Mirror’s Edge 2 ainda não foi descartado pela EA

dori_mirr_03.03.11

Uma vez vi alguém comentar que não se importava com o número de vendas dos jogos e que tal assunto só é relevante para os criadores. Talvez o sujeito até tenha razão, mas como um jogador que já gostou de diversos títulos que não foram bem aceitos pelo público e que aguardava uma continuação, sei que um fracasso comercial pode representar o fim de uma franquia, risco por que passou o, na minha opinião, ótimo Mirror’s Edge. Há algumas semanas o CEO da DICE, Patrick Soderlund, revelou que o desenvolvimento de uma continuação para o jogo havia sido cancelado, mas de acordo com Frank Gibeau, presidente da EA Games, a franquia não será abandonada.

Não completamente. Estamos apenas tentando descobrir como trazer o Mirror’s Edge de volta. Isso é parte do desenvolvimento do processo criativo. Sei que existiram algumas história sobre a EA ter matado o Mirror’s Edge. Bom, eu sou o cara; Eu dou o sinal verde para os jogos e não o matei – com Deus como minha testemunha.

O que temos dito internamente é: ‘O que precisamos fazer para que a sequência seja um sucesso?’ Precisamos ir da versão um para a dois, então terá que vender duas ou três vezes mais, encontrar uma audiência muito maior. O primeiro jogo, do ponto de vista de qualidade foi bom, mas agora ele terá que ser excelente. Estamos trabalhando ativamente em ideias no universo do Mirror’s Edge e ainda não encontramos uma forma de trazê-lo de volta de uma maneira que os fãs fiquem empolgados, mas ao mesmo tempo levá-lo a um público mais amplo.”

É, pelo jeito o desafio não será nada fácil e para mim o Mirror’s Edge é um dos maiores injustiçados desta geração. O jogo possui gráficos muito bons, enredo interessante, personagens marcantes e sua jogabilidade trouxe uma inovação aos FPSs que há muito não víamos. Quais as mudanças que eles trarão para conquistar mais pessoas eu não sei, provavelmente adicionar um multiplayer, mas espero que não mudem a protagonista e principalmente, não transformem a sequência em um descerebrado jogo de tiro em primeira pessoa.

[via CVG]

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Apesar de amar o primeiro jogo, não consigo imaginar uma continuação. Assim como não conseguia enxergar uma continuação para Portal. Em ambos os casos, vamos ver se sai coisa boa.

    No mais, gostei de jogar a versão de Mirror’s Edge para Ipod Touch / Iphone. Bem simples, mas muito legalzinho. Consegui pegar ele de graça na App Store, depois ficou um tempo por US$ 0.99. Está por US$ 4.99 agora, mas se pintar alguma promoção, recomendo!

  • Há uma luz no fim do túnel. Oremos 😀

  • nemorendil

    A notícia me deixa bastante feliz, quando dizem que estão buscando uma solução para o jogo. Mesmo com o baixo rendimento nas lojas, é sempre legal ver uma produtora reconhecendo que tem uma propriedade interessante na mão, mas que talvez a aplicação das idéias no game não tenha sido a melhor possível (ao menos no que tange a atingir o público).
    Seria uma solução interessante para uma porrada de novas franquias, muito interessantes, mas que foram praticamente enterradas no primeiro jogo, por falta de adequação ao mercado (só para citar: Enslaved, Vanquish, Darksiders…)

  • LoonySilva

    Às vezes a luz no fim do túnel é o trem. Golden Axe remake, jogos do Sonic…

  • hEaD_cRaB

    Q: “O que precisamos fazer para que a sequência seja um sucesso?”
    A: Colocar um protagonista machâo com varias armas 🙂
    Falando serio, sempre achei que esse jogo tinha um estilo meio valve , talvez se tivesse sido feito por ela não estaria prestes a ser jogado lixo pq o publisher acha que qualquer franquia precisa vender horrores pra existir.

  • FPViper

    Concordo hEaD_cRaB, Portal não deveria ter vendido o que vendeu… foi a proficiência da Valve em experiência do usuário que fez ele chegar nesse ponto. Não adianta o jogo ser muito legal e muito bonito…
    Tem de ter adicionais… assim como foi o sarcasmo da Glados e todo os comentários dispersos no jogo, a música dos créditos (que devem ter sido os créditos mais revistos inteiros no mundo dos jogos) e o fator fun…

    Mirror’s Edge… foi um jogo todo Straight Foward… De adicional, só as malinhas pra pegar… O fator replay é fraco. Então basicamente é só a dificuldade de se andar pelo cenário e de fugir/matar os inimigos.

    Não digo que não me diverti… mas não consigo jogar denovo… logo o usado é revendido e a EA fica puta mais uma vz pq não previu isso… Ah vá

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia