Nintendo 3DS alcança 5 milhões de consoles durante festa de aniversário do N64

Nintendo 64 Logo

“Get N, or get Out!”: quinta geração, a popularização dos jogos tridimensionais!

Um dos melhores consoles que o tio Laguna já teve fez aniversário ontem: era o Nintendo 64, que há exatos 15 anos seria lançado no mercado norte-americano.

Tal console debutante da Nintendo foi o último grande console cuja mídia física dos jogos eram os cartuchos, também chamados de “fitas”: se o jogo não ‘pegava’, sempre tinha um que soprava os contatos e hoje sabemos que tal atitude poderia piorar a situação! :lol:

Utilizar cartuchos no Nintendo 64 foi basicamente o calcanhar de Aquiles da empresa na quinta geração de consoles: o belo hardware Ultra 64 bits infelizmente representou a queda da Nintendo daquele posto de maior empresa no ramo dos jogos eletrônicos, conquistado com o NES e o Super Nintendo…

Os cartuchos custavam muito mais caros que os CDs para serem produzidos, mesmo em larga escala: se o tio Laguna não estiver enganado pelas revistas à época, cada CD prensado custava 100 vezes menos para ser produzido que o cartucho. As “fitas” tinham como vantagem serem mais difíceis de piratear e conseguiam manter taxas de transferência de dados bem maiores (2 MB/s) que os leitores dos discos ópticos utilizados nos concorrentes Saturn e PlayStation (300 kB/s).

Outra desvantagem dos cartuchos: a maior capacidade dos chips ROM disponíveis com a tecnologia da época era de 64 megabytes (ou 512 megabits), enquanto o CD do PlayStation oferecia até 624 MiB.

Nintendo 64 console set

Insistir no uso dos cartuchos foi boa idéia da Nintendo?

Tal limitação tecnológica obrigou muitas desenvolvedoras de jogos a retirarem bastante conteúdo de jogos multiplataforma: nos cartuchos, a maioria das trilhas sonoras eram baseadas no formato MIDI e as cutscenes tinham que ser elaboradas com a própria engine do jogo pois os codecs de áudio e vídeo, que gastavam muito espaço na ROM, eram evitados a todo custo!

Por conta dos altos custos e limites de desenvolvimento não tão presentes na concorrência, algumas editoras de jogos preferiram nem investir no Nintendo 64: a partir de então, os consoles Nintendo ganharam a má fama de serem ecossistemas fechados, um nocivo estereótipo onde somente a Nintendo obteria maiores lucros como editora de jogos… :-(

Legado

Embora com tantas limitações técnicas relacionadas ao uso do cartucho, o adolescente Nintendo 64 foi o responsável por introduzir e popularizar duas tecnologias que ainda hoje permanecem nos controladores de jogos:

  • A alavanca analógica, um dispositivo que permitia melhor precisão no controle do personagem no ambiente tridimensional que o direcional digital e hoje é tão indispensável que a maioria dos gamepads inclui uma segunda alavanca para mira/controle da câmera de jogo;
  • A resposta háptica através da vibração do gamepad, que veio na forma do Rumble Pak: lançado com o Star Fox 64, era um acessório com um simples motor eléctrico interno que encaixava-se embaixo do controle, sendo alimentado por pilhas palito. Hoje, o padrão de force feedback são dois motores de vibração internos nos gamepads e todos eles são alimentados pelo próprio console caso o controlador de jogo seja com fio.

A proposta do console eram os ambientes imersivos em três dimensões (com um z-buffering pouco mais competente que os competidores), tanto que foram raros os jogos com jogabilidade bidimensional: basta tentarmos esquecer o que aconteceu com a franquia Castlevania no 64 bits da Nintendo… Poxa, Konami: depois de um belo Dracula X, o Symphony of the Nightvirou exclusivo da concorrência!

Do a barrel roll

Boas vibrações!

