QR Code em sites. Meio Inútil, não?

não perca seu tempo.

Como conceito as imagens em QR Code são uma coisa bem legal. Um código de barras bidimensional, capaz de armazenar muito mais informação do que o modelo tradicional, com correção de erro, algo bem mais robusto, excelente para ser usado pela indústria automobilística, por exemplo.

Na Internet os códigos QR foram usados inicialmente para facilitar a vida das pessoas com celulares sem teclado alfanumérico. Digitar uma URL em um Nokia com T9 não era algo fácil, reconheço.

Assim você leria um texto em um site falando de uma aplicação e se deseja-se experimentar, ao invés de digitar um endereço monstruoso apontaria seu celular com câmera para a imagem. Um programa a decodificaria, passaria a URL para o navegador e e magicamente a página abriria.

Na prática havia pouco ou nenhum motivo para abrir uma página nos celulares pré-iPhone. A renderização era ruim, as conexões (mais) lentas e nem todo celular permitia instalação direta de arquivos via web. Para piorar alguns desenvolvedores forneciam links de download para zips, melecando tudo.

Com isso o QR nunca pegou.

Hoje existem várias alternativas aos QR Codes. Você pode sincronizar seus bookmarks entre diversos computadores e dispositivos móveis usando o XMarks, pode sincronizar textos, URLs e imagens usando o Evernote, pode salvar URLs para posterior leitura usando o Read It Later, que também funciona sincronizado entre várias plataformas e pode até salvar o conteúdo inteiro de uma página através do Instapaper.

Todos esses serviços rodam nos mais variados celulares e vêm com plugins e extensões para integração a todos os navegadors relevantes. (Sorry Opera)

A navegação móvel também deixou de ser o horror de antigamente. O “site mobile” deixou de ser essencial, na maioria das vezes é possível navegar pelo site normal, acessando os links… normalmente. Aí o QR Code deixa de ser inútil e vira uma piada. Sim, já vi sites onde só havia a opção do QR Code, um pesadelo de usabilidade pois se vc acessa o site pelo celular, como vai fotografar a tela com a própria câmera? Einstein não deixa.

NOTA: A rigor Einstein deixa, mas você precisaria de uma fonte gravitacional muito grande.

O QR Code é uma boa idéia que foi atropelada pelo avanço tecnológico. Hoje ele funciona muito bem no ambiente industrial e nos controles de estoque, mas perdeu sua razão de ser no mundo mobile online.

Talvez ele ainda seja válido em mídia impressa e em ações de marketing, mas no momento em que você impõe um pré-requisito para que o consumidor acesse seu conteúdo, você está limitando esse acesso. Ser obrigado a instalar uma aplicação para acessar uma URL me parece uma boa limitação.

Em breve mesmo o uso promocional perderá o sentido. Hoje ferramentas como o Google e o Bing já fazem reconhecimento de imagem. Para quê QR se é só apontar pro negócio e ver o resultado?

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • sarrapo

    Droga sou curioso. =/

  • agree!

  • andrepd

    Ainda acho útil pra links do market do android quando estou navegando pelo desktop. Mas existem várias alternativas até mais práticas pra isso e, além disso. não vejo outras utilidades também.

    PS. Sim, mesmo sabendo que era sacanagem, perdi meu tempo abrindo o link do QR Code. Só pra não dizer que nunca uso. lol

    • @andrepd, no Android eu recomendo (muito) o AppBrain:

      http://meiobit.com/69812/appbrain-android-mais-amigavel-que-iphone/

      Você “instala” do desktop pro celular, sem sync, sem comando, sem nada. Nenhum outro sistema mobile tem algo sequer parecido.

      • rzaratin

        @Carlos Cardoso,

        Na Froyo, o Web Install do AppBrain não está mais funcionando, eles fizeram uma tentativa colocando diretamente dentro do software, mas ainda assim não funciona.

        Isso sem falar que a grande maioria dos sites não coloca o link do App Brain da aplicação e muitas vezes colocar o QR Code. Uso bastante o recurso.

        Outro recurso que tenho usado pra isso é o Chrome to Phone que funciona também muito bem.

        Na nova versão do Android (Gingerbread, pra quem não sabe) terá um novo Android Market, será feito um site onde poderá ser feita a navegação pelas aplicações e a instalação das aplicações poderá ser feita diretamente (como o recurso do AppBrain).

        Mas ainda assim, uso bastante o QR Code pra aplicações no Market.

        • eduardo.schurtz

          @rzaratin, agora pouco ainda instalei uma app direto pelo site do appbrain… “Ainda” está funcionando, mas não se sabe até quando… To com a shadow do Edgard também!

      • andrepd

        @Carlos Cardoso, eu uso o appbrain mesmo, ajuda muito. E como dito pelo colega o chrome to phone também é perfeito.

    • @andrepd, Concordo. Principalmente para passar contatos. Recentemente inclusive eu compartilhei via QR Code o meu cartão de contato no Android, o meu amigo só apontou o celular dele pra minha tela do meu HTC e salvou todo o meu cartão de contato. Mais prático, impossível.

  • JP

    Não tem cabimento pedir pra alguém parar no meio da rua pra fotografar um mero código. O correto seria esse anúncio emitir algum tipo de sinal wireless e usuário com um toque fazer o download da informação rapidamente, sem parar de andar. Se fosse um evento por exemplo, a informação deveria ser colocada na agenda. Em revistas a coisa torna-se mais inútil, já que é mais rápido digitar parte do endereço no navegador e ele mesmo completar o endereço.

    Mas não posso deixar de citar o Microsoft Tag, que mesmo caindo na vala da inutilidade, permite que qualquer usuário crie rapidamente uma tag com vários tipos de informação. Infelizmente não há uma integração no serviço, o que mata qualquer tecnologia do tipo. Se eu apontar o cartão de visita (alguém aí isso?) com uma tag pra webcam, o programa deveria mandar direto pro gerenciador de contatos, né?

    • @JP, eu tenho o MS Tag no iPhone. É o tipo de coisa que se todo mundo usasse seria muito legal, mas ninguém usa então é mais que inútil.

      • JP

        @Carlos Cardoso, Ninguém usa porque nem mesmo a Microsoft o torna útil ou integrado com o resto do seus sistemas.

        Fico imaginando o quão mais simples seria uma tag que completasse sozinho o famigerado serial de instalação. Com os cartões pré-pagos MS Points usados no Xbox bastaria mostrar pro Kinect a tag e pronto. Nada de ficar digitando 25 números. Simplicidade e praticidade.

        • @JP, excelente ideia. Boa mesmo.

        • omine

          @JP, tb gostei. boa sugestão

    • 1berto

      @JP, a maioria dos celulares troca contatos via bluetooth (na área de contatos tem um enviar para…).
      Eu trabalho em um banco grande e há algum tempo teve uns testes de um totem de anúncios que fazia isso, o totem tinha uma identificação e o usuário abria um programa que ‘puxava’ os dados do anúncio (como o site por exemplo) mas parece que a idéia não decolou…

      • JP

        @1berto, A idéia do banco já nasceu morta pelo fato de ser algo isolado e ter que baixar um aplicativo exclusivo pra isso. Nem preciso falar que propaganda de banco da preguiça. Bluetooth é outra tecnologia que dá preguiça de usar.

        Quem deveria encabeçar isso é a Microsoft agregando vários ações publicitárias pro serviço. O povo gosta de desconto e coisas grátis, então é isso.

        Exemplo da minha concepção maluca:

        > Você acessa o sistema pelo seu Live ID e faz o download da informação/promoção no local.
        E pra achar esses pontos? Bing Maps.
        > O sistema te redireciona para o aplicativo de propaganda pré-carregado no mesmo estilo iAd. Ninguém gosta de ficar gastando 3G ou mesmo ficar esperando.
        > Lá no aplicativo é só criar uma maneira divertida de fazer a pessoa descobrir se ganhou.
        De quebra aproveite pra dar algum cupom de desconto ou coisa gratuita.

        Claro que é possível expandir esse sistema pra diversas finalidades. Escutou numa loja e gostaria de comprar ou mesmo saber o nome? Clique e pronto.

        • 1berto

          @JP, A idéia não era isolada. Havia uma operadora grande envolvida e consultoria de um fabricante de celular (a idéia era que o celular da operadora viesse com esse aplicativo acho que naquela parte de aplicativos da operadora) e imagino que meu banco não foi o único a testar a solução. Mas não pegou de qq forma.

    • @JP, O QR Code tem um formato específico para contato, outro para link e texto. Como disse em outro comentário, dia desses eu compartilhei o meu cartão de contato com um amigo, bastou ele apontar o celular pra QR Code gerado pelo meu HTC e pronto, apareceu a opção de salvar o contato na agenda telefônica dele.

  • andremansur

    Será que isso não pode gerar um vcard, ou atraves de um servico na web gerar um link que baixe um vcard pre cadastrado? Pergunto, pois de repente poderia ser usado pra passar esses dados de um cel pro outro. Bluetooth é chato, tem que sincronizar, e volta meia anida da pau (no meu htc diamond com wimo, sempre). De repente vc fotografaria o celular do outro e ja teria os dados dele na tua agenda. É uma ideia..

  • Magalz

    Eu perdi meu tempo scaneando akele qr code.

  • lionzin

    Aqui na empresa a maioria dos serviços de compartilhamento são bloqueados, seja de bookmarks como de arquivos e notas (dropbox, springit, evernote…)
    Com isso acho muito util quando leio alguma reportagem sobre algum aplicativo para android e ja tem o QR code para a sua busca no market.

    Fora isso não vejo outra utilidade interessante

  • ICEFUSION

    Será uma evolução dos códigos de barra ou uma pré-figuração da marca da besta.

  • muralgratis

    Carlos Cardoso, desa vez você escorregou feio heim…
    Da onde que QR code esta morto? Pelo menos para mim não. Uso muito em meu android, porque apesas de ser bom navegar pelo smartphone, não se compara a qualidade de navegação pelo desktop.

  • h.shmutz

    Falando em códigos, as novas fontes vêm com um código incorporado em cada letra, o que facilitará muito o trabalho dos OCR, se não for a sua extinção.

  • omine

    No japao é muito utilizado em celulares há quase 10 anos.
    Diversas fábricas e depósitos tb utilizam para identificar peças, produtos, caixas, pessoas, etc, mas não é tão utilizado quanto nos dispositivos móveis, porque ainda utilizam muito o EAN e outros simples. Um dos motivos é por ser mais fácil e barato comprar um leitor de código de barras do que um leitor qrcode.
    Também com a entrada de smartphones houve uma queda no uso do qrcode nos ultimos 2 anos.
    Acho muito dificil a moda pegar no Brasil porque chegou justamente na hora que estava morrendo.
    Como exemplo, a linguagem CGI, foi amplamente utilizada no Japão, por isso, ainda hoje existem muitos sistemas e websites que utilizam cgi. Mas só chegou no brasil quando estava perdendo força, com a entrada do ASP e PHP.

  • omine

    apenas complementando,
    nos aeroportos do japao, china, leste asiático em geral. O padrão é o qrcode.
    Inclusive serve como ticket de viagem onde contém o numero do passaporte, endereço de residência, nome completo, email, código do pedido, comprovante de pagamento, etc..
    Quando chega no checkin basta passar o código numa máquina, sem precisar entrar na fila de atendimento.

  • tiagodami

    #wapnuncamais!

    #wapnuncamais!

    #wapnuncamais!

  • 1berto

    Qdo tenho os dois a disposição navego pelo PC e uso a imagem do QRCode para baixar o aplicativo pelo celular… Mas faz pouco sentido mesmo.
    Em revistas e cartazes também não vejo tanta utilidade. Sobre os usos ‘tecnicos’ citados aqui não acho que tenham sido o foco da matéria.
    Um outro uso que faço mais popular é no cartão de visita (gero meus dados de contatos), talvez no futuro isso possa se popularizar mais… Se bem que é mais fácil trocar Vcard por bluetooth.

  • anotaai

    “Com isso o QR nunca pegou.”

    Eita, de novo o blogueiro que pensa que é jornalista falando merda.

    Defender o que você gosta ou usa, é ser parcial, e cai nessas bobagens que você vivem falando, como o iPad ser multi-tarefa (faz uma semana somente), ou aquele caso do TweetDeck para Android.

    QR nunca pegou… no Brasil. Japão usa QR há no mínimo 6 anos, EUA usa QR em todo lado, inclusive em sites. Todo dia o Gizmodo publica dezenas de apps de celular do dia e usa… QR! Olha, não pegou mesmo!

    Brasileiros: se não conheço ou não sei para que serve, não deve prestar.

    Não tem coisa mais simples, mais prática que site com QR.

    Ou é melhor ficar navegando por horas na tela do celular? Por melhor que seja o celular, acorda, a tela é pequena. Qualquer notebook é melhor para escolher, navegar, abrir várias janelas, vários sites, comparar…

    A idéia é essa, escolher pelo site e usar o QR só na hora de instalar.

    Quem aguenta ficar 5, 6 horas navegando via celular?

    Bem se você usasse Android, nem de QR precisaria. Chrome to Phone manda tudo que estou fazendo (mapas, telefones, sites, downloads) do jeito que vejo, diretamente para o celular.

    Seu celular faz isso? Nokia? iPhone? iPod? Sorry.

  • Darkus

    eu gostaria muito que abandonassem o antigo esquema de código de barras padrão e adotassem o qr code no lugar dele!

    seria mais útil e menos chato de escanear produtos para ver o preço

    • ICEFUSION

      @Darkus, E aqueles produtos congelados do supermercado, que a leitora insiste em não detectar, e a tartaruga da caixa demora pra digitar aquele catatau de números. 🙂
      Estes dias fui pagar uma conta da luz velha , o papel já estava esfarelando, a caixa demorou 20 minutos pra tentar decifrar os números e digitar, auheuahea.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja