QR Code em sites. Meio Inútil, não?

não perca seu tempo.

Como conceito as imagens em QR Code são uma coisa bem legal. Um código de barras bidimensional, capaz de armazenar muito mais informação do que o modelo tradicional, com correção de erro, algo bem mais robusto, excelente para ser usado pela indústria automobilística, por exemplo.

Na Internet os códigos QR foram usados inicialmente para facilitar a vida das pessoas com celulares sem teclado alfanumérico. Digitar uma URL em um Nokia com T9 não era algo fácil, reconheço.

Assim você leria um texto em um site falando de uma aplicação e se deseja-se experimentar, ao invés de digitar um endereço monstruoso apontaria seu celular com câmera para a imagem. Um programa a decodificaria, passaria a URL para o navegador e e magicamente a página abriria.

Na prática havia pouco ou nenhum motivo para abrir uma página nos celulares pré-iPhone. A renderização era ruim, as conexões (mais) lentas e nem todo celular permitia instalação direta de arquivos via web. Para piorar alguns desenvolvedores forneciam links de download para zips, melecando tudo.

Com isso o QR nunca pegou.

Hoje existem várias alternativas aos QR Codes. Você pode sincronizar seus bookmarks entre diversos computadores e dispositivos móveis usando o XMarks, pode sincronizar textos, URLs e imagens usando o Evernote, pode salvar URLs para posterior leitura usando o Read It Later, que também funciona sincronizado entre várias plataformas e pode até salvar o conteúdo inteiro de uma página através do Instapaper.

Todos esses serviços rodam nos mais variados celulares e vêm com plugins e extensões para integração a todos os navegadors relevantes. (Sorry Opera)

A navegação móvel também deixou de ser o horror de antigamente. O “site mobile” deixou de ser essencial, na maioria das vezes é possível navegar pelo site normal, acessando os links… normalmente. Aí o QR Code deixa de ser inútil e vira uma piada. Sim, já vi sites onde só havia a opção do QR Code, um pesadelo de usabilidade pois se vc acessa o site pelo celular, como vai fotografar a tela com a própria câmera? Einstein não deixa.

NOTA: A rigor Einstein deixa, mas você precisaria de uma fonte gravitacional muito grande.

O QR Code é uma boa idéia que foi atropelada pelo avanço tecnológico. Hoje ele funciona muito bem no ambiente industrial e nos controles de estoque, mas perdeu sua razão de ser no mundo mobile online.

Talvez ele ainda seja válido em mídia impressa e em ações de marketing, mas no momento em que você impõe um pré-requisito para que o consumidor acesse seu conteúdo, você está limitando esse acesso. Ser obrigado a instalar uma aplicação para acessar uma URL me parece uma boa limitação.

Em breve mesmo o uso promocional perderá o sentido. Hoje ferramentas como o Google e o Bing já fazem reconhecimento de imagem. Para quê QR se é só apontar pro negócio e ver o resultado?

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples