Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Alan Wake, quando a história supera a jogabilidade

Por em 29 de novembro de 2010
emAnálises Games Microsoft relacionados   
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Helder_Zero

    Bem, se deixam um final dúbio, com certeza já estão fazendo uma sequência!…ou não pois, muitos dos livros de Stephen King terminam com um final (eu sei, pleonasmo) que te deixam com a pulga atrás da orelha.

  • http://www.zergovermind.co.cc Decapattack

    Esse eu preciso jogar melhor. Joguei na casa de um amigo e achei mediano. Não dava medo nem nada, apesar da história bacana ( fiquei pensando em Silent Hill 4 por um tempo… kkk ).

    • http://nodoadouniverso.com BeeGod

      @Decapattack, Esse jogo não é pra dar medo exatamente. É uma história de suspense antes de tudo, com algumas pitadas sobrenaturais e terror. Como o Dori falou, é o desenvolvimento da história que te prende no jogo.

  • juniorcapua

    Dori, discordo um pouco de você quando diz que a jogabilidade é ruím. Tá, não foi “a melhor”, mas também não foi assim ruím não! Acredito que muito da experiência do jogo rola em relação como o jogador a joga. Eu mesmo joguei Alan Walker num quarto escuro, com um receiver 5.1 e o Dolby Digital ligado ao máximo numa LCD 42″ e a minha experiência foi a das mais interessantes. Sim, teve momentos que eu tomei alguns sustos durante a jogatina. Não esqueço de uma cena que estava entrando numa cabana e um gato pula na minha frente… Eu dei um pulo na cadeira também que foi terrível! Se tivesse alguém junto com certeza teria rido da minha cara… Mas, voltando a jogabilidade, eu creio que a mesma ficou no mesmo nível da história e acredito que ela vai ter uma continuação, pois a produtora deixou isso em aberto! Mas coloco Alan Walker como um dos melhores jogos que já joguei… Tem lugar na minha coleção!

    • http://www.vidadegamer.com.br Dori Prata

      @juniorcapua, Também joguei numa configuração parecida com a sua, mas a minha reclamação em relação a jogabiliadde é que ela é muito simples, exigindo pouco da inteligência do jogador, embora os inimigos sejam razoavelmente espertos, achei que faltaram quebra-cabeças e não achei o jogo tão assustador assim. Nesse aspecto ainda acho que o Silent Hill se sai muito melhor.

      • http://www.facebook.com/AllanAlmeidaBFR Allan Almeida

        A jogabilidade é realmente simples, o que não quer dizer que o jogo é fácil. Há momentos em que você fica sem munição e a única forma de sobreviver é sair correndo como louco, se esquivando do ataque dos inimigos rezando pra ter um ponto de luz bem perto. Outra coisa é quando a tela enche de inimigos e você só tem 6 balas de revólver e 3 baterias!
        A minha opinião é de que Alan Wake é um jogo excelente, que pecou nos gráficos, pois apesar de serem elogiados na maioria das vezes, eu não achei tão bons assim e na movimentação do personagem. Lembrou muito o jeito do Max Payne de andar no MP1 e MP2, não gostei também, é muito artificial.
        Mas é um dos meus top 10 de jogos preferidos.

  • angraxs2

    Comprei usado no mercado livre por 30 reais, e pra minha surpresa o jogo estava mais bem conservado do que os meus :) Valeu cada (pouco) real gasto!

    • http://www.vidadegamer.com.br Dori Prata

      @angraxs2, RS$ 30 pelo Alan Wake? O cara estava dando o jogo!

  • http://ramonritter.myopenid.com/ Ramon E. Ritter

    Excelente artigo. Se tivesse um xbox com certeza compraria o game.

    Só uma pequena correção: Maine é o estado americano onde se passam boa parte das histórias do Ste[hen King e não uma cidade (http://pt.wikipedia.org/wiki/Maine).

    • http://www.vidadegamer.com.br Dori Prata

      @Ramon E. Ritter, Opa, valeu, corrigido.

  • http://frankcastiglione.wordpress.com/ FrankCastle

    Bem interessante a resenha. Eu não criei hype em cima do jogo e nem quis comprar em seu lançamento. Mas depois que minha fila de jogos andar, com certeza irei jogá-lo, até comprei adiantado os DLCs em promoção. Gosto muito do estilo dos jogos da Remedy. E Alan Wake é, para mim, uma oportunidade de jogar uma nova franquia do início.