Molyneux revela seu amor pelo Minecraft

dori_min_21.03.11

A personalidade da indústria na semana passada foi mesmo Peter Molyneux. Após receber da BAFTA um prêmio pelo conjunto da obra e figurar numa seleta lista que contava com os nomes de Shigeru Miyamoto, Nolan Bushnell, Alfred Hitchcock e Charles Chaplin, o site IGN aproveitou para fazer uma entrevista com o game designer britânico e ao ser perguntado sobre quem deveria receber um prêmio semelhante daqui a dez anos, ele pediu que a impressa desse mais atenção aos novos talentos que tem surgido na indústria e citou como exemplo o criador do Minecraft.

Como o Molyneux sempre foi um apaixonado por games que nos colocam no papel de algo semelhante a um deus, ou que pelo menos nos permita interferir diretamente no mundo a nossa volta, seria bastante natural que ele se encantasse com o jogo do Markus Persson, mas como o britânico também parece ser chegado a criar algumas polêmicas e dar declarações inflamadas, ele não se limitou a dizer que o Minecraft é um bom jogo e afirmou não ter jogado nada melhor há bastante tempo.

Acho que o Minecraft é a melhor coisa que joguei nos últimos dez anos e o que é mais brilhante sobre ele – e eu encontrei com Markus [Persson] e ele é uma pessoa inspiradora – é que ele fez tudo sozinho e penso sobre o quão brilhante e inspirador isso é, não ter que depender da força das editoras e do pessoal do marketing. Ele fez tudo sozinho.

Devido ao alto poder viciante, eu ainda não tive oportunidade coragem de jogar o game e por isso não criticarei a opinião de Molyneux, mesmo porque ela deve ser respeitada e o número de pessoas que idolatram o game é bem grande, então não acredito que tanta gente esteja errada. Mesmo assim, em dez anos o número de títulos lançados é imenso e talvez ele tenha se esquecido que nesse período vimos o lançamento, só para citar um, do ICO, título que ele mesmo elogia sempre que pode.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Darkus

    Concordo plenamente! minecraft é excelente tanto em multi como em single!

    Dori, se está com medo de vício jogue se limitando as partidas por 30min por dia.
    ele é viciante, mas a própria mineração e busca por recursos enche o saco as vezes, legal mesmo é explorar cavernas (e acha-las claro)!

  • rafah

    As vezes cansa um poquinho, vc se mata pra pegar itens raros, dai morre no meio do caminho e perde tudo rsrs. Mas é só parar de jogar que a imaginação começa a fervilhar, e vc quer logo voltar pra testar aquela ideia rs.

  • garoa

    esses jogadores de baralho disfarçados de game designers me enchem o saco… por que não vão trabalhar na Growl?

    • garoa

      @garoa, quero dizer: Assassin’s Creed, Uncharted, Mass Effect, Red Dead Redemption… jogos fenomenais surgidos nessa geração em superproduções luxuosas e magistrais. Aí vem um cara que só tem nome e hype e diz que a melhor coisa ever é um brinquedinho, não game, de criar fases. FAIL.

      • cquintela

        @garoa, isso que eu chamo de trollagem de responsa…

  • Marcelo13

    Desculpe a pergunta. Mas qual o objetivo do jogo ? Eu peguei a versão antiga e não entendi nada, embora tenha ouvido vários elogios sobre o jogo.

  • rafah

    A versão paga é bem melhor que a antiga e free. O jogo continua sendo um “sandbox”, mas dessa vez os itens não vem de graça, vc tem que ir atrás deles, e combinar itens pra conseguir outros itens diferentes. Alguns vc tem que ir longe pra buscar. E pra completar, tb se tornou um jogo de sobrevivencia, pois a noite aparecem monstros pra te atacar, e logo no primeiro dia vc já tem que construir um abrigo antes que anoiteça, pois sem armas no começo vc pode morrer facil. Alias, mesmo com armas tem que ser bastante esperto a noite.

    Tudo bem que não tem um objetivo final, mas ainda assim é legal. E ele tb simula varios aspectos da natureza, como regiões de neve, deserto, floresta. Ele só é simples nos graficos, mas todo o restante do jogo seguem regras de fisica e de funcionamento “natural”.