relacionados:

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

    Agora sim, com mais profissionais de diversas áreas tendo acesso ao Kinect, mais aplicações revolucionárias ganharão destaque.

  • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

    Agora sim, com mais profissionais de diversas áreas tendo acesso ao Kinect, mais aplicações revolucionárias ganharão destaque.

  • http://pulse.yahoo.com/_E4B6JRF7XG5AGGUOFZAFVGWIK4 DR

    A Microsoft sempre foi famosa por copiar inovações alheias, usando a estratégia de esperar ver se um produto novo tem boa aceitação no mercado para depois lançar uma versão melhorada. Mas, desta vez, ela surpreendeu lançando um produto revolucionário; e tudo indica que acertou em cheio! O Kinect é um produto muito bem feito, funciona mesmo; se tivesse só a detecção de movimento, já estaria bom demais; mas, de brinde, incluiram até reconhecimento de fala e de face já na primeira versão do produto. Até cientistas do MIT já estão usando o Kinect para dar visão aos seus robos experimentais a um custo insignificante (conforme bem dito no artigo), em comparação com outros sistemas de visão espacial. E, dessa vez, ela foi tão ‘boazinha’ que já liberou um kit de desenvolvimento para o Kinect.

    E, provavelmente, daqui alguns anos já teremos kinects embutidos em tablets e smartphones e não precisaremos mais ficar esfregando o dedo e embaçando a tela.

    Com certeza, esse foi um grande passo para um futuro sistema de realidade virtual. Já estou ansioso para ver a próxima versão do Kinect!