Aliás, gostaria de compartilhar melhores lembranças do N64:

  • Momentos épicos do multiplayer de Mario Kart 64, GoldenEye 007 e Super Smash Bros.;
  • Os clássicos single-player dos bons tempos da Rareware como Blast Corps, Banjo-Kazooie, Jet Force Gemini, Conker’s Bad Fur Day e Perfect Dark;
  • Vários e vários jogos de corrida, de San Francisco Rush a F-Zero X, passando pelo Top Gear Rally cheio de cheats;
  • Allejo, o maior jogador de todos os tempos da Seleção Brasileira e astro do International Superstar Soccer 64;
  • E, dentre vários outros títulos, aquele jogo que dispensa apresentações: The Legend of Zelda – Ocarina of Time.

Por falar em aniversários: sexta-feira passada, dia 23 de setembro, a Nintendo completou 122 anos como empresa. Infelizmente, o momento atual da Big N não tem sido tão confortável: as vendas do atual console portátil, o Nintendo 3DS, estão abaixo do esperado para um console sucessor do Nintendo DS.

Nintendo 3DS Circle Pad

Como colocar um segundo analógico num portátil?

Para termos uma boa idéia da situação, o Nintendo 3DS chegou ao primeiro milhão de consoles no Japão em junho, logo após a E3 2011 e 13 semanas depois do lançamento: é um tempo muito longo para bater tal marco pois o Nintendo DS vendeu quase 1,5 milhão no Japão no primeiro mês de vida.

Foi com essa base instalada de um milhão de consoles que o Nintendo 3DS recebeu o remake do Ocarina of Time em 16 de junho, no Japão: um mês depois, tal Zelda seria o terceiro título do console a passar do milhão de cópias vendidas no mundo, ou seja, antes o console receber o brutal desconto no preço, um a cada quatro 3DS estavam a jogar a pérola vinda do N64.

Mesmo tendo esse clássico Zelda do Nintendo 64, as vendas do portátil 3DS em si estavam bem abaixo do esperado, tanto que um press-release da Nintendo of America revelou que as vendas yankees do Nintendo 3DS cresceram 260% após o desconto camarada: apostar no 3D estereoscópico sem óculos talvez tenha sido má idéia! Principalmente se levarmos em conta que o Nintendo 3DS não teve um jogo inicial que justificasse tanto a compra do novo console portátil quanto o Super Mario 64 no falecido 64 bits.

Digo isso pois para um portátil sucessor do Nintendo DS, o Nintendo 3DS está sendo um fracasso ao alcançar as 5 milhões de unidades vendidas do console no mundo só agora, após seis meses do lançamento japonês. O interessante é notar que as vendas dele têm se comportado como um console de mesa: se o tio Laguna não estiver enganado, o PS3 yankee também teve um corte de preço, passando de 299 para 249 dólares, só que o PS3 ficou atrás do Nintendo 3DS pós-desconto e ambos ainda ficam atrás do XBox 360 lá nos Estados Unidos.

Má idéia mesmo foi a Big N colocar um segundo disco analógico no Nintendo 3DS através do acessório Circle Pad: o tio Laguna acha que a segunda tela do Nintendo 3DS poderia muito bem substituir uma segunda alavanca analógica, mas, para agradar às desenvolvedoras que querem economizar custos ao portar jogos de outras plataformas, lá vai a Nintendo reconhecer que o console ainda não estava totalmente pronto e passar a horrível impressão de que o Nintendo 3DS veio ao mercado para antecipar-se ao PlayStation Vita.

Para terminar o mês de setembro, dêem uma boa olhada no vídeo abaixo:

É uma demonstração técnica do Gamecube, um console cujo lançamento japonês comemorou dez anos… Essa demonstração técnica do Gamecube é emulada/renderizada com hardware atual e veio de uma ROM beta que foi apresentada durante a Space World 2000, apresentada logo depois daquela demonstração de Zelda que deu lugar ao cartunesco Wind Waker.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Emanuel Laguna

O “tio Laguna” nasceu no Siará em meio à Fortaleza de 1984. Sempre gostou de brincar de médico com os aparelhos eletrônicos e entender como um hardware dedicado a jogos funciona, mas pretende formar-se como Engenheiro Eletricista qualquer dia. Antes apaixonado pelos processadores gráficos desktop, vê nos smartphones, tablets e outras geringonças mobile o futuro da computação.

Compartilhar
  • É irônico que meu console preferido da Nintendo seja o marco do “declínio” dela.

    • Gabriel Rezende

      O meu também.

      Ainda jogo muita coisa no emulador, haha.

  • Rodrigo Ortiz

    Se o Nintendo 64 tivesse usado CD’s como mídia para seus jogos, acredito que a história dos videogames seria bem diferente hoje. O Playstation não teria a super popularidade que conquistou desde o PS1 e a Sony não seria idolatrada da maneira que é por grande parte dos jogadores.

    Mas o Nintendo 64 foi um ótimo videogame; muitas horas de diversão com Zelda, Jet Force Gemini, 007, F-Zero, Wave Race, Castlevania (sim, eu gostava deste jogo).

    • Eu também gostava do Castlevania 64, até conhecer o Symphony of the Night e descartar a continuação do jogo do N64.

  • Anônimo

    Sobre o Nintendo 64 eu acredito que tenha sido o console mais injustiçado da história, os clássicos que estiveram nele já compensaram, porém realmente usar cartuchos foi uma teimosia da Nintendo que não deu certo. (Embora, diga-se de passagem, duravam consideravelmente mais que CDs).
    Agora sobre o 3DS, realmente, me decepcionei com essas vendas. Estão baixas até para uma empresa que não é do porte da nintendo, imagine se realmente levarmos em conta que é o sucessor do console portátil mais bem sucedido da história. (mas eu ainda quero um, diga-se de passagem).
    Eu ainda estou esperando O GRANDE JOGO para Nintendo 3DS, e provavelmente comprarei a versão 2.0.
    Para terminar, voltando ao Nintendo 64, meus melhores momentos foram no Mario 64, que eu me impressiono com a qualidade até hoje. Além disso, o mario kart 64, principalmente no modo Battle, foi responsável por centenas de horas de diversão. O próprio Smash Bros 64 foi o primeiro jogo que eu joguei com 4 pessoas simultaneamente, e foi incrível. Eu joguei milhares de horas de Wave Race 64, a jogabilidade era tão boa que se você jogar ele hoje ainda vai achar incrível. (eu jogo bastante no Virtual Console). E não podemos esquecer de Star Fox 64, jogo tão bom que com certeza será um dos primeiros que eu terei quando pegar meu 3ds.

  • Anônimo

    Sobre o Nintendo 64 eu acredito que tenha sido o console mais injustiçado da história, os clássicos que estiveram nele já compensaram, porém realmente usar cartuchos foi uma teimosia da Nintendo que não deu certo. (Embora, diga-se de passagem, duravam consideravelmente mais que CDs).
    Agora sobre o 3DS, realmente, me decepcionei com essas vendas. Estão baixas até para uma empresa que não é do porte da nintendo, imagine se realmente levarmos em conta que é o sucessor do console portátil mais bem sucedido da história. (mas eu ainda quero um, diga-se de passagem).
    Eu ainda estou esperando O GRANDE JOGO para Nintendo 3DS, e provavelmente comprarei a versão 2.0.
    Para terminar, voltando ao Nintendo 64, meus melhores momentos foram no Mario 64, que eu me impressiono com a qualidade até hoje. Além disso, o mario kart 64, principalmente no modo Battle, foi responsável por centenas de horas de diversão. O próprio Smash Bros 64 foi o primeiro jogo que eu joguei com 4 pessoas simultaneamente, e foi incrível. Eu joguei milhares de horas de Wave Race 64, a jogabilidade era tão boa que se você jogar ele hoje ainda vai achar incrível. (eu jogo bastante no Virtual Console). E não podemos esquecer de Star Fox 64, jogo tão bom que com certeza será um dos primeiros que eu terei quando pegar meu 3ds.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia