Digital Drops Blog de Brinquedo

iPad Desfibrilador?

Por em 30 de novembro de 2010
emApple e Mac Meio Bit relacionados     
Mais textos de:

  • kakaroto_BR

    Essa empresa aí vai ganhar uma boa grana e vão resolver isso rapidinho.

  • anedox

    Se puder falar mal do país você fala. Se eu fosse você abdicaria da cidadania brasileira (se é que você é brasileiro).

    • fazedordesite

      @anedox, ele pega pesado sim, as vezes desnecessariamente, mas deixa o cara falar, democracia meu amigo. Ainda mais que mesmo pegando pesado normalmente é tudo verdade, e a verdade doi né.

      • anedox

        @fazedordesite, em primeiro lugar não acho que tudo é verdade. Quem tem vontade de pegar pesado vai trabalhar no cais do porto.

        • http://www.stationx.com.br ghustavo

          @anedox, e por isso a porta da rua é serventia da casa.
          cara não entendo isso, quando eu vejo que um texto tem algo de errado, eu me atento ao fato, e tento informar ao escritor o problema, não criticar o trabalho dele. segundo, se leu, e não gostou vem postar só que não gostou para gerar flamewar? chamar atenção? vira o disco

    • http://sanpicciarelli.co.cc San Picciarelli

      @anedox, @fazedordesite, Curioso isso…

      As pessoas acham que jornalistas e cronistas devem paternalizar o objeto de suas matérias – e não é de hoje.

      Já imaginou se o Meio Bit (ou qualquer outro website, jornal, etc… que se preze) escreve assim:

      “Apple não permite que brasileiros comprem em sua loja brasileira. Motivo: eles não querem”

      Se quer nos ouvir a todos falando sobre o que está certo, impecável, bailarina e atriz, talvez seja melhor optar por um texto mais Ego, non é vero?

      E para constar, adoro elogiar projetos bacanas, daqui ou de qualquer canto.

      Neste tema em particular, não é nem caso de liberdade de expressão, mas sim informação + opinião + debate (convosco cumpadres).

      E aí, qualquer coisa cabe, menos fazer da origem o assunto.

      Valeu?
      Abraço.

  • Diego

    Alguém sabe se em 2007 já existia um burburinho sobre o suposto “iPad” que poderia ser lançado pela Apple?

  • emrezende

    Para a Apple que adora patente de tudo: TOMA ESTA !

    • http://sanpicciarelli.co.cc San Picciarelli

      @emrezende, Para não deixar o @anedox triste, vou apoiar-te amplificando com um #CHOOPA APPLE!

  • 1berto

    Eu abriria mão da cidadania brasileira se fosse aceito em algum país de verdade brincando.
    Como diria o outro Patriotismo é achar seu país bom só por que nasceu nele.
    Em princío seria justo que essa empresa ganhasse uma grana, se o registro for anterior mesmo seria merecido.
    O problema é que eu duvido que ela realmente fabrique ou projete desfibrilador…
    Provavelmente compra da China, monta aqui e bota um selo da zona franca… Bem vindo ao jeito
    brasileiro de gerar empregos.

    • anedox

      @1berto, ninguém pediu pra nascer aqui ou lá. É direito do ser humano mudar de nacionalidade, mas nenhum país aceita burros.

    • anedox

      Qualquer eletricista sabe fazer um desfibrilador, não precisa projetar nada nem trazer da China: bota um fio na tomada e as duas pontas no cara. Se ele não morrer, desfibrila.

      • http://www.stationx.com.br ghustavo

        @anedox, e o burro é o 1berto né?

        • anedox

          @ghustavo, você que disse. Eu não falei de ninguém em especial. Qualquer burro sabe fazer um desfibrilador. Os 3 Patetas usaram este método e o cara saiu pulando de alegria.

        • tiagodami

          @ghustavo,
          DO NOT FEED THE TROLL;

    • Max Power

      @1berto, se duvidar o desfibrilador também é montado na China pela Foxconn.

      • tiagodami

        @Max Power, talvez até use crianças pra montagem…

      • tiagodami

        @Max Power, talvez até use crianças pra montagem…

  • crts.ms

    O pais é formado por nós. Se quer um pais de “verdade” aja como tal.

    http://www.transform.ind.br/

  • http://antonioazevedo.com.br Antonio Azevedo

    Com certeza a Apple perde esta. Mas duvido que queira pagar uma boa grana pelo nome.

  • Max Power

    A Apple deve mudar o nome dele!

    • http://sanpicciarelli.co.cc San Picciarelli

      @Max Power, Seria MUITO bacana se, por um problema como esses envolvendo patentes e previedade de marca, a Apple tivesse ELA que mudar o nome de seu produto em um único país…

      Seria do grande dooka!
      :D

  • http://www.csrenan.com Renan the Geek

    Como as empresas atuam em áreas diferentes, não creio que haveria problemas ter os dois produtos com o mesmo nome.

    Ainda assim, quem tem razão na história é a Transform.

    • http://hudell.com Brian_Hudell

      @Renan the Geek, Em algum lugar eu li que eles registraram a patente como equipamento médico e também como computador.

  • Marcelo Iha

    Pois eu vi um interfone antigo japonês que se chamava Iphone…
    Era velho suficiente pra ser anterior ao da Apple

  • Fernandobtt

    A apple vai mudar o nome para IPerdi.

  • http://nada-aqui.posterous.com Marcio Neves

    E a Apple segue fazendo “appledices”. E parece que esse assunto do desfibrilador já rola há tempos, desde de abril, pelo menos. Quer saber, nesse caso aí a Apple não tem razão da causa, não. A marca já existe aqui desde muito antes de haver qualquer menção à nome do tablet dela (e o desfibrilador ainda se chama I-PAD). Seria mais ou menos o mesmo que a Nestlé lançar um “Chocolate Tobi” lá na Europa e ao trazê-lo para cá, pedir a anulação de marca do Guaraná Tobi ao INPI, por se achar “mais importante”.

  • crts.ms

    Perfeitamente. Imagine se as empresas grandes pudessem passar sobre direitos adquiridos das empresas menores só porque são grandes. Agora vamos ver se o INPI vai ter peito para dizer para o Jobs NÂO! Se bem que a Apple pode comprar uma empresa dessas fácil fácil. Imagine Apple computadores e desfibriladores.

  • http://www.flickr.com/photos/flaviofreitas Flavio Freitas

    Ainda há o problema do vazamento de informações. Imagina se a Apple fica consultando os diversos órgãos de patentes perguntando por nomes novos.

    E, para a Apple, o mercado brasileiro é muito pequeno para ela se preocupar. Ela vai entrar em acordo com a empresa dona do nome e pagar uma boa grana. Pronto.
    Aliás, me lembro que houve a mesma coisa com o nome iPhone, nos EUA, mesmo, já tinha dono quando eles lançaram o produto.

  • anedox

    O INPI já deu o parecer oficial: “As categorias são diferentes e PODEM ter o mesmo nome, a não ser que fosse um produto de grande popularidade, que não é o caso”.

    • http://www.flickr.com/photos/flaviofreitas Flavio Freitas

      @anedox, Segundo reportagem da Abril, o produto também está registrado como Computador. Portanto, NAO PODE.

  • Max Power

    Desfibrilador? E eu pensando que tinham encontrado uma utilidade real para o PDAsão da Apple.

  • Xinuo

    Cara se eu fosse o dono da marca, a Apple não teria essa fácil não (não interessando a opinião do INPI). Tinha que mostrar para ela, que não é só ela que sabe ganhar dinheiro fácil. Entra na justiça aí ô Transform. Ops! Será que esse nome foi registrado e Transformers não parece muito com ela?!?!? :)

    Brincadeiras a parte eu pesquisei no INPI e têm muita coisa que pode ser mais dor de cabeça para Apple:

    IPAD Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico
    IPAD (essa deve dar trabalho é da Slate)
    I-Pad Fast (essa marca é dessa tal Transform)
    Digipad
    Multipads
    Tripad
    Ipadu
    Pipi pad

  • http://sanpicciarelli.co.cc San Picciarelli
    • http://www.flickr.com/photos/flaviofreitas Flavio Freitas

      @San Picciarelli, Eu nao entendo nada do juridiquês, mas acionar o varejo parece piada. A FastShop nao tem a obrigação de saber se o produto que ela vende tem problemas de patente. Isso é com o fabricante.
      Agora está parecendo que a Transform (e a marca Transformers?) está mais é querendo aparecer que negociar a marca.

      • http://sanpicciarelli.co.cc San Picciarelli

        @Flavio Freitas, Então… pode ser, não desconsideraria isso não.

        O que acontece é o seguinte: a lei de patentes (no mundo todo, mesmo com todas as suas variações e nuances) ainda é uma coisa relativamente séria.

        Ao se ter e registrar uma idéia, não há muita tolerância contra alguém que procure explorar isso paralelamente. Os casos são julgados pontualmente e as mais diversas coisas resultam de cada peleja.

        Nesse caso em particular, a Transform tem um privilégio sobre o nome que talvez não tenha nenhum outro precedente em todo o mundo. O tal desfibrilador TAMBÉM está registrado no INPI como um dispositivo de computação (que computa dados, ou um computador), o que o posiciona na mesma categoria que o iPad, sem dúvida.

        O lance do acionamento do varejo faz bastante sentido também, uma vez que uma rede distribuidora – como a FastShop ou a FNAC, por exemplo – NÃO tem o direito de revender uma mercadoria não devidamente legalizada.

        No caso de divergências ou ruptura no quadro de reservas e patentes, tem que ficar tudo em suspenso até que a questão seja dissolvida. É algo que devemos observar, pois a Apple pode dar uma trombada sensacional e ter que chutar a bolinha baixa mesmo…

        Claro que a Transform vai explorar a situação. Claro que não se pode tolerar um produto (por mais hypado que seja) “chegar chegando”, para não abrir precedentes de irregularidade, etc. Claro também que vai espirrar um sanguinho e que a grana vai comer solta.

        Eu acho que a Transform não vai (e nem deveria) se vender por menos que uma perna ou um braço de todo o retorno do lançamento no Brasil – o que pode tornar tudo mais interessante (no sentido de mercadologia) ainda.

        Afinal, é Show Business, não é Show Friends…

        • mapoletti

          @San Picciarelli, tudo isso de patente já é antigo, não é de agora, meu pai trabalha com uma empresa que distribui esse i-Pad fast, e, quando foi anunciado o desenvolvimento do iPad, ele já havia me informado que ia conflitar com a patente da Transform, e já haviam noticias no assunto também, logo, não foi falta de atenção da apple em não pesquisar as patentes.
          Não sei se foi um ato de ‘má-fé’ por parte da transform (leia-se jogada de negócio), mas se não me engano, a Transform extendeu sua patente para computadores e notebooks após sr. Jobs anunciar o iPad, e, se (provavelmente) foi intencional, eles já esperavam tentar arrancar uma perna e/ou um braço, e não é de hoje. A apple deve estar extra-confiante na frota de advogados, e preferem pagar milhões nos advogados ao invés de uma empresa que “tentou dar uma de brasileiro”.
          Sinceramente, torço para que a apple pague a Transform após perder na justiça, porque ainda tenho a ilusão que a justiça favorece o correto, e não o que tem mais dinheiro.

    • evagorasjr
  • kakaroto_BR

    Pelo preço do ipad no Brasil, melhor comprar esse desfibrilador antes!

  • Pingback: Será que a Gradiente pode vender “IPHONE” no Brasil? Vamos analisar o registro da marca… « Meio Bit